Uma jovem de 21 anos foi vítima de violência sexual enquanto estava internada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) de um hospital de Goiânia. O suspeito de cometer o estupro é o técnico de enfermagem Ildson Custódio Bastos, de 41 anos. A estudante foi internada no dia 17 de maio devido a crises convulsivas e morreu nesta semana. A família da jovem foi informada do estupro pela delegada que investiga o crime durante o velório. Isso porque a polícia precisou interromper o velório para levar o corpo para fazer exames. Antes de morrer a jovem denunciou o abuso a uma funcionária da unidade de saúde. O caso foi registrado na Polícia Civil.

Segundo o G1, a delegada responsável pelo caso informou que teve acesso a imagens de uma câmera de segurança instalada no leito de UTI que mostram o abuso sexual. O abuso aconteceu na madrugada do dia 17, horas depois da jovem ser internada. O suspeito era o único funcionário na UTI no momento e, segundo a delegada, fechou a cortina do leito onde a jovem estava. “Ele claramente toca as partes íntimas dela com a mão direita sob o lençol. Ele não estava fazendo nenhum procedimento de enfermagem, porque estava o tempo todo usando só uma mão”, disse a delegada Paula Meotti.

Ao G1, a delegada relatou que a vítima estava entubada e com as mãos amarradas na UTI devido ao quadro de saúde dela. “O abuso durou cerca de uma hora, ela alterava alguns momentos de consciência e, em um momento, ela se mexe, se debate, tentando escapar”, completou. O técnico de enfermagem ficou em silêncio durante o depoimento. Ele vai responder por estupro de vulnerável.


Quatro homens da Quadrilha do Cacau morreram na manhã desta sexta-feira (31), durante a “Operação Perfuratriz” na localidade conhecida como Poço Central, distrito de Aurelino Leal. De acordo com informações da polícia, a ação contou com a participação das polícias civil e militar. Moradores da localidade reclamavam da ocorrência de estupros, roubos, homicídios, assaltos e arrombamentos de casas comercias e residências. Até mesmo toque de recolher estava acontecendo nesse distrito, que fica distante da sede. A prefeita do município, Liu Andrade informou que serviços essenciais na saúde a exemplo de atendimentos médicos, psicólogos, nutricionistas e dentistas foram suspensos por tempo indeterminado. Na área do social os atendimentos na unidade descentralizada do bolsa família também foram suspensos por conta da violência. No início desta semana um ônibus escolar foi alvo de disparos de arma de fogo, apesar do susto ninguém ficou ferido. (Fonte: Ubaitaba Urgente)


Vanilla Brisa Alves da Silva, moradora de Itabuna, foi pega em flagrante com drogas que transportava em TÁXI com destino a Itacaré na noite desta quarta-feira. Por volta das 21hrs, policiais civis de Ilhéus solicitaram a parada do veículo que vinha de Itabuna com destino a Itacaré, surpreendendo a tentativa de tráfico de drogas realizada pela mulher.

A ação foi um trabalho em conjunto da 7ª Coorpin, a qual o delegado Evy Paternostro está à frente, com a 6ª Coorpin de Itabuna, no comando do delegado André Aragão, que acionou os agentes do município ilheense. Foi encontrado no porta mala do veículo cerca de 24kg de maconha e 500 gramas de cocaína.

A autora do fato será autuada em flagrante delito por tráfico de drogas e será apresentada na audiência de custódia. O taxista conseguiu provar sua inocência e foi liberado logo após o ocorrido. (Verdinho)


A polícia Civil de Maraú está investigando um suposto que teria acontecido no distrito de Barra Grande, um dos principais pontos turístico do litoral da Bahia. A informação foi divulgada pelo blog Políticos do Sul da Bahia.

A vitima seria moradora de Camamu, mas estava trabalhando em Barra Grande. Ela foi no início do mês até a delegacia para registrar um boletim de ocorrência, ela informou que tinha sido estuprada. Segundo informações, a vitima já fez o exame de corpo de delito e com laudo a polícia vai conduzir o inquérito.

Vale lembrar que no início do ano uma turista de Brasília foi estuprada quando caminhava pela praia. E na semana passada uma turista denunciou um homem que tentou beijá-la contra a sua vontade, o rapaz foi preso e transferido para Ilhéus.


A polícia investiga a morte de uma mulher canadense em Ilhéus. O corpo da canadense Ramona Dawe foi encontrado com marca de asfixia na cabana da qual era dona, no São Miguel, zona norte do município, no final da tarde desta quinta-feira (11). As circunstâncias da morte serão investigadas. Quando chegaram ao local, policiais militares encontraram o corpo jogado ao chão e com marcas de esganadura. O criminoso usou um pano para sufocar a vítima. O Samu 192 constatou a morte de Ramona. (Giro em Ipiaú)


Uma Operação da Polícia Militar de Itacaré prendeu nesta terça-feira, dia 26, Cosme Alves dos Santos, acusado de ser o autor do homicídio do Senhor Albino Pinto dos Santos, conhecido como Seu Pimba, de 69 anos a golpes de facão na última quarta-feira, dia 20, na região da Pancadinha na zona rural de Taboquinhas.

Até então não se sabe a motivação do crime. Sabe-se que a PM chegou logo em seguida no dia do acontecido e ainda perseguiu Cosme, que adentrou a mata e sumiu. As buscas até então vinham acontecendo e segundo informações Cosme vinha ameaçando familiares da vítima.

Após informações certas a PM organizou uma operação que contou com participação de 5 policiais, que após muitas rondas conseguiram localizar o indivíduo na mesma região onde cometeu o homicídio, nos fundos da casa de sua mãe.

Cosme agora seguirá para a Delegacia de Itacaré, onde será interrogado e encaminhado para o Presídio Regional Ariston Cardoso, em Ilhéus.Fonte: Itacaré Informa.

 

 

 

 


O que era para ser uma festa terminou em tragédia. Um evento, que teria sido organizado pelo atacante Sassá, acabou com um homem morto e uma jovem baleada em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro.

Os dois foram baleados. Jonas dos Santos Almeida, 22 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu. Adriele de Oliveira, de 19 anos, foi baleada nos dedos de uma mão, no pé e na cervical, passou por cirurgia e seu estado de saúde é considerado estável.

Relatos de pessoas nas redes sociais dão conta de que o casal estava na festa do jogador do Cruzeiro. Porém, o atleta, que está de férias, negou que o crime tenha ocorrido no seu evento.

“No meu evento não foi. A festa aconteceu de meio-dia às cinco da tarde. Não houve nenhuma confusão no local, nem na rua”, disse Sassá ao O Dia. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense. (Reclame Boca)