‘Pisca-pisca’ de Natal pode interferir em sua conexão Wi-Fi.

As informações são da Ofcom, reguladora independente de telefonia do Reino Unido, que lançou um aplicativo verificador de Wi-Fi para smartphones. Além do Wi-Fi, muitos outros dispositivos poderiam sofrer interferência, assim como outros aparelhos também causam interferência no sinal, como fornos de micro-ondas e lâmpadas fluorescentes. Tudo isso por conta do espectro eletromagnético, que cobre as ondas de rádio, micro-ondas, luz visível e radiação. Ele está sempre presente ao nosso redor, e telefones, rádios e televisores, por exemplo, dependem de princípios básicos da Física. As redes sem fio normalmente trabalham no espectro de 2,4 Gigahertz. O termo Hertz significa o número de ondas por segundo, de modo que 1 Hertz é um comprimento de onda por segundo. A estação de rádio FM, por exemplo, pode usar 100 Megahertz, ou 100.000.000 ondas por segundo, enquanto 2,4 Gigahertz, usado pelo sinal wireless, utiliza cerca de 2.400.000.000 de ondas por segundo, tornando as ondas de rádio usadas por Wi-Fi consideravelmente mais curtas. Essencialmente, isso significa que elas são “mais fracas” do que as ondas de rádio FM, já que exigem maior poder para cobrir a mesma distância. O roteador sem fio também usa consideravelmente menos energia do que um transmissor FM público. O alcance máximo de um sinal Wi-Fi doméstico pode ser de até 100 metros, enquanto o FM, em condições adequadas, pode ser facilmente alcançado em 10 quilômetros e além. Como a rede sem fio é muito menos poderosa do que um grande transmissor de FM e as suas ondas são mais fracas, o local do roteador na casa terá relevância. Sistemas elétricos, micro-ondas, vigas de aço, concreto e revestimento de isolamento podem interferir no sinal. E, apesar de parecer improvável, o “pisca-pisca” de Natal também pode causar esta interferência. A maioria das luzes de Natal possuem fios não blindados, o que significa que não há isolamento de frequência de rádio para proteger os dispositivos de radiocomunicações dos efeitos eletromagnéticos dos cabos de alimentação que ficam enrolados na árvore. No entanto, seria necessário um volume considerável de luzes para criar interferência suficiente para degradar seriamente uma rede Wi-Fi. (Jornal Ciência)


Comentários

Os comentários estão fechados.