Mourão diz que governo está perto de identificar culpado por vazamento de óleo no Nordeste.

Um navio que passou perto da costa brasileira de forma legal e que liberou petróleo no mar seria a causa das manchas de óleo que atingem as praias do Nordeste desde o início de setembro, disse nesta quarta-feira o presidente em exercício, Hamilton Mourão, para quem a investigação sobre o tema está perto de ser concluída. Segundo Mourão, há uma boa chance de o governo anunciar a conclusão das investigações indicando o navio responsável ainda esta semana.

Para o presidente em exercício, uma possibilidade é que o vazamento tenha ocorrido durante uma “ejeção de porão”, quando o navio libera o óleo no mar, possivelmente para resolver um problema de estabilidade. Segundo o presidente em exercício, as apurações indicam que o “transponder” do navio não estaria desligado durante o vazamento. Questionado se o governo vai exigir algum tipo de reparação, Mourão disse que sim. “Tem que cobrar, tem que multar. Existe uma legislação do mar em relação ao meio ambiente”, disse.


Comentários

Os comentários estão fechados.