Nego de Saronga declara apoio a João Roma para deputado federal.

Mostrando força e em clima de muita festa o ex-presidente da Câmara de vereadores de Itacaré Edson Arante Santos Mendes, o popular Nego de Saronga, segundo candidato mais votado nas últimas eleições para prefeito em Itacaré, onde obteve quatro mil e cinquenta votos, se reuniu nesta quinta-feira, dia 19, com seu grupo político na sede do Sindicato Rural, onde apresentou João Roma (PRB) como seu pré-candidato a deputado federal, que concorrerá na chapa do candidato a governador Zé Ronaldo que tem o apoio de ACM Neto (DEM).

“É natural que eu já conhecesse Itacaré, mas em um ambiente mais turístico e hoje estou aqui para conhecer Itacaré na política, na vida real”, declarou João Roma.

O evento reuniu lideranças políticas dos distritos e de diversas regiões rurais, mostrando a força de Nego em Itacaré. “A principal ação que fez com que eu apoie João Roma é que ele nunca foi candidato a nada, é um cara novo, capacitado e que tem um compromisso com a nossa Bahia, com o nosso país e com a nossa querida Itacaré. Entendo que deve haver mudanças na política, por isso que nós apoiamos um candidato jovem, novo e um ficha limpa, para Itacaré viver dias melhores”, declarou Nego.

“Com postura, falando a verdade, tendo proximidade com as pessoas, trabalhando olho no olho que fizemos uma Salvador melhor junto com ACM Neto e queremos replicar isso para a Bahia e para o Brasil. O político sobretudo, precisa trabalhar por quem mais precisa, é isso que o político precisa ter noção, para quando chegar no poder não virar as costas para quem o elegeu. Temos que governar para todos. Nego não foi eleito mas pelo que vejo é uma grande liderança de Itacaré e estará forte em 2020”, declarou Roma.

“Nós teremos uma caminhada difícil, muito árdua. As regras das eleições mudaram muito no Brasil, serão eleições mais curtas, com restrição de carros de som sem autorização do candidato, redução de placas, será uma eleição diferente, porque as pessoas estão diferentes, pois quem vê a televisão só vê notícia ruim sobre a política e de modo silencioso todos estão observando a política e os candidatos, e além da crise econômica e politica, existe uma crise de representatividade, parece que os políticos são alienígenas ou falam em outro idioma, parece que as pessoas que falam em Brasília não estão lincadas com a realidade do povo brasileiro e não são representantes legítimos”, declarou Roma.

JOÃO ROMA NA POLÍTICA

Natural de Recife/PE, João Roma atua desde muito jovem na militância política, tendo ocupado a presidência do PFL Jovem de Pernambuco, em 1993. Em 1996, em Brasília, participou da fundação nacional do Movimento da Juventude Partidária, sendo o primeiro presidente nacional do PFL Jovem. Na Executiva Nacional do PFL, conviveu com Luís Eduardo Magalhães, Jorge Bornhausen, José Jorge, Antônio Carlos Magalhães, dentre outros caciques políticos.

Bacharel em Direito, foi assessor do governo de Pernambuco, de 1991 a 1994; do Ministério da Administração, de 1995 a 1998; delegado do Ministério da Cultura para o Nordeste, de 1999 a 2002; e chefe do escritório da Agência Nacional de Petróleo (ANP) em Salvador, de 2002 a 2004. Ocupou o cargo de chefe de gabinete e casa civil do prefeito ACM Neto, em Salvador. (Itacaré Informa)


Comentários

Os comentários estão fechados.