Na cidade das canoas, Ubaitaba (BA), o rio das Contas batizou Isaquias Queiroz, de 22 anos. Em 2005, na época em que o fenômeno baiano da canoagem começava a remar, ali perto, em Itacaré onde aquele rio deságua no mar, uma garota descobria o mesmo esporte.

Valdenice Conceição, 26, não foi ao Jogos do Rio em que seu conterrâneo obteve duas pratas e um bronze, tornando-se o primeiro brasileiro a ganhar três medalhas em uma edição da Olimpíada. Não havia provas para ela.

Para Tóquio-2020, porém, a baiana já é a maior aposta do país, justamente porque as provas femininas de canoa serão incluídas no programa. Coincidentemente, a disputa feminina do C1 200 m, especialidade de Valdenice, entra no lugar do C1 200 m masculino, no qual Isaquias foi bronze nos Jogos do Rio.

Valdenice Conceição (c) durante pódio no C1 200 m do Pan-Americano de canoagem
              Valdenice Conceição (c) durante pódio do Pan-Americano de canoagem Divulgação

“Vai ser uma troca boa, com certeza. Com trabalho sereno e o apoio, tenho condições de lutar por medalha. É a minha melhor prova. Estou confiante”, afirma Valdenice. A menina baiana descobriu a canoagem por diversão em Itacaré, onde nasceu e ainda mora. As remadas eram por “brincadeira, para tomar banho, entrar na água”.

Demorou um ano para, aos 13, entrar na escolinha que se transformaria na Associação de Canoagem de Itacaré.

“Eu nem sabia se levava jeito. Os campeonatos femininos começaram a ser disputados só em 2010”, diz.

Naquela época, Valdenice treinava ao lado de Isaquias. Hoje, o técnico dela é Figueroa Conceição, o mesmo que treinou o medalhista olímpico no começo da carreira.

“Ela é forte candidata à medalha em Tóquio. Ganhou a primeira medalha da canoa feminina em um Mundial, já tem seis medalhas em etapas de Copa do Mundo. É a Isaquias mulher”, diz Figueroa.

O currículo não é tão recheado de conquistas como o de Isaquias, campeão mundial júnior e sênior antes da Olimpíada, mas Valdenice faz sucesso internacionalmente. Ela foi bronze no Mundial de 2014 e sexta no de 2015. No Pan de Toronto-2015, ganhou o bronze. É dela também o primeiro ouro em uma etapa da Copa do Mundo, em maio deste ano, na República Tcheca, sempre no C1 200 m. Mesmo assim, Valdenice descarta comparação com Isaquias. Ao menos por enquanto. “Ele é um fenômeno, tem talento incrível. Eu sou uma veterana entre as meninas”, diz a baiana de 26 anos.

“Quem sabe no futuro, depois de Tóquio, posso dizer se sou igual a ele. Hoje digo que sou rápida como ele”, diz, rindo ao telefone.

Por enquanto, eles nem treinam juntos. Enquanto a elite da seleção brasileira de canoagem velocidade fica em Lagoa Santa (MG), a equipe feminina tem seu centro de treinamento em Curitiba (PR).

“Seria ótimo se também pudéssemos treinar em Lagoa Santa. Não sei se Jesús [Morlán] ia querer”, brinca a canoísta a respeito do rígido treinador espanhol.

Casada com o pintor Ezequiel, 38, mãe de Ismael, 10, e Cristiano, 5, Valdenice se divide entre a vida de dona de casa e de atleta. Passa metade do ano no Paraná e a outra metade na Bahia, onde não deixa de treinar. Na seleção, ela recebe ajuda financeira de cerca de R$ 3.000 via patrocínio do BNDES à Confederação Brasileira de Canoagem, além da Bolsa Atleta do governo federal no valor de R$ 1.850.

“Minha vida é devagar. É muito difícil. Agora, treinar com o objetivo de chegar à Olimpíada dá mais força, mas eu sei que não será fácil.”

RAIO-X

Nome completo: Valdenice Conceição do Nascimento

Nascimento: 16.out.1989 (26 anos), em Itacaré (BA)

Principais conquistas na categoria C1 200 m:

– Bronze no Mundial de 2014 e sexta em 2015

– Bronze nos Jogos Pan-Americanos de Toronto-2015

– Ouro no Pan-Americano de canoagem de 2016

– Ouro na etapa da República Tcheca da Copa do Mundo de 2016

Fonte: Jornal Folha de São Paulo


Em tom de desabafo, alunos da Escola Municipal Padre Edgar dos Santos Torres (Ensino Fundamental), localizada em Taboquinhas, nos enviaram diversas imagens das sala de aula completamente alagada após chuva de hoje pela manhã. Os alunos reivindicam melhorias na estrutura precária da unidade e cobram providências urgentes da gestão municipal.

Segundo informações, a água que alagou a escola é oriunda de uma sala de aula que desabou no inicio do último mês. E até a manhã desta segunda-feira (29), permanece descoberta, e aguardando reparo da prefeitura. Confira algumas imagens abaixo:

escola_alaga_em_taboquinhas01

IMG-20160829-WA0031
Nas imagens, é possível ver o chão da sala de aula alagado, o que impede os alunos de estudarem.
escolas_alaga_em_taboquinhas
Alunos retirando a água do chão da sala de aula alagado.

 

Abaixo imagem do teto de uma sala de aula da mesma Escola, desabou, e felizmente ninguém estava na escola no momento do acidente.

13901927_630900310396256_553199737_o

 


Ferramenta lançada neste sábado (27) pela Folha em conjunto com o Datafolha mostra quais prefeituras entregam mais serviços básicos à população usando menor volume de recursos financeiros. O Ranking de Eficiência de Municípios – Folha, é um indicador criado para ferir a qualidade da gestão das prefeituras do Brasil nas áreas de educação, saúde e saneamento, levando em conta a receita disponível da prefeitura. No Ranking de Eficiência dos Municípios, Itacaré ocupa a é o 1.970ª colocação. Na Bahia, a cidade mais bem colocada foi Barro Preto, que ficou na 11º lugar, seguido de Salinas da Margarida 21º, Ibicaraí 64º, Nova Fátima 79º, e Sobradinho 106º. Na região as cidades de Uruçuca é o 942º, Aurelino Leal é o 1.565º, Ubaitaba é o 1.652º, Itabuna 1.685º, Maraú é o 3.527º, Camamu 3.596º Ilhéus 3.665º colocado.

 

De acordo com o levantamento, apenas 24% dos 5.569 municípios brasileiros são eficientes no uso de recursos em saúde, educação e saneamento – obtendo nota igual ou superior a 0,5. No país, no topo da lista, está Cachoeira da Prata (MG), com 3.727 habitantes e heranças deixadas pelo passado industrial forte. Na rabeira estão cidades do Norte, Centro-Oeste e o Rio Grande do Sul. O levantamento revela que nos 5% menos eficientes, com índice de até 0,30, o funcionalismo cresceu 67% entre 2004 e 2014, em média. A população aumentou 12% no período. Os dados completos podem ser vistos neste link.

Fonte: Itacaré Urgente


Porque mudar é dizer sim ao novo mas, essencialmente, dizer não ao antigo, ao injusto, ao ineficaz para a coletividade, dizer não aos que aparecem apenas nesta época de eleição, depois simplesmente somem e a população nunca mais vê, quando vê, diz não poder fazer nada, alegando não depender só dele, ou que irá ver o que pode fazer! Passam-se quatro anos e nada, e tudo continua como antes.

O que falta, não é apenas “jogo de cintura e promessas”, e sim políticos competentes e comprometidos, não apenas em ajudar um ou outro, mas sim toda a comunidade (sempre ajuda, mas esse não é problema central), ouvir os empresários e a população. O que falta é liderança que empolgue o município com projetos, que representem esperanças e princialmente mudanças.

Agora é hora de dizer não aos que aparecem apenas na época de eleição, depois simplesmente somem e a população só vai ver de novo 04 anos depois, com as mesmas praticas, e as mesma conversa, dizendo que são os “Representantes” do povo. Se continuar como e onde está, com certeza mais uma vez a derrota será de todos. (Isto é Notícia)


Enquanto a presidente afastada Dilma Rousseff estiver depondo no Senado, o presidente interino, Michel Temer receberá nesta segunda-feira (29) alguns dos atletas que disputaram os Jogos Olímpicos do Rio. De acordo com informações do jornal O Globo, a cerimônia no Palácio do Planalto contará com a presença de medalhistas, como o baiano Isaquias Queiroz (três medalhas no canoismo), Rafaela Silva (ouro no Judô) e outros. Ainda segundo a publicação, integrantes das equipes de futebol e vôlei masculino, ambas medalhistas de ouro, estarão entre os 70 atletas que participarão do evento. Logo depois, Temer participará da ratificação do acordo climático negociado em Paris, no ano passado durante a COP 21, também no palácio. (Ubaitaba Urgente)


RIO — Um vídeo de 54 segundos que circula na internet nesta sexta-feira mostra o prefeito Eduardo Paes fazendo piadas de cunho sexual com uma mulher que acabara de ganhar um apartamento da prefeitura. “Ai, meu Deus, sou eu!”, exclama Rita, ao receber a chave das mãos do prefeito. Eles entram na casa e, quando estão no quarto, Paes diz para ela: “Vai trepar muito nesse quartinho”. Em seguida, pergunta se a moça é casada. E emenda: “Vai trazer muito namorado pra cá”. Ainda no apartamento, ele insiste: “Rita, faz muito sexo aqui

Já do lado de fora, Paes grita para a multidão de vizinhos da ganhadora da casa, que assistia à cerimônia: “Ela disse que vai fazer muito canguru perneta aqui. Tá liberado, hein. A senha primeiro”, diz o prefeito. Neste momento, a mulher se afasta, dizendo que vai trancar a porta de casa. Como se entendesse a gravidade do comportamento, Paes diz para o cinegrafista: “Corta, hein”.

A data das imagens e a ocasião em que foram gravadas são incertas. Menos de 24 horas após vir à tona, o vídeo já tinha sido visualizado cerca de 1 milhão de vezes, com quase 5 mil compartilhamentos no Facebook. Primeira a postar o vídeo, a psicóloga Fernanda Menezes escreveu: “O prefeito do Rio, Sr. Eduardo Paes, mostrando o que acha de uma mulher negra e pobre. Expondo o que ele supõe que seja a vida sexual dela em tom de chacota e deboche. Mais machista e racista impossível”.

As reações na internet são iradas. “Esse Eduardo Insano Paes não tem limite”, afirma uma usuária. “Ele anda se drogando?”, pergunta outra. “Nojo”, diz apenas uma terceira.

Candidato à sucessão de Paes, Pedro Paulo assiste à cena do início ao fim, rindo a cada vez que o aliado abre a boca. Procurado via assessoria de imprensa, o prefeito não quis responder. Confira o vídeo abaixo:

Fonte: Click Notícias.