Uma multidão tomou conta de Taboquinhas na noite desta ultimo sábado (24), e fizessem uma verdadeira festa da democracia, a festa do 25, para prestigiar o primeiro comício da Coligação: “Não Vamos Desistir de Itacaré” compostas pelos partidos (DEM/PROS/PSC/PPS), do candidato Nego de Saronga e a vice Simone de Charles Gusmão. E em clima de muita paz, o candidato, e os candidatos a vereadores aproveitaram para listar algumas propostas de governo. Em destaque para a Transferência da “Secretaria de Agricultura” do município, para Taboquinhas. “Com a secretária de Agricultura em Taboquinhas, o produtor terá mais acesso a informações, cursos, e principalmente apoio e orientação”, relatou o ex-candidato a Deputado Estadual, Charles Gusmão em seu discurso.

Emocionado, e muito aplaudido Nego, ao lado do seu pai e ex-vereador Saronga,  agradeceu a todos pelo apoio, e disse que retribuirá o carinho, administrando a cidade ao lado do povo, em uma gestão transparente e focada na melhoria da qualidade de vida de toda a população.

comicio-de-nego-em-taboquinhas-foto-iu-010

comicio-de-nego-em-taboquinhas-foto-iu-012

comicio-de-nego-em-taboquinhas-foto-iu-029

comicio-de-nego-em-taboquinhas-foto-iu-080

comicio-de-nego-em-taboquinhas-foto-iu-158

comicio-de-nego-em-taboquinhas-foto-iu-072

comicio-de-nego-em-taboquinhas-foto-iu-045

comicio-de-nego-em-taboquinhas-foto-iu-038

comicio-de-nego-em-taboquinhas-foto-iu-050

comicio-de-nego-em-taboquinhas-foto-iu-125

comicio-de-nego-em-taboquinhas-foto-iu-190

comicio-de-nego-em-taboquinhas-foto-iu-239

comicio-de-nego-em-taboquinhas-foto-iu-169

comicio-de-nego-em-taboquinhas-foto-iu-223

comicio-de-nego-em-taboquinhas-foto-iu-217

comicio-de-nego-em-taboquinhas-foto-iu-109

comicio-de-nego-em-taboquinhas-foto-iu-164 comicio-de-nego-em-taboquinhas-foto-iu-170 comicio-de-nego-em-taboquinhas-foto-iu-187 comicio-de-nego-em-taboquinhas-foto-iu-175 comicio-de-nego-em-taboquinhas-foto-iu-178 comicio-de-nego-em-taboquinhas-foto-iu-237 comicio-de-nego-em-taboquinhas-foto-iu-251


Os universitários de Itacaré viajam cerca de 150 KM entre Itacaré, Ilhéus e Itabuna. Ninguém usa sinto de segurança, o pneu é careca e a porta só fecha com um pedaço de madeira que trava a porta, entre outros problemas. Os ônibus  são do Programa “Caminho da Escola” podem rodar a uma velocidade máxima de 70 KM/h segundo o Inmetro, mas o Fantástico flagrou que o ônibus vai a mais de 90 KM/h. Para o Inmetro isso acontece quando o limitador de velocidade está desligado.

Um Especialista em Políticas Públicas em Educação disse ao Fantástico que nada justifica os riscos enfrentados pelos universitários todos os dias. “Acredito que seja o jeitinho brasileiro, nesse caso um jeitinho para o mal, é melhor que nada, só que esse melhor que nada é perigoso”, afirmou o Especialista Luiz Araújo.

Em entrevista ao Fantástico, o Secretário de Transportes de Itacaré, José Alberto de Jesus, disse que não vê problema na porta ser fechada com um pedaço de madeira, e garantiu que o limpador de para-brisa já foi substituído. Ainda segundo o secretário, a prefeitura adquiriu três ônibus rodoviários semi-novos para os universitários, que deverão chegar até o final deste mês.  (G1)

 Confira toda reportagem no vídeo abaixo:


Mesmo não tendo sido confirmada pelas autoridades a informação de que um avião tivesse caído na região da “Pintada”, em Jequié, na tarde de sexta-feira (23/09), permaneceu intensa na manhã deste sábado (24), a movimentação de pessoas, principalmente em motocicletas, trafegando entre o Mandacaru e a região do “Brejo”, na tentativa de checagem da informação. O corre corre de pessoas começou a ser feito a partir da chegada no local de viaturas da Polícia Militar e Grupamento de Bombeiro Militar. A informação sobre a suposta queda de um avião viralizou nas redes sociais e rapidamente atraiu milhares de pessoas para o possível local. A possibilidade de serem encontrados malotes com dinheiro, constituiu no atrativo principal da maioria das pessoas que se dirigiu à área durante toda a noite e madrugada.
As informações divulgadas através de flashes pelo repórter de uma emissora de rádio da cidade, deu o “perfil de notícia ao boato”, que repercutiu de imediato em todo o estado, com as redações dos órgãos de imprensa em busca de confirmação do suposto acidente. Empresas que operam no setor aéreo mantiveram contato com o nossa editoria  estranhando a informação, em face de nenhum avião com plano de voo na atividade de transporte de malotes estar fora de comunicação, no exato momento em que era divulgada a suposta queda de um avião em Jequié. A Polícia Militar e o Grupamento de Bombeiros até o fechamento da postagem desta notícia, não haviam se pronunciado sobre o assunto. *Informações do Jequié Repórter

Restando poucos dias para a decisão de qual campanha sairá vitoriosa nas urnas, e neste sábado dois comícios prometem movimentar ainda mais a politica na cidade, que está a todo vapor nas rodas de bate papos e principalmente nas Redes Sociais.

Em Itacaré, o PT e toda Coligação “No Coração do Povo” compostas pelos partidos (PT, PP, PR, PPL, PEN e PTN) encabeçada pelo candidato Antônio de Anízio e o vice Genilson, prometem agitar a noite deste sábado (24), e lotar a Praça da Bandeira. Com concentração na Ladeira Grande entrada do Bairro Novo, a partir 19hrs.

Já em Taboquinhas terá o primeiro comício da Coligação: “Não Vamos Desistir de Itacaré” compostas pelos partidos (DEM / PROS / PSC / PPS), do candidato Nego de Saronga e a vice Simone de Charles Gusmão. Promete invadir Taboquinhas, e lotar a praça principal.

passeata_de_nego_em_itacare_175

Nas redes sociais eleitores também entraram na disputa para decidir qual leva o título de maior concentração de pessoas por metro quadrado. Brincadeiras a parte, a corrida eleitoral continua rendendo muito assunto e o eleitor deve ficar atento às propostas apresentadas tanto pelos candidatos a prefeito como aos cargos a vereadores.


Um empresário capturou uma jiboia, de aproximadamente 1 metro, enquanto realizava a limpeza e retirada de entulhos em um terreno de Ji-Paraná (RO), a 370 quilômetros de Porto Velho, nesta sexta-feira (23). Depois de capturar o réptil com um pedaço de madeira e segurar em uma das mãos, a cobra se enrolou no braço do empresário por alguns segundos e ele brincou: “Olha a pulseira”. O homem não se feriu.

Em entrevista ao G1, Maxiano Francisco da Silva conta que estava trabalhando em um terreno no Bairro Jardim Aurélio Bernardi, quando avistou a jiboia se aproximando da rua. O empresário afirmou que capturou o animal para evitar que ela causasse algum acidente.

“Ela estava a poucos metros da rua, então eu peguei um galho e pressionei o pescoço dela. Em seguida eu a segurei pelo pescoço e ela se manteve imobilizada. Coloquei ela em uma caixa plástica e acionei a Polícia Militar Ambiental”, conta.

O biólogo Flávio Terassini alerta a população sobre os perigos em tentar realizar a contenção e captura de animais silvestres. É que o ideal a ser feito nesses casos é acionar um órgão competente para realizar o resgate do animal.

“A jiboia não possui veneno, mas pode morder e em sua saliva existem muitas bactérias. Se a pessoa não tem o conhecimento, ela não deve tentar realizar a captura de nenhum animal, pois ela irá morder para tentar se defender. O ideal é chamar o Ibama ou a Polícia Ambiental, que possuem treinamento para resgate e captura de animais”, afirma Flávio.

Segundo o biólogo, a jiboia encontrada pelo empresário mede aproximadamente 1 metro e aparenta ser uma cobra jovem. Flavio diz que em locais com entulho ou lixo é comum ver a presença de roedores e que as cobras são atraídas pelo cheiro desses animais, que são o principal alimento. O ato de se enrolar é uma estratégia de defesa ao ser capturada.

A empresa de Maxiano realiza a limpeza de entulho de grandes áreas. O empresário conta, que por esse motivo, é comum se deparar com cobras e outros animais silvestres, e que realizou um breve treinamento de contenção de animais para evitar possíveis acidentes.
“Minha primeira ação é entrar em contato com o Ibama, Corpo de Bombeiros ou Polícia Ambiental, mas nem sempre eles podem atender com agilidade. Então acabo contento o animal e espero a chega de alguém para resgatar”, diz o empresário. (G1)


O ataque maciço às contas do Yahoo!, provavelmente cometido por um grupo vinculado a um Estado, pode ser um novo exemplo da “ciberguerra fria” de alguns países como a Rússia ou a China, mas não há como prová-lo, segundo especialistas.

É impossível identificar com certeza os autores da invasão inédita de 500 milhões de contas de usuários da empresa. Alguns especialistas suspeitam que a Rússia esteja implicada, outros acreditam que o ataque foi obra do crime organizado.

“Sempre é difícil atribuir a autoria de um ciberataque. Até agora nenhum Estado reivindicou um ataque desse tipo. Mas no caso do Yahoo!, o tamanho do ataque indica que foram necessários muitos recursos, meios técnicos e coordenação; emana obrigatoriamente de um Estado”, afirma Julien Nocetti, investigador do Instituto Francês de Relações Internacionais (IFRI).

“Em um contexto de tensões entre a Rússia e os Estados Unidos sobre a Síria, podemos formular a hipótese de uma vontade russa de testar a capacidade americana em matéria de ciberdefesa”, opina.

“Não acredito que o Yahoo! tenha atribuído o ataque a um Estado sem ter alguns elementos concretos”, sugere Shashank Joshi, pesquisador do Royal United Services Institute de Londres.

Para Nocetti, “estes ciberataques lembram a guerra fria, quando os bombardeiros sobrevoavam os países ameaçando soltar bombas”.

“Mostra que temos a capacidade de ameaçar outro Estado. Os russos e os chineses se situam em uma relação de força, uma visão militarizada das relações internacionais. É uma maneira para eles de mostrar seu poder”, diz.

Nesse contexto, o Yahoo! é um bom objetivo.

“São dados de um valor incrível, que todo serviço secreto gostaria de ter. Mas algumas presas, como o Yahoo!, são tão grandes que um ataque em grande escala tem um valor embora não haja um objetivo preciso”, acrescenta Shashank Joshi.

“O Yahoo! está caindo, mas é uma empresa simbólica que foi pioneira da web”, acrescenta Nocetti. “Há dois anos, vêm sendo feitos ataques repetidamente contra os grandes grupos de internet”.

Quem se beneficia?
China, Rússia e Coreia do Norte foram acusadas em casos recentes de hackear o grupo Sony, o canal francófono TV5, o Partido Democrata americano e a Agência Mundial Antidoping (Wada). Mas todos os países procuram desenvolver tal capacidade, tanto os Estados Unidos como outros, lembram os especialistas.

A Rússia foi acusada também de ter invadido páginas de internet do governo ucraniano, de ter lançado ataques informáticos contra os países bálticos, de ajudar os hackers sírios pró-regime ou de ataques contra a Wada.

Em 2015, Hillary Clinton acusou a China do ataque maciço de dados nos Estados Unidos, e um relatório da empresa americana Mandiant em 2013 acusou o gigante asiático de ter roubado enormes quantidades de dados de 141 organizações.

A Coreia do Sul suspeita que a Coreia do Norte emprega 6 mil hackers treinados desde o ensino secundário para atacar as suas organizações, desde bancos a reatores nucleares, mas também o grupo Sony.

Mas na Rússia, frequentemente acusada de pirataria patrocinada pelo Estado, um especialista afirma que é ingênuo colocar a culpa imediatamente em um governo e zombou a sugestão de que os hackers eram espiões sofisticados.

“Qualquer um poderia ter invadido uma base de dados de usuários como a do Yahoo!, porque é um servidor comercial clássico”, disse Oleg Demidov, um consultor no think-tank PIR Center, em Moscou.

“No momento, isso parece uma invasão tradicional destinada a ganhar dinheiro ou a criar uma reputação com a venda de dados pessoais”, acrescentou.

“Geralmente se suspeita de importantes atores de Estado, com a Rússia e a China como principais suspeitos (…). Pode ser também uma falsa informação difundida de propósito”, observa François-Bernard Huyghe, pesquisador no Instituto de Relações Internacionais e Estratégicas (IRIS).

“Trata-se de um roubo de dados, o que já aconteceu com o Yahoo! em 2012. Os hackers puseram então os dados à venda”, acrescenta.

Michael Bittan, da Deloitte, afirma que a tendência seria “suspeitar de quem se beneficia com o crime”.

“Aqui não vemos claramente o interesse que um Estado teria em recuperar esse tipo de base de dados. Me inclinaria mais pelo crime organizado”, diz.


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou nesta quinta-feira (22) que pessoas cadastradas no Bolsa Família já efetuaram doações no valor de R$ 15,97 milhões para campanhas políticas neste ano. No total, segundo o TSE, os beneficiários do programa já doaram R$ 12,2 milhões para candidatos a vereador; R$ 3,5 milhões para candidatos a prefeito; e R$ 204,4 mil para partidos. Segundo o TSE, dos R$ 15,9 milhões, 67% são de chamadas doações estimadas, quando a pessoa não doa, mas presta um serviço ou doa um bem e indica o valor que ele custaria como uma doação estimada. 33% são doações financeiras, via transferência bancária, doação com cartão, entre outros. Os números foram levantados a partir do cruzamento de dados das prestações de contas dos candidatos no TSE com o cadastro de beneficiários de programas sociais do governo federal. Os dados possibilitarão à Justiça Eleitoral investigar se os doadores tinham real capacidade financeira para realizar as doações. Pela lei, as doações de pessoas físicas para campanhas eleitorais limitam-se a 10% da renda declarada pelo cidadão no ano anterior. O valor total de doações declaradas à Justiça Eleitoral até esta quinta, segundo o TSE, ultrapassa R$ 1 bilhão.