A Prefeitura de Itacaré realiza na próxima quinta-feira, dia 30 de agosto, o Dia D Municipal da campanha de vacinação contra a poliomielite e o sarampo com a imunização de crianças de 0 a 5 anos. Para isso, será disponibilizada a vacina em todos os postos de saúde da cidade e da zona rural, além dos postos de Saúde de Taboquinhas, o Jairo Carneiro e o Lia Nascimento.

Também serão disponibilizados postos extras e volantes nos bairros da Pituba, Porto de Trás, Marimbondo e Bairro Novo. A campanha vai até o dia 31 de agosto, mas em Itacaré os pais já podem encaminhar seus filhos para a Unidade Básica de Saúde que fica atrás do Fórum, para o Posto de Saúde do bairro Santo Antônio ou para a unidade de saúde Maria de Lurdes, no distrito de Taboquinhas.

De acordo com os coordenadores municipais da campanha, a meta é de imunizar o maior número possível de crianças. Mas para isso é preciso que os pais colaborem levando os seus filhos. “Vacinar também é um ato de amor”, alertam. No último sábado a Prefeitura de Itacaré realizou o Dia D Nacional de Vacinação, com postos fixos e volantes em diversos bairros e nos distritos.

O secretário municipal de Saúde, Ricardo Lins, informa que a preocupação o sarampo e grande diante de novos casos devido a migração dos venezuelanos para o Brasil. De acordo com ele, a campanha de vacinação contra a poliomielite e sarampo tem como objetivo manter elevada a cobertura vacinal contra a poliomielite nos municípios, visando evitar a reintrodução do vírus, bem como vacinar os menores de 5 anos de idade contra o sarampo, para manter o estado de eliminação dessas doenças no país.

A campanha é uma oportunidade para captar indivíduos não vacinados ou aqueles que não obtiveram resposta imunológica satisfatória a vacinação, minimizando o risco de adoecimento e, consequentemente, reduzindo ou eliminando os bolsões de não vacinados, garantindo a manutenção da eliminação da poliomielite e do sarampo no país.


A Prefeitura de Itacaré está realizando neste sábado, dia 18, o Dia D de mobilização nacional da campanha de vacinação contra a poliomielite e o sarampo. com a imunização de crianças de 0 a 5 anos. E para garantir um alcance ainda maior, equipes da Secretaria Municipal de Saúde estão realizando ações de vacinação nos mais diversos postos da cidade e do distrito de Taboquinhas, além de pontos extras em diversos bairros.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, neste sábado estarão funcionando os postos de vacinação na unidade de saúde do bairro da Passagem, UBS do Centro, Posto de Saúde do bairro Santo Antônio, PSF da comunidade da Marambaia e ainda no distrito de Taboquinhas, no posto Maria de Lourdes. Também serão colocados pontos extras de vacinação na Praça dos Cachorros, Praça do Fórum, na Rua da Linha em frente a barbearia de Luís e na Praça do Marimbondo.

A campanha de vacinação vai até o dia 31 de agosto. O secretário municipal de Saúde, Ricardo Lins, destaca a importância dos pais levarem os filhos para vacinarem, garantindo a imunização contra essas doenças. A campanha é uma oportunidade para captar indivíduos não vacinados ou aqueles que não obtiveram resposta imunológica satisfatória a vacinação, minimizando o risco de adoecimento e, consequentemente, reduzindo ou eliminando os bolsões de não vacinados, garantindo a manutenção da eliminação da poliomielite e do sarampo no país.

Ricardo Lins, informa que a preocupação o sarampo e grande diante de novos casos devido a migração dos venezuelanos para o Brasil. De acordo com ele, a campanha de vacinação contra a poliomielite e sarampo tem como objetivo manter elevada a cobertura vacinal contra a poliomielite nos municípios, visando evitar a reintrodução do vírus, bem como vacinar os menores de 5 anos de idade contra o sarampo, para manter o estado de eliminação dessas doenças no país.


A Prefeitura de Itacaré está realizando, até o dia 31 de agosto, a campanha de vacinação contra a poliomielite e o sarampo com a imunização de crianças de 0 a 5 anos. E para garantir um alcance ainda maior, equipes da Secretaria Municipal de Saúde estão realizando ações de vacinação nas unidades escolares públicas e particulares e nas creches municipais. Para isso está sendo realizado um cronograma de visita às escolas.

Também estão sendo disponibilizadas as vacinas em todos os postos de saúde da cidade e da zona rural, além dos postos de Saúde de Taboquinhas, o Jairo Carneiro e o Lia Nascimento. O secretário municipal de Saúde, Ricardo Lins, destaca a importância dos pais levarem os filhos para vacinarem, garantindo a imunização contra essas doenças.

Ricardo Lins, informa que a preocupação o sarampo e grande diante de novos casos devido a migração dos venezuelanos para o Brasil. De acordo com ele, a campanha de vacinação contra a poliomielite e sarampo tem como objetivo manter elevada a cobertura vacinal contra a poliomielite nos municípios, visando evitar a reintrodução do vírus, bem como vacinar os menores de 5 anos de idade contra o sarampo, para manter o estado de eliminação dessas doenças no país.

A campanha é uma oportunidade para captar indivíduos não vacinados ou aqueles que não obtiveram resposta imunológica satisfatória a vacinação, minimizando o risco de adoecimento e, consequentemente, reduzindo ou eliminando os bolsões de não vacinados, garantindo a manutenção da eliminação da poliomielite e do sarampo no país.


A Prefeitura de Itacaré, através da Secretara de Saúde, realizou o dia D de combate a sífilis, com palestras abordando o que é a doença, como prevenir e como tratar, além de realização de testes rápidos para sífilis, hepatites e HIV. As ações foram realizadas na sala de espera das unidades de saúde de saúde. A proposta foi alertar a comunidade sobre os riscos da doença, como evitar e como tratar.

Durante as palestras foram abordados sobre todos os tipos de sífilis em adultos, gestantes e congênita (em bebês), que são de notificação obrigatória no país há pelo menos cinco anos. Segundo dados do Boletim Epidemiológico de 2017, entre 2015 e 2016, a sífilis adquirida teve um aumento de 27,9%; a sífilis em gestantes de 14,7% e a congênita de 4,7%.

Em 2016, foram registrados 87.593 casos de sífilis adquirida em todo o país, com taxa de detecção de 42,5 casos por 100 mil habitantes. Já em gestantes, a taxa de detecção da sífilis foi de 12,4 casos a cada 1.000 nascidos vivos, considerando o total de 37.436 casos da doença. Com relação à sífilis congênita (em bebês), ano passado foram notificados 20.474 casos da doença, uma taxa de incidência de 6,8 por 1.000 nascidos vivos. O novo boletim já aponta que 37% das mulheres grávidas com sífilis conseguiram realizar o diagnóstico precocemente.

Os profissionais da Secretaria de Saúde de Itacaré explicam que a sífilis é uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST) curável e exclusiva do ser humano, causada pela bactéria Treponema pallidum. Pode apresentar várias manifestações clínicas e diferentes estágios (sífilis primária, secundária, latente e terciária). Nos estágios primário e secundário da infecção, a possibilidade de transmissão é maior.


A Secretaria de Saúde de Itacaré realizou nesta terça-feira uma ação ampla de atendimento na Creche Municipal do Bairro Novo com as crianças de 01 ano à 4 anos e 11 meses que estão sendo suplementadas com vitamina A. O evento contou com a presença de nutricionistas, enfermeiras, técnicas de enfermagem e agentes comunitários de saúde do município. O trabalho faz parte do projeto da Prefeitura de Itacaré de garantir o acompanhamento infantil e de ampliar cada vez mais o atendimento nas unidades escolares.

Na ação conjunta, além de verificar a saúde e o desenvolvimento das crianças, também foi feita a atualização de cadastro do Bolsa Família do final dessa primeira vigência, além de vacinação da gripe, palestra sobre alimentação saudável e saúde bucal com distribuição de escovas. De acordo com a direção da Creche Municipal do Bairro Novo, a ação foi de extrema importância para garantir o acompanhamento dos alunos e possibilitar muito mais saúde para as crianças.

Os organizadores da ação explicaram que a vitamina A tem grande importância no crescimento e desenvolvimento da criança. Sua deficiência provoca sérios problemas à saúde, pois pode desenvolver sinais clínicos de deficiência ocular, além de ressecamento da pele conjuntiva e da córnea ocular. Daí a importância de garantir esse acompanhamento.

Tudo isso sem contar que crianças suplementadas com vitamina A têm melhor resposta a doenças e, por isso, existem dados que mostram que crianças que recebem a suplementação tem menor risco de mortalidade, principalmente a mortalidade causada pela diarreia. A proposta da Secretaria Municipal de Saúde é ampliar cada vez mais essas ações para atender a diversas outras unidades escolares.


A campanha de vacinação contra a Influenza – o vírus da gripe entra na reta final e para garantir um número bem maior de pessoas vacinadas, a Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria Municipal de Saúde, está ampliando ainda mais o atendimento, aumentando o número de postos com o medicamento e implantando unidades volantes. Além do posto de saúde do bairro Santo Antônio (Bairro Novo), da Unidade Básica de Saúde do Centro e do Posto Maria de Lourdes, em Taboquinhas, também está sendo realizado o atendimento, durante toda essa semana, no posto do bairro da Marambaia e no Jairo Carneiro, no povoado do Cachimbo Seco, zona rural de Itacaré.

E na quinta-feira, dia 14, a Secretaria de Saúde vai realizar o Dia D Municipal de Vacina, intensificando a vacinação em todos os postos. Além disso, será implantado um posto volante na praça do Fórum e na praça dos Cachorros, pela manhã. A campanha de vacinação em Itacaré vai até o dia15 de junho e a meta é imunizar 90 por cento do público alvo mas para isso é preciso que as pessoas que fazem parte desse grupo prioritário compareçam aos postos de vacinação.

A vacina é destinada a idosos a partir de 60 anos, crianças de 6 meses a menores de 5 anos, trabalhadores da saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional.

A equipe da Secretaria de Saúde de Itacaré refirma que pessoas com doenças crônicas (como o diabetes) e outras condições clínicas especiais também devem receber a vacina. Neste caso, é preciso apresentar uma prescrição médica no posto de saúde. Pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do Sistema Único de Saúde (SUS)devem procurar os postos de saúde em que estão registrados para ganhar a dose, sem a necessidade de receita.

A vacina desse ano tem a possibilidade de proteger contra três tipos de vírus da gripe: o Influenza A, nas variações H1N1 e H3N2 e influenza B. Dentre as principais ações que devem ser feitas para evitar a contaminação pelo vírus Influenza A H1N1 estão a preocupação de lavar sempre as mãos, principalmente após tossir e espirrar, utilizar lenços descartáveis, deixar o ambiente sempre ventilado, cobrir boca e nariz sempre que espirrar ou tossir, não tocar na região dos olhos, nariz e boca sem que a mão esteja limpa, não compartilhar objetos de uso pessoal, como garrafas, copos e talheres, evitar contato com pessoa doente, evitando abraços, beijos e apertos de mão e evitar aglomerações em épocas em que o número de casos da doença for alto.


Com a proposta de aumentar cada vez mais o número de pessoas imunizadas contra a Influenza – o vírus da gripe, a Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria de Saúde, está colocando pontos extras de vacinação em diferentes pontos da cidade. Além do atendimento na Unidade Básica de Saúde da rua João de Souza e no Posto de Saúde de Taboquinhas, até esta quarta-feira também estará ocorrendo a imunização no Posto de Saúde do bairro da Passagem. E nesta terça-feira será colocado um ponto de vacinação na Praça do Fórum, no centro da cidade.

A campanha de vacinação em Itacaré vai até o dia 1º de junho e a meta é imunizar 90 por cento do público alvo mas para isso é preciso que as pessoas que fazem parte desse grupo prioritário compareçam aos postos de vacinação. A vacina é destinada a idosos a partir de 60 anos, crianças de 6 meses a menores de 5 anos, trabalhadores da saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional.