A Polícia Civil destruiu mais uma plantação de maconha no município de Maraú. Desta vez a operação coordenada pelo delegado Marcos Augusto Larocca aconteceu em Taipú de Fora. No local foi encontrada uma estufa climatizada com ar condicionado, exaustor e iluminação artificial. Foram aprendidos 81 pés de maconha e sementeiras com 209 mudas da droga.

A polícia conseguiu prender em flagrante, Paulo Cambeiro Pimenta. Todo o material aprendido foi apresentado na delegacia em Barra Grande. No dia 18 de novembro a PM destruí 300 pés de maconha em uma roça na região do Minério. Já no dia 30 de novembro, 217 pés de maconha foram destruídos pela PM em uma fazenda na região da Gamboa, zona rural de Maraú. (Ubaitaba Urgente)

 


Itacaré estará participando do Mutirão de Cirurgias, um programa do Governo do Estado, viabilizado através a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), que acontecerá nos dias 12, 13 e 14 de dezembro, às vésperas da inauguração do Hospital Costa do Cacau. O objetivo do mutirão é atender a todos que necessitam realizar cirurgias de hérnias (umbilical, inguinal, epigástrica) histerectomia e colecistectomia. As pré-consultas serão realizadas no período de 12 a 14, nas unidades móveis, que ficarão estacionadas na praça da avenida Soares Lopes, ao lado da Catedral de São Sebastião, em Ilhéus.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Ricardo Lins, os pacientes de Itacaré, entre 14 a 65 anos, que necessitarem fazer algumas dessas cirurgias devem procurar antecipadamente a Secretaria de Saúde, situada na Rua Nova Conquista, centro, para fazer antecipadamente o cadastro. As cirurgias começam a ser feitas a partir do dia 17 de dezembro, no Hospital da Costa do Cacau, que será inaugurado no dia 15 de dezembro. De acordo com orientação dos técnicos, os pacientes que farão cirurgias de vesícula precisam estar em jejum para a realização do exame de ultrassonografia (USG). Para as mulheres que farão o procedimento de histerectomia, será preciso levar o exame preventivo atual, e se ainda menstruam, devem levar também o exame Beta HCG. Além disso, todos devem levar exames laboratoriais e outros que possuam.

As primeiras cirurgias que serão realizadas no Hospital Costa do Cacau, a partir do próximo dia 17, serão histerectomia, que consiste na remoção de parte ou da totalidade do útero; hérnia umbilical, feito através de uma pequena incisão, cujo tecido é retornado para a cavidade abdominal e a abertura é costurada; e vesícula biliar, que remove “pedras” (cálculos) responsáveis por inflamações agudas, fortes dores e até infecções abdominais.

Os interessados devem apresentar original e cópia da carteira de identidade (RG), cartão do Sistema Único de Saúde (SUS), comprovante de residência e a requisição médica. É imprescindível ainda providenciar e levar exames atualizados de sangue e, no caso das mulheres, o preventivo, e, caso ainda menstruem, o Beta HCG. Os demais exames, como eletrocardiograma (ECG), Raio-X (RX) e ultrassonografia (USG), podem ser realizados gratuitamente na própria unidade móvel (caminhão) do mutirão de cirurgias.
O Hospital Costa do Cacau será inaugurado no próximo dia 15. Com mais de 230 leitos, a unidade atenderá as demandas da região cacaueira em urgência e emergência. Além disso serão realizadas cirurgias eletivas de alta complexidade, incluindo as cirurgias cardíaca, neurológica e ortopédica. (Secom/Itacaré)


O duplo rompimento dos cabos OPGW na região da Grande São Paulo, entre Guarulhos e Ibiúna, deixa usuários sem Internet em várias cidades do país, Itacaré, Camamu e Maraú estão entre elas. 

Desde a tarde da última quarta-feira (06), os clientes da Eletronet, operadora que vende capacidade de rede no atacado para outras operadoras e provedores de acesso à internet em todo país, que têm links que terminam em São Paulo ou que passam pelo PTT local estão sem conexão. Dois cabos OPGW da empresa – uma rota de entroncamento — romperam entre Guarulhos e Ibiúna, na Grande São Paulo. Ontem foi feito o reforço das torres. A empresa espera conseguir restabelecer a conexão ao longo do dia, segundo informou ontem, ao final da tarde, o diretor de Operações, Anderson Jacopetti. Clientes seguem sem conexão.

As equipes de Furnas, concessionária de energia elétrica que aluga sua infraestrutura para a Eletronet passar o cabo OPGW dentro do qual estão as fibras, trabalharam o dia todo para fazer a sustentação dos cabos OPGW e evitar que caíssem sobre a rede de alta tensão e sobre os trilhos da CPTM.

“Na inspeção dos cabos, os técnicos verificaram que não só as fibras tinha se rompido, mas que os próprios cabos estavam esgarçados, correndo o risco de se romperem”, relata Jacopetti. O segundo alvo dos técnicos foi fazer o reforço das duas torres para que amanhã seja possível fazer o içamento de novos cabos, que vão substituir os danificados.

De acordo com Jacopetti, ainda não é possível saber nem porque as fibras romperam e muito menos a razão de os cabos de aço que envolvem o núcleo terem se deteriorado tanto. “Só depois que forem baixados e forem para o laboratório”, diz ele. De qualquer foram, a solução amanhã será substituir os cabos danificados entre as torres 127 e 128 de Furnas, que distam uma da outra cerca de 400 a 500 metros. Além do lançamento dos novos cabos, vão ser instaladas duas caixas nas torres para conectar os novos cabos à rede.


“Itacaré também oferece o pacote completo. Várias praias com condição para o surf, águas quentes e paisagens lindas com natureza preservada”.


O surf tem ganhado um número crescente de adeptos e fãs no país desde que brasileiros como o paulista Adriano de Souza, o Mineirinho, chegaram ao posto de melhores do mundo no WSL (World Surf League). Pensando em quem está começando, ou pretende trilhar os passos do campeão, o Airbnb foi atrás de Mineirinho para pegar dicas de algumas de suas praias preferidas no Brasil para surfar e viajar, combinação perfeita para o atleta.

Confira a lista das cinco melhores praias no Brasil de acordo com Adriano de Souza:

1 – Praia de Pitangueiras, Guarujá, SP: “Foi onde comecei, por isso é muito especial para mim. Tem um restaurante, Laranjeiras, onde a comida é deliciosa, especialmente após uma manhã de surf. A vibe do local realmente me faz bem e me faz ter muitos flashbacks”.

2 – Praia do novo Campeche, Florianópolis, SC: “É onde eu moro hoje. Um novo local, ainda sem muitas construções, então na maioria das vezes me sinto em uma praia particular com belas dunas de areia. Minha dica é uma padaria chamada Floripão, onde eu frequentemente passo pós-surf para sucos, smoothies ou um sanduíche”.

3 – Praia Pico de Matinhos, Matinhos, PR: “Onda perfeita para a direita. Um dos poucos point breaks no Brasil. Sempre que o swell está bom quando estou em casa pego o carro e dirijo aproximadamente três horas de Florianópolis para surfar lá. É um lugar único! Checar as ondas sem ter que sair de casa é o sonho de qualquer surfista”.

4 – Fernando de Noronha, PE: “Além de um dos destinos mais belos no Brasil, é também um lugar com todos os tipos de onda e praticantes: de profissionais, a iniciantes. É o Havaí brasileiro! Mas cheque antes de embarcar para a ilha, pois a temporada de surf lá dura apenas seis meses. Se nos encontrarmos em Noronha, provavelmente você me verá comendo um Açaí ou Tapioca nas barraquinhas do centro, imperdível”.

5 – Itacaré, BA: “Itacaré também oferece o pacote completo. Várias praias com condição para o surf, águas quentes e paisagens lindas com natureza preservada. A comida baiana também é uma atração à parte e pode ser degustada em ótimos restaurantes no centrinho”.


O Comando Geral da Polícia Militar da Bahia lançará nesta sexta (08), às 09 hs o reforço de policiais militares para cuidar da segurança na região sul e extremo sul através da “Operação Verão”, durante solenidade em Itacaré, cidade escolhida para o lançamento esse ano.

Os policiais atuarão nas orlas e nos principais pontos turísticos das cidades. Segundo o Comandante Geral da PM, Cel PM Anselmo, todo o efetivo da PM, que ainda inclui as Unidades especializadas, deve fazer a segurança dos milhares de turistas que chegam à região e da população local.

O Cel PM Teixeira, Comandante do CPRS (Região Sul), disse que na área de sua responsabilidade, o reforço no policiamento acontecerá nos corredores turísticos como Costa das Baleias, Costa do Cacau, Costa do Descobrimento e do Dendê. São 758km de litoral e 19 (dezenove) cidades alcançadas pela “Operação Verão” na Região Sul e Extremo Sul. Porto Seguro, Belmonte, Santa Cruz Cabrália, Valença, Cairu, Camamu, Ituberá, Tancredo Neves, Ilhéus, Canavieiras, Una, Itacaré, Maraú, Uruçuca, Alcobaça, Caravelas, Prado, Mucuri e Nova Viçosa.

PM e Comunidade na corrente do bem!


Na sessão ordinária de terça-feira (05) o Projeto de Lei nº 94/2017, de autoria do vereador Jerbson Moraes, cujo propósito é reduzir para 40% o percentual cobrado de tarifa do serviço de esgotamento sanitário efetuado pela empresa concessionária do serviço na cidade, atualmente prestado pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento S.A. (Embasa), foi aprovado em duas votações e redação final, por unanimidade no plenário da Câmara de Vereadores de Ilhéus.

Após estudos de comparação da mesma situação com algumas cidades da Bahia como Feira de Santana, Guanambi e Jequié, o vereador notou que Ilhéus está entre os municípios que pagam a tarifa mais alta, que chega aos 80% do valor da conta. De acordo com Jerbson, “Pagar 80% de tarifa de esgotamento de água é abusivo. Nas cidades pesquisadas esse valor chega a 40%”. Em muitas cidades já existem leis que impedem que as concessionárias cobrem valores acima de 40%.

De acordo com o projeto, a concessionária será obrigada a cobrar o percentual máximo de 40% sobre o consumo de água para a tarifa de serviço de esgotamento sanitário em Ilhéus e caso não cumpra o estabelecido será penalizada com advertência na primeira infração e multa no valor de R$ 10.000,00 em caso de reincidência. A empresa será multada em R$ 100.000,00 na terceira infração e cassação da permissão da exploração do serviço na cidade na quarta infração.

A lei também prevê que após realização de intervenção na tubulação e fechamento de buracos, a empresa fica obrigada às suas expensas a recompor a pavimentação das vias públicas no prazo máximo de dois dias úteis. O projeto segue para a sanção do Executivo Municipal. (Agravo)