Os promotores Cassio Conserino, José Carlos Blat e Fernando Henrique Araújo pediram a prisão preventiva do ex-presidente Lula junto com a denúncia que apresentaram nesta quarta (9) sobre o tríplex em Guarujá (litoral de São Paulo), que teria sido preparado para a família do petista. Os promotores alegam que a prisão de Lula é necessária para garantir “a ordem pública, a instrução do processo e a aplicação da lei penal”. Eles apontam que, em liberdade, Lula pode destruir provas e agir para evitar determinações da Justiça. O pedido corre sob segredo de Justiça em São Paulo. O ex-presidente é acusado de lavagem de dinheiro e falsidade ideológica, crimes que podem render de 3 a 10 anos de prisão e de 1 a 3 anos, respectivamente. Sua mulher, Marisa Letícia, e um dos filhos do casal, Fábio Luís Lula da Silva, também são acusados de lavagem de dinheiro. O pedido de prisão se estende ainda ao ex-presidente da OAS Léo Pinheiro, ao ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, a dois executivos da OAS (Fábio Hori Yonamine, diretor financeiro da empresa, e Roberto Moreira Ferreira, diretor da empreiteira que comprou a cozinha de luxo do apartamento na Kitchens), à ex-diretora da Bancoop (Ana Maria Érnica) e ao ex-presidente da entidade (Vagner de Castro). A Bancoop é a cooperativa habitacional do Sindicato dos Bancários que funcionou até 2009 e, após sua quebra, transferiu as obras inacabadas para a OAS, entre as quais o edifício Solaris, em Guarujá. O caso será analisado pela juíza Maria Priscilla Ernandes Veiga Oliveira, da 4ª Vara Criminal de São Paulo. Ainda não há um dia certo para a Justiça decidir sobre o caso. *Informações da Folha.


A prefeita de Ubatã, Siméia Queiroz, e seu esposo viveram cenas de terror na madrugada desta quinta-feira (10). Três bandidos fortemente armados, um deles pela descrição da arma de posse de uma submetralhadora, cortaram, por volta das 3h, a cerca elétrica da residência e adentraram na casa. O casal foi surpreendido pelos bandidos enquanto dormia. Segundo informações colhidas pelo Ubatã Notícias, a gestora foi mantida o tempo todo sobre a mira de armas, ameaçada, ela foi agredida diversas vezes na face. Já o esposo da prefeita foi colocado no chão, acertado por duas coronhadas que causaram ferimentos em sua cabeça e amarrado pelos bandidos. Os meliantes só deixaram a residência quando o dia clareou. Foram levados das vítimas celulares, notebook´s e joias. O esposo da gestora conseguiu se soltar e avisou familiares e a Polícia.

Bandidos cortaram cerca para ter acesso à residência

](Foto: Ubatã Notícias)

Testemunhas avistaram os três bandidos andando a pé sentindo Estádio Municipal. Os dois filhos menores do casal estavam na residência, mas dormiam durante a ação criminosa. A Polícia vai analisar as câmeras de segurança de onde o fato ocorreu para tentar identificar os criminosos. A gestão municipal entrou em contato com o governador em exercício, João Leão (PP), que de imediato acionou a Secretaria de Segurança Pública da Bahia. A gestora, que já foi vítima de um sequestro em 2008, está muito abalada. Guarnições da Polícia Militar realizam diligências para tentar prender os criminosos. O delegado Adelino Loyola investiga o caso. *As informações são do Ubatã Notícias.


Depois da crise na coleta de lixo que culminou em vários protestos na cidade, a Prefeitura de Itacaré, também vive dias difíceis e uma crise sistêmica na educação. Uma semana após o início do ano letivo ainda faltam professores para todas turmas, obrigando aos que estão trabalhando se redobrar para atender mais de uma turma ao mesmo tempo, sem merenda escolar por falta de merendeiras, sem transporte escolar para os alunos no município e no distrito de Taboquinhas, e para piorar a situação, sem água potável e para limpeza do colégios e escolas.

Esta semana foi realizado, por alunos e pais, dois protesto no distrito de Taboquinhas, por falta de ônibus escolar, onde foi fechando a rodovia BA-654, principal via de acesso ao distrito.

“O prefeito Jarbas planejou o carnaval, mas não planejou a volta as aulas, isso é um absurdo, por isso Itacaré tem perdido tantos alunos para Uruçuca e Ubaitaba”, disse uma mãe que tem dois filhos matriculados no Centro Educacional de Itacaré.

Lembrando que Itacaré por tês anos consecutivo vêm terminando o ano letivo antes do prazo pré estabelecido por Lei. A atual Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional – LDBEN (Lei nº 9.394/96), em seus artigos 24 e 47, preceitua que o ano letivo tem que ter, no mínimo, 200 (duzentos) dias de efetivo trabalho escolar.


Fora do confinamento, as coisas mudam. Ou será que não? Se depender de Adélia, a inimizade com Ana Paula continua a mesma.

Convidada do programa “Mais Você” na manhã de hoje, Adélia falou com Ana Maria Braga sobre a experiência no reality show. No paredão desta terça-feira, ela foi a escolhida do público para deixar a casa mais vigiada do Brasil.

O principal assunto da entrevista, é claro, foi a rivalidade com Ana Paula. A briga chegou ao ápice no sábado passado, quando a mineira acabou sendo expulsa por ter dado uns tapas em Renan. Porém, quem começou a provocação foi Adélia.

Sobre as loucuras da rival, Adélia desabafou:

— Ela provocou e eu estava bem no limite. Uma pessoa doida leva as outras pessoas a loucura. A doideira é contagiosa.

Adélia reconhece que foi eliminada graças às torcidas de Ana Paula, Ronan e Munik:

— Acho que entrei ingênua na situação. Eu não fui preparada para jogar. Achei que ser normal ou carismática era o suficiente, mas não adianta. Vi que é um jogo de estratégia e se você não estiver preparado, dança.

Não faltou aquela alfinetada básica:

— Quer latir, late à vontade que eu vou passar. Não existe uma afinidade. Da minha parte vai existir apenas a educação.

Nas redes sociais, muita gente comentou a participação de Adélia no Mais Você. Os mais exaltados eram os fãs de Ana Paula, que continuam odiando a “Cobrélia” eternamente e colocando sobre ela boa parte da culpa da eliminação da mineira. (Diário Gaúcho)


Mesmo sem a presença em campo do artilheiro Hernane “Brocador”, o Bahia não encontrou dificuldade para golear o Galícia por 4 a 0, na primeira etapa da maratona tricolor na noite desta quarta-feira (9), na Arena Fonte Nova, em Salvador. O tricolor permanece invicto na competição e lidera com 15 pontos. Já o Granadeiro fecha a 6ª rodada ainda na 3ª colocação, com 9 pontos.

A partida, que teve início atrasado em 14 minutos por conta do ônibus da delegação do “Demolidor de Campeões” ter se envolvido em um acidente, foi amplamente dominada pelos comandados do técnico Doriva. Destaque para o lateral Hayner, que além de ter sido impecável defensivamente apoiou o ataque de forma eficiente. Dos pés do garoto saiu um cruzamento perfeito para Rômulo pegar de primeira e abrir o placar, aos 17 do primeiro tempo. O zagueiro Gustavo ampliou aos 38.

Na etapa complementar, o tricolor voltou com a mesma intensidade enquanto o Granadeiro parecia perdido em campo e praticamente não criava oportunidades de gol. Marcelo Lomba praticou somente uma defesa. Com isso, o placar acabou ficando elástico. Edigar Júnio rebeu passe de Rômulo e completou deslocando o goleiroRobson logo aos 6 minutos. Pouco mais de 10 minutos depois, a coroação de Hayner, que recebeu passe pela direita, invadiu a área, cortou o defensor adversário e bateu com categoria, dando números finais ao confronto.

Substituto de Hernane, Jacó passou em branco. A oportunidade que teve no segundo tempo acabou desperdiçada. Recebeu passe, invadiu a área, limpou dois defensores em um único corte, mas na hora de chutar não levantou a cabeça. Encheu o pé e a bola subiu demais. Chegou a resvalar no travessão antes de praticamente sair do estádio.

Enquanto o Sub-20 entra em campo ainda nesta quarta pela Copa do Nordeste, o elenco principal volta suas atenções para o clássico Ba-Vi de domingo (13). Já o Galícia, que só havia levado um gol na competição, enfrenta o Feirense, no Carneirão. (Varela Noticias)


Durante oito dias, a partir de 19 de maio, a tocha olímpica vai passear por destinos de águas mornas do litoral baiano nas costas do Descobrimento (Santa Cruz de Cabrália, Porto Seguro), do Cacau (Itabuna, Ilhéus e Itacaré) e do Dendê (Cairú, Camamu, Valença).  Contemplará também a Chapada Diamantina e se seguirá pelo interior (Feira de Santana e Senhor do Bonfim) até alcançar as margens do Velho Chico, em Sobradinho e Juazeiro, já na fronteira com Pernambuco.
A vizinhança entre os dois estados fará com que a tocha olímpica dê uma volta por cinco municípios pernambucanos até retornar à Bahia para dormir em Paulo Afonso, terra de Maria Bonita e entrada para os cânions do Rio São Francisco. A força da gastronomia temperada com muita pimenta, dendê e sabores da tradicional cozinha regional nordestina; do artesanato e das festas populares tornam imperdível o roteiro baiano.
O tour da tocha é uma grande oportunidade para mostrar ao mundo a diversidade dos destinos brasileiros. O símbolo dos Jogos Olímpicos visitará mais de 330 municípios e pernoitará em 83. A preparação dos destinos para atender o turista com conforto e qualidade é item fundamental.
Na Bahia, o Ministério do Turismo investiu mais de R$ 470 milhões, nos últimos 12 anos, somente em obras de infraestrutura turística, como pavimentação, sinalização, reurbanização de orlas, recuperação de patrimônio histórico, entre outros. Entre os exemplos estão a revitalização da Feira de São Joaquim e a requalificação do Largo de Roma, onde fica a praça Irmã Dulce, em Salvador, pavimentação de ruas em Paulo Afonso; urbanização de orla marítima em Cairu (Morro de S. Paulo), entre outras.
Conheça atrativos dos sete municípios de pernoite da tocha na Bahia:
Porto Seguro: Barracas de praia animadas com dançarinos de axé, bares com música ao vivo e a Passarela do Álcool (rebatizada de Passarela do Descobrimento) estão entre os principais atrativos. Fugir da confusão também é possível na Praia do Mutá ou visitando as atrações históricas da Cidade Alta, que traz a saga de Pedro Álvares Cabral pela Bahia. Trancoso, Arraial D´Ajuda e a vila de Caraíva, podem ser uma extensão imperdível do passeio.
Vitória da Conquista: A localização na Serra do Piripiri conferiu à terra do cineasta Glauber Rocha o título de Suíça baiana, sede do festival de inverno que movimenta a cidade.  O Cristo – de feições nordestinas – Crucificado da Serra do Piripiri, a Reserva Florestal do Poço Escuro e o Parque da Serra do Piripiri, com trilhas, flora e fauna preservadas. É lá que está o Caminho de Santiago do Piripiri.
Paulo Afonso: Com sua história ligada ao processo de eletrificação no Brasil, Paulo Afonso tem no complexo hidrelétrico, que reúne lagos, quedas d´agua e vegetação nativa, um dos seus grandes atrativos. Cidade natal de Maria Bonita, oferece o roteiro Cangaço e Cânion, que inclui visita ao museu da musa de Lampião e aos cânions do Rio São Francisco. Gastronomia regional, artesanato e passeios na Serra do Umbuzeiro, com formações rochosas, grutas e pinturas rupestres; e no Raso da Catarina completam o passeio.
Ilhéus: A Ilhéus de Jorge Amado ainda resiste no bar Vesúvio, na casa onde morou o escritor (hoje Casa da Cultura) e no antigo cabaré Bataclan. Fazendas de cacau estão abertas aos visitantes, com circuitos que terminam com degustação de chocolate. Rumo a Itacaré, ao norte, estão as praias mais bonitas, como a do Pontal, Milionário, Olivença, São Miguel, Olho d’água, Cururupe e Concha.
Itacaré: Com uma das mais ricas biodiversidades do estado, e diversas praias paradisíacas rodeadas por mata atlântica, muita natureza, solzão e ecoturismo, em Itacaré você encontra trilhas, cachoeiras, praias praticamente virgens e paisagens de tirar o fôlego, com destaque para variadas opções de turismo de aventura e grande oportunidade de contato com a natureza.Entre as praias mais destacadas: Concha, Ribeira, Tiririca, Prainha, Jeribucaçú e Engenhoca.
Valença: Cidade colonial da segunda metade do século XVIII, detém um valioso patrimônio arquitetônico e cultural, presente nas calçadas de pedras irregulares, nos sobrados coloniais e nas ruínas da antiga fábrica de tecidos. Destaque para o prédio da Câmara de Vereadores, a antiga residência do Comendador Madureira e as igrejas Nossa Senhora do Amparo e Matriz do Sagrado Coração de Jesus, reduto de imagens sacras dos séculos XVIII e XIX. O vasto patrimônio natural inclui 15 Km de praias, imponentes cachoeiras, belas ilhas, o grandioso Rio Una e um vasto manguezal.
Salvador: Não é à toa que os turistas costumam escolher o Elevador Lacerda como cenário de suas fotos. Ali do alto, tem-se uma das mais lindas vistas da Baía de Todos os Santos; abaixo, do Mercado Modelo; às suas costas, está o Pelourinho, coração do centro histórico. A Igreja e Convento de São Francisco é o ponto alto desse passeio. Ainda nos ícones, vale visitar o Farol da Barra, para o melhor fim de tarde; a Igreja do Nosso Senhor do Bonfim; e o Largo de Santana, no Rio Vermelho, para um tradicional acarajé.
Senhor do Bonfim: A cidade está localizada no sul da Serra do Gado Bravo, extensão da Chapada Diamantina, na Cordilheira do Espinhaço. As serras são requisitadas para a prática do motocross e trilhas. Para os amantes da vela, a 40 quilômetros de distância da cidade, as represas de Ponto Novo e Pindobaçu são espetaculares para a prática desse esporte, sendo que na primeira existe uma etapa da Copa de Vela da Bahia. Nesses dois lagos pratica-se também pesca esportiva.
Cidades do revezamento da tocha na Bahia:
 
Teixeira de Freitas
Itamaraju
Santa Cruz Cabrália
Porto Seguro
Eunápolis
Itapetinga
Vitória da Conquista
Itambé
Floresta Azul
Ibicaraí
Itabuna
Ilhéus
Itacaré
Camamu
Ituberá
Cairu
Valença
Lençóis
Salvador
Feira de Santana
Riachão do Jacuípe
Capim Grosso
Senhor do Bonfim
Jaguarari
Juazeiro
Sobradinho
Paulo Afonso
Fonte: Ministério do Turismo

A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) informou por meio de nota, que vem restringindo preventivamente a distribuição de água não só em Itacaré, como nas cidades de: Mascote, Uruçuca, Coaraci e Camacã. Isso vem ocorrendo por conta da diminuição do nível das barragens e dos rios onde a empresa capta água para tratamento e distribuição, por causa da falta de chuvas nos últimos meses.

Ainda conforme a Embasa, em Itacaré em especial, o rio Ribeira, principal manancial, secou e a captação de água está sendo feita no rio Jeribucaçú, que fica fora da cidade. O abastecimento é realizado por meio de manobras na rede distribuidora, ou seja, para fornecer água em determinada área, como em um bairro da Passagem, por exemplo, é preciso deixar de fornecer em outra bairro e vice-versa. E  ainda segundo a nota, nas cidades afetadas as pessoas têm reservatórios de água, nenhum morador ainda reclamou de falta de água.

De acordo com a empresa, o objetivo da ação é reduzir o uso da água nesse momento de escassez, para garantir o abastecimento contínuo de água nesses municípios. Em Mascote, o fornecimento de água também é realizado por manobras, em dias alternados, desde meados de fevereiro.