Uma briga inusitada ganhou as redes sociais nesta quarta-feira (17). Os deputados Cabo Daciolo e Marco Feliciano bateram boca após o carioca acusar em vídeo que o pastor de ter envolvimento com a maçonaria.

Os dois se encontraram no fundo do plenário e começaram a discutir. Feliciano foi tirar satisfação com o militar, ironizando que “o mesmo Deus que falou que ele ia ser presidente da República disse a ele que eu sou maçom. Estou pedindo pra ele provar. Ele é tão menino, é tão calça curta que não presta nem para conversar”.

O pastor pede provas ao colega e insiste: “mesmo que eu fosse maçom, qual é o problema com a maçonaria?”. Daciolo se recusa a ouvir e continua afirmando que Feliciano “tem envolvimento [com maçonaria]” e que “o tempo vai mostrar”.

“Ainda tem pomba gira também. Se liga. Vigia e ora. E vamos esperar para ver o que Deus vai fazer”, continua, sob acusações de Feliciano como “falso projeta”, “neurótico”, “maluco”, “demente” e desequilibrado”.

“Ainda bem que o Parlamento se livrou de você”, encerrou Feliciano, enquanto o militar pede que o pastor se arrependa e “volte para Jesus”. Veja o vídeo:


Itacaré se transforma na capital brasileira do surf neste fim de semana, quando serão realizadas as provas do Mundial QS1.000 de Surf Masculino e Feminino. A programação começa nesta quinta-feira (18) e prossegue até domingo (21), na Praia da Tiririca, atraindo milhares de visitantes e a atenção do mundo esportivo.  A movimentação na Costa do Cacau é intensa, com estimativa de ocupação da rede hoteleira em 100%. Além do Mundial, que tem apoio do Governo do Estado, a cidade sedia, na sexta (19) e no sábado (20), o festival Itacaré Surf Music, com atrações como Maneva, Ponto de Equilíbrio, Adão Negro, Bruta Raça, Dost e o DJ XFour. Os dois eventos contribuem para um fluxo turístico total de mais de 10 mil pessoas, segundo previsão do secretário de Turismo de Itacaré, Júlio Oliveira.

No hotel Aldeia do Mar, a ocupação dos 29 aposentos, entre chalés e suítes, deve chegar aos 100% nesta quinta (18), de acordo com o recepcionista Felipe Caian.  Já  Daniela Santos, analista comercial do Terra Boa Hotel Boutique, que tem 43 quartos, comemora um mês inteiro de ocupação média acima dos 70%, chegando aos 100% nos fins de semana. Neste não será diferente. “O período tem sido muito bom para a gente. A realização dos eventos de surf e de música ajuda para mantermos a casa cheia”, afirma.

Se depender da agenda esportiva, a boa fase deve se estender até pelo menos o fim do mês, já que outras importantes provas de surf estão marcadas para o período. “Teremos o Campeonato Brasileiro de Surf Profissional, de 22 a 25 de outubro, e o Brasileiro Master, dias 27 e 28, com grandes nomes, como Jojó de Olivença, Fábio Gouveia e Jaime Matos”, anuncia o presidente da Associação de Surf de Itacaré, Alisson Reis.

O Mundial de Surf reúne 144 participantes, entre brasileiros e estrangeiros. Surfistas da Argentina, Peru e Costa Rica predominam entre estes últimos.  Nos dias de prova, Itacaré recebe muitos turistas de estados como Minas Gerais, Espírito Santo e Distrito Federal, além de Salvador e cidades do interior baiano, como Vitória da Conquista, Feira de Santana, Jequié e Valença.

Uma ação ambiental, organizada por instituições e autoridades locais e envolvendo estudantes, acontecerá em Itacaré durante os dias do Mundial. (Neuza Brizola / Secom)


Itacaré passa a ser considerada, a partir desta quinta-feira, como a capital mundial do surf, com a realização do Mundial QS1.000 de Surf Masculino e Feminino, que acontece até o dia 21 de outubro, na Praia da Tiririca, e vai reunir atletas de diversos países. Paralelo ao Mundial de Surf vai acontecer o Itacaré Surf Music, nos dias 19 e 20, com grandes atrações nacionais, a exemplo de Maneva, Ponto de Equilíbrios, Adão Negro., Bruta Raça, Dost e o DJ XFour.

Um dos pontos altos do evento será o trabalho de conscientização ambiental envolvendo os alunos das escolas públicas e particulares de Itacaré. Em parceria com a Associação de Surf de Itacaré (ASI Ambiental), instituições ambientais locais e a rede de ensino de Itacaré, serão realizadas oficinas monitoradas, apresentações de ações ambientais e culturais, mostra de vídeos e exposições voltadas para a sustentabilidade. O objetivo é passar informação de uma maneira lúdica e dinâmica no intuito de estimular a assimilação da preservação do meio ambiente, além de oferecer conhecimento ambiental de uma forma positiva e saudável para que os alunos levem a informação para o seu convívio social.

Uma das ações oferecidas será a plantação de árvores. As mudas foram produzidas e doadas pelo Instituto Floresta Viva e Biofábrica com sementes de árvores da região da Costa do Cacau. Esta ação será gerenciada pela Secretaria de Meio Ambiente e Instituto Floresta Viva. Utilizando recreação pedagógica, as instituições ambientais parceiras do evento também apresentarão seus trabalhos. Durantes as oficinas os estudantes terão palestras sobre gestão de resíduos, animais marinhos, fauna e flora local, turismo lúdico, inclusão social, entre outros temas que serão abordados nesta edição pelas instituições participantes.

Cento e cinquenta alunos, na faixa etária de 08 a 12 anos, além de participarem das ações ambientais, poderão assistir o campeonato de surf, ganharão camisas e bonés do evento e um delicioso lanche produzido pela agricultura familiar local. Os alunos e o professor serão conduzidos da escola até o evento por ônibus disponibilizado pela Secretaria de Transporte

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, destacou a importância do município sediar mais uma vez esse evento internacional e trazer de volta a etapa também a categoria Feminino. Outro ponto importante, segundo ele, é o legado que fica para a preservação do meio ambiente, envolvendo os estudantes, professores e os turistas, numa grande ação para garantir um ambiente natural muito mais saudável.


Cerca de 600 alunos do Centro Educacional de Itacaré participaram, durante seis meses, da Copa CEI de Futsal, um projeto criado com o objetivo de incentivar e valorizar o esporte e também levar arte, cidadania e valores sociais para os estudantes da rede municipal. E a grande final da competição foi realizada no último dia 11, com as disputas entre os times da Ilha Bela contra o Itacarezinho, na categoria 6º e 7º ano, e as equipes do Ajax contra o time do Hawaizinho, na modalidade Eixos e 9º ano.

Na primeira disputa o Ilha Bela venceu o Itacarezinho e conquistou o título da categoria. Já no segundo jogo o Ajax jogou melhor, derrotou o Hawaizinho e foi o campeão da categoria. A competição contou com a participação de 18 times formado entre os estudantes do Centro Educacional de Itacaré. A Copa foi iniciada em abril, com 26 rodadas, realizadas aos sábados na quadra do CEI.

O projeto contou com o apoio da Prefeitura de Itacaré, através das secretarias de Desenvolvimento Social, Educação e Juventude Esporte e Cultura, do diretor do Centro Educacional, José Augusto, e do assessor de Planejamento, Cleber Miranda. De acordo com os idealizadores do projeto, os professores Nilson Souza, Miller Palafoz, Jaqueline Souza e Rafael Barros, a proposta foi não somente trabalhar o esporte dentro da escola, como também discutir o dia a dia dos alunos, a realidade social, os valores e fazer uma reflexão sobre a arte e os acontecimentos históricos.


Itacaré vai realizar, a partir do dia 04 de novembro, o Campeonato Municipal de Futebol, um evento que tem por objetivo promover a integração entre os atletas locais e incentivar cada vez mais o esporte no município. O campeonato vai contar com a participação de oito times, com partidas todos os domingos, no Campo de Futebol da Passagem.

A realização do campeonato é da Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria de Juventude, Esporte e Cultura, e a Liga Itacareense de Futebol. Participarão da competição os times da Ponte Preta, Bairro Novo, Camboinha, São Paulo, Sampa, Filhos do Humaitá, São Caetano e Havaizinho. O campeão da competição vai receber o prêmio de 5 mil reais, o segundo colocado receberá 2.500 reais, o terceiro ficará com 1.500 reais e o quarto colocado receberá como prêmio mil reais.

Na semana passada a Prefeitura de Itacaré entregou os uniformes das equipes que participarão do campeonato. De acordo com o prefeito Antônio de Anízio, a proposta e que todos possam participar num clima de alegria, companheirismo e harmonia, divulgando o esporte, revelando novos talentos no futebol e garantindo opções de lazer para a comunidade. Tudo isso sem contar que eventos dessa natureza movimentam a economia da cidade.


O apresentador e radialista Gil Gomes morreu nesta terça-feira (16), aos 78 anos. Ele passou mal na segunda-feira (15), e foi levado ao Hospital São Paulo, na zona sul da capital paulista, mas não resistiu. A causa da morte ainda não foi divulgada, tampouco informações sobre velório. O radialista sofria com mal de Parkinson desde 2005.

Gil Gomes iniciou sua carreira na extinta Rádio Marconi, na década de 1960. Os gestos, a voz e o visual do jornalista foram características que o marcaram como o repórter policial do jornal diário “Aqui Agora”, exibido pelo SBT entre 1991 e 1997.

“Sempre gostei de roupas de cores fortes e estampadas por causa da alegria que elas passam”, comentou Gomes em 2011.

Em entrevista em 2011 ao jornal O Estado de São Paulo, Gil Gomes rememorou com saudosismo os tempos de televisão, em que diz ter trabalhado com “a seleção brasileira de repórteres”. Da equipe do programa, destacam-se os jornalistas César Tralli e Sônia Abrão. “Quando eu falei do PCC pela primeira vez, chamaram de jornalismo lixo. O que eu falava naquela época está acontecendo agora”, disse.


Nesta quarta-feira (17), o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) começará a inserir nas urnas os dados dos 10.393.170 eleitores baianos e dos candidatos – Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL) – que disputam a presidência no segundo turno das eleições, no próximo dia 28.

Na Bahia, segundo o TRE, 35.354 urnas serão contempladas. Destas, 5.272 são da capital e o restante no interior. No primeiro dia da atividade, a ação será realizada em 1.358 urnas de cinco zonas de Salvador: 1ª, 16ª, 17ª, 18ª e 19ª. O início dos trabalhos será acompanhado pelo presidente doTRE-BA, o desembargador José Edivaldo Rocha Rotondano.

Juízes eleitorais, promotores de justiça, defensores públicos, integrantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), além de representantes de partidos, coligações e candidatos, poderão fiscalizar os trabalhos, que seguem até o dia 23 de outubro.

Confira guia do voto:

  • Como saber se meu título foi cancelado? A situação eleitoral do eleitor pode ser consultada no site do Tribunal Superior Eleitoral. Basta informar nome completo e data de nascimento ou número do título.
  • Tive meu título cancelado. Quando poderei regularizar a situação? A regularização só poderá ser realizada após as Eleições de 2018, a partir do dia 5 de novembro, quando o cadastro eleitoral poderá ser alterado.
  • Perdi meu título. Posso votar? Sim. Para votar, é necessário documento oficial com foto ou o aplicativo e-Título para quem fez o recadastramento biométrico. Quem não sabe seu local de votação pode consultar no site do TSE ou no próprio aplicativo.
  • Todos os documentos valem na hora de votar? Não. Não valem certidão de nascimento e de casamento como prova de identidade. É necessário carteira de identidade, passaporte, carteira profissional reconhecida por lei, certificado de reservista, carteira de trabalho, Documento Nacional de Identidade (DNI) ou carteira nacional de habilitação. O e-Título também poderá ser utilizado.
  • Qual o horário da votação? A votação ocorrerá entre 8h e 17h.
  • Se eu não votei no primeiro turno, posso votar no segundo? Sim. Os turnos são independentes.
  • Quem é obrigado a votar? O voto é obrigatório para brasileiros alfabetizados maiores de 18 anos e menores de 70 anos. Quem tem acima de 16 anos e acima de 70 anos não é obrigado, mas pode votar.
  • Não poderei votar. Como faço para justificar? Um formulário disponível nos cartórios eleitorais, nos postos de atendimento ao eleitor, nos portais do TSE e nos locais de votação estarão disponíveis para preenchimento. Em Salvador, haverá um stand da Justiça Eleitoral no Aeroporto para quem estiver viajando.
  • Qual é o valor da multa para quem não votar e não justificar? Aqueles que não comparecerem às urnas e não justificarem a ausência em até 60 dias após a eleição receberá multa de R$ 3,51 por turno. Ela pode ser paga em qualquer agência bancária, nos Correios ou nas casas lotéricas.
  • O que acontece se eu não pagar a multa eleitoral? O eleitor que não pagar a multa fica em débito com a Justiça Eleitoral e não conseguirá ter a certidão de quitação eleitoral, requerida em algumas situações como concurso público. A guia de pagamento pode ser emitida no portal do TSE.
  • Voto nulo anula a eleição? Não. Mesmo que mais de 50% dos eleitores votem nulo, a eleição não é anulada. Isso porque apenas os votos válidos são considerados na contagem. Fonte: Correio 24h.