Lula Marques/Agência PT – 22.9.16

Os últimos dois meses, período em que avançaram investigações contra ele e que foi marcado pela greve dos caminhoneiros, foi destrutivo para a já combalida popularidade do presidente Michel Temer (MDB).

Na pesquisa Datafolha divulgada pelo jornal Folha de S.Paulo neste domingo, 10, ele chegou à mais alta taxa de reprovação da história do instituto, feitos a partir da redemocratização do país, em 1985: 82% dos entrevistados dizem que o governo é “ruim” ou “péssimo”. Em abril, eram 70%.

Entre os demais, 14% consideram a gestão Temer como regular e 3% disseram que ela é “ótima” ou “boa”.

O “recorde” anterior, 73% de rejeição em setembro de 2017, também era de Temer. Naquele momento, o emedebista enfrentava as denúncias criminais apresentadas contra ele pelo então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, a partir das delações premiadas dos irmãos Batista e dos executivos do grupo J&F.

Levantamento do jornal a partir das pesquisas antigas do Datafolha mostra que o número é muito superior ao registrado mesmo pelos dois ex-presidentes que sofreram impeachment, Dilma Rousseff (PT) e Fernando Collor (PTC), com 71% e 68% nos piores momentos, e José Sarney (MDB), muito criticado durante as falhas de suas tentativas de combate à inflação nos anos 1980, também com os mesmos 68%.

Os demais nunca chegaram a uma rejeição tão grande. Fernando Henrique Cardoso (PSDB) viveu seu pior momento em setembro de 1999, quando 56% dos brasileiros desaprovavam seu governo. Itamar Franco (então PMDB) chegou a ser rejeitado por 41% e Lula (PT) por 29%.

Eleições

Outro item do levantamento mostra que um apoio de Temer seria destrutivo para qualquer pré-candidato ao Palácio do Planalto. Questionados pelo Datafolha, 92% dos entrevistados disseram que rejeitariam um nome indicado pelo presidente.

Má notícia para o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles, pré-candidato do MDB. Ele bem que tentou dizer que não era o candidato do governo, mas, como informa a coluna Radar, o presidente chamou sua atenção e ameaçou vetar a sua candidatura se ele seguisse com o discurso.

Fonte: Veja

Representantes dos mais diversos segmentos de Itacaré, da sede, distritos e comunidades rurais, participaram na manhã deste domingo, na Câmara de Vereadores, de uma plenária em apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e em defesa da candidatura para presidente da República. O evento contou com a presença de prefeito Antônio de Anízio, do vice Genilson Souza, de vereadores, secretários municipais, pescadores, agricultores familiares, empresários, trabalhadores rurais, professores, estudantes, atletas, representantes de movimentos sociais e de filiados dos mais diversos partidos políticos que repudiaram a forma arbitrária da prisão de Lula e manifestaram o apoio ao ex-presidente.

Durante o encontro o advogado Nelson Cunha ressaltou os aspectos legais que garantem a Lula o direito de se candidatar a presidente da república e reafirmou não ter dúvidas de que o ex-presidente ganhará a eleições para trazer de volta os muitos avanços que o Brasil conquistou na sua gestão. O vice-prefeito Genilson Souza destacou os projetos e ações do ex-presidente, as medidas que promoveram a igualdade social e a valorização das minorias, as conquistas e vitórias do povo e os muitos programas sociais que transformaram o Brasil. Também falou da importância da luta para garantir que Lula seja candidato a presidente do Brasil.

O prefeito Antônio de Anízio falou do quanto que a candidatura de Lula representa para garantir um Brasil melhor, com mais desenvolvimento, com o respeito ao povo e menos desigualdades sociais. De acordo com ele, o retorno de Lula à presidência significa a vitória do povo, sobretudo do mais carentes que através das ações do ex-presidente tiveram mais respeito, dignidade e o direito a uma vida melhor.


DEM e PSDB baianos marcharão juntos para as eleições de outubro deste ano, com uma chapa majoritária única encabeçada pelo ex-prefeito de Feira de Santana José Ronaldo (DEM), pré-candidato ao governo do estado. O anúncio foi feito na sexta-feira (25), em reunião no Hotel Fiesta, em Salvador. O deputado federal João Gualberto (PSDB), que sinalizava também na condição de pré-candidato a governador abdicou de disputar o executivo estadual em defesa da unificação dos dois partidos focando como principal alvo de oposição, o governador Rui Costa (PT). O deputado federal Jutahy Magalhães Júnior (PSDB) tem assegurada uma das vagas no Senado. A outra vaga de senador e o pré-candidato ao cargo de vice-governador serão definidos com a participação de outros partidos ou mesmo das próprias legendas. A união foi selada na presença do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), postulante inicial ao Executivo estadual, mas que decidiu cumprir o mandato à frente da capital baiana. Lideranças políticas da capital e de vários municípios, entre prefeitos, ex-prefeitos, vereadores, secretários municipais, deputados estaduais e federais participaram do encontro, que definiu para o próximo mês junho divulgar a formação completa da chapa majoritária.


Os vereadores Hamilton Soares Carriço Neto (PRB), mais conhecido como Guri, e Givaldo Anes (PRB), o Givaldo da Ambulância, estiveram em Brasília nesta terça-feira (27) em busca de recursos para o município turístico de Itacaré, na região Sul da Bahia.

Os parlamentares pleitearam junto ao deputado federal Márcio Marinho (PRB-BA) a destinação de emenda parlamentar para a aquisição de uma ambulância. Outra demanda dos republicanos é para que seja ampliado o sinal de telefonia celular para a cidade que recebe com frequência a visita de turistas do mundo inteiro.

“Estamos lutando para levar para o distrito de Taboquinhas o sinal de celular, uma torre de telefonia e também uma ambulância para atender os moradores daquele local. Um dos bairros do distrito é um ponto turístico importante do município, então precisamos investir para garantir melhorias para os moradores e também para os turistas que frequentam o local”, defendeu Givaldo da Ambulância.

O vereador Hamilton Carriço, o Guri, que atua na área social com projetos e ações em prol do desenvolvimento do turismo, esporte e educação, destaca que conseguiu uma emenda de Márcio Marinho no valor de R$ 190 mil para revitalizar a orla da praia.

“Agradeço a emenda de Marinho, e fui informado que os recursos já estão na conta da Prefeitura e será utilizado na pavimentação da orla. Isso é de grande importância para o desenvolvimento do turismo em nosso município”, disse Hamilton.

Visando proporcionar um melhor convívio social, Hamilton implantou, por conta própria, sinal de internet wi-fi na Praça Marambaia e até o dia 15 de abril pretende implantar também na Rua 6 de Janeiro, comunidade segundo ele, afastada do centro da cidade. “A ideia é convidar as pessoas para a praça e terem um bom convívio. Além da internet, conseguimos que a Prefeitura reformasse a Praça Marambaia. Vemos esse acesso à internet como algo muito positivo e as pessoas têm nos elogiado muito por essa iniciativa”, finalizou Hamilton.

Texto: Agência PRB Nacional
Foto: Douglas Gomes


Em razão da viajem da maioria dos vereadores da Câmara Municipal para Brasilia em apoio manifestação em prol da emancipação de Taboquinhas. Câmara Municipal de Vereadores de Itacaré comunica a toda população, que não haverá sessão Ordinária nesta terça-feira (15), ficando assim marcada para próxima terça dia 22 de maio a referida Sessão a partir dás 10hrs da manhã, com transmissão ao vivo pela rádio Itacaré Fm. “Aproveitando a oportunidade para informar que apesar de não haver sessão ordinária no plenário, estaremos atendendo a comunidade durante todo dia na Câmara”, informou Canelinha.

Exerça sua cidadania, acompanhe a sessão ordinária, dê a sua parcela de contribuição para otimização dos trabalhos dos vereadores que você ajudou a eleger. Sugestões, ideias e críticas construtivas poderão ser convertidas em projetos a serem apresentado ao Poder Executivo Municipal, e se acatados irão melhorar significativamente a qualidade de vida dos cidadãos em todas as áreas públicas do município.


Os eleitores que estão em dia com a Justiça Eleitoral e desejam atendimento apenas para impressão da segunda via do título podem ficar despreocupados, pois o aplicativo e-Título substitui o documento na hora de votar. Basta baixar o aplicativo, disponível para iPhone (iOS), smartphones (Android) e tablets.

O aplicativo apresenta informações como dados da zona eleitoral do usuário e a situação cadastral do eleitor em tempo real. Após baixá-lo, basta que o eleitor insira seus dados pessoais.

O aplicativo foi atualizado esta semana e, a partir de agora, também permite ao eleitor emitir a certidão de quitação eleitoral, além da certidão de crimes eleitorais. Essas certidões são emitidas por meio do QR Code, o que possibilita a leitura pelo próprio celular.

De acordo com o TSE, é importante preencher os dados pessoais exatamente como eles estão registrados no Cadastro Eleitoral, pois, na hora de preencher os dados no aplicativo, se houver preenchimento de alguma informação em discordância com aquela lançada no documento original, o sistema não validará o cadastro.

Se o eleitor já tiver realizado o recadastramento biométrico (cadastro das impressões digitais) junto à Justiça Eleitoral, a versão do e-Título virá acompanhada da foto do eleitor, o que facilitará a identificação na hora do voto.

Caso o eleitor ainda não tenha feito o recadastramento biométrico, a versão do e-Título será baixada sem a foto. Nesse caso, o eleitor está obrigado a levar outro documento oficial com foto para se identificar ao mesário durante a votação.

Com informações do TSE, reportagem, Storni Jr.

O ex-presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) Joaquim Barbosa, filiado ao PSB, informou, por meio de sua conta pessoal no Twitter, na manhã desta terça-feira (8), que não será candidato à Presidência da República. “Está decidido. Após várias semanas de muita reflexão, finalmente cheguei a uma conclusão. Não pretendo ser candidato a Presidente da República. Decisão estritamente pessoal”, escreveu. O ex-ministro nunca disputou uma eleição, mas ganhou notoriedade após o julgamento do mensalão petista no STF, em 2012. Na última pesquisa Datafolha, divulgada em 15 de abril, Barbosa oscilava entre 9 e 10% das intenções de voto nos cenários em que era citado. O anúncio feito por Barbosa acontece menos de um mês após a primeira reunião pública do ex-ministro do STF com lideranças no PSB. Na ocasião, ele comemorou o resultado das pesquisas, mas disse que ainda não estava convencido se deveria concorrer.