Os eleitores que não votaram nem justificaram nas três últimas eleições têm até a próxima segunda-feira (4) para comparecer a um dos postos da Justiça Eleitoral para regularizar sua situação e evitar o cancelamento do título de eleitor – para este efeito, cada turno é considerado uma eleição. consulta sobre se seu documento está sujeito ao cancelamento pode ser feita no portal do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), através do link ‘Situação eleitoral’, na seção ‘Serviços ao Eleitor’. A data final para regularização antes do cancelamento automático do documento é na próximo segunda-feira, 04 de maio. O eleitor deve comparecer ao Cartório Eleitoral com documento oficial com foto, título eleitoral e comprovante de residência. Sem o título, o cidadão está impedido de obter passaporte, ser nomeado em concurso público, renovar matrícula em estabelecimento de ensino público ou obter certidão de quitação eleitoral.


Dois pesquisadores do Instituto de Biologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA) descobriram o vírus causador da doença cujos sintomas são semelhantes aos da dengue e que vem assustando a população baiana: o Zika Vírus, que é transmitido pelos mosquitos aedes aegypti, aedes albopictus e outros tipos de aedes.

De acordo com Gúbio Soares, pesquisador que fez a descoberta junto com Silvia Sardi, é a primeira vez que o vírus é identificado na América Latina, sendo mais comum na África e Ásia. A dupla suspeita que o vírus chegou à Bahia por causa da Copa do Mundo de Futebol, realizada em 2014 no Brasil.

“A Copa atraiu pessoas do mundo inteiro. Então acreditamos que algumas pessoas que estavam infectadas foram picadas pelos moquitos trasmissores, e o vírus foi passado para outras pessoas”, diz.

A identificação do vírus foi realizada nesta semana, após a dupla de pesquisadores trabalhar por cerca de 20 dias em amostras de sangue de pacientes de Camaçari, cidade da região metropolitana de Salvador, por meio de uma técnica chamada RT-PCR, que amplifica o material genetico do virus, através de reagentes, aumentando o sinal deste material genético.

Segundo Gúbio, o Zika Vírus causa um quadro muito parecido com o da dengue, em que o paciente pode apresentar sintomas como febre, diarreia, dores e manchas no corpo. Porém, este novo vírus é mais fraco e os sintomas mais brandos.

“Zika Vírus não é tão grave quanto dengue ou chikungunya, não leva o paciente à morte. O quadro parece alérgico, é mais tranquilo e o tratamento é o mesmo”, explica o pesquisador. Além destes sintomas, o paciente pode apresentar sinais de conjuntivite.

“O tratamento é o mesmo para dengue: Paracetameol. Você não combate o vírus. Isto quem faz é o seu organismo. Você combate os sintomas”, afirma Gúbio.

A descoberta de Gúbio e Silvia derruba as duas hipóteses levantadas pela Vigilância Epidemiológica e a Secretaria de Saúde de Camaçari, para explicar a doença. No último mês de março, os dois órgãos suspeitavam que o sintomas seriam causados por roséola ou parvovírus-B19.

Gúbio acrescenta que, em geral, os sintomas duram cerca de 12 dias até desaparecerem. “O importante é procurar um médico, assim que os sintomas começarem”, diz.

Fonte: G1


Itabuna é a segunda cidade que mais informou casos de AIDS no estado neste ano. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, o vírus da doença foi detectado em 95 pessoas submetidas a exames no município. Salvador lidera em notificações, no qual foram detectadas 283 pessoas, dentre elas, 5 crianças.

Segundo informa o Jornal A Região, Teixeira de Freitas, Santo Antônio de Jesus, Porto Seguro, Feira de Santana, Jequié, Juazeiro e Camaçari também seguem no ranking dos municípios com grande número notificações de casos de AIDS. Segundo os dados, 26 pessoas com vírus da AIDS já morreram na Bahia neste ano. (Radar Notícias)


A Confederação Nacional dos Trabalhadores de Educação (CNTE) convocou para esta quinta-feira, 30, uma greve nacional dos trabalhadores da categoria. Além da paralisação coordenada, professores das redes estaduais de dez Estados já realizaram greves ou paralisações neste ano por melhorias nas condições de trabalho e reajustes salariais. Ao menos oito redes municipais de educação também pararam as atividades, segundo a CNTE. A secretária-geral da confederação, Marta Vanelli, afirma que movimentos com foco em aumento salarial não têm conseguido avançar. “Quando a questão passa por salário, nenhum governo tem avançado. A diminuição de arrecadação neste ano tem peso, mas o principal é a falta de vontade política”, diz. “Estado pobres, como Acre, Maranhão e Piauí, concederam o reajuste do piso salarial dos professores.” Neste ano, o piso teve uma valorização de 13%. Estados como Santa Catarina, Pará e Pernambuco enfrentam greve. Em São Paulo, o governo Geraldo Alckmin (PSDB) ainda não ofereceu proposta de reajuste para este ano, e a greve já passa de 40 dias – a adesão, segundo a Apeoesp, principal sindicato da categoria, é de 50% dos professores.


O ator Rubens Sabino Silva, de 30 anos, que interpretou o traficante Neguinho, no filme “Cidade de Deus” foi encontrado, nesta quarta-feira, entre centenas de usuários na área conhecida como cracolândia, durante uma operação da Prefeitura de São Paulo no centro da cidade. Rubens foi surpreendido pela chegada de policiais militares que foram chamados para conter os dependentes de crack que tentavam impedir a retirada das barracas montadas no local para o consumo da droga. Houve confusão e resistência por parte dos usuários que atearam fogo em papelões interditando ruas da região da Luz. Em resposta, a PM disparou bombas de efeito moral. No confronto, dois homens foram atingidos por tiros e levados para o pronto-socorro da Santa Casa. Segundo a Secretaria da Segurança Pública de São Paulo, a polícia reagiu após ser agredida por moradores de rua. Rubens Sabino Silva não se feriu na confusão. Porém, durante a ação, o ator conversou com o ex-senador Eduardo Suplicy, que acompanhava a retirada dos usuários de drogas do local. Vivendo na rua há dez anos, Rubens chegou a praticar crimes quando vivia no Rio de Janeiro para manter o vício. Em 2003, foi preso ao roubar uma bolsa, em um ônibus. Após ser solto, Rubens buscou ajuda para ser internado numa clínica de reabilitação, entretanto, voltou a consumir crack ao deixar o tratamento, como informou o jornal O Dia. De acordo com a Prefeitura de São Paulo, 150 pessoas que estavam no local foram hospedadas em hotéis e serão encaminhadas para vagas de trabalho e cursos profissionalizantes.


Por unanimidade, a Câmara dos Vereadores de Salvador aprovou, na tarde de ontem, o projeto de lei do Executivo Municipal 109/2015, que altera a Lei 8.742/2013, estabelecendo auxílio de até três salários mínimos para vítimas de alagamentos, deslizamentos, desabamentos e incêndios. A ajuda emergencial vem depois de 15 mortes em deslizamentos de terra nas localidades de Barro Branco, em San Martin, e Marotinho, no Bom Juá. A lei deverá ser sancionada hoje. Apesar das diversas ressalvas que foram feitas ao projeto pela bancada de oposição, ninguém se opôs à aprovação. Para o vereador Luiz Carlos Suíca (PT), os oposicionistas entenderam que o principal, no momento, é amenizar o sofrimento das famílias que perderam casas e tiveram parentes soterrados ou mortos em situações trágicas. Os petistas Suíca, Arnando Lessa, Vânia Galvão e os comunistas Everaldo Augusto e Aladilce pontuaram a necessidade de o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), elaborar um Plano Diretor de Contenção de Encostas e Micro e Macro Drenagem com urgência para apresentar à população.


Mesmo sem ter superado totalmente o risco de um novo racionamento, o governo já planeja para 2016 o início do processo de redução do custo da energia no país, após o tarifaço que elevou as contas de luz neste ano, em alguns casos, em mais de 40%. A informação foi dada pelo ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga. “Agora as nossas medidas não são apenas para evitar racionamento. Agora é evitar racionamento com custo de energia mais baixo. Quando eu cheguei ao ministério, era garantir energia. Nosso desafio agora é garantir energia com um custo mais baixo”, disse Braga ao G1. De acordo com ele, esse barateamento viria com o desligamento, a partir de 2016, de usinas termelétricas mais caras, movidas a óleo, cujo custo para produzir 1 megawatt-hora de energia chega a superar R$ 1 mil. Para se ter uma ideia, hidrelétricas geram esse mesmo megawatt-hora por pouco mais de R$ 100.O objetivo é substituir as térmicas a óleo por novas unidades, que usam gás natural ou biomassa como combustível e, por isso, têm custo de produção mais baixo. Entretanto, se a crise no setor elétrico persistir no ano que vem, as mais caras continuariam a ser usadas para garantir o atendimento da demanda. Desde o final de 2012, o governo vem mantendo funcionando todas as térmicas disponíveis, devido à falta de chuvas que reduziu o armazenamento de águas nas represas de nossas principais hidrelétricas. Hoje, as térmicas produzem cerca de 20% de toda a eletricidade consumida no país e ajudam a poupar água dos reservatórios. Entretanto, como essa energia é mais cara, vem contribuindo para o aumento das contas de luz.