Itacaré estará participando do Mutirão de Cirurgias, um programa do Governo do Estado, viabilizado através a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), que acontecerá nos dias 12, 13 e 14 de dezembro, às vésperas da inauguração do Hospital Costa do Cacau. O objetivo do mutirão é atender a todos que necessitam realizar cirurgias de hérnias (umbilical, inguinal, epigástrica) histerectomia e colecistectomia. As pré-consultas serão realizadas no período de 12 a 14, nas unidades móveis, que ficarão estacionadas na praça da avenida Soares Lopes, ao lado da Catedral de São Sebastião, em Ilhéus.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Ricardo Lins, os pacientes de Itacaré, entre 14 a 65 anos, que necessitarem fazer algumas dessas cirurgias devem procurar antecipadamente a Secretaria de Saúde, situada na Rua Nova Conquista, centro, para fazer antecipadamente o cadastro. As cirurgias começam a ser feitas a partir do dia 17 de dezembro, no Hospital da Costa do Cacau, que será inaugurado no dia 15 de dezembro. De acordo com orientação dos técnicos, os pacientes que farão cirurgias de vesícula precisam estar em jejum para a realização do exame de ultrassonografia (USG). Para as mulheres que farão o procedimento de histerectomia, será preciso levar o exame preventivo atual, e se ainda menstruam, devem levar também o exame Beta HCG. Além disso, todos devem levar exames laboratoriais e outros que possuam.

As primeiras cirurgias que serão realizadas no Hospital Costa do Cacau, a partir do próximo dia 17, serão histerectomia, que consiste na remoção de parte ou da totalidade do útero; hérnia umbilical, feito através de uma pequena incisão, cujo tecido é retornado para a cavidade abdominal e a abertura é costurada; e vesícula biliar, que remove “pedras” (cálculos) responsáveis por inflamações agudas, fortes dores e até infecções abdominais.

Os interessados devem apresentar original e cópia da carteira de identidade (RG), cartão do Sistema Único de Saúde (SUS), comprovante de residência e a requisição médica. É imprescindível ainda providenciar e levar exames atualizados de sangue e, no caso das mulheres, o preventivo, e, caso ainda menstruem, o Beta HCG. Os demais exames, como eletrocardiograma (ECG), Raio-X (RX) e ultrassonografia (USG), podem ser realizados gratuitamente na própria unidade móvel (caminhão) do mutirão de cirurgias.
O Hospital Costa do Cacau será inaugurado no próximo dia 15. Com mais de 230 leitos, a unidade atenderá as demandas da região cacaueira em urgência e emergência. Além disso serão realizadas cirurgias eletivas de alta complexidade, incluindo as cirurgias cardíaca, neurológica e ortopédica. (Secom/Itacaré)


Nesta quinta-feira (19/10), o Centro de Formação Técnica em Saúde de Itacaré realizou uma feira com o objetivo de informar a população sobre a prevenção do Câncer de Mama no intuito de que as mulheres crie o hábito de fazer o auto exame em si mesma o toque. Os alunos (as) distribuíram panfletos, no stand outras alunas abordaram o tema como: O que é o Câncer de Mama, Diagnóstico, Tratamento e Prevenção, sendo realizado o exame de toque nas mulheres que vieram até o stand.

A feira foi idealizada pelo Coordenador do Curso Fernando Gonçalves, com o apoio dos cursistas que montaram e decoraram todo o stand. (Itacaré Online)

 

 


Começou nesta segunda-feira e vai até o próximo dia 21 de agosto, a Feira da Saúde de Itacaré com uma série de atendimentos e procedimentos, além da carreta de mamografia para o rastreamento do câncer de mama. A carreta vai estar estacionada na Praça São Miguel, sempre das 7 às 18 horas, exceto nos sábados e domingos.

A realização desse serviço é uma parceria do Governo do Estado e a Prefeitura de Itacaré, através das Secretaria Estadual e Municipal de Saúde, e tem o objetivo de ampliar o acesso e incentivar as mulheres a realizarem exames de mamografia para estimular o diagnóstico da doença, visando a detecção precoce de tumores malignos, inclusive em fases em que a mulher não apresenta nenhum sintoma. O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, informou que a iniciativa é uma forma de ampliar ainda mais o atendimento de saúde no município e combater o câncer.

A proposta é fazer o rastreamento nas mulheres com faixa etária entre 50 a 69 anos. Caso seja detectada alguma alteração no exame, as pacientes serão acompanhadas pela Secretaria de Saúde para a realização de biópsia, outros exames complementares e todos os outros procedimentos concernentes ao tratamento da doença, se confirmada. O secretário de Saúde, Ricardo Lins, alerta que quanto mais cedo o diagnóstico, maior a chance de sucesso no tratamento.


Itacaré receberá a partir desta segunda-feira (14), e vai até segunda-feira (21) de agosto a carreta de mamografia para rastreamento do câncer de mama. A carreta vai estar estacionada na Praça São Miguel, sempre das 7 às 18 horas, exceto nos sábados e domingos.

Paralelo ao serviço da carreta da mamografia vai estar acontecendo também nesse mesmo período de 14 a 21 de agosto a Feira da Saúde de Itacaré, onde serão oferecidos diversos outros atendimentos, como: ECG, preventivo, exames laboratoriais, ultrassom, atendimento nutricional e também com assistente social, teste rápido e palestras educativas. O secretário Ricardo Lins ressalta que todos os procedimentos serão oferecidos gratuitamente para a população de Itacaré, distritos e povoados do município. A orientação é que os pacientes e interessados nos serviços procurem a unidade de saúde mais próxima de sua residência para maiores informações.


O autoteste para detectar a presença do vírus HIV no organismo deve estar disponível em farmácias de todo o país até o fim do mês. Nesta semana, o primeiro teste desse tipo a ser vendido no Brasil começou a chegar às farmácias do Rio de Janeiro. O produto, que custa entre R$ 60 e R$ 70, pode ser comprado sem receita médica, e a testagem produz resultado 10 minutos após o sangue entrar em contato com o reagente. O Brasil é o primeiro país da América Latina e Caribe a disponibilizar o autoteste em farmácias. Para a diretora do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, Adele Benzaken, o produto é uma ferramenta importante para aumentar a capacidade de diagnóstico do vírus. Identificar a presença do HIV em 90% das pessoas infectadas é uma das metas da Organização das Nações Unidas (ONU) para 2020. *CORREIO


A Prefeitura de Itacaré realiza no próximo sábado, dia 13 de maio, o Dia D de vacinação contra a Influenza, com atendimento em todas as unidades de saúde do município. De acordo com o quadro de prioridades definido pela Organização Mundial de Saúde, devem tomar a vacina pessoas a partir de 60 anos, crianças de seis meses a menores de cinco anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias), trabalhadores de saúde, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade – o que inclui adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas – e os funcionários do sistema prisional. As pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis, que inclui pessoas com deficiências específicas, também devem se vacinar.
Desde o dia 17 de abril que a Secretaria Municipal de Saúde de Itacaré vem desenvolvendo a campanha nacional de vacinação contra a Influenza, uma doença respiratória infecciosa de origem viral, que pode levar ao agravamento e ao óbito, especialmente nos indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco para as complicações da infecção. Para atender a todos os grupos considerados como prioridade pela Organização Mundial de Saúde foi elaborado um calendário de vacinação e o Dia D da imunização será neste sábado, quando todos os postos de vacinação estarão funcionando atendendo a todos os grupos considerados como prioridade pela OMS.
Durante toda esta semana devem se vacinar as pessoas com comorbidades e doenças crônicas. Logo após o dia 13 a imunização continua. De 15 a 19 a vacinação está disponível para os professores e de 22 a 26 será novamente para todos os grupos. O secretário de Saúde da Prefeitura de Itacaré, Ricardo Lins, chama a atenção da necessidade de todos os integrantes desses grupos se vacinarem contra a Influenza. A transmissão da doença ocorre através das secreções das vias respiratórias de uma pessoa contaminada ao falar, espirrar ou tossir. A transmissão também pode ocorrer por meio das mãos, que após contato com superfícies contaminadas por secreções respiratórias de um indivíduo infectado, podem carrear o agente infeccioso diretamente para a boca, nariz e olhos. (Secom/Itacaré)