Pente-fino do INSS é iniciado e vai analisar cerca de 3 milhões de benefícios suspeitos.

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) começa nesta sexta-feira (12) a revisão dos benefícios, o chamado pente-fino, com base na medida provisória 871, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) no mês passado. A resolução que autoriza o início das revisões foi publicada nesta sexta-feira (12) no “Diário Oficial da União”. A intenção é combater fraudes ao sistema e atingir uma meta de economia de R$ 9,8 bilhões. Segundo o INSS, poderão ser analisados, pelos próximos 18 meses, até três milhões de benefícios, como auxílio-doença e aposentadoria por invalidez, com indícios de irregularidades apontadas pelos órgãos de controle, como o TCU (Tribunal de Contas da União), a CGU (Controladoria-Geral da União) e a Força Tarefa Previdenciária. A resolução permite ainda a análise de requerimentos de benefícios feitos ao INSS pendentes há mais de 45 dias. Saiba mais no UOL


Comentários

Os comentários estão fechados.