Sem vagas, cidade baiana retira mais de 400 corpos de cemitério e gera revolta.

O anúncio da exumação de mais de 400 restos mortais do Cemitério Municipal do Kadija, em Vitória da Conquista, tem deixado a população, principalmente os católicos, revoltada. A lista com os nomes dos mortos a serem removidos foi divulgada no mês passado pela Prefeitura de Vitória da Conquista. As exumações devem começar em 19 de julho e vão transferir os restos mortais para um ossário, construído ao custo de mais de R$ 167 mil. O motivo para a ação é a superlotação, quase já não há mais lugar para cavar túmulos. O cemitério abriga corpos de pessoas de baixa renda, em sua maioria, e, segundo a prefeitura, está com apenas 91 covas adultas disponíveis, sendo 54 covas para o sexo masculino e 37 para o feminino. A administração municipal afirma que “essas vagas só atendem a necessidade do serviço por um período de, aproximadamente, 60 dias”. Veja a matéria completa no UOL.


Comentários

Deixar uma Resposta