Mais uma rodada do Campeonato de Futebol de Areia de Itacaré vai movimentar a cidade neste sábado, a partir das 14 horas, na Praia da Coroinha, com mais quatro jogos da terceira rodada da competição. E dessa vez o time da Passagem vai enfrentar o Alto da Boa Vista. Em seguida, às 16 horas, será a vez da partida entre o Bairro Novo e a Pituba. Já às 17 horas o Angelim pega a Camboinha e depois, às 18 horas, o Porto de Trás enfrentará o time do Marimbondo.

Na semana passada a segunda rodada do Campeonato de Futebol de Areia de Itacaré começou com o time do Marimbondo vencendo o Alto da Boa Vista pelo placar de 5×0. Em seguida o Bairro Novo venceu a Camboinha por 5×2 e o Angelim aplicou a goleada de 5×0 em cima do time da Passagem. E no último jogo do sábado o Porto de Trás venceu a Pituba por 4×0. A realização do evento é da Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Cultura, Sudesb e Liga Itacareense de Futebol.

O campeonato terá duração de dois meses e meio, com disputas nas tardes de sábados, sendo que o primeiro colocado receberá o prêmio de quatro mil reais, o segundo dois mil reais e o terceiro será premiado com mil reais. E para incentivar ainda mais os times participantes, a equipe da Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Cultura entregou uniformes para os representantes de cada time. Os uniformes foram adquiridos junto a Superintendência do Desporto do Estado da Bahia (Sudesb), através de uma parceria com a Prefeitura de Itacaré.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, destaca a importância do campeonato não somente como forma de promover mais opções de lazer e entretenimento, mas também como forma de incentivar cada vez mais o esporte. Ele também ressaltou que Itacaré tem se destacado cada vez mais no esporte, com atletas de várias modalidades e de diferentes faixas etárias, e o campeonato servirá para revelar novos talentos, além de promover a integração entre os desportistas de diversos bairros de Itacaré.


Entra em vigorar nesta quinta-feira (19) a Lei 13.546/2017, que ampliou as penas mínimas e máximas para o condutor de veículo automotor que provocar, sob efeito de álcool e outras drogas, acidentes de trânsito que resultarem em homicídio culposo (quanto não há a intenção de matar) ou lesão corporal grave ou gravíssima.

A nova legislação, sancionada pelo presidente Michel Temer em dezembro do ano passado, modificou artigos e outros dispositivos do Código Brasileiro de Trânsito (Lei 9.503/1997).

Antes, a pena de prisão para o motorista que cometesse homicídio culposo no trânsito estando sob efeito de álcool ou outras drogas psicoativas variava de 2 a 5 anos.

Com a mudança, a pena aumenta para entre 5 e 8 anos de prisão. Além disso, a lei também proíbe o motorista de obter permissão ou habilitação para dirigir veículo novamente. Já no caso de lesão corporal grave ou gravíssima, a pena de prisão, que variava de seis meses a 2 anos, agora foi ampliada para prisão de 2 a 5 anos, incluindo também a possibilidade de suspensão ou perda do direito de dirigir.

As alterações no Código Brasileiro de Trânsito (CBT) também incluem a tipificação como crime de trânsito a participação em corridas em vias públicas, os chamados rachas ou pegas.

Par reforçar o cumprimento das penas, foi acrescentada à legislação um parágrafo que determina que “o juiz fixará a pena-base segundo as diretrizes previstas no Artigo 59 do Decreto-Lei 2.848, de 7 de dezembro de 1940 (Código Penal), dando especial atenção à culpabilidade do agente e às circunstâncias e consequências do crime”.


Secretários e prefeitos municipais estiveram reunidos nesta quarta-feira, 18, em Itabuna, para discutir estratégias visando a correta destinação dos resíduos sólidos nos municípios associados ao Consórcio de Desenvolvimento Sustentável do Território Litoral Sul. A iniciativa visa atender a exigência da Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/2010), que prevê a erradicação dos lixões, dando destino ambientalmente correto aos resíduos sólidos e investindo na construção de aterros sanitários. De acordo com o prazo aprovado pelo Senado Federal, os municípios têm até 31 de julho de 2018 para cumprir a determinação.

Pensando nisso, o Consórcio Litoral Sul tem buscado soluções com empreendimentos que já possuem expertise no seguimento, a exemplo da Mundial TRS – Gestão de Ativos Ltda, de Simões Filho, que apresentou a proposta de investimento da Unidade Fabril – Termoelétrica a partir dos Resíduos Sólidos. Outra iniciativa que será apresentada aos gestores, será a possibilidade de firmar um termo de cooperação técnica com o Instituto Austríaco de Tecnologia (AIT), maior instituto de pesquisa não universitário da Áustria que oferece soluções tecnológicas para indústrias, municípios e governos no campo da infraestrutura e meio ambiente.

As soluções apresentadas serão amplamente esclarecidas em outros encontros com os gestores municipais. Nesse sentido, o presidente do CDS-LS e prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio fez um chamamento aos prefeitos sobre a necessidade deles “buscarem um maior entendimento das ações do consórcio e estarem juntos na busca por soluções, que são de interesses em comuns dos municípios da região”. Ainda na reunião com os prefeitos consorciados, foram apresentados contratos e convênios do CDS-LS com o governo do Estado da Bahia, a entrega do Regimento Interno do Consórcio, entre outros assuntos. (Bahia Econômica)


A Câmara Municipal de Itacaré recebeu, nesta segunda-feira (16/4), o Projeto de Lei que dispõe sobre as Diretrizes Orçamentárias para o exercício de 2019, conhecido como LDO, através do Assessor de Planejamento, Adjan Oliveira.

O documento foi protocolado na Câmara de Vereadores de Itacaré pelo assessor especial de planejamento financeiro e acompanhamento orçamentário da Prefeitura, Adijan Oliveira, que destacou o trabalho transparente e responsável de toda a equipe da administração municipal comprometida com a LDO e as demais peças orçamentárias. O presidente da Câmara de Vereadores de Itacaré, Lenoildo Ribeiro (Canelinha) parabenizou a Prefeitura pela eficiência e declarou que nesses 20 anos em que é parlamentar jamais recebeu a LDO em um prazo tão recorde, o que permitirá que ao legislativo municipal um tempo maior para analisar, propor e contribuir com as propostas já apresentadas.

A LDO é elaborada anualmente e tem como objetivo apontar as prioridades do governo para o próximo ano, estabelecendo as diretrizes, prioridades e metas da administração, orientando a elaboração da proposta orçamentária de cada exercício financeiro, formado pelos orçamentos fiscal, de investimento das empresas e da seguridade social, compatibilizando as políticas, objetivos e metas estabelecidos no Plano Plurianual e as ações previstas nos orçamentos para a sua consecução, promovendo, em prazo compatível, um debate sobre a ligação e a adequação entre receitas e despesas públicas e as prioridades orçamentárias .Ela orienta a elaboração da Lei Orçamentária Anual, baseando-se no que foi estabelecido pelo Plano Plurianual. Ou seja, é um elo entre esses dois documentos.


O vereador Hamilton Paixão fez a indicação 003/2018 na sessão desta terça-feira, dia 17, que solicita ao executivo municipal melhorias no Assentamento da Encon, compreendendo a iluminação da sede, construção de uma nova ponte na região e encascalhamento do ramal que dá acesso a BA-654.

“O assentamento é um grande fornecedor de produtos agrícolas para o nosso município. Todavia as pessoas da comunidade estão carentes de algumas melhorias, as quais contribuirão para fixar o homem do campo com o mínimo de conforto e dignidade”, declarou Hamilton.


Uma série de novidades e inovações vão marcar o 5º Festival Gastronômico “Sabores de Itacaré – Uma nova experiência”, realizado pela Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Turismo, que acontecerá no período de 12 a 15 de julho. Esse ano o tema central será gastronomia de raiz, valorizando os produtos regionais.

E para discutir todos esses detalhes, a Prefeitura de Itacaré realizou nesta quarta-feira um encontro com empresários e parceiros do evento onde foram apresentadas as mudanças e debatidas as sugestões para deixar o festival gastronômico ainda melhor. Durante o encontro foi feita uma avaliação do 4º Festival e traçadas estratégias de organização da 5ª edição. Ainda na reunião foram apresentadas as novas categorias, discutida a média de preços, além da programação e atividade no período.

Este ano o número de vagas subiu de 30 para 40 estabelecimentos divididos em 5 categorias: Prato Principal, Petisco, Lanche, Sobremesa e Drinks. Outra grande novidade de 2018 é a realização da Feira Gastronômica na Orla de Itacaré que contará com estrutura para 20 Barracas e comercialização de mini porções nas categorias: Prato principal, Petisco, Lanche e Sobremesa.