Itacaré: Resort de luxo onde aconteceu casamento será fechado por três meses.

Mesmo sem registro de (COVID 19) em Itacaré, o Txai Resort & Spa em decisão foi voluntária, fechará pelo período de três meses, podendo ser prorrogado se necessário. A informação foi divulgada na quarta-feira (25), pela assessoria do empreendimento.

O resort de luxo na cidade de Itacaré, onde foi realizado o casamento da digital influencer Gabriela Pugliesi, será fechado por três meses a partir de segunda-feira (30), por causa do coronavírus. A informação foi divulgada na quarta-feira (25), pela assessoria do empreendimento.

Em nota, o Txai Resort & Spa disse que a decisão foi voluntária e tomada a partir das orientações das autoridades públicas de saúde, que recomendam a redução máxima da mobilidade como forma de conter a propagação do coronavírus. Pugliese e outras pessoas, como a cantora Preta Gil, foram contaminadas na festa.

O resort informou ainda que o período de fechamento poderá ser prorrogado, casa haja necessidade. Segundo o Txai, antes de anunciar a interrupção das atividades, o empreendimento entrou em contato com todos os clientes que tinham reservas já agendadas para o período e suspendeu, em comum acordo, as hospedagens.

Outros casamentos que seriam realizados no resort, e também estavam marcados para os próximos três meses, foram adiados.

Ainda em nota, o Txai informou que tem colaborado com o governo do estado e com a prefeitura de Itacaré, desde que foi informado de que um hóspede apresentou teste positivo para o coronavírus. Esse hóspede é um paulistano de 26 anos, que se contaminou durante uma viagem a Aspen. O rapaz se hospedou no Txai para participar do casamento da irmã de Gabriela Pugliesi.

De acordo com o resort, três funcionários da equipe, que apresentaram sintomas leves de gripe depois do ocorrido, foram testados para saber se tinham contraído o coronavírus, mas os resultados deram negativo.

Itacaré segue sem casos confirmados.

A Secretaria de Saúde de Itacaré divulgou na tarde desta quarta-feira (25) um novo boletim onde revelou que dos sete casos suspeitos de coronavírus enviados para exames no Laboratório Central de Saúde Pública(Lacen), em Salvador, todos deram negativo, o que revela que em nenhum deles foi apresentado o COVID 19.

Do G1 Bahia.


Comentários

Deixar uma Resposta