Mulheres de Itacaré recebem homenagens da Prefeitura.

Para lembrar, comemorar o seu dia, refletir sobre as lutas e o seu papel e prestar uma homenagem a todas a mulheres do município, a Prefeitura de Itacaré realizou nesta sexta-feira, dia 09, um café da manhã em homenagem ao Dia Internacional da Mulher. O evento aconteceu no Clube Municipal Pirajá e contou com a participação de mulheres de diferentes bairros, profissões e situações sociais cidade. A proposta do evento foi prestar uma homenagem às mulheres pela sua garra, determinação, sensibilidade e dedicação.

As mulheres foram recebidas com festa e alegria e tiveram a oportunidade de tomar um café juntas, num momento de descontração e confraternização. O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, explicou que foi um momento de alegria e de homenagem, mas também de fazer uma reflexão sobre a força e a determinação das mulheres, além de lembrar das lutas e das conquistas dos direitos delas ao longo dos anos. De acordo com o prefeito, as mulheres têm conquistado com competência e respeito os seus espaços na sociedade e na vida profissional, mas ainda existem preconceitos e barreiras que precisam ser vencidas, daí a importância de lembrar e de comemorar o dia das mulheres.

A secretária de Desenvolvimento Social da Prefeitura de Itacaré, Patrícia Leal, relatou que todos os momentos são dias das mulheres, que merecem atenção, carinho e respeito. Mas é preciso lembrar também da luta travada pelas mulheres ao longo dos anos para conquistar seu espaço e seus direitos. A primeira dama do município, Ivonete Damasceno, participou do evento e fez questão de destacar o papel da mulher na família, na sociedade e na vida profissional. De acordo com ela, a mulher exerce um papel importante em todos os setores, mas a luta precisa continuar pelo reconhecimento dessa importância e dos direitos.

O dia 8 de março é o resultado de uma série de fatos, lutas e reivindicações das mulheres por melhores condições de trabalho e direitos sociais e políticos, que tiveram início na segunda metade do século XIX e se estenderam até as primeiras décadas do XX. Nesse dia, em 1857, trabalhadores de uma indústria têxtil de Nova Iorque fizerem greve por melhores condições de trabalho e igualdades de direitos trabalhistas para as mulheres.

O movimento foi reprimido com violência pela polícia. Em 8 de março de 1908, trabalhadoras do comércio de agulhas de Nova Iorque, fizeram uma manifestação para lembrar o movimento de 1857 e exigir o voto feminino e fim do trabalho infantil. Este movimento também foi reprimido pela polícia. Porém, somente no ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o “Dia Internacional da Mulher”, em homenagem ao movimento pelos direitos das mulheres e como forma de obter apoio internacional para luta em favor do direito de voto para as mulheres (sufrágio universal). Mas somente no ano de 1975, durante o Ano Internacional da Mulher, que a ONU (Organização das Nações Unidas) passou a celebrar o Dia Internacional da Mulher em 8 de março.


Comentários

Os comentários estão fechados.