Filhote de jaguatirica foi encontrada morta às margens da BA 001, que liga Itacaré/Ilhéus.

Corpo do animal ficou no acostamento da BA 001(Foto: Reprodução/Facebook)

Uma jaguatirica, espécie ameaçada de extinção, foi encontrada morta nas proximidades da curva da Oca di roça, na BA 001, que liga Itacaré ao município de Ilhéus. Segundo informações o corpo do animal, um filhote macho, com menos de um metro de comprimento e foi encontrado no acostamento da rodovia, com a cabeça esmagada. No local onde ocorreu o atropelamento existem várias fazendas, há relatos de moradores da existência de outros animais da especie na região.

Infelizmente, a quantidade de animais mortos ao longo do acostamento na estrada parque BA 001, tem virado cenas constantes, e preocupantes entre eles; Macacos, saguis, cobras, guaiamuns além de cachorros e gatos. Muitos deles buscando alimentos na outra margens, ou até mesmo fugindo do homem.

“Está acabando com tudo, com o nosso meio ambiente. Dá até dó de ver um bicho desses assim, é chocante, mas não tem como fazer nada”, disse o produtor rural, Marcelo de Deus, morador da Vila Marambaia em Itacaré.

A jaguatirica é o terceiro maior felino da América, chegando a medir 1,35 metro (com a cauda) e pesa entre 8 e 16 quilos. O Plano de Ação Nacional de Conservação de Pequenos Felinos, do ICMBio, indica que a jaguatirica sofre pressão também devido a alterações no habitat e outras ações do homem, como expansão agrícola, silvicultura e queimadas.

Por ser um predador de topo da cadeia alimentar, a jaguatirica tem um papel importante na manutenção de ecossistemas. A espécie é classificada como vulnerável na lista do Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio) e existem poucas populações remanescentes na Mata Atlântica.Os pesquisadores destacam que a presença dela está associada à cobertura vegetal e, por isso, é muito sensível também à perda de habitat.

 


Comentários

Os comentários estão fechados.