Passava de 12h de ontem quando a equipe do CORREIO entrou no gabinete do prefeito ACM Neto (DEM). Com os olhos voltados ora para a Baía de Todos os Santos ora para o smartphone na mão, Neto parecia distraído. “Está pensativo, prefeito?”, perguntou a reportagem. “Estou escolhendo a palavra certa para uma resposta. Não posso errar. Hoje, tudo que escrevemos aqui vira documento”, explicou. Quase cinco minutos depois, Neto iniciava a entrevista, na qual falou sobre os desafios de ter sua segunda gestão comparada com a primeira, áreas da prefeitura que precisam de avanços, dúvidas e certezas sobre a eleição de 2018, queda de braço com o setor de transportes, integração do metrô, reajuste de ônibus e, claro, o eventual duelo com o governador Rui Costa (PT): “Se eu decidir ser candidato, ele vai enfrentar um adversário duro, que vai colocar o dedo na ferida e mostrar todos os problemas da Bahia que são encobertos com grandes gastos em propaganda”.  Leia a entrevista no CORREIO


A base aliada ao prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), está preocupada com a provável candidatura dele ao governo do Estado em 2018. Mesmo figurando como líder nas pesquisas de intenção de voto, o último levantamento feito pelo Instituto Paraná Pesquisas, que apontou a diminuição na diferente entre ele e o governador Rui Costa (PT), acendeu a luz amarela no grupo ligado ao democrata. Segundo informações apuradas pelo Bahia Notícias, os apoiadores do prefeito têm tentado convencê-lo a viajar mais pelo interior do estado, assim como o principal opositor dele tem feito. No entanto, Neto ainda não tem demonstrado muita disposição de deixar o Palácio Thomé de Souza para percorrer os demais municípios, em busca de pavimentar sua candidatura. “Neto está preguiçoso”, relatou à reportagem uma fonte que tem ouvido as críticas feitas por nomes ligados ao prefeito.
Na avaliação de figuras da base, as incursões ao interior têm rendido bons frutos eleitorais para Rui e podem consolidar a trajetória ascendente dele nas próximas pesquisas. Outro fator também visto como benéfico para o petista é a inauguração das policlínicas, enxergada no governo com entusiasmo, porque dão a ele uma exposição midiática positiva. Além disso, a entrega das unidades mostra à população que sua gestão investe, mesmo em tempos de crise, na saúde, uma área sempre alvo de queixa dos baianos. Algo que também amedronta a base é o fato de Neto ainda não ter confirmado a candidatura, mesmo esta sendo considerada muito provável. A possibilidade do democrata declinar da disputa causa calafrios em deputados estaduais e federais do grupo político dele, já que reduziria a força das candidaturas para Câmara e para Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA). Neto é considerado o único cabo eleitoral de grande porte da oposição atualmente. Sua ausência no pleito poderia gerar uma “quebra” nas bancadas oposicionistas das duas Casas, até reduzindo o número de componentes. “Os deputados não estão preocupados com eleição de Neto, estão preocupados em salvar a pele”, afirmou um nome ao BN.

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) segue liderando as pesquisas intenções de voto para presidente em 2018 em cenários sem a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Um levantamento divulgado pelo site Poder360 nesta quinta-feira (23) aponta que o parlamentar tem uma queda ao longo dos últimos meses. Em agosto ele registrava 27% das intenções de voto. Em novembro o índice caiu para 22%. Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (Rede) aparecem empatados na segunda colocação, com 12%, no cenário que possui Geraldo Alckmin (PSDB) como candidato. Quando ele é substituído por João Dória (PSDB), Ciro e Marina sobem para 14%. Nos cenários com a presença de Lula, no entanto, o petista segue liderando, com Bolsonaro como concorrente no segundo turno. A pesquisa foi realizada entre os dias 16 e 18 de novembro deste ano. Foram entrevistadas 2.171 pessoas, por telefone, em 143 cidades. A margem de erro é de 2,9 pontos percentuais, para mais ou para menos. (Giro em Ipiaú)


O prefeito de Itacaré e presidente a Amurc, Antônio de Anízio, participou nesta terça-feira, em Brasília, do primeiro dia de mobilização que as lideranças e gestores locais promovem no Congresso Nacional e no Palácio do Planalto para pressionar por medidas que tragam alívio à grave crise, que tem inviabilizado a gestão dos governos locais. O movimento continua nesta quarta-feira com uma intensa agenda de atividades, caminhadas e protestos. Uma das expectativas dos promotores e dos participantes da ação é agenda com o presidente da República, Michel Temer.
Na manhã desta terça-feira os gestores municipais que vieram à Mobilização Nacional Municipalista em Brasília, como parte da campanha Não Deixem os Municípios Afundarem, foram recebidos em Sessão Solene no Congresso Nacional, realizada no Plenário Ulysses Guimarães da Câmara dos Deputados. Lideranças municipalistas, presidentes de entidades estaduais e prefeitos tiveram a oportunidade de falar sobre a pauta do movimento e a situação de crise financeira dos Municípios do alto da tribuna da Casa Legislativa.
A capital do Brasil foi invadida pelo movimento municipalista. Durante a primeira atividade da programação, que acontece entre os dias 21 e 22, veio a confirmação de que Temer receberá os representantes do municipalismo nesta quarta, às 17 horas. O presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, e os demais presidentes das entidades estaduais e regionais municipalistas devem apresentar, pessoalmente, a pauta prioritária ao chefe do Executivo Federal.


Os trabalhos do legislativo de Itacaré tem ganhado repercussão positiva tanto nos bastidores da política local quanto regional. Esse mês de outubro a casa discutiu e votou vários temas e projetos, o que obteve a atenção da população e vem garantido casa cheia em todas as sessões, uma mostra de que o povo está mais interessado no debate político do nosso município e conseqüentemente cobrando mais ações dos vereadores.

O Itacaré Urgente fez um levantamento de alguns projetos votados nesse mês de outubro e conversou com o presidente da casa Lenoildo Ribeiro, popular Canelinha.

Dois projetos de muita importância foram votados na primeira Terça Feira desse mês de Outubro. O primeiro projeto que foi votado garantiu ao executivo municipal a possibilidade de adquirir crédito de cinqüenta mil reais para ser aplicado na Casa de Abrigo aos Idosos, esse projeto de autoria do executivo municipal visa melhorar as condições das instalações e garantir a dignidade dos idosos. O outro projeto votado foi de autoria do vereador Luiz Fabiano, popular Seu Luiz, que concede o Título de Utilidade Pública à Associação Anjo Azul, que tem realizado um belíssimo trabalho cuidando dos animais em nosso município, realizando procedimentos de castração e diversos cuidados veterinários. Na ocasião todos os vereadores teceu elogios a associação e sua presidente Soeli Castilho e também ao vereador Seu Luiz pela iniciativa.

Na última Terça-Feira (14) três projetos passaram na Câmara e o Presidente Canelinha falou com exclusividade ao site Itacaré Urgente sobre eles.

Canelinha fala sobre a participação do povo

“Ficamos muito contentes com a participação da população do município e isso reflete no amadurecimento político da nossa sociedade, onde as pessoas querem saber o que se passa, vemos muitas associações e representantes da comunidade vindo aqui nessa casa.”

Os projetos votados

“Os projetos que passaram aqui na ultima terça feira foram de grande relevância, dois no campo de finanças e orçamento e um na área de assistência social e saúde. O projeto do REFIS vai beneficiar tanto o município quanto os contribuintes que podem aderir ao REFIS e parcelar suas dividas com juros adequados e o município poderá ter um aumento de receita considerável. Já o projeto UPFM ajusta a Unidade Padrão Fiscal do Município, sendo esse projeto muito importante para o município ”

Consorcio para saúde

“O projeto de lei 16/2017 visa estado e município a firmar parceria na área da saúde o que vai beneficiar a população de modo geral, com exames mais sofisticados e procedimentos cirúrgicos da alta complexidade, o governador do estado solicitou aos municípios que aprove essa lei para sejamos contemplados num futuro próximo com tais benefícios, sabemos que o Hospital da Costa do Cacau em Ilhéus será uma referência para nós e esse projeto visa também esse tipo de parceria e Itacaré não pode ficar de fora” concluiu o Presidente da Câmara.

Próxima Sessão

“Esperamos casa cheia mais uma vez, pois trataremos de assuntos de extrema relevância para nosso município e toda comunidade” Finalizou Canelinha.

Foto: Consorcio de Saúde prevê parceria com Hospital Costa do Cacau

Atual mandatário fica à frente de Julio Brant. No entanto, opositor também comemora e acredita em mudança de resultado por conta de “urna suspeita”

Eurico Miranda deu um grande passo para se reeleger presidente do Vasco no próximo triênio. Após apuração que invadiu a madrugada desta quarta-feira, a chapa do atual mandatário venceu nas urnas por 2.111 votos, contra 1.975 de Julio Brant, 421 de Fernando Horta, além de três brancos e três votos anulados. Ao fim da contagem, porém, uma cena inusitada: duas chapas comemoraram.

Explica-se: houve uma urna com 475 votos que a Justiça vai analisar posteriormente se serão válidos ou não, o que poderá alterar o resultado final do pleito. Como a diferença de Brant para Eurico foi menor do que esse número, a oposição tentará anular o resultado das urnas.

Eu não sei nem o que eles vão impugnar. Eu não sei. Mas eles podem impugnar. O que eles vão impugnar? Os votos? Tá bom, mas baseado em quê? Baseado em quê? – disse Eurico Miranda, festejando o resultado.
Essa urna foi separada porque houve suspeita no alto número de adesão de sócios entre novembro e dezembro de 2015, último período para poder votar na eleição. Sem contar os votos da urna suspeita, Julio Brant teve a maioria: 1.935 contra 1.683 de Eurico.
Na “urna da discórdia”, Eurico venceu por 428 a 42 de Brant. Fernando Horta ainda ganhou quatro votos e houve um anulado.
– A situação foi tão bizarra que a Justiça vai decidir muito rápido. Todas as urnas foram parelhas. Só uma teve mais de 90% de votos para um candidato. Vai ser uma decisão fácil da Justiça, que vai anular aqueles votos e o Vasco seguirá vida nova. Me considero presidente do Vasco – disse Julio Brant, que também festejou o resultado.

O candidato recebeu, ao longo do dia, o apoio de Fernando Horta, que também concorria ao pleito. Por volta das 16h, percebendo que era o último nas pesquisas de boca de urna, Horta abriu mão da disputa e aconselhou seu eleitores a passarem a votar em Brant.

Foram, no total, sete urnas. Quando o resultado da última foi divulgada, gritos de vitória das duas chapas ecoaram pelo ginásio de São Januário. Houve algumas discussões entre os correligionários, mas nada que se transformasse em agressão. A mais forte ocorreu durante apuração da “urna da discórdia”.

Julio Brant, no entanto, deixou o ginásio primeiro. Foi a senha para os eleitores de Eurico Miranda invadirem o local para festejar a vitória. Gritos de “ôoooooo fica, Eurico!” eram ouvidos.

 

– Torcedor do Vasco, para você ou quem quer que seja: veja o resultado da eleição e vê quem é que tem que comemorar, só isso. O resultado da eleição é que a chapa “Reconstruindo o Vasco” ganhou. Acabou – disse o presidente cruz-maltino.

Agora, a chapa vencedora indica 120 conselheiros, e a segundo colocada nomeia 30. Estes 150 se juntam a outros 150 conselheiros natos. Este grupo que vai participar da votação final, no Conselho Deliberativo, ainda sem data definida, mas provavelmente será no início de janeiro. Historicamente, o Conselho respeita o resultado das urnas. Fonte: Globo Esporte.