População cobra resposta da Policia no caso dos atropelamentos do KM 06.

A população do município de Itacaré ainda não está totalmente refeita do impacto sofrido após a tragédia que aconteceu na noite do último sábado, quando bandidos assaltaram uma loja de roupas no centro da cidade, e durante a fuga atropelaram três pessoas, no KM 06, vitimando Eliene Batista Martins, de 34 anos, e sua filha Cleilma de Jesus Silva, 19 anos, e ferindo uma criança, que apesar de ficar internada por dois dias no Hospital Luis Vianna Filho em Ilhéus, não corre risco de morte. O crime completa nesta quinta-feira, 05 dias e até o fechamento desta matéria permanece sem pistas, revoltando a todos, pois ocorreu praticamente em frente ao Posto da Policia Rodovia Estadual em Itacaré.

“Verdadeiro demonstração de incompetência, como é que uma tragédia dessa acontece em frente a policia rodoviária, e a policia não consegue nem apreender o carro, parece até que não aconteceu nada. Queria vê se fosse com um policial, rapidinho eles já tinham resolvido o crime”, comentou a moradora Maria do Socorro do Km 05.

“A policia nesses casos tem que dá uma resposta a sociedade, não podemos deixar que esse crime fique em pune como tantos outros em Itacaré”, comentou um morador da Vila Marambaia, revoltado com a falta de respostas e elucidação do crime.

Nesta quinta-feira (20), familiares e amigos participarão da grande caminhada da paz, e por mais segurança em Itacaré, que terá concentração na Praça do Fórum, a partir das 9hrs.

 


Comentários

Os comentários estão fechados.