WSL confirma oficialmente Etapa do Mundial de Surf em Itacaré.

A World Surf League (WSL) confirmou oficialmente a etapa do mundial de surf em Itacaré, a QS1.500 masculino, programado para acontecer entre 24 e 29 de outubro deste ano, na praia da Tiririca. O evento vai distribui US$ 20 mil em prêmios e vais trazer para a cidade surfistas de vários países, colocando mais uma vez o município como uma referência internacional do esporte. Paralelo ao Mundial de Surf acontecerá também o Festival de Música, com grandes nomes da música brasileira.

O retorno do mundial de surf para Itacaré foi uma ação do prefeito Antônio de Anízio e do diretor de planejamento Kleber Miranda, que desde o mês de fevereiro vem se reunindo com representantes da WSL South América, empresa responsável pelo evento, manifestando o desejo da cidade voltar a sediar o mundial. De acordo com o prefeito, Itacaré é hoje conhecida a nível internacional pelo surf e não poderia continuar de fora do mundial, não somente pelo incentivo ao esporte, mas pelo retorno que eventos como esse traz para o turismo local, movimentando a economia da cidade.

MUDANÇAS – Com relação à polêmica criada com relação a data da etapa em Itacaré, onde constava dois eventos no mesmo período, a WSL informou que o Hang Loose Pro Contest, que no ano passado movimentou a praia da Joaquina, em Florianópolis (SC), agora está previsto para ser disputado na praia de Maresias, em São Sebastião (SP), de 31 de outubro a 5 de novembro. Porém, o evento ainda não está confirmado e aparece com o status de “tentativa”. Já a etapa de Itacaré está confirmada.

Itacaré sediou o evento mundial nos anos de 2013, 2014 e 2015, sendo considerado sucesso total e a única etapa do circuito da World Surf League na Região Nordeste do Brasil. O evento reuniu os melhores surfistas do Brasil e de vários países. Na época o evento reunia surfe, ecologia e mega-shows de música, com atrações como O Rappa, Seu Jorge, Nando Reis, Teatro Mágico, Legião Urbana, Natiruts e vários outros nomes consagrados da música brasileira. (Secom/Itacaré)


Comentários

Os comentários estão fechados.