A Universidade Estadual de Santa Cruz caiu duas posições no Ranking Universitário da Folha de São Paulo, levantamento anual que mede a qualidade das instituições de ensino superior. A Uesc aparece na 65ª posição neste ano. A Uesc caiu duas posições por obter a nota 56,68. A líder do levantamento deste ano é a UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro, com 97,46. Ela superou a USP, segunda colocada com 97,03. A melhor instituição baiana no Ranking é a Universidade Federal da Bahia. Aparece na 14ª posição, com 86,94. A segunda é a Universidade Estadual de Feira de Santana, na 64ª posição, um pouco melhor que a da Uesc, com 58,99. O ranking universitário da Folha avalia, além da qualidade do ensino, itens como inovação e internacionalização. Outro conceito é a produção científica, incluindo número de trabalhos científicos e recursos federais captados para pesquisa. *Informações do site A Região


O número de candidatos que se autodenominam pastores na Bahia cresceu 61% em comparação às últimas eleições municipais, em 2012, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Neste ano, registraram-se 287 candidatos com o título de “pastor” ou “pastora”, contra 178 em 2012. Outros quatro candidatos fazem referência a pastores em seus nomes, a exemplo da “Irmã Tereza do Pastor Altino”. Também estão registrados na Bahia 192 “irmãos” e 58 “irmãs”. Há ainda sete “padres” e dois candidatos com referência a outros “padres”, além de um “frei”, oito “bispos” e 12 “pais”. No total, são 570 candidatos com referências religiosas diretas em seus nomes. *Bahia Notícias


Na última sexta feira (15), os bancários recusaram mais uma proposta da Federação Nacional de Bancos (Fenaban) e decidiram continuar a greve nacional, iniciada no último dia 06, completa hoje (19) 14 dias, com mais de 12 mil agências e 52 centros administrativos fechados, já na terceira semana de paralisação. Na reunião de sexta feira, a Fenaban ofereceu aos bancários reajuste salarial de 7% e abono de R$ 3,3 mil. Os bancários não ficaram satisfeitos e decidiram manter a paralisação. Segundo a Fenaban, ainda não há data para novas negociações. Os bancários reivindicam reposição da inflação de 9,57% e mais 5% de aumento real, valorização do piso salarial, no valor do salário mínimo calculado pelo Dieese (R$3.940,24), participação nos lucros, combate à meta abusiva, ao assédio moral e sexual, fim da terceirização, segurança e melhores condições de trabalho. (EBC)


Um sueco que era procurado por homicídio foi preso pela Polícia Federal (PF) no distrito de Barra Grande, na Península de Maraú, no domingo (18). As informações são da PF e foram divulgadas nesta segunda-feira (19).

Conforme a polícia, agentes de Ilhéus fizeram a prisão em cumprimento a um mandado de prisão preventiva para extradição, expedido pelo ministro Ricardo Lewandowski, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF). O nome do suspeito não foi divulgado.

Segundo a PF, o estrangeiro era procurado pelo Governo do país de origem e teve a prisão preventiva decretada pela autoridades suecas por conta de um homicídio praticado no local. Não foram divulgados detalhes do crime. O suspeito foi encaminhado para o sistema prisional na Bahia e está à disposição do Supremo Tribunal Federal até que seja finalizado o processo de extradição, informou a Polícia Federal. (G1)


Após recall dos aparelhos Galaxy Note 7 devido ao risco de combustão (veja aqui), o fornecedor chinês de componentes para smartphones da Samsung afirmou nesta segunda-feira (19) que as baterias não são responsáveis pelas explosões relatadas. A Amperex Technology é o principal fornecedor de baterias para o aparelho. Em comunicado, a empresa afirmou que “fatores externos” causaram os problemas. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, a Amperex disse ter conduzido uma investigação junto à Samsung. “Baseado nas marcas de queimadura dos aparelhos, inferimos que a fonte do calor veio de fora da bateria”, afirmou a companhia. “Existe uma grande possibilidade de que fatores externos foram os causadores do incidente”. (Voz da Bahia)


A jornada de trabalho não será alterada em uma eventual reforma trabalhista, disse o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, diante de uma plateia de sindicalistas nesta segunda (19). A afirmação, que vem sendo reiterada pelo ministro nos últimos dias, é uma tentativa de conter a repercussão negativa após uma fala de Nogueira ter sido interpretada como uma defesa da ampliação da jornada diária para 12 horas. Foi pelo menos a segunda vez no mesmo dia em que o ministro disse que a jornada não será ampliada, que os direitos trabalhistas não serão retirados, mas “consolidados”, e que os trabalhadores não serão “surpreendidos” por uma reforma, mas participarão o tempo todo da discussão. No início da tarde, Nogueira já havia feito o mesmo discurso na sede do Fequimfar (sindicato dos trabalhadores da indústria química e farmacêutica de São Paulo). O discurso foi repetido durante lançamento de edição comemorativa do livro “1 de Maio”, de autoria do ex-senador italiano José Luiz Del Roio, publicado originalmente há 30 anos. “Além de ser da minha natureza conviver entre trabalhadores, eu sigo orientação do presidente Michel Temer para que o ministério exerça um amplo diálogo com todos aqueles que fazem parte do mundo do trabalho”, disse o ministro no evento de lançamento do livro. Nogueira também afirmou que nenhum direito assegurado pela CLT será retirado, como o 13º salário e as férias. Segundo ele, há três eixos que norteiam a reforma trabalhista: segurança jurídica para acordos entre sindicato e empregadores, fomento da ocupação com renda e consolidação de direitos. O lançamento do livro ocorreu na sede do sindicato dos comerciários de São Paulo e teve a participação de lideranças da Força Sindical, UGT, CTB, CSB, Nova Central, entre outras. A senadora Marta Suplicy (PMDB-SP) e candidata à Prefeitura de São Paulo também participou do evento. Em seu discurso, ela disse querer “reafirmar” seu compromisso com os trabalhadora e fez críticas à “qualidade da disputa eleitoral” em São Paulo.


Foi divulgado esta semana a programação Cultural da tradicional festa em Louvor ao santo padroeiro São Miguel Arcanjo em Itacaré, confira abaixo:

Terça-feira, dia 20/09 – A volta da jiboia.

Quarta-feira, dia 21/09 – Apresentações Culturais. (com as escolas).

Quinta-feira, dia 22/09 – Bicho Caçador e samba de roda.(com Tião e as crianças).

Sexta-feira, dia 23/09 – Pe. Ednaldo com show MPB.

Sábado, dia 24/09 – Feira do Bazar, no quiosque da Praça A partir das 10 h. Apresentação da quadrilha junina “Sai debaixo que lá vem a zorra” e show com Pe. Ednaldo Conceição e Arakem e Banda no clube municipal Pirajá.

Domingo, dia 25/09 – Almoço “Mocofato” na Praça São Miguel a partir do meio dia. Concurso Rainha Mirim.

Segunda-feira, 26/09 – Show de Calouros e Forró com Zalella.

Terça-feira, 27/09 – Bingo relâmpago, show católico.

Quarta-feira, 28/09 – Abaga Roots.

Quinta-feira, 29/09 – Consagrado ao nosso Padroeiro:
05:00h – Alvorada
07:00h – Missa das Intenções
09:30h – Missa Solene, seguida de procissão e benção do Santíssimo Sacramento.
12:00h – Show com Ivanildo Conceição no quiosque da Praça.