O pugilista baiano Reginaldo Holyfield se envolveu em uma briga, no início da tarde desta terça-feira (14), no centro de Salvador. Na confusão, o lutador acabou sendo atingido em vários locais do corpo e precisou levar cinco pontos na cabeça. De acordo com informações da Central de Polícia (Centel), o incidente ocorreu por volta das 12h10, na Avenida Sete de Setembro, próximo ao Relógio de São Pedro. A polícia ainda acrescentou que, a princípio, a briga se deu entre Holyfield e um ambulante, mas depois outros sete vendedores também se envolveram na confusão. Em conversa com o G1, o lutador disse que a confusão começou após ser provocado por ambulantes, e que um deles chegou a passar a mão nas nádegas do lutador. “Eu estava indo para o dentista, e quando estou passando ali pelo relógio de São Pedro, começam a me xingar. Aí eu fui até eles e disse: ‘como é que vocês me chamam disso’. E voltei. Aí nisso continuaram. Você sabe que eu sou cabeça quente e não aguentei. E aí joguei [bati]. Chutei. Aí começaram a vir. Veio um, veio dois, veio três. Até que um pegou um pau e bateu na minha cabeça. Depois vieram mais 20. Aí começaram a me dar pancada e eu comecei a correr e fui parar no quartel dos Aflitos [da PM]”, conta Holyfield.”Além disso, esse rebanho de covarde quis pegar na minha bunda. Eu sou um homem que não digo um ‘ai’. Não brigo com ninguém. Não sou de confusão”, afirma.

Charles Sacramento, advogado de Holyfield, afirmou que o lutador foi agredido não só moralmente, mas fisicamente, e procurou se defender.”Quando ele diz que ‘jogou’, foi para se defender. Além do mais, vários cidadãos pegaram nas nádegas dele e, consequentemente, ele foi em defesa de sua honra. Todos sabem que Holyfield é um evangélico de bem e defende o esporte”, diz. Holyfield ficou ferido na cabeça, onde levou cinco pontos, nas mãos e na testa. Ele foi atendido na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) dos Barris e depois seguiu para o Instituto Médico Legal, para fazer exame de corpo de delito. O caso está sendo investigado pela 1ª delegacia dos Barris. Informações do G1.


Um homem identificado vulgarmente como Binho, foi encontrado morto na Região de São Gonçalo, Zona Rural de Taboquinhas nesta terça-feira (14). O mesmo foi encontrado de bruços, e segundo informações, a vítima foi assassinada com um tiro de espingarda na cabeça. O autor do crime não foi identificado.

Há algumas semanas à população de Taboquinhas vem sofrendo com a falta de segurança pública. Logo após troca de Comando da 72ª Companhia Independente da Policia Militar de Itacaré, o efetivo do 2º Pelotão de Taboquinhas, que atuavam todos os dias, foram removidos. Moradores do distrito estão inquietos, e pedem explicações do comandante. (Foto: Albert Queiroz/Fonte: Taboquinhas Informa)


Um homem foi conduzido ao Distrito Integrado de Segurança Pública (Disep) de Vitória da Conquista neste sábado (11), por esta portando certa quantia de entorpecentes. Seria mais um caso corriqueiro visto a disseminação de drogas ilícitas em todos os lugares da sociedade. Mas, a prisão do suspeito com dotes de Dom Ruan teve certos apetrechos. Além de uma calcinha encontrada com o rapaz, o que acabou chamando bastante atenção da Polícia foi uma caixinha com 365 mensagens de amor, uma para cada dia do ano. O homem que posa feliz na foto não teve sua identidade revelada. (Blog do Marcelo)

calcinha_e_drogas


Quatro homens armados invadiram uma casa numa fazenda no distrito de Travessão, município de Camamu, e dispararam mais de 100 tiros de armas de fogos. Um homem foi morto e uma mulher ficou gravemente ferida. Segundo informações da polícia, os criminosos procuravam por “Araújo” o qual não foi encontrado no local. Na casa estavam apenas Luciano Lima Santos e a sua prima de prenome Núbia. O jovem de 34 anos foi atingido por vários disparos e acabou morrendo no local. A mulher ficou ferida e foi socorrida até o Hospital de Base em Itabuna. O estado de saúde dela é considerado grave. A ação criminosa pode está ligada a compra e venda de imóveis em Barra Grande, distrito de Maraú, informou um morador a polícia. *Informações do Ubaitaba Urgente.


A CIPE Cacaueira (antiga CAERC) estava em ronda de rotina na BR 101 quando avistaram um carro passar em alta velocidade. Após persegui-los e um rápido tiroteio na madrugada desta sexta feira (10), os bandidos abandonaram o carro roubado no trevo e evadiram-se do local, caindo dentro da mata.

Dentro da carro estavam materiais de uso para roubo de caixa eletrônicos, os instrumentos como marretas, pé de cabra, alicate industrial. A Polícia acredita que os bandidos seguiam para roubar os bancos de Ubaitaba.

O corsa Classic, placa de Itabuna, NZE 7849, está agora a disposição da justiça para ser recuperado pelo dono do veículo. (Aleilton Oliveira/Ubaitaba.com)


A Diocese de Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro, informou nesta sábado (28) o afastamento de um padre que teve fotos em que aparece nu divulgadas no WhastApp, aplicativo de troca de mensagens pela internet. De acordo com os bispos responsáveis pela Igreja local, as fotos teriam sido divulgadas por uma mulher que declarou ter se relacionado com o padre de 40 anos pelo menos três vezes através de redes sociais. “Estamos investigando a gravidade do assunto, mas apenas o ato dele ter tirado a foto já é matéria contra o mandamento da Igreja Católica, constitui crime e exige punição”, afirmou o Bispado de Campos dos Goytacazes. Segundo o site G1, os moradores da cidade de Miracema, no Noroeste do Rio de Janeiro, ficaram “chocados” com as fotos, que começaram a circular na última semana.


Um casal foi preso nesta sexta-feira (27) com 197 cartões de benefícios e as respectivas senhas em Amargosa, no Vale do Jiquiriçá. Os estelionatários ainda tinham 25 folhas de cheque com valores diferentes, diversas notas promissórias e R$ 1.254 em espécie. De acordo com a investigação da Polícia Civil, os suspeitos atuavam há mais de oito anos na região. Segundo o G1, o homem de 53 anos e a companheira dele, de 30, foram presos em flagrante ao sacar o benefício de um dos clientes na agência da Caixa Econômica Federal do município.O casal emprestava dinheiro a juros de 20% e ficava com os cartões de benefícios dos clientes para quitar a dívida no dia do saque do benefício.

A polícia detalhou que, no momento da entrega do empréstimo, o cartão do benefício, junto com a senha, ficavam em posse dos suspeitos e, no momento do saque, o casal retirava o valor emprestado com o juros e devolvia o restante ao cliente. Caso a dívida ainda não tivesse sido quitada, ou a pessoa solicitasse novo empréstimo, os cartões eram retidos com os suspeitos. De acordo com um dos policiais que participou da operação, batizada de “Essa Bolsa é Minha”, o casal era investigado há cerca de seis meses. (Giro em Ipiaú)