Pagar os salários dos servidores públicos em dia, até o quinto dia último, como prevê a legislação, tem sido um dos compromissos do prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, desde que assumiu a gestão, E nesta quinta-feira, dia 07 de novembro, a Prefeitura de Itacaré encaminhou para a agência bancária o pagamento dos salários dos servidores públicos municipais, contratados, efetivos e comissionados, referentes ao mês de outubro.

O prefeito Antônio de Anízio ressaltou que apesar de todas as dificuldades enfrentadas pelos municípios brasileiros vem buscando garantir o pagamento dos salários sempre em dia, valorizando o trabalho dos servidores e movimentando a economia da cidade. No total, são cerca de três milhões de reais que circularão na cidade somente com os salários de outubro, aquecendo a economia local e fortalecendo o comércio do município.

A proposta é continuar honrando com os pagamentos dos servidores, contratados e fornecedores, garantindo a credibilidade do governo e administrando os recursos públicos com responsabilidade, seriedade e compromisso com o povo de Itacaré. A Prefeitura também vem realizando um trabalho de austeridade e enxugamento da folha de pagamento para atender à Lei de Responsabilidade Fiscal e poder realizar os necessários investimentos no município.


Para turistas de diversas cidades brasileiras e também do mundo, Itacaré é ponto de parada obrigatório para quem quer unir diversão e tranquilidade, tendo contato direto com a natureza. Localizado no litoral sul da Bahia, o município é um dos principais destinos turísticos do Brasil e mais procurados em finais de semanas prolongados, feriados e férias.

Com um repertório variado de lazer durante todo ano, a cidade une no próximo feriadão (Proclamação da República) a vasta programação natural aos eventos promovidos para curtição de baianos e turistas. Entre as opções, se destaca o Festival Música Boa, evento totalmente gratuito, que terá sua primeira edição realizada nos dias 15 e 16 de novembro.


Considerado como um dos destinos turísticos mais completos do Brasil e com uma natureza exuberante, Itacaré permanece com suas praias limpas e sem as manchas de óleo que tem atingido o litoral nordestino. Na manhã desta terça-feira a equipe de monitoramento retornou às praias do município e constatou que permanecem limpas, próprias para um banho de mar. Em alguns locais foram encontrados poucos fragmentos do óleo, que são retirados imediatamente das praias pela equipe de limpeza da Prefeitura e grupo de voluntários.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, vem acompanhando passo a passo esse trabalho de monitoramento e reafirmou que as equipes permanecerão vigilantes para verificar diariamente todas as praias do município. “E se chegar a gente limpa”, garantiu o prefeito. Para facilitar o trabalho, as equipes foram divididas em grupos para monitorar todas as praias do município e em caso de perceber a presença do óleo os agentes ambientais, técnicos da Prefeitura e voluntários serão acionados para agir com rapidez e remover as manchas.

O município também conta com uma Base de Monitoramento para acompanhar toda a evolução da mancha de óleo que atinge o litoral nordestino e ainda uma unidade de treinamento de voluntários para auxiliar, caso necessário, na retirada do material das praias da cidade. A Base de Monitoramento foi montada na Secretaria de Juventude, Esporte e Cultura, na Praça do Canhão, onde estarão de plantão equipes da Prefeitura de Itacaré, Petrobrás e Polícia Militar.


A Prefeitura de Itacaré, através das secretarias de Desenvolvimento Social e Saúde, estará realizando durante o mês de novembro o Projeto Social Itinerante nas comunidades das regiões rurais do Ponto Novo, Matinha e Mata Grande. O objetivo é levar até essas localidades os mais diversos serviços e programas sociais e de saúde para os lugares de difícil acesso, atendendo principalmente àqueles que mais precisam.

De acordo com a programação, no dia 06 de novembro o Projeto Social Itinerante vai atender aos moradores da comunidade do Ponto Novo. Já no dia 13 de novembro o serviço será realizado nas comunidades da Matinha e Mata Grande. O atendimento será das 7 horas ao maio dia, oferecendo os serviços de cadastramento do Bolsa Família, Benefício de Prestação Continuada (BPC) e os programas do Cras, Creas, Peti, Primeira Infância do SUAS e Conselho Tutelar.

Já a equipe da Secretaria Municipal de Saúde vai estar realizando o atendimento com médico, enfermeiros, assistentes sociais, além dos testes rápidos e aplicação de vacina. Nessas comunidades as equipes da Prefeitura de Itacaré também estarão esclarecendo dúvidas dos beneficiários e informarão sobre os procedimentos que devem ser adotados e as condicionantes para que façam parte de cada um desses programas.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, informou que essa ação faz parte do trabalho de levar os serviços públicos e os benefícios sociais e de saúde para mais cidadãos, principalmente os moradores da zona rural. Esse trabalho, segundo ele, vai continuar beneficiando cada vez mais moradores. E quem não for atendido pelo Social Itinerante deve procurar a Secretaria de Desenvolvimento Social, na rua Rui Barbosa, centro, ao lado do Clube Pirajá, das 8 às 14 horas, munidos de todos os documentos pessoais. O cadastramento também está sendo feito na unidade do Bolsa Família de Taboquinhas, das 8 às 14 horas.


As comunidades de religiões de matriz africana e afro-brasileiras de Itacaré estarão realizando no próximo dia 08 de novembro, na antiga Casa dos Conselhos, o I Seminário do Povo de Terreiro de Itacaré, que tem como tema “Povo de Terreiro: Memória e resistência pelo direito ao Sagrado”. O evento é aberto a toda a comunidade interessada em discutir sobre a religião, direitos e cultura afro-brasileira.

O I Seminário do Povo de Terreiros conta com apoio do Conselho Municipal de Políticas Culturais, Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria de Juventude, Esporte e Cultura, Defensoria Pública e parceiros locais. Um dos assuntos do encontro será a garantia do Estado Laico assegurado pela Constituição Federal de 1988, no Artigo 5º inciso VI da “liberdade da prática dos cultos religiosos sem quaisquer distinções”.

Ainda durante o encontro serão realizadas palestras, debates e das rodas de conversas sobre temas relevantes, como o Estatuto da Igualdade Racial; Terreiros em tempos tecnológicos; Preservação Ambiental, Saúde da população de Terreiro; Economia e Empreendedorismo do Candomblé, dentre outros assuntos. O secretário municipal de Juventude, Esporte e Cultura, Diego Augusto, destaca a importância da participação de toda a comunidade na discussão desse tema que busca assegurar o respeito, a história, a resistência e a memória das comunidades afro-brasileiras.


Do Correio 24h

O turista mineiro Anderson Gabriel Palmela, 38 anos, que apresentou suspeita de intoxicação por petróleo cru em Ilhéus, no litoral sul da Bahia, teve uma piora em seu estado de saúde e precisou ser internado nesta segunda-feira (4), no Hospital do Cacau. Ele passou a apresentar novos sintomas desde domingo (3), quando percebeu sangue nas fezes.

A informação é da Secretaria de Saúde de Ilhéus, que informou que Anderson Gabriel passou mal durante um exame de cardiologia. Ele se queixou de sintomas de intoxicação por óleo, como náuseas, tontura e dor de cabeça.
Pouco antes do exame, Palmela relatou ao CORREIO que já tinha tido uma piora no final de semana, com a constatação de sangue nas fezes, enquanto ele descansava na casa de um tio em Ilhéus. A cidade do litoral sul da Bahia é uma das atingidas por manchas de petróleo cru.

“No momento em que eu me banhava no mar, não vi manchas de petróleo. Depois que voltamos lá, ainda no sábado, encontramos fragmentos”, disse o mineiro, que relatou ardência nas costas e manchas na pele.


Um navio que passou perto da costa brasileira de forma legal e que liberou petróleo no mar seria a causa das manchas de óleo que atingem as praias do Nordeste desde o início de setembro, disse nesta quarta-feira o presidente em exercício, Hamilton Mourão, para quem a investigação sobre o tema está perto de ser concluída. Segundo Mourão, há uma boa chance de o governo anunciar a conclusão das investigações indicando o navio responsável ainda esta semana.

Para o presidente em exercício, uma possibilidade é que o vazamento tenha ocorrido durante uma “ejeção de porão”, quando o navio libera o óleo no mar, possivelmente para resolver um problema de estabilidade. Segundo o presidente em exercício, as apurações indicam que o “transponder” do navio não estaria desligado durante o vazamento. Questionado se o governo vai exigir algum tipo de reparação, Mourão disse que sim. “Tem que cobrar, tem que multar. Existe uma legislação do mar em relação ao meio ambiente”, disse.