Polêmica: População de Taboquinhas retira cerca colocada em ponto turístico.

“A Usina é nossa!” Foi desta forma que populares de Taboquinhas reuniram-se na manhã deste domingo (15/04), por volta das 10hrs em manifesto contra a marcação ilegal de território já adquirido pelo poder público há anos.

A Usina velha em Taboquinhas é um ponto de lazer local e turístico, destaque em matérias jornalísticas de emissoras consagradas na região e no território nacional, sendo um dos atrativos mais importantes do distrito. A Usina teve seu terreno marcado por estacas e arames farpados a pouco tempo pela família Baracho.

Segundo informações, a intenção futura da família, que tem um grande território ao lado do bem público, é de privatizar o local cobrando taxas para que visitantes, turistas e outros entrem e desfrutem da localidade. É onde a população e o poder público não está de acordo com os herdeiros, já que o território em que se encontra a usina não é de sua família e foi doado há cerca de 80 anos pelo antigo proprietário para que a gestão municipal tomasse conta, e que a população de Taboquinhas fossem os verdadeiros herdeiros do local.
O prefeito de Itacaré Antônio de Anízio, em conversa, afirma ter a existência de documentos nos arquivos da prefeitura que comprovam que o local é de responsabilidade da gestão municipal, e que qualquer medida a ser tomada no local deve ser notificada a prefeitura, é o que não foi feito pelos Barachos, sendo família nenhuma dona da Usina e sim “Á população”. Portanto, a Usina é do povo. Uma viatura da 72°/CIPM acompanhou o ato para evitar possíveis confrontos. (Itacaré Online)


Comentários

Deixar uma Resposta