Um vídeo que circula nas redes mostra imagens de um assalto que ocorreu na Rua Leonardo Magalhães, no Centro de Itacaré. Na oportunidade um jovem possivelmente menor de idade, aborda uma jovem e rouba o celular. A ação dura 15 segundos. Ele se aproxima rapidamente, mostra um objeto ‘que tudo indica pode ser uma arma’ em baixo da camisa e leva o celular dela. O ladrão coloca o telefone roubado no bolso e seguiu sentido Praça dos Cachorros. A cena descrita aconteceu neste final de semana, a luz do dia e uma câmera de segurança flagrou tudo. Segundo informações o meliante e outro comparsa foram reconhecidos e presos pela policia. Assista.


Foi preso na última quinta-feira, 1º de junho, em Ubaitaba, Marcos Silva Santos, (Xangô), 30 anos. A justiça já tinha expedido um mandato de prisão preventiva no dia 10 de março em desfavor de Xangô. Ele é acusado de homicídio ocorrido em Barra Grande no dia 5 de janeiro. Renílson Sacramento foi assassinado a pauladas no local conhecido como Três Coqueiros. A polícia civil de Barra Grande/Maraú, sob o comando do delegado Marcos Larocca, indiciou o acusado por homicídio e também por ser apontado como o chefe do tráfico de drogas na rua da Vitória em Barra Grande. Xangô estava foragido. (RBN)


O pescador identificado apenas por “Papudinho”, foi encontrado morto no Barco Rio Una II na manhã deste domingo (28), no Forte de Itacaré. O corpo foi localizado após o autor do crime identificado como Rafael, se entregar na 72ª Companhia Independente de Policia Militar, por volta das 07:10. Rafael disse a PM que matou o companheiro de pesca por volta das 00:30 deste domingo (28), em legítima defesa, já que a vítima estando sob efeito de droga e teria tentado matá-lo com uma faca.


Em menos de oito dias bandidos atacaram dois bares na cidade de Santa Cruz Cabrália, no sul da Bahia. Segundo publicou o site Radar64, desta vez o atentado foi no bairro Geraldão, no fim da noite de sábado (27) e deixou seis pessoas feridas. Segundo a polícia, diversas pessoas estavam no bar quando foram surpreendidas por três homens armados, que chegaram de carro e atiraram indiscriminadamente em que estava no local. O estado mais grave é o de um homem que ainda não teve o nome confirmado. Ele foi atingido no abdômen e está internado no Hospital Luís Eduardo Magalhães, em Porto Seguro. Os demais foram baleados nas pernas e estão fora de risco. Por conta do atentado, a Polícia Militar reforçou o policialmente na cidade de Santa Cruz Cabrália neste domingo (28). Alguns suspeitos já foram identificados, mas até o momento não houve nenhuma prisão.


Danillo Roque Ribeiro da Silva, de 27 anos, foi morto com barra de ferro, queimado e teve parte do corpo esquartejada. O corpo dele foi liberado no final da tarde deste sábado (27), em Ilhéus. O jovem foi identificado por parentes no Departamento de Polícia Técnica (DPT), que estavam inconformados com o crime. Dois homens estão presos. Segundo informou o delegado à reportagem da TV Santa Cruz, um jovem de 25 anos, identificado como Bruno Prado Silva, procurou a delegacia de Ilhéus às 3h da madrugada deste sábado, dizendo que Danillo tinha sido morto e que o corpo estava numa casa no bairro Jardim Pontal. Quando a polícia chegou ao local, encontrou o corpo dentro de uma caixa d’água que fica no fundo da casa. Os braços tinham sido cortados, parte da perna também tinha sido cortada e o corpo estava parcialmente queimado.


O prefeito de Itabuna, Fernando Gomes (DEM), decidiu peitar a recomendação do Ministério Público estadual (MP) e manteve como secretários municipais a esposa, Sandra Neilma (Assistência Social), e um sobrinho, Dinailson Oliveira (Administração). Para o MP, eles não têm qualificação técnica para os cargos e a presença dos dois na gestão caracteriza nepotismo. A Procuradoria do Município defende a competência de ambos para exercer as funções: Sandra, por ter sido secretária em outra gestão; Dinailson, por ter dirigido uma fundação. O MP ameaçou entrar na Justiça caso os parentes do prefeito não sejam exonerados. No começo do ano, Gomes exonerou o filho Sérgio Gomes da Secretaria de Transporte após denúncias da OAB que ganharam repercussão nacional. *Coluna Satélite/CORREIO