Mais dois casos de infecção por Covid-19 foram registrados nesta sexta-feira (3), em Ilhéus, totalizando dez casos positivos na cidade. A informação foi divulgada no fim da tarde pela Secretaria Municipal de Saúde (Sesau).

Trata-se de uma senhora de 66 anos e de um homem de 33 anos, ambos residentes no Malhado, zona norte da cidade. A mulher retornou de viagem de outro Estado, já com apresentação dos sintomas. Quando chegou a Ilhéus, a senhora entrou em contato com a Central Covid-19. Os dois pacientes se encontram em isolamento social.

“A população precisa entender que o vírus é perigosíssimo, e mais ainda, iremos conviver por algum tempo com essa doença. Por isso, é importante que as pessoas permaneçam em casa, a fim de evitar o aumento do contágio”, reforçou o secretário municipal de saúde, Geraldo Magela.


As medidas de disciplinamento do funcionamento do comércio de Itacaré continuam, como forma de evitar as aglomerações e garantir a saúde e o bem-estar da população. E nesta quinta-feira o prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, publicou novo decreto determinando que as lotéricas localizadas no município deverão funcionar das 08 às 13 horas, de segunda à sexta-feira, e das 08 às 12 horas aos sábados, observadas as medidas de redução do risco de contágio pelos funcionários e clientes. A medida excepcional determinada pelo decreto deverá vigorar durante todo o período de emergência em saúde pública.

Paralelo a todos esses cuidados, a Prefeitura de Itacaré, através do comitê de monitoramento, vem realizando uma série de medidas para garantir a saúde da população e evitar a transmissão do coronavírus, como a suspensão das aulas, implantação de barreiras sanitárias a o fechamento do comércio, academias, bares, restaurantes, quiosques, lanchonetes, food trucks, casas de shows e eventos e outros estabelecimentos assemelhados. Até mesmo as praias estão interditadas, justamente para evitar as aglomerações.

Desde a assinatura dos decretos suspendendo o comércio, eventos e serviços, a Prefeitura de Itacaré vem mantendo a fiscalização constante e orientando os proprietários dos estabelecimentos quanto os perigos do COVID 19. Mesmo assim, é preciso contar com a conscientização e o apoio de todos. As recomendações são ficar em casa, higienizar as mãos com frequência, cobrir o nariz e boca ao espirrar ou tossir, manter os ambientes bem ventilados, não compartilhar objetos pessoais e sair apenas quando extremamente necessário.


Foto: João Lucas Martins/G1

A cidade de Buerarema, no sul da Bahia, não possui nenhum caso de coronavírus. Diante da situação do município, na quinta-feira (2), a prefeitura decretou a retomada de alguns serviços. A partir de sábado (4), as feiras livres estão autorizadas a voltar a funcionar, entretanto, só será permitida a atuação de feirantes locais da cidade. O decreto ainda determina que as barracas, com exceção das que já se encontram fixas no espaço destinado à feira, deverão manter afastamento mínimo de dois metros entre elas.

Os feirantes também devem evitar contato direto com os clientes, os quais devem obedecer, em filas, distância mínima de 1,5 metro entre eles. Já a partir de segunda-feira (6), o comércio local, como lojas de roupas, calçados e eletrodomésticos, vai ser retomado gradativamente, seguindo horários específicos de atendimento e medidas de prevenção ao coronavírus. *Com informações do G1


A Bahia registrou nesta sexta-feira (03) a quarta morte de uma pessoa com diagnóstico positivo para coronavírus. O paciente era um homem de 79 anos que estava internado no Hospital Cárdio Pulmonar, em Salvador, desde o último dia 15. A informação foi confirmada pela unidade médica e também pela Secretaria estadual de Saúde (Sesab), por meio de notas divulgadas nesta manhã. As quatro mortes de pacientes com coronavírus confirmadas pela Sesab ocorreram na capital baiana.


Mais uma ação de combate à dengue está sendo realizada nos bairros de Itacaré, com o objetivo de combater o mosquito Aedes Aegypti, transmissor da doença. Dessa vez a equipe da Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria de Saúde, está realizando o bloqueio perifocal com o fumacê de combate à dengue nos bairros e nos distritos com maior incidência da doença.

Esta semana o trabalho do bloqueio com o fumacê foi realizado nos bairros Santo Antônio (Bairro Novo), Pituba, Passagem e Porto de Trás. Nesta sexta-feira foi a vez do fumacê nos bairros da Marambaia e também no distrito de Taboquinhas. Os agentes de endemias ressaltam que a escolha desses locais como prioritários para realizar o bloqueio perifocal foi com base nos números de casos da doença.

Através de um levantamento feito pela equipe de endemia foi verificado a quantidade de casos de dengue registrados no raio de 50 metros quadrados. Nesses locais foram apontados como prioridade para aplicar o fumacê, com o bloqueio no ciclo de proliferação do mosquito da dengue. Eles destacaram a importância da comunidade procurar as unidades de saúde em casos suspeitos da doença, pois a partir daí será feito o levantamento de pessoas com a dengue para intensificar o trabalho nesses bairros com maior incidência.

Paralelo ao bloqueio com o fumacê, as equipes de endemias continuam com o trabalho de combate ao mosquito da dengue nos mais diversos bairros, comunidades e distritos de Itacaré, com o objetivo de promover conscientização da comunidade e eliminar os criadouros das larvas do Aedes Aegypti, De acordo com o secretário de Saúde, Ricardo Lins, a proposta do governo municipal é continuar esse trabalho dos mutirões e intensificação das visitas nos mais diversos bairros de Itacaré, na sede e nos distritos, com a proposta de envolver, mobilizar e engajar a população na luta contra o Aedes Aegypti.

Em cada local visitado as equipes orientam a comunidade de que é necessário que todos façam a sua parte, observando que caixa d’água e outros reservatórios de água estejam devidamente tampados, retirando folhas ou outro tipo de sujeira que pode gerar acúmulo de água nas calhas e guardando pneus em locais cobertos. Também é preciso guardar garrafas com a boca virada para baixo, realizar limpeza periódica em ralos, canaletas e outros tipos escoamentos de água, limpar e retirar acúmulo de água de bandejas de ar-condicionado e de geladeiras e utilizar areia nos pratos de vasos de plantas ou realizar limpeza semanal, além de uma série de outras ações.


A lei sobre o voucher foi sancionada ontem pelo presidente, mas ainda não foi publicada no Diário Oficial da União (DOU).

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira, 2, que as ações do governo para o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 estão “a todo vapor” e que o pagamento já deve começar na semana que vem. A lei sobre o voucher foi sancionada ontem pelo presidente, mas ainda não foi publicada no Diário Oficial da União (DOU).

“Tá a todo vapor, semana que vem começa a pagar”, assegurou. O texto determina pagamento de R$ 600 por três meses para os trabalhadores informais, intermitentes e microempreendedores individuais poderem ficar em casa durante o pico da crise do novo coronavírus. O valor foi negociado com o governo justamente para permitir que quem não pode sair para trabalhar tenha uma renda. Ainda falta, contudo, editar uma medida provisória com previsão do crédito extra para arcar com os R$ 98 bilhões do custo total do programa.

“Eu assinei ontem (quarta-feira) a lei, estamos esperando assinar outra medida provisória por que não adianta dar um cheque sem fundo, tem que ter um crédito também”, afirmou.

Questionado se a MP seria publicada ainda hoje, Bolsonaro disse apenas “deve ser” e falou sobre a burocracia “enorme” do processo. “Uma canetada minha errada é crime de responsabilidade. Dá para vocês entenderem isso ou vocês querem que eu cave minha própria sepultura? Não vou dar esse prazer para vocês”, declarou para jornalistas que o ouviam na saída do Palácio da Alvorada.

A sanção do projeto anunciada pelo presidente veio acompanhada com um veto ao aumento do limite de renda para acesso ao Benefício de Prestação Continuada (BPC). Sobre o assunto, Bolsonaro justificou que o Congresso não indicou a fonte dos recursos para incluir a medida.

“O que diz a lei é que tem que ter uma origem para pagar aquele recurso, para pagar aquele benefício. Qual a fonte? O Congresso não apresentou a fonte”, afirmou. Ele destacou que a previsão de indicar o recurso é “simples” e está na Constituição. Fontes: Rondo Noticias


Consulta pode ser feita pelo site, aplicativo ou telefone…

O governo anunciou que vai pagar um auxílio emergencial de R$ 600 a trabalhadores informais, desempregados e MEIs nesta quarta-feira (1) para os inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) do Ministério da Cidadania até o último dia 20 de março.

O CadÚnico vai auxiliar na verificação da renda de quem está inscrito. Quem não estiver também poderá receber o benefício, mas a verificação será feita por meio de autodeclaração em plataforma digital. Ainda não foi informado como essa declaração será feita.

Você pode saber se está inscrito no CadÚnico de três maneiras: pelo site do Ministério da Cidadania, pelo aplicativo Meu CadÚnico e pelo telefone.

Na manhã desta quinta-feira (2), diversos usuários relatavam instabilidade e dificuldade para acessar o sistema por meio do site. Procurado pelo G1, o Ministério da Cidadania informou que está trabalhando para aumentar a disponibilidade de acessos múltiplos ao site Consulta Cidadão. A previsão é de que ao longo do dia o site esteja em pleno funcionamento.