Há anos as praias de Itacaré vem sofrendo com a ocupação desordenada e toda sorte de abandono e poluição.A Ribeira uma das praias mais lindas e completa da cidade, está a beira do colapso com tanto esgoto e ocupação irregular, o banheiro público também contribui jogando seus dejetos no riacho que hoje está fétido e sem mínima condições de uso e o aumento de doenças se evidencia mais nas crianças que estão mais expostas. Até hoje a Secretaria de Turismo e Meio Ambiente e Saúde não apresentaram sequer um projeto para solução a médio prazo, deixando a impressão de uma grande favela com barracas totalmente ou parcialmente em ruínas, servindo de cracolândia e esconderijo de marginais e bandidos.

A “famosa” Tiririca que já mostrou as suas grandes ondas e berço de 04 campeonatos mundiais e vários campeonatos brasileiros, virou um “favelão” como mostram as imagens feitas por turistas de Salvador e Belo Horizonte, uma nascente que agoniza no pé do morro em frente a essa praia virou lavatório de motos e carro inclusive, a cerca foi retirada e os motoqueiros já lavam suas máquinas dentro da nascente.

Noticiários dão conta da realização de mais um evento mundial em outubro deste ano e nessa favela recém criada na Tiririca se soma as fossas assépticas de todas as barracas e Pousadas que sem controle continuam poluindo àquela que se diz ser o paraíso dos surfistas. Por onde anda a secretaria de Meio Ambiente e Saúde que fecham os olhos diante de tantos descasos? Perguntar não ofende?


Segundo a estimativa cerca de 40 mil passageiros deverão embarcar na Estação Rodoviária de Salvador durante este feriado do Dia do Trabalho, da próxima segunda-feira. Neste período, segundo a Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transporte e Comunicações da Bahia (AGERBA), as empesas irão disponibilizar 100 horários extras, além dos 540 horários regulares cumpridos diariamente. Entre os destinos mais procurados estão Itacaré, Maraú, Ilhéus, Porto Seguro, Lençóis, Vitória da Conquista e Juazeiro.

Recomendações e fiscalização:

A AGERBA recomenda aos usuários do sistema de transporte intermunicipal que evitem o transporte clandestino. Este tipo de transporte não oferece segurança, pois não é vistoriado. Nesta ocasião, equipes de fiscalização da Agência serão mantidos trabalhando em regime de Plantão no Terminal Rodoviário de Salvador, bem como em Operação Blitz nas rodovias estaduais e federais, com apoio das polícias.


Os trabalhadores dos Correios entrarão em greve por tempo indeterminado hoje (26) a partir das 22h. As ameaças de privatização e demissões, o fechamento de agências e o “desmonte fiscal” da empresa, com diminuição do lucro devido a repasses ao governo e patrocínios, são os principais motivos para a mobilização, segundo a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect). A estatal teve prejuízos de R$ 2,1 bilhões em 2015 e R$ 2 bilhões no ano passado. Em dezembro do ano passado, foi anunciado um plano de demissão voluntária e o fechamento de agências para reduzir os gastos. “O que tem acontecido é um plano de desmonte próprio da empresa, atacando a própria qualidade e universalização do serviço. Faz parte de um projeto privado com interesse de entrar no mercado”, disse a secretária de Imprensa da Fentect, Suzy Cristiny. Segundo a entidade, a “privatização” coloca em risco o direito da população aos serviços dos Correios, já que a empresa tem fechado agências em cidades menos lucrativas. “Mais de 200 agências estão sendo fechadas por todo o Brasil. Com isso, muitos moradores do interior e das periferias vão ficar sem o atendimento bancário e postal dos Correios do Brasil”, informou a federação. O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, tem dito que é contra privatizar os os Correios, mas que a empresa terá que fazer “cortes radicais” de gastos para evitar a privatização, já que o governo não socorrerá a empresa financeiramente.


Acontecerá nesta quinta-feira, dia 27, às 9 horas da manhã, uma reunião na Câmara de Vereadores para discutir sobre o Sistema Municipal de Cultura. O encontro é aberto a toda a comunidade, dos mais diversos segmentos sociais, bairros, grupos, atividades profissionais, modalidades artísticas e faixa etária, interessados em discutir a cultura na cidade, propor projetos, iniciativas, investimentos, eventos e incentivos para a cultura no município. A  reunião será promovida pela Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria de Juventude, Esporte e Cultura,

O secretário de Juventude, Esporte e Cultura, Diego Augusto, explica que a construção e o desenvolvimento de políticas culturais depende da participação, da contribuição e do envolvimento de todos os itacareenses. Através do trabalho conjunto, com todos participando, propondo, colocando a sua opinião e dando a sua contribuição será possível elaborar e desenvolver projetos muito mais eficazes para incentivar a cultura, valorizar cada vez mais os artistas e mostrar o potencial cultural do município.

O Sistema Municipal de Cultura(SMC) faz parte do Sistema Nacional de Cultura (SNC) que é um modelo de gestão criado pelo Ministério da Cultura (MinC) para estimular e integrar as políticas públicas culturais implantadas por governo, estados e municípios. O objetivo do sistema é descentralizar e organizar o desenvolvimento cultural do País, para que todos os projetos tenham continuidade, mesmo com a alternância de governos. Em Itacaré o Sistema Municipal de Cultura, construído e discutido com a comunidade, será um importante instrumento para a busca de apoio para os projetos, iniciativas e eventos culturais na cidade. Secom/Itacaré.


Após conquistar o ouro no C1 500m Sênior Feminino, a canoísta Itacareense Valdenice Conceição, a “Netica”, fechou a competição conquistando mais um ouro, desta vez no C1 200m Sênior Feminino no Campeonato Sul-americano de Canoagem Velocidade e Paracanoagem que aconteceu no último final de semana na cidade de Paipa, na Colômbia. “Netica”, comentou em sua página oficial em uma rede social. “Família nascimento representando bem só ouro Valdenice duas medalhas e Jacky Jamael Nascimento quatro medalhas sem falar na medalha de prata de Maicon Ferreira e na medalha de bronze de Taninha Cänoe Paixão.Itacaré manda ver em Paipa Colômbia”.

Confira todas as medalhas conquistadas pelo Brasil no Campeonato Sul-Americano de Canoagem Velocidade:

MEDALHAS DE OURO (26)
Isaquias Queiroz – C1 1000m Sênior
Isaquias Queiroz – C1 500m Sênior
Isaquias Queiroz e Erlon dos Santos – C2 500m Sênior
Isaquias Queiroz – C1 200m Sênior
Isaquias Queiroz e Erlon dos Santos – C2 200m Sênior
Valdenice Conceição – C1 500m Sênior
Valdenice Conceição – C1 200m Sênior
Vagner Souta – K1 1000m Sênior
Vagner Souta – K1 500m Sênior
Vagner Souta, Roberto Maehler, Edson Silva e Celso Dias – K4 1000m Sênior
Vagner Souta, Roberto Maehler, Edson Silva e Celso Dias – K4 500m Sênior
Roberto Maehler e Celso Dias – K2 1000m Sênior
Edson Isaías da Silva – K1 200m
Milton Oliveira – C1 500m Sub-23
Milton Oliveira – C1 200m Sub-23
Bruna Domingues – K1 1000m Sub-23
Bruna Domingues – K1 500m Sub-23
Bruna Domingues – K1 200m Sub-23
Jack Goldmann – C1 1000m Júnior
Jack Godmann – C1 500m Júnior
Helton Silva e Sávio Vieira – C2 500m Júnior
Sávio Vieira e Helton Silva – C2 200m Júnior
Gilmar Junior – – K1 1000m Júnior
Vitor Navarro, Mateus Moya, Marcos Scolaro e Willian Silva – K4 1000m Júnior
Vitor Navarro, Mateus Moya, Marcos Scolaro e William Silva – K4 500m Júnior
Mateus Moya e Marcos Scolaro – K2 200m

MEDALHAS DE PRATA (10)
Erlon Santos e Maico Ferreira – C2 1000m Sênior
Roberto Maehler e Edson Silva – K2 500m Sênior
Roberto Maehler e Edson Silva – K2 200m Sênior
Gilmar Gomes Santos Júnior – K1 200m Sub-23
Savio Vieira e Helton Silva – C2 1000m Júnior
Angela Silva e Andrea Oliveira – C2 500m Júnior
Victor Navarro – K1 1000m Júnior
Matheus Moia – K1 500m Júnior
Vitor Navarro e Marcos Scolaro – K2 500m Júnior
Vitor Navarro, Matheus Moia, Marcos Scolaro e William Henrique Silva – K4 200m Júnior

MEDALHAS DE BRONZE (7)
Ana Paula Vergutz e Bruna Domingues – K2 1000m Sênior
Milton Oliveira – C1 1000m Sub-23
Emilly Schellworth, Silvia Portela, Débora Garcia e Isadora Ribeiro – K4 1000m Júnior
Vitor Navarro e Matheus Moia – K2 1000m Júnior
Emilly Schellworth, Silvia Portella, Débora Garcia e Isadora Ribeiro – K4 500m Júnior
Emilly Schellworth, Silvia Portella, Débora Garcia e Isadora Ribeiro – K4 200m Júnior
Isadora Rivero e Silvia Portella – K2 200m Júnior


JUACAS é a segunda série original brasileira para o Disney Channel produzida pela Cinefilm e pela Chatrone, que estreia em 2017 no canal, com direção geral de Juliana Vonlanten, criada por Carina Schulze que também é showrunner da série. Gravada em Itacaré, na Bahia, Juacas retrata o universo do surfe tendo como ponto central a temporada do CAOSS (Campeonatos Anuais Ondas Super Surfe) na Praia de Itacaré e a competição entre equipes principais de surfistas: os Juacas, os Red Sharks e as Sirenas.

Todo ano, no auge das férias, acontece o CAOSS, que atrai milhares de turistas, surfistas e centenas de jovens em busca de um sonho: se tornarem surfistas profissionais. O CAOSS é um campeonato de equipes de surf que acontece há décadas e que já revelou diversos talentos, dentre eles a lendária equipe JUACAS. O evento é super Importante para os atletas se classificarem para os campeonatos internacionais. Todos os anos, várias equipes de surf viajam para Itacaré e ficam lá durante os meses das férias para participarem destes campeonatos. A equipe que ganhar o CAOSS tem o passaporte garantido para continuar competindo como profissional nos circuitos oficiais – e este é o sonho de todo surfista iniciante! 

Este ano vai ser diferente! O antigo time Juacas, desaparecido há 10 anos devido ao sumiço do seu líder – o Professor Juaca (Nuno Leal Maia)– reaparece para disputar o CAOSS e voltar ao circuito. Sem muitos recursos e nem patrocínio, os Juacas enfrentarão o time favorito e bem patrocinado, os Red Sharks, e o primeiro time composto só de meninas, as Sirenas, além de várias outras equipes sedentas pelo título. É muita expectativa e tensão no ar! 

Os Juacas já foram o melhor time de surf de todos os tempos. O Professor Juaca formou a equipe em 1982 e rapidamente virou o melhor. Em 1985, o time ganhou pela primeira vez o CAOSS e seguiu invicto até 1991. Em 1989, a equipe estava no auge, e era formada por três surfistas: Marcondes Kameha, filho de Juaca, Cezinha e Xorxinho. Porém, um dia, houve uma tragédia: no ano 2000, o grande Marcondes Kameha, o Pelé dos surfistas, morreu durante um campeonato de ondas gigantes durante uma tempestade. Ele deixou pra trás uma filhinha recém nascida. O time entrou em luto. Cezinha virou radialista em Itacaré, Xorxinho virou shaper em Búzios e o grande Juaca sumiu sem deixar rastros…  

Mas agora tudo está prestes a mudar!

Rafa Smor, um garoto cheio de garra e vontade aparece para montar uma equipe para competir no CAOSS em Itacaré. Ele encontra Cezinha, o ex-Juaca que hoje é o narrador do campeonato e radialista da cidade. Rafa explica que é fã dos Juacas e, inspirado por eles, resolveu vir pro CAOSS montar a sua própria equipe. Além disso, ele revela que aprendeu a surfar com o Professor Juaca. Cezinha estranha, afinal, Juaca sumiu há muitos anos, mas Rafa garante que é verdade.

Rafa está determinado a formar sua equipe de surf no CAOSS mas logo percebe que será mais difícil do que ele imaginou – todas as equipes já estão formadas e não há praticamente nenhum bom surfista disponível. Mas ele não desiste e, com um pouco de intuição, monta uma equipe que acaba surpreendendo! Junto de Billy, um geniozinho com uma capacidade incrível de ler o mar e Jojó, um mineiro peixe fora d’água, Rafa remonta o time dos Juacas.

É claro que essa jornada não será fácil. Os meninos precisarão passar por diversas dificuldades – como a falta de patrocínio, que faz com que eles sejam a equipe mais mal equipada do CAOSS; as diferenças de personalidades entre os três; a competição com os outros times; os treinos e, claro, toda a pressão do campeonato! No início, os Juacas ainda precisam lidar com a falta de um técnico – já que o Juaca está completamente desaparecido. Eles descobrem o esconderijo do professor, mas ele se mostra um “rabugento” e manda os garotos embora. Com o tempo, Juaca acaba saindo da toca e volta a treinar os meninos, construindo uma relação de confiança e ensinando para eles a filosofia dos Juacas – o surf em harmonia com si mesmo e a natureza.

A maior ameaça para os Juacas são os Red Sharks. Dentro e fora do campeonato, essa equipe super high-tech faz de tudo para dificultar a vida dos nossos heróis. Marcelo Mahla, Seba e Minhoca são o trio que não mede esforços para ficarem em primeiro lugar – custe o que custar.

Pelo menos, os Juacas podem contar com a amizade das Sirenas, formadas pelas lindas e destemidas Leilane, Vivi e Brida. As meninas têm que provar o tempo inteiro que elas são mais do que um rostinho bonito e as três de fato—surfam muito! 

Itacare-Disney

Todos os competidores do CAOSS ficam hospedados na VILLA ECOPORAN e ali treinam para as baterias da competição. Em diferentes alojamentos e condições, todos batalham pelas melhores posições. Com muita aventura, comédia e emoção, veremos os Juacas lidando com as dificuldades do campeonato e da adolescência. Mas, no final, todos amadurecem com o surf e terminarão o campeonato muito diferentes de quando começaram.

Fonte:www.nerdsite.com.br


Os preparativos para o IV Festival Gastronômico Sabores de Itacaré, promovido pela Prefeitura Municipal, já começaram e nesta terça-feira, dia (25), na Cozinha do Projeto Instituto Capim Santo, no Centro Cultural Porto de Trás, foi realizada a Oficina Gastronômica com os chefs Paulo Pinto e Júnior França. Com o tema “Gastronomia de Raiz”, a oficina foi destinada aos chefs e cozinheiros dos 30 estabelecimentos inscritos no Festival Gastronômico de Itacaré. São os Sabores de Itacaré tomando forma através dos produtos da agricultura familiar.

De acordo com o secretário de Turismo, Júlio Oliveira, as inscrições foram fechadas dentro da meta prevista de 30 Estabelecimentos participantes na 4ª Edição do Festival e a proposta da oficina teve como objetivo orientar os estabelecimentos para elaboração de pratos usando pelo menos dois ingredientes da agricultura familiar local. Como parte da oficina foi realizada aula teórica apresentando os produtos da agricultura familiar e prática ensinando os chefs e cozinheiros como utilizar e como apresentar o prato participante do Festival em uma das categorias: Prato Principal, Petisco, Lanche, Sobremesa e Drinque.

O IV Festival Gastronômico Sabores de Itacaré acontecerá no período de 13 a 23 de julho, atraindo para a cidade milhares de turistas. O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, reafirmou que o Festival Gastronômico é um evento importante para a cidade, não somente para atrair turistas durante os dias da festa, mas também para mostrar os produtos e serviços e consolidar o município cada vez mais como um dos principais destinos turísticos da Bahia. Ele também destacou o quanto tem sido importante para a cidade o Festival Gastronômico Sabores de Itacaré e explicou que a ideia é promover os temperos, cheiros e sabores típicos da região, projetando o melhor da gastronomia local e a sua identidade.

O IV Festival Sindicato Gastronômico Sabores de Itacaré é uma realização da Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Turismo, com o patrocínio da Bahiatursa e da Secretaria Estadual de Turismo do Governo da Bahia. O evento conta com o apoio do Intermunicipal de Hospedagens e Alimentação de Itacaré (SPHA), do grupo Viva Itacaré, SENAC e SEBRAE, além de vários outros órgãos e segmentos comprometidos com o desenvolvimento da gastronomia e turismo de Itacaré.

Pratos apresentados durante a Oficina pelos Chefs Junior França e Paulo Pinto:

PRATOS DO CHEF PAULO PINTO:
PRATO PRINCIPAL – SUPREMA DE FRANGO : Frango recheado com cheddar, grelhado e flambado no rum acompanhado com mamão verde e manga refogada no gengibre e arroz com açafrão da terra e alho.

LANCHE – TROPICAL BURGUER: Pão de azeite de dendê recheado com blend de carnes nobres acompanhado com ovo, queijo, abacaxi desidratado, rúcula e maionese caseira defumada com alho.

SOBREMESA – DOCE DE MAMÃO VERDE EM CALDA: Doce de mamão feito em calda com canela, cravo da Índia, pimenta do reino em grão acompanhado com queijo da região.

PRATOS DO CHEF JUNIOR FRANÇA:
PRATO PRINCIPAL – ATUM SELADO: Tornedor de atum selado ao molho de ervas acompanhado com creme de aipim e confitado de abóbora.
PRATO PRINCIPAL – FILÉ DE CAVALA À CAMBOINHA: Filé de cavala grelhado com tomilho guarnecido de guacamole e mix de folhas.

PETISCO – COXINHA DE ASA AO PORTO DE TRÁS: Coxinha de asa aromatizada com ervas acompanhada com maionese caseira à base de batata doce e pepino com molho tártaro.
SALADA – SALADA CAMPESTRE: Mix de folhas com legumes crus.

Fonte: Secom/Itacaré.