Maioria entre os 144 surfistas de 24 países inscritos no QS de Itacaré, na Bahia, os brasileiros dominaram a primeira fase de disputas, encerrada nesta quarta-feira, na Praia da Tiririca. Os anfitriões venceram metade das 12 baterias realizadas, com destaques para Krystian Kymerson e Paulo Moura, que anotaram as maiores notas até o momento da competição. Valendo pontos para o campeonato de acesso ao Circuito Mundial, a segunda fase está prevista para começar nesta quinta-feira, com a entrada dos 48 cabeças de chave, com nomes de peso como quatro recém-eliminados da etapa da elite de Peniche, em Portugal: Jadson André, Ricardo Christie, Tomas Hermes e Aritz Aranburu.

O capixaba Krystian Kymerson estabeleceu a maior somatória de pontos da etapa na bateria que contou também com o pernambucano Halley Batista, o português Eduardo Fernandes e Dimitri Ouvre, de São Bartolomeu. Com bons aéreos, Kymerson alcançou as notas 8,73 e 7,50, levando a disputa com 16,23 pontos. Halley Batista ficou em segundo e também garantiu presença na segunda fase.

– Estou feliz por ter passado essa bateria muito disputada e também porque o vento está ajudando para dar os aéreos. Eu consegui achar duas ondas muito boas, só que estava meio nervoso no começo por ser minha estreia, mas deu tudo certo e vamos pra próxima – afirmou Kymerson.

Já o pernambucano Paulo Moura, que por muitos anos defendeu o Brasil na elite mundial, conseguiu a melhor onda da primeira fase, com 8,83, e levou a terceira bateria, que teve ainda a classificação do catarinense Matheus Navarro e as eliminações do porto-riquenho Brian Toth e do australiano Cody Robinson.

– Dei sorte que entrou uma onda legal pra mim logo no começo da bateria. Fiquei segurando a borda da prancha até o locutor terminar a regressiva de início e consegui fazer três manobras bem fortes, no critério que os juízes querem, que é forçar as manobras ao máximo, principalmente a primeira, então fico feliz porque não sabia que era a maior nota do evento – disse Paulo Moura.

O QS de Itacaré vale 6.000 pontos no ranking de acesso ao Circuito Mundial. O paulista Caio Ibelli, que já tem vaga garantida na elite em 2016, não conseguiu chegar a tempo de Portugal e está fora da segunda fase na Bahia. Ele será substituído por Franklin Serpa.

A disputa em Itacaré é a terceira de duas etapas da perna brasileira de fim de ano da divisão de acesso. O primeiro foi o QS 6000 de Florianópolis, vencido pelo paulista Deivid Silva, no domingo. Fechará a série o QS 1000 de Maresias (SP), entre 2 e 9 de novembro.

Apesar de a disputa ser no Brasil, o evento reúne representantes de 24 países, e os estrangeiros serão maioria. Foram inscritos 101 gringos e 43 brasileiros. A Austrália, com 20 surfistas, e os Estados Unidos, com 18, dominam a chave de 144 competidores.

(Globo esporte.com)


Em sessão plenária realizada hoje, dia 27 de outubro, o conselheiro relator Fernando Vita, do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), emitiu voto pela rejeição das contas da Prefeitura de Ilhéus, referentes ao exercício de 2014, pelo motivo exclusivo do descumprimento do limite máximo de gastos com pessoal.

A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) estabelece o índice de 54% como limite para gastos com pagamento de salários. O relator Fernando Vita foi enfático ao destacar que o descumprimento do limite de despesa com a folha de pagamento era o único motivo pelo qual estaria votando pela rejeição.

Por sua vez, o prefeito do Município, Jabes Ribeiro, informou que ingressará com pedido de reconsideração das contas no prazo legal, por entender que alguns elementos não foram considerados pelo Tribunal de Contas, e que após novas análises, acredita que haverá mudança de entendimento daquele colegiado.

Desde 2013, quando assumiu a administração, o prefeito busca reduzir o gasto com pessoal que, à época, comprometia mais de 70% das receitas líquidas do município.

Hoje, esse índice, como atesta o próprio TCM, se aproxima de 63%, após uma série de medidas tomadas, como a redução de cargos comissionados, corte de despesas e a elevação das receitas próprias, através do novo Código Tributário Municipal.

No ano passado em Itacaré, o prefeito Jarbas demitiu cerca de 100 servidores contratados e praticamente todos secretários foram demitidos e em comum acordo trabalharam como voluntario, para que o município não ultrapassasse o limite, mais este ano tudo indica que deva ultrapassar o limite e tenha contas rejeitadas, assim também como Ilhéus.

(O Tabuleiro)


Na manhã dessa quarta-feira, dia 28, moradores da Vila Cachoeira, em Ilhéus, bloquearam a BR-415, nas proximidades do IFBA. Os moradores utilizaram vegetação e fogo para bloquear os dois sentidos da rodovia, causando congestionamento. Informação ainda não confirmada é de que o protesto aconteceu por conta do reajuste na passagem de ônibus, anunciado para a próxima terça-feira, dia 3. (O Tabuleiro)


Como forma de valorizar, estimular, e difundir o skate e sua cultura na Bahia, a EDYE EXTREME CO. irá promover um desafio a todos os praticantes do esporte. No dia 30 de ​Outubro, em meio ao campeonato mundial de surf, o Mahalo Surf Eco Festival, na cidade de Itacaré, será realizado o “Best Trick Festival”. No bowl da praiada Tiririca, através de uma comissão julgadora, a marca premiará a melhor manobra realizada no dia. A competição acontece às 15h​oras​ com inscrição gratuita. O “Best Trick Festival” acontece após uma ação de revitalização da EDYE EXTREME CO. no equipamento. Na oportunidade, a marca realizou uma manutenção nos buracos, acabamento no cooper e nova pintura.

foto_itacare_urgente_surfecofestival053

foto_itacare_urgente_surfecofestival010

Fonte: Folha Geral.


Foi só depois de dois “alarmes falsos” que o Mahalo Surf Eco Festival começou, nesta terça-feira, 27, na praia da Tiririca, em Itacaré. O relógio já marcava mais de 10h30 quando os primeiros atletas foram autorizados a cair na água, iniciando uma sequência de oito confrontos com quatro atletas cada.

O atraso, no entanto, parece ter dado sorte à terra anfitriã. Com 13,83 pontos, o baiano Bruno Galini, da vizinha Ilhéus, já saiu do mar como primeiro colocado de sua bateria. “Não consegui pegar as ondas grandes da série. Mas, nas menores que peguei, consegui manobrar na parte crítica e foi isso que aconteceu”, comemorou.

Apesar de ter começado bem, ele foi cauteloso. “Penso a cada bateria, não em já ganhar o campeonato. É uma escada, você tem que subir degrau a degrau”, ponderou. O segundo lugar da primeira bateria também ficou para o Brasil, graças aos 11,77 pontos do cearense Messias Felix.

Teve vitória, na quinta bateria, do catarinense Matheus Navarro e, na oitava, do pernambucano Ian Gouveia, outro que deu sorte. Afinal, ele entrou na água já com maré alta, o que interrompeu a competição logo depois.

Festa estrangeira

Mas os gringos também fizeram bonito. O estadunidense Patrick Gudauskas saiu do mar como líder da quarta bateria e dono do maior placar do dia, 15,66 pontos. “Este é um evento importante, pois tive um início de ano difícil. Espero conseguir outro bom resultado aqui”, disse Gudauskas, que trouxe na mochila o terceiro lugar da etapa encerrada no último domingo, em Florianópolis (SC).

O japonês Hiroto Arai, o português Nic Von Rupp, o sul-africano Michael February e o argentino Leandro Usuna também se destacaram entre os estrangeiros no primeiro dia da “perna brasileira” da WSL South America, que teve 32 competidores de 12 países.

Vale lembrar que metade deles já pode voltar para casa, uma vez que os dois últimos colocados de cada bateria são automaticamente eliminados da competição, que vale 6.000 pontos para o ranking mundial do WSL Qualifying Series. (A Tarde)


Com grande maioria de estrangeiros com 101 competidores contra 43 brasileiros na oitava edição do Mahalo Surf Eco Festival 2015. O itacareense Iago Silva, atual campeão brasileiro amador, treina forte para fazer bonito no evento e representar bem cidade. Hoje pela manhã, data de inicio do evento nossa equipe pode registrar o atleta em mais um treino ao lado de outros atletas locais, dando um show de manobras e mostrando que está em grande fase.

Além de Iago, Yagê Araujo é outro atleta local que também estará participando do evento representando Itacaré, a Bahia e o surf brasileiro. Yagê, o Gêge, que atualmente mora no Guarujá, litoral paulista é um dos mais talentosos surfistas de sua geração. Iago e Yagê só estrearão na segunda fase do evento.

O talentoso Yagê Araújo estará representando o surf local na competição. Foto: Fabriciano Jr
O talentoso Yagê Araújo estará representando o surf local na competição. Foto: Fabriciano Jr
O itacareense Iago Silva, atual campeão brasileiro amador, também esterá no evento profissional. Foto: Fabriciano Junior
O itacareense Iago Silva, atual campeão brasileiro amador, também esterá no evento profissional.
Foto: Fabriciano Junior

PRIMEIRA FASE DO QS 6000 MAHALO SURF ECO FESTIVAL – sujeitas a alterações:
1.a: Perth Standlick (AUS), Tomas Fernandes (PRT), Messias Felix (BRA), Bruno Galini (BRA)
2.a: Hiroto Arai (JPN), Kiron Jabour (HAV), Taylor Clark (EUA), Manuel Selman (CHL)
3.a: Nic Von Rupp (PRT), Paul Cesar Distinguin (FRA), Nic Hdez (EUA), Lucas Chianca (BRA)
4.a: Patrick Gudauskas (EUA), Keoni Yan (HAV), Seth Moniz (HAV), Yuri Gonçalves (BRA)
5.a: Garrett Parkes (AUS), Matheus Navarro (BRA), Andy Criere (FRA), Jeronimo Vargas (BRA)
6.a: Michael February (AFR), Kaito Ohashi (JPN), Jorgann Couzinet (REU), Diego Mignot (FRA)
7.a: Joshua Moniz (HAV), Leandro Usuna (ARG), Tristan Guilbaud (FRA), Jake Davis (EUA)
8.a: Ian Gouveia (BRA), Francisco Bellorin (VEEN), Mihimana Braye (TAH), Cainã Barletta (BRA0
9.a: Medi Veminardi (REU), Victor Bernardo (BRA), Derek Peters (EUA), Cam Richards (EUA)
10: Nomme Mignot (FRA), Vicente Romero (ESP), Slade Prestwich (AFR), Harrison Mann (AUS)
11: Jean da Silva (BRA), Brian Toth (PRI), Paulo Moura (BRA), Cody Robinson (AUS)
12: Ramzi Boukhiam (MAR), Takumi Yasui (JPN), Alan Donato (BRA), Nahuel Amalfitano (ARG)
13: Willian Cardoso (BRA), Flavio Nakagima (BRA), Shun Murakami (JPN), Jatyr Berasaluce (ESP)
14: Luel Felipe (BRA), Cory Arrambide (EUA), Nelson Cloarec (FRA), Ethan Egiguren (ESP)
15: Miguel Tudela (PER), Robson Santos (BRA), Thiago Guimarães (BRA), Colt Ward (EUA)
16: Lucas Silveira (BRA), Dylan Lightfoot (AFR), Teale Vanner (AUS), Nicolas Vargas (CHL)
17: Krystian Kymerson (BRA), Dimitri Ouvre (BLM), Halley Batista (BRA), Eduardo Fernandes (PRT)
18: Marco Giorgi (URY), Rafael Teixeira (BRA), Luan Wood (BRA), Raphael Seixas (BRA)
19: Timothee Bisso (GLP), Dale Staples (AFR), Lucca Novaro (PER), Gatien Delahaye (GLP
20: Marco Fernandez (BRA), Parker Coffin (EUA), Reo Inaba (JPN), Alcides Lopes (BRA)
21: Thomas Woods (AUS), Oney Anwar (IDN), Ian Gentil (HAV), Gabriel André (BRA)
22: José Ferreira (PRT), Ian Crane (EUA), Yago Dora (BRA), Tomas King (CRI)
23: Michael Wright (AUS), Cahill Bell-Warren (AUS), Guillermo Satt (CHL), Renato Galvão (BRA)
24: Frederico Morais (PRT), Noah Schweizer (EUA), Caetano Vargas (BRA), Matt Passaquindici (EUA)

SEGUNDA FASE – entrada dos 48 cabeças de chave mais bem colocados no ranking:
1.a: Caio Ibelli (BRA) e Iago Silva (BRA)
2.a: Tanner Gudauskas (EUA) e Mitch Crews (AUS)
3.a: Charles Martin (GLP) e Ezekiel Lau (HAV)
4.a: Ryan Callinan (AUS) e Soli Bailey (AUS)
5.a: Maxime Huscenot (FRA) e Thiago Camarão (BRA)
6.a: Nathan Yeomans (EUA) e Nathan Hedge (AUS)
7.a: Conner Coffin (EUA) e Yadin Nicol (AUS)
8.a: Davey Cathels (AUS) e Hizunomê Bettero (BRA)
9.a: Kanoa Igarashi (EUA) e Granger Larsen (HAV)
10: Billy Stairmand (NZL) e Heitor Alves (BRA)
11: Evan Geiselman (EUA) e Santiago Muniz (ARG)
12: Stu Kennedy (AUS) e Jadson André (BRA)
13: Joan Duru (FRA) e Ricardo Christie (NZL)
14: Noe Mar McGonagle (CRI) e Aritz Aranburu (ESP)
15: Michael Dunphy (EUA) e Pedro Henrique (PRT)
16: Dion Atkinson (AUS) e David do Carmo (BRA)
17: Jessé Mendes (BRA) e Mateia Hiquily (TAH)
18: Tanner Hendrickson (HAV) e Wade Carmichael (AUS)
19: Tomas Hermes (BRA) e Beyrick De Vries (AFR)
20: Carlos Munoz (CRI) e Leonardo Fioravanti (ITA)
21: Michael Rodrigues (BRA) e Cooper Chapman (AUS)
22: Connor O´Leary (AUS) e Bino Lopes (BRA)
23: Brent Dorrington (AUS) e Deivid Silva (BRA)
24: Alex Ribeiro (BRA) e Yagê Araujo (BRA)