Eles passaram o dia juntos, no Itacaré Eco Resort, empreendimento da família localizado na paradisíaca praia de São José, uma das mais lindas do Sul da Bahia.

O casal de empresários Renilce e João Cavalcanti celebraram, nesta terça-feira (05), 49 anos de casados. Eles passaram o dia juntos, no Itacaré Eco Resort, referência em hospedagem no Sul da Bahia.

“Juramos amor eterno e com a certeza que com a chegada das vacinas que virão em breve, planejamos que no próximo ano, quando faremos 50 anos de casados, iremos comemorar de forma primorosa”, nos disse Renilce.(A Tarde Online)


Em atendimento a uma solicitação feita pelo prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, o deputado federal Alex Santana (PDT) apresentou uma emenda parlamentar no valor de um milhão de reais junto ao Ministério de Desenvolvimento Regional para garantir a reestruturação da feira livre do distrito de Taboquinhas e também para a implantação do Centro de Formação da Agricultura Familiar, no antigo Casarão da Cantagalo. De acordo com o prefeito Antônio de Anízio, os dois equipamentos são de extrema importância para o desenvolvimento da agricultura familiar no município e para o fortalecimento da economia de Itacaré.

Na emenda parlamentar o deputado federal Alex Santana explica que a implantação do Centro de Formação da Agricultura Familiar vai contribuir com a questão da qualificação da mão de obra, através da oferta de cursos voltados ao desenvolvimento agrícola e beneficiamento de produtos, agregando valor à produção. Já a requalificação da feira de Taboquinhas, transformando em uma área coberta e um confortável espaço de comercialização dos produtos agrícolas, incrementará a agricultura familiar em todo o município, fortalecendo a economia local através da geração de emprego e renda.

Com os novos equipamentos os agricultores familiares terão cursos de capacitação de mão de obra na preparação e venda de produtos beneficiados, a exemplo de geleias, doces, polpas, cocadas e chocolates, e irão vender esses produtos na feira livre, num espaço muito mais bonito, higienizado e atrativo, promovendo a geração de emprego e renda para a comunidade e beneficiando diretamente centenas de famílias. O processo de implantação dos equipamentos já foi empenhado e aguarda a liberação dos recursos para o início dos serviços.


Na Bahia os estudantes poderão utilizar as notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e outras provas semelhantes para requerer o aproveitamento de estudos e concluir o ensino médio.

A Secretaria da Educação (SEC) editou uma portaria que dispõe sobre as regras de aproveitamento de estudos para os concluintes do Ensino Médio de 2020, em todas as ofertas e modalidades integrantes do Sistema Estadual de Ensino da Bahia.

Valerão para a requisição os resultados do Enem e do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (ENCCEJA); nos exames de certificação aplicados pela Comissão Permanente de Avaliação (CPA); e nas atividades com características de terminalidade desenvolvidas pelas unidades escolares da rede estadual de ensino, sob coordenação da SEC. De acordo com a superintendente de Políticas para a Educação Básica de SEC, Manuelita Brito, a iniciativa rem caráter excepcional.

“O desejo e o empenho da Secretaria da Educação do Estado é para que as provas do Enem sejam adiadas para o mês de maio, mas independente da sua data de aplicação, é necessário oportunizar a todos os estudantes, e não apenas os inscritos no ENEM, a conclusão do Ensino Médio, considerando as adversidades impostas pela pandemia do novo Coronavírus, em 2020, e, sobretudo, os conhecimentos e saberes adquiridos por eles ao longo de seus percursos escolares”.

As aulas presenciais na Bahia estão suspensas desde o mês de março e seguem sem data definida para o retorno. A suspenção foi uma das primeiras medidas adotadas no estado para o combate a pandemia da Covi-19.

A SEC informou que para requerer o aproveitamento de estudos, o estudante interessado deve estar regularmente matriculado no ano letivo de 2020; ser concluinte do Ensino Médio naquele ano; fazer a solicitação do aproveitamento de estudos na secretaria escolar; e se submeter a um ou mais processos avaliativos e/ou de certificação.

A portaria define requisitos mínimos a serem alcançados em cada alternativa. No Enem é necessário que o estudante tenha obtido o mínimo de 400 pontos em cada área do conhecimento e não tenha zerado a redação; no ENCCEJA, mínimo de 80 pontos em cada área do conhecimento e não ter zerado a redação.

Em relação aos exames de certificação do CPA, será exigido o mínimo de cinco pontos em cada área do conhecimento. Já em relação ao aproveitamento com base no histórico escolar, serão utilizadas as médias das séries anteriores, por área de conhecimento, e os resultados nos simulados coordenados pela SEC.

O aproveitamento parcial pode ser utilizado pelos estudantes que não alcançarem o aproveitamento integral em uma das alternativas. Neste caso, a portaria autoriza compor os resultados parciais de diferentes exames ou certificações, por exemplo, aproveitar a pontuação em uma área de conhecimento a partir do ENEM, de duas áreas de conhecimento a partir da CPA e de uma área de conhecimento a partir dos simulados aplicados pela escola.(Forte na Notícia)


O Governo do Estado prorrogou o decreto que suspende as aulas nas unidades de ensino das redes pública e privada e os shows em toda a Bahia. A prorrogação será publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça-feira (5) e vale até o dia 15 de janeiro de 2021.

O decreto, que venceria nesta segunda (4), ainda proíbe a realização de atividades com público superior a 200 pessoas, como passeatas, feiras, circos, eventos científicos, desportivos e religiosos. Shows e festas, públicas ou privadas, seguem proibidos independentemente do número de participantes.

Cerimônias de casamento e solenidades de formatura podem ser realizadas desde que limitadas a até 200 pessoas. A parte festiva desses eventos não está permitida.


É com grande pesar e tristeza que noticiamos nesta segunda-feira (04), o falecimento de Alexsandro Ribeiro da Silva, o popular Bebeto. Quem o conheceu com certeza conviveu com a gentileza, solidariedade, humanidade, presteza e capacidade.

Que Deus o receba na sua Glória e conforte toda família nesse momento tão difícil.


Foto: Elton Andrade

Os contribuintes de Itacaré têm até o próximo dia 15 de Janeiro para pagar a cota única a vista do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) com 10% de desconto. Lembrando que o IPTU pode ser dividido em três parcelas sem juros.

Com esses recursos o município estará investindo em muito mais obras na cidade, mais serviços, eventos e uma série de melhorias para deixar Itacaré cada vez melhor.

Esse ano a campanha de arrecadação do IPTU tem como tema “Quem ama cuida com carinho e colabora com o desenvolvimento de Itacaré”, como forma envolver todos os moradores nesse trabalho de zelar pela cidade, cuidar do patrimônio de todos e ajudar no fortalecimento do município. A proposta é despertar o cidadão para importância de contribuir não somente com seus tributos, mas também com a preservação do patrimônio público, com a limpeza da cidade e a garantia de serviços melhores.

O secretário municipal de Finanças, Marcos Cerqueira, informou que os carnês do IPTU estão sendo distribuídos nos imóveis. Mas o contribuinte que não recebeu não precisa esperar o documento chegar em sua residência ou no imóvel, bastando apenas procurar o Departamento de Tributos que poderá quitar seu débito, contribuindo assim com uma cidade muito melhor, mais bem cuidada e com muito mais investimentos.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, explica que a administração municipal tem trabalhado muito para deixar a cidade muito mais bonita com obras, investimentos e serviços mais eficientes. Mas com a contribuição de todos Itacaré poderá ficar muito melhor. O prefeito recomenda ainda que qualquer contribuinte que discordar de valores com relação a cobrança do IPTU deve procurar o setor de tributos para buscar as informações e se necessário, fazer as devidas correções. “O importante é que haja total lisura e transparência nas ações públicas”, defendeu Antônio de Anízio.


O prazo para renegociação do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) foi prorrogado até o dia 31 de janeiro. A decisão foi do Comitê Gestor do Fies, que editou resolução publicada no Diário Oficial da União. A medida permite que mais estudantes tenham a oportunidade de renegociar suas dívidas. O prazo anterior era até a última quinta-feira (31).

“Um dos benefícios imediatos, a partir da adesão ao programa, é a retirada da inscrição dos nomes do financiado e de seus fiadores dos cadastros de devedores inadimplentes, sendo alterado o cronograma de vencimento das parcelas de amortização”, disse o secretário de Educação Superior do Ministério da Educação (MEC), Wagner Vilas Boas de Souza.

Podem participar da renegociação estudantes que tenham contratos firmados até o segundo semestre de 2017, com débitos vencidos e não pagos até 10 de julho de 2020, data em que foi publicada a Lei nº 14.024/2020, que criou o programa de regularização. Para obter o benefício, os contratos também não podem ser objeto de ação judicial.

Os estudantes que se enquadrarem nessa situação poderão renegociar a dívida, com desconto nos encargos moratórios, nas opções de liquidação: quatro parcelas semestrais, até 31 de dezembro de 2022, ou 24 parcelas mensais, com redução de 60% dos encargos e pagamento a partir de 31 de março de 2021.

Os parcelamentos feitos em 145 ou 175 parcelas mensais terão redução de 40% e 25%, respectivamente, e os pagamentos começam a partir de janeiro de 2021, mantendo-se a data de aniversário do contrato. Caso a solicitação seja feita após a data de aniversário, o primeiro pagamento será em fevereiro. A parcela mínima mensal é de R$ 200.

A opção de pagamento da liquidação em parcela única (saldo integral ou débito vencido), com redução de 100% dos encargos moratórios, não foi prorrogada.

Os estudantes interessados deverão solicitar a renegociação no Banco do Brasil (BB) ou na Caixa, dentro do prazo estipulado, por meio dos canais de atendimento disponibilizados pelo agente financeiro. Com a renegociação, o estudante e seu fiador voltam à condição de adimplência junto ao Fies e os bancos farão a baixa da restrição junto aos órgãos de proteção ao crédito.

Agentes financeiros

Na Caixa, a renegociação pode ser solicitada pelo estudante pelo portal SIFES-Webr. No BB, os estudantes podem realizar a operação via mobile ou nas agências. Para aderir à renegociação pelo APP do BB, basta acessar a opção Soluções de Dívidas, Renegociação Fies, Análise, Simular as condições de parcelamento, e Assinar eletronicamente o termo. A solução está disponível para operações sem fiadores.

Caso a operação seja garantida por fiança convencional ou solidária, existe a obrigatoriedade do comparecimento à agência para assinatura dos fiadores. Os clientes podem obter mais informações pelo App BB, portal www.bb.com.br, whatsApp (61-4004-0001) ou Central de Atendimento BB (0800-729-0001).