Os eleitores que estão em dia com a Justiça Eleitoral e desejam atendimento apenas para impressão da segunda via do título podem ficar despreocupados, pois o aplicativo e-Título substitui o documento na hora de votar. Basta baixar o aplicativo, disponível para iPhone (iOS), smartphones (Android) e tablets.

O aplicativo apresenta informações como dados da zona eleitoral do usuário e a situação cadastral do eleitor em tempo real. Após baixá-lo, basta que o eleitor insira seus dados pessoais.

O aplicativo foi atualizado esta semana e, a partir de agora, também permite ao eleitor emitir a certidão de quitação eleitoral, além da certidão de crimes eleitorais. Essas certidões são emitidas por meio do QR Code, o que possibilita a leitura pelo próprio celular.

De acordo com o TSE, é importante preencher os dados pessoais exatamente como eles estão registrados no Cadastro Eleitoral, pois, na hora de preencher os dados no aplicativo, se houver preenchimento de alguma informação em discordância com aquela lançada no documento original, o sistema não validará o cadastro.

Se o eleitor já tiver realizado o recadastramento biométrico (cadastro das impressões digitais) junto à Justiça Eleitoral, a versão do e-Título virá acompanhada da foto do eleitor, o que facilitará a identificação na hora do voto.

Caso o eleitor ainda não tenha feito o recadastramento biométrico, a versão do e-Título será baixada sem a foto. Nesse caso, o eleitor está obrigado a levar outro documento oficial com foto para se identificar ao mesário durante a votação.

Com informações do TSE, reportagem, Storni Jr.

O ex-presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) Joaquim Barbosa, filiado ao PSB, informou, por meio de sua conta pessoal no Twitter, na manhã desta terça-feira (8), que não será candidato à Presidência da República. “Está decidido. Após várias semanas de muita reflexão, finalmente cheguei a uma conclusão. Não pretendo ser candidato a Presidente da República. Decisão estritamente pessoal”, escreveu. O ex-ministro nunca disputou uma eleição, mas ganhou notoriedade após o julgamento do mensalão petista no STF, em 2012. Na última pesquisa Datafolha, divulgada em 15 de abril, Barbosa oscilava entre 9 e 10% das intenções de voto nos cenários em que era citado. O anúncio feito por Barbosa acontece menos de um mês após a primeira reunião pública do ex-ministro do STF com lideranças no PSB. Na ocasião, ele comemorou o resultado das pesquisas, mas disse que ainda não estava convencido se deveria concorrer.


O presidente da Câmara, vereador Lenoildo Ribeiro (popular Canelinha) e os vereadores Seu Luís, Pedrão, Guri, Dinho e Miguel da Matinha estiveram em Salvador nesta quinta-feira, dia 03, onde se reuniram em audiência com o Secretário de Administração do Estado da Bahia, Edelvino da Silva Góes, com a deputada estadual Maria Del Carmem e o deputado federal Nelson Pelegrino.

Na oportunidade solicitaram mais uma vez, providências e a implantação do Ponto Cidadão em Itacaré, serviço que dará mais dignidade ao povo, sendo que é um serviço de extrema importância para o município.


Na disputa entre João Gualberto (PSDB) e Zé Ronaldo (DEM), venceu o democrata. Esta é a avaliação corrente dentro da oposição: o tucano deve retirar sua candidatura para apoiar o ex-prefeito de Feira de Santana na disputa pelo governo do Estado. De acordo com uma fonte muito próxima ao prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), ouvida pelo Bahia Notícias, um dos motivos que levará Gualberto a declinar de concorrer é um receio de prejudicar a própria bancada da sigla, tanto na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) quanto na Câmara dos Deputados. A avaliação dentro da base de Neto é que, caso o PSDB resolva manter a candidatura de Gualberto, os candidatos a deputados estadual e federal da legenda não poderão coligar no chapão que será formado por aqueles que apoiarem Zé Ronaldo. O fato poderia prejudicar a eleição de muitos, já que o chapão é considerado uma melhor forma para reforçar as chances eleitorais dos concorrentes tucanos.  Leia mais no Bahia Notícias


Bolsonaro fica com 20,5%, seguido por Marina Silva e Joaquim Barbosa.

O Instituto Paraná divulgou nova pesquisa para presidente em dois cenários: com e sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na disputa. O levantamento mostra que sem o petista o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ) assume a dianteira na corrida ao Planalto. Bolsonaro fica com 20,5%, seguido por Marina Silva (Rede-AC) e, em terceiro, Joaquim Barbosa (PSB-RJ), que aparece com 11%. Com a margem estimada de erro de 2%, Marina e Barbosa estão tecnicamente empatados. O atual presidente da República, Michel Temer, aparece com 1,7%. Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (MDB), João Amoêdo (Novo) e Rodrigo Maia (DEM) foram citados, mas não atingiram 1% das intenções de voto cada. Já no cenário com Lula, o ex-presidente lidera com 27,6%. A pesquisa do Instituto Paraná ouviu, entre os dias 27 de abril e 2 de maio, 871 pessoas, em 137 municípios de 26 unidades da federação, nas cinco regiões do país. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais com 95% de nível de confiança. O levantamento foi registrado no TSE sob o número BR 2853/2018.


 
O portal Poder 360 divulgou uma pesquisa eleitoral neste final de semana que não conta com a presença de Lula em nenhum cenário. Simulando um embate de segundo turno com Jair Bolsonaro, o levantamento apurou que o ex-militar venceria com folga sobre Geraldo Alckmin (PSDB), mas perderia para Joaquim Barbosa (PSB).
Nestes dois casos, Bolsonaro teria 41% dos votos no segundo turno, contra 18% de Alckmin. Já com Barbosa, o placar seria 37% para o ministro aposentado e 32% para o parlamentar.
Como os candidatos a presidente ainda não têm registro junto à Justiça Eleitoral, os institutos de pesquisa (no caso, o DataPoder), têm autonomia para testar os nomes que quiserem.
Quanto a Lula, o Poder 360 não quis saber qual seria o desempenho do ex-presidente, preso na Lava Jato. Mas perguntou para os entrevistados quem deveria ser o candidato apoiado por Lula.
A maioria (61%) respondeu que Lula não deveria apoiar ninguém.
Entre os nomes apontados, Ciro Gomes (PDT) é o favorito, com 16% da preferência do eleitorado. Fernando Haddad apareceu com 8%, seguido por Manuela D’Ávila (7%), Guilherme Boulos (4%) e Jaques Wagner (1%).
PRIMEIRO TURNO
A pesquisa estudou apenas 2 cenários de primeiro turno.
No primeiro, o candidato do PT é Fernando Haddad, que ficam empatado em terceiro lugar dentro da margem de erro, com Ciro e Marina Silva.
O resultado é: Bolsonaro (22%); Barbosa (16%); Ciro (8%); Marina Silva (8%); Haddad (7%); Alvaro Dias (6%); Alckmin (5%). Aqui, a soma de branco, nulo e não sabe chega a 25%.
No segundo cenário, com Haddad correndo pelo PT junto a vários outros candidatos, o placar é: Bolsonaro (20%); Barbosa (12%); Marina (10%); Ciro (9%); Alckmin (8%); Alvaro Dias (6%); Haddad (3%); Manuela D’Ávila (2%); Fernando Collor (1%); Guilherme Afif (1%); Guilherme Boulos (1%); João Amoêdo (0,5%); branco ou nulo (16,8%) e não sabe ou não respondeu (7,9%).
PRISÃO
Questionados sobre a prisão de Lula na Lava Jato, a maioria, 55%, disse que foi “justa”. Outros 38% disseram que foi injusta e 7% não souberam ou não quiseram responder.
“O levantamento do DataPoder360 foi realizado de 16 a 19 de abril de 2018, com 2.000 pessoas em 278 cidades. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, para mais ou para menos”, registrou o portal.
No TSE, a pesquisa está sob o número BR-06596/2018.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, empossou na manhã desta sexta-feira (20) o novo secretário de Administração da Prefeitura, José Aloisio Andrade Nascimento Júnior, mais conhecido como Junior Andrade, que assume o cargo com a missão de dinamizar ainda mais a administração municipal. A posse contou com a presença do vice-prefeito Genilson Souza, dos secretários municipais, vereadores, representantes da iniciativa privada, do segmento dos produtores, servidores públicos e também do comandante da 72ª CIPM, Major PM Hosannah Rocha, que destacaram a capacidade técnica do novo secretário, a experiência na administração municipal e do quanto poderá contribuir com a gestão pública.

Durante a posse o prefeito Antônio de Anízio destacou que a equipe de servidores e colaboradores tem realizado trabalho de excelência e um esforço constante para prestar um atendimento de qualidade para o cidadão e para deixar a cidade cada vez melhor. A nomeação de Júnior Andrade, segundo colocou o prefeito, faz parte de uma ação pluripartidária, onde o interesse maior é a transparência das ações, a responsabilidade com o cidadão e o desenvolvimento da cidade. O novo secretário de Administração da Prefeitura de Itacaré agradeceu pela escolha e assegurou que veio se somar a essa equipe que já tem demonstrado disposição para trabalhar, compromisso com a gestão pública e respeito ao cidadão.