Começa a montagem da estrutura para o mundial de Surf em Itacaré.

Foi iniciada nesta quinta-feira a montagem da estrutura para a realização do mundial de Surf QS 1.500 masculino e do Itacaré Surf Sound Festival, que acontecerão entre 26 e 29 de outubro, na praia da Tiririca, e na Praia do Rezende, em Itacaré. Uma grande estrutura de palco está sendo montada para transmitir o evento ao vivo para todo o mundo e ainda de espaços para exposições ecológicas, atrações folclóricas, espaços para os atletas, imprensa, premiação, postos de salva-vidas e área para o público. E na praia do Resende será montada uma estrutura para a realização dos shows musicais.

Surfistas profissionais de diversos países que disputam o título de campeão mundial de surf 2017 já se confirmaram presença no QS 1.500 masculino e no Itacaré Surf Sound Festival. Dentre os grandes nomes do surf mundial estará em Itacaré o atleta Adriano de Souza, mais conhecido como Mineirinho, surfista profissional brasileiro campeão mundial de surfe no World Surf League 2015, sendo o segundo brasileiro da história a se tornar campeão do mundo. E as inscrições continuam abertas com a expectativa da etapa de Itacaré ser uma das mais disputadas do mundo.

Paralelo ao mundial estará sendo realizado o Itacaré Surf Sound Festival que acontecerá nos dias 27 e 27 na Praia do Rezende. De acordo com a programação, na sexta-feira, dia 27, estarão se apresentando as bandas ConeCrew, do Rio de janeiro, e Maskavo, de Brasília e São Paulo, além de Marlon Moreira e DJ Banzai. No sábado, dia 28, será a vez das bandas Bruta Raça e Rael da Rima, Fábrica de Sons, Banda Kasa 8 e o DJ Banzai. Os ingressos estarão à venda no Pé de Amêndoa e na loja South to South, em Itacaré, e na nas lojas da Back Door, em Ilhéus e Itabuna.

Realizado pela World Surf League (WSL) e pela Prefeitura Municipal, a etapa do mundial de surf de Itacaré vai distribui US$ 20 mil em prêmios e vai colocar mais uma vez a cidade como uma referência internacional do esporte. E como o grande diferencial será o alerta para a preservação ambiental, durante o mundial entidades como o Recicla Itacaré, Instituto Floresta Viva, Instituto Baleia Jubarte, Mecenas e Associação de Surf de Itacaré, em parceria com as secretarias de Meio Ambiente e Educação, estarão desenvolvendo ações educativas com estudantes das redes públicas e particulares e os próprios participantes do evento, mostrando a importância da preservação do meio ambiente, com palestras, atividades de coletas, exposições artísticas e plantio de mudas.

O retorno do mundial de surf para Itacaré foi uma ação do prefeito Antônio de Anízio e do diretor de planejamento Kleber Miranda, que desde o mês de fevereiro vem se reunindo com representantes da WSL South América, empresa responsável pelo evento, manifestando o desejo da cidade voltar a sediar o mundial. De acordo com o prefeito, Itacaré é hoje conhecida a nível internacional pelo surf e não poderia continuar de fora do mundial, não somente pelo incentivo ao esporte, mas pelo retorno que eventos como esse traz para o turismo local, movimentando a economia da cidade. O Mundial QS1.500 masculino e o Itacaré Surf Sound Festival contam ainda com o apoio da South to South, Associação de Surf de Itacaré, Câmara de Vereadores, Instituto Floresta Viva, Pousada Terra Boa, Grou Turismo. (Secom/Itacaré)


Comentários

Os comentários estão fechados.