Rafinha Bastos e a Bandeirantes não têm mais qualquer vínculo contratual, segundo o colunista Flávio Ricco, do portal UOL. O contrato do humorista com a emissora foi rescindido há alguns dias e, ao que parece, não existe mesmo a possibilidade de novos trabalhos para o apresentador no canal. Até agora, nenhuma das partes se pronunciou oficialmente sobre a situação. O que se sabe, por enquanto, é que Rafinha negocia com canais fechados e já foi procurado por duas produtoras, além de seguir como comentarista dos jogos de basquetes na ESPN e produzindo vídeos próprios para a internet. Na Band desde 2008, Rafinha integrou o elenco do “CQC” e de “A Liga”, mas foi afastado em 2011, após se envolver em uma polêmica com a cantora Wanessa Camargo. No ano passado, voltou à emissora para comandar o “Agora é Tarde”, após a saída de Danilo Gentilli, contratado pelo SBT para apresentar o programa “The Noite”, de mesmo formato. No início de 2015, foi divulgado que o programa sairia do ar e que a decisão de acabar com o talk show seria uma medida do canal para reduzir gastos. O nome dele chegou a ser cotado para voltar à bancada do “CQC” no fim de 2014, mas foi vetado pela Band para que o humorista se dedicasse integralmente ao “Agora é Tarde”.


Está cada dia mais tenso o clima entre a família de Cristiano Araújo e o empresário do sertanejo, Victor Leonardo. Isso porque a casa onde o agente morava com o cantor foi trancada e o rapaz só teve direito de tirar suas roupas do local. Divina de Mello, uma das tias de Cristiano, disse que o pai do artista, João Reis, está tomando conta de tudo do filho, inclusive tem acesso a todas as senhas dele, segundo o jornal “Agora S. Paulo”. Está cada dia mais tenso o clima entre a família de Cristiano Araújo e o empresário do sertanejo, Victor Leonardo.


Jobson, ex-atacante do Botafogo, foi detido em Conceição do Araguaia, sua cidade de nascimento, no sul do Pará, na madrugada de sexta-feira, por dirigir seu veículo embriagado – seguido de resistência à prisão e desacato. De acordo com o delegado Pedro Henrique Cunha de Andrade, da polícia civil do município, o jogador foi liberado neste sábado, por volta das 14h. Passou, portanto, duas noites preso – de quinta para sexta e de sexta para sábado.
De acordo com a Polícia, o atleta fugiu ao ser abordado por policiais. Ele tentou se esconder dentro de casa, onde ocorreu a prisão, segundo o delegado. Estava sob efeito de álcool.
– Segundo os policiais militares que efetuaram a prisão, ele fugiu pela cidade. Deram voz de ele parar mais de uma vez, mas ele continuou indo em direção à casa dele. Quando desceu do carro, foi para dentro de casa, e a família tentou protegê-lo, fazer com que ele não fosse preso. Um policial teve a mão cortada, e o Jobson também teve pequenas escoriações – relatou Andrade.
Jobson ganhou liberdade depois de pagar dois salários mínimos de fiança. Por ter resistido à prisão, ele teve que ser algemado. Chegou à delegacia assim. Agora, serão feitos os procedimentos legais para que ele vá a julgamento pelos delitos cometidos. Enquanto isso, seguirá em liberdade.
A Polícia local diz que Jobson pediu para não ser fotografado preso. E que a solicitação foi atendida, evitando sua exposição pública, já que ele é uma figura muito conhecida na cidade – por sua fama como jogador. Mesmo assim, imagens dele, vestindo apenas uma bermuda, com os braços para trás, circularam pela internet. Seriam do momento da prisão. Surgiram rumores de que ele teria sido preso por envolvimento com drogas. Mas os boatos não se confirmaram.
Jobson está suspenso do futebol por quatro anos. Ele se recusou a fazer um exame antidoping no dia 25 de março de 2014, quando jogava no Al-Ittihad, da Arábia Saudita. Inicialmente, houve uma dúvida sobre a punição ser válida apenas no país ou ter efeito internacional. A Fifa acabou confirmando que a validade era mundial.

Com isso, ele foi proibido até de frequentar as dependências do Botafogo. Não podia treinar. O clube tentou fazer com que ele pudesse ir ao vestiário na final do Campeonato Carioca, mas não conseguiu liberação.
Jobson Leandro Pereira de Oliveira tem 27 anos. Ele estreou pelo Botafogo em 27 de setembro de 2009, em derrota de 3 a 1 para o Vitória. Naquele mesmo ano, foi fundamental para evitar o rebaixamento alvinegro no Brasileirão. Mas caiu no antidoping, sob acusação de usar cocaína. Em depoimento no STJD, disse ter consumido crack.
Envolvido em polêmicas e casos de indisciplina, ele jamais conseguiu se firmar no Botafogo. Foi cedido a clubes como Bahia, Atlético-MG, Barueri e São Caetano, até passar pela Arábia Saudita e ter novo retorno ao Botafogo. Foi utilizado na reta final do Brasileirão do ano passado, mas desta vez incapaz de evitar o rebaixamento do clube onde brilhara cinco anos antes.


Uma menina de cinco anos morreu após ser picada por um escorpião, na zona rural da cidade de Aurelino Leal. A direção técnica do Hospital Manoel Novaes, em Itabuna, cidade que fica a cerca de 60 quilômetros de Aurelino Leal, para onde a criança foi levada, informou que a menina deu entrada na unidade às 19h de quarta-feira (1º). Segundo a direção do hospital, o encaminhamento para o Manoel Novaes ocorreu porque não havia soro escorpiônico em Aurelino Leal. Ainda de acordo com a direção do hospital de Itabuna, a mãe da criança informou que ela havia sido picada por volta das 16h. A criança foi assistida por uma equipe médica, que interveio com protocolo de assistência para acidente com envenenamento escorpiônico, mas o quadro de saúde acabou se agravando e ela veio a óbito na manhã da última quinta-feira (2). Não há informações sobre o sepultamento da criança. *Informações do G1.


Após ser adiada devido a mudança de agenda em maio, o governador Rui Costa inaugura no próximo dia 10 dde julho (sexta-feira) a tão sonhada pavimentação asfáltica da BA-654, que liga Itacaré ao distrito de Taboquinhas, 29 km a oeste. A obra beneficiará centenas de agricultores e moradores que ficavam praticamente ilhados nos dias de chuvas. A obra custou R$ 18,7 milhões, segundo o governo, e era uma das mais antigas reivindicações do trade turístico de Itacaré. O trecho tem 19 quilômetros de extensão.

Foto: Albert Queiroz