A terapia do som que faz bem vai invadir Itacaré. O novo fenômeno da música que pulsa por todos os cantos do Estado, a banda Baiana System,apresenta no Mahalo Surf Eco Festival, repertório autoral, com músicas como Calundu, Amendoim Pão de Mel, Play Som, Terapia e Jah Jah Revolta. Capitaneada por Russo Passapusso com apoio de Fael Primeiro e outros importantes nomes do cenário independente, a banda baiana que já rodou o país e o mundo, atualmente é um dos principais nomes de um movimento que busca resignificar a sonoridade da música urbana produzida na Bahia. Influenciada pelos sound systems, com efeitos de percussão e guitarra baiana, a banda leva para Itacaré suas letras fortes de apelo social e ritmo dançante que faz esgotar os ingressos dos shows no Pelourinho. No dia 31 de outubro, a banda divide o palco do Festival com Seu Jorge e Ponto de Equilíbrio, a partir das 20 horas, no KM 6. Dia 01 de novembro, o público pode conferir os shows da banda Cidade Negra, Legião Urbana e Nando Reis.

banda Baiana System apresenta no Mahalo Surf Eco Festival,

Mahalo Surf Eco Festival – Pela terceira vez consecutiva Itacaré recebe o maior evento de surf do nordeste. De 27 de outubro até o 01 de novembro, a cidade ganhará a oitava edição do Surf Eco Festival. O evento é internacional e faz parte do circuito mundial de surf masculino, válida pela Word Surf League  (WSL). O Surf Eco Festival acontece na praia da Tiririca, uma das melhores para o surf no Brasil. Em 2015, é uma etapa QS 6.000, que significa seis mil pontos no ranking internacional e US$ 150 mil em premiação. O evento é promovido pela Dendê Produções desde 2008 e conta com o patrocínio da Prefeitura de Itacaré, Pousada Ecoporan, Secretaria do Turismo da Bahia, TV Santa Cruz, Mahalo e Skol.

Mahalo Surf Eco Festival, em Itacaré

Atrações: Nando Reis, Legião Urbana e Cidade Negra

Dia 01 de novembro (domingo)

Horário: a partir das 20 horas

Local: km 6 – Itacaré

Valor: pista R$ 50,00

Passaporte para os dois dias pista: R$ 80,00

Camarote: R$ 100,00

Passaporte para os dois dias camarote: R$ 180,00

Informações: 71 30141510

Pontos de vendas: lojas backdoor de Ilhéus e Itabuna

Balcão do Karioca de Ilhéus

Mahalo Itacaré


Pedro Henrique, Frederico Morais, José Ferreira, Nic von Rupp e Tomás Fernandes estão inscritos e conseguiram entrada direta. O mesmo não aconteceu com Eduardo Fernandes, que ficou como quarto alternante. Ainda assim, essa é uma posição que lhe deverá garantir a entrada, basta acontecer alguma desistência.

Serão precisamente estes seis surfistas que estarão presentes no QS6000 de Florianópolis, que se realiza uma semana antes. Dos surfistas portugueses que estão no top 100 mundial ficam de fora Vasco Ribeiro, Marlon Lipke e Tiago Pires. Existe assim a dúvida se estes três surfistas irão marcar presença em Maresias.

Em relação à forte presença de surfistas internacionais, destaca-se a inscrição do brasileiro Jadson Andre e do neozelandês Ricardo Christie, ambos do World Tour. Uma inscrição por precaução, uma vez que este evento ainda apanha a parte final do período de espera do Moche Rip Curl Pro Portugal. O brasileiro Alex Ribeiro, número 3 do ranking do WQS e vencedor deste evento em 2014, lidera os restantes surfistas do top 100 mundial. (Surf Portugal)


Não importa aonde você mora. Se no dia 1º de novembro estiver em Itacaré, Bahia, a proposta imperdível da noite é curtir os shows de Cidade Negra, Legião Urbana e Nando Reis. As apresentações acontecem a partir das 20 horas, no KM 6, um dia depois dos shows de Seu Jorge, Baiana System e Ponto de Equilíbrio no mesmo local.

Nascido na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro, a Cidade Negra tem Toni Garrido como vocalista. Depois de passar pelo Rock In Rio, a banda parte para a cidade do surf no encerramento do Mahalo Surf Eco Festival. No show que farão na Bahia não deve faltar a primeira música de trabalho, “Onde Você Mora?”, “Pensamento”, “Doutor”, “Mucama”, “Minha irmã” e “A Sombra da Maldade”.

Mahalo Surf Eco Festival – Pela terceira vez consecutiva Itacaré recebe o maior evento de surf do nordeste. De 26 de outubro até o 01 de novembro, a cidade ganhará a oitava edição do Surf Eco Festival. O evento é internacional e faz parte do circuito mundial de surf masculino, válida pela Word Surf League  (WSL). O Surf Eco Festival acontece na praia da Tiririca, uma das melhores para o surf no Brasil. Em 2015, é uma etapa QS 6.000, que significa seis mil pontos no ranking internacional e US$ 150 mil em premiação. O evento é promovido pela Dendê Produções desde 2008 e conta com o patrocínio da Prefeitura de Itacaré, Pousada Ecoporan, Secretaria do Turismo da Bahia, TV Santa Cruz, Mahalo e Skol.

Mahalo Surf Eco Festival, em Itacaré

Atrações: Nando Reis, Legião Urbana e Cidade Negra

Dia 01 de novembro (domingo)

Horário: a partir das 20 horas

Local: km 6 – Itacaré

Valor: pista R$ 50,00

Passaporte para os dois dias pista: R$ 80,00

Camarote: R$ 100,00

Passaporte para os dois dias camarote: R$ 180,00

Informações: 71 30141510

Pontos de vendas: lojas backdoor de Ilhéus e Itabuna

Balcão do Karioca de Ilhéus

Mahalo Itacaré

Programação do Surf Eco Festival 2015.

banner-completo-slide-surfeco-itacare-615x217


A Petrobras decidiu reajustar em 6% o preço da gasolina e em 4% o preço do diesel nas refinarias. O aumento começou a vigorar desde a zero hora desta quarta-feira (30). O preço nas bombas é livre e costuma ser reajustado à medida que o combustível com preço novo chegue aos postos. Em geral, segundo o sindicato dos postos de combustíveis, o aumento de preço para o consumidor tem sido um pouco menor que o das refinarias. A decisão foi tomada pela companhia na noite desta terça diante dos problemas de caixa da empresa após a forte alta do dólar nos últimos dias. A estatal informou o aumento por meio de comunicado. O reajuste é uma sinalização ao mercado de que a empresa, hoje comandada por Aldemir Bendine, tem autonomia para definir sua política de preços dos combustíveis. Integrantes do governo disseram à Folha que o próprio Palácio do Planalto considerou inevitável o reajuste em função das dificuldades financeiras da empresa, fortemente impactada pela disparada recente do dólar, o que ampliou os já elevados níveis de endividamento da companhia. Em 10 de setembro, a agência de classificação de risco Standard & Poor’s rebaixou a nota da Petrobras, tirando dela o selo de boa pagadora. *Informações da Folha.


Em meio à crise, valores contratados pela Prefeitura de Porto Seguro para contratações das bandas para o período junino deixaram parte da população do município insatisfeita. Para o São João Elétrico, no total, foram gastos mais de R$ 3 milhões. Só a banda Aviões do Forró embolsou R$ 300 mil para se apresentar no município.

Uma Ação Popular foi instaurada na Vara de Fazenda Pública da Comarca de Porto Seguro pedindo o bloqueio dos bens da prefeita Claudia Oliveira (PSD) e o consequente ressarcimento dos cofres públicos. A Ação Popular está foi aberta em nome de Marcos Roberto Santos de Souza por ”violação dos princípios administrativos”. O cidadão argumenta que o valor pago para a apresentação de ”menos de 1 hora” da banda “não corresponde ao cachê efetivamente cobrado pela famigerada banda para apresentações em outros municípios”. Para embasar a argumentação, compara o valor pago em Porto Seguro com outros municípios da Bahia e do Nordeste.

De acordo a peça jurídica, no mesmo dia a banda Aviões do Forró se apresentou em Feira de Santana e cobrou R$ 200 mil. Na mesma época do ano, ainda segundo a Ação Popular, a mesma atração foi contratada pelos municípios cearenses de Assaré e Morada Nova por R$ 150 mil, metade do valor pago pela Prefeitura de Porto Seguro. ”Não vem fazendo cerimônia em manipular procedimentos licitatórios de forma a angariar privilégios pessoais em verdadeiro saqueio aos cofres desta administração pública municipal”, afirma Marcos Roberto Santos de Souza na Ação Popular. A Prefeitura de Porto Seguro alegou ao Bocão News que os valores gastos na contratação da banda Aviões do Forró “correspondem ao que é cobrado pelo mercado”.

Sobre a Ação Popular, o Município garante que a iniciativa não passa de jogo político. ”O senhor Marcos Roberto Santos de Souza é ligado a grupo político adversário. É a terceira ação improcedente que ele ingressa contra a prefeitura. Faz isso de forma sistemática e para atender apenas a interesses políticos. Não representa o interesse da maioria da população”, rebateu. A prefeita Cláudia Oliveira terá 20 dias para apresentar defesa e explicar judicialmente os valores gastos no São João Elétrico de Porto Seguro. *Informações do Bocão News.


Um pescador capturou dois tubarões na praia da Amendoeira, no Prado, manhã de segunda-feira (28). Segundo informações de populares, os animais, juntos, pesavam cerca de 200 quilos. Segundo o analista ambiental do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, Lauro Paiva, os tubarões, da espécie tigre, são comuns na região.

Paiva informou que esses tubarões apresentam potencial para atacar ser humano, mas por viverem no maior banco de corais da América do Sul, onde existe grande quantidade de alimentos, não é comum registro de ataques a pessoas. O analista ambiental disse ainda que o banco de corais está localizado numa área que abrange o norte do Espírito Santo até o extremo sul baiano.

Os tubarões capturados foram mortos e vendidos para um frigorífico da cidade, finalizou Paiva. (Radar 64)


Ele prorroga as concessões por mais 20 anos e abrange “as outorgas e seus aditivos contratuais celebrados até 15 de outubro de 2013 perante a Caixa”, diz o texto. O projeto, no entanto, vai contra determinação do Tribunal de Contas da União (TCU). Em 1999, a Caixa celebrou contratos que concedem a permissão por 20 anos, prorrogáveis por mais 20 anos, de 2018 a 2038. Mas, em abril de 2013, o TCU, através do acórdão da corte, condenou a Caixa por redigir e impor esses contratos em vigor. Pela decisão, a instituição seria obrigada a substituir 104 lotéricas (46% do total) que atuavam com permissões expedidas apenas por meio de credenciamento. O senador Blairo Maggi (PR-MT), que relatou a matéria no plenário, justificou a necessidade do projeto sob o argumento de que ele vai beneficiar 6,104 mil famílias concessionárias de lotéricas.

Segundo ele, os serviços oferecidos pelas lotéricas são cada vez mais abrangentes e atendem às necessidades dos municípios onde os bancos não atuam. “Lá são abertas contas bancárias, pagam-se benefícios sociais, recebe-se a maioria das contas, boletos, convênios, carnês etc”, disse. *Agência Brasil de Notícias.