O ato é contra medidas do governo Temer, como a Proposta de Emenda Constitucional 241. O projeto propõe o congelamento de investimentos públicos em educação, saúde e outras áreas, por vinte anos, além de impedir o crescimento real do poder aquisitivo do salário mínimo.

Segundo a Fundação Getúlio Vargas, se uma proposta como a PEC 241 tivesse sido aprovada em 1998, hoje o salário mínimo seria de quatrocentos reais.

A Câmara dos Deputados já aprovou a emenda na primeira votação. A Casa tomará a decisão favorável e definitiva provavelmente nessa terça-feira (25), conforme expectiva do governo Temer.

Outras ocupações como a da UESC ocorrem em vários estados. A ideia é pressionar o Congresso Nacional para barrar a PEC 241. O presidente Michel Temer (PMDB), por outro lado, já iniciou as negociações para que o senador Renan Calheiros, seu correligionário, também garanta velocidade para a aprovação do texto no Senado, Casa que preside. (Blog do Gusmão)

uesc-ocupada-1
Imagens: Ascom-ADUSC, WhatsApp e Facebook. Montagem: Blog do Gusmão.

Na manhã dessa terça-feira (18), moradores de Camamu, baixo sul baiano, protestaram contra a falta de segurança no município. Segundo o site Camamu Atual, a BA-001, trecho que liga a cidade a Ituberá foi interditada. Uma das reivindicações dos manifestantes e a ampliação do número de policiais militares na cidade que atualmente conta com quatro policiais para atender cerca de 50 mil habitantes.
No último sábado (15) a agência do Banco do Brasil da cidade foi explodida por criminosos durante a madrugada. Já por volta das 07h, o ex-candidato a prefeito “Joilson da Distribuidora” foi morto a tiros dentro do seu estabelecimento comercial. Até o momento nenhum dos suspeitos foi preso. A polícia segue com as investigações.(Verdinho de Itabuna)

Nesta quinta-feira (1º), os bancários realizam uma assembleia-geral no Ginásio de Esportes, ladeira dos Aflitos, em Salvador, a partir das 18h30. De acordo com o Sindicato dos Bancários, durante o encontro, a categoria deve rejeitar a proposta apresentada pela Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) e aprovar greve por tempo indeterminado a partir da próxima terça-feira (6). O Comando Nacional dos Bancários voltou a negociar com representantes das empresas, na tarde desta terça-feira (30), em São Paulo. Mas, ainda de acordo com o sindicato, os bancos mantiveram o reajuste salarial de 6,5% mais abono de R$ 3 mil, oferecido na segunda-feira (29).


Um grande número de estudantes estão percorrendo as principais ruas da cidade neste momento, promovendo uma grande manifestação em apoio aos servidores municipais contratados, que estão há quase 03 meses meses com salários e atrasados.

“Tem professor em Itacaré que não tem o que comer em casa, outros que tiveram a energia e a água cortados por falta de pagamento, isso é um absurdo, um verdadeiro desrespeito não só com os professores, mais para todas pessoas de bem dessa cidade”, relatou uma estudante que participou da manifestação.

Os alunos da rede municipal de ensino, estão sem aula desde ontem (20), após os profissionais da educação contratados paralisarem as atividades, depois de ouvirem do prefeito em reunião, que não havia previsão para normalização dos pagamentos atrasados.

manifestacao_de-alunos_em_itacare_005

Sem aula, os alunos se muniram de cartazes e instrumentos sonoros e fizeram uma manifestação pacifica pelas ruas da cidade, a fim de tornar público o estado alarmante em que se encontra a educação do município.

manifestacao_de-alunos_em_itacare_003

manifestacao_de-alunos_em_itacare_002

WhatsApp-Image-20160721


Cerca de trinta alunos da rede pública de ensino em Itacaré, realizaram na tarde desta sexta-feira (01), mais um protesto por falta de transporte escolar para regiões da Camboinha e Campo Seco. Segundo os lideres do manifesto, a prefeitura vem deixando e muito a desejar, quase todos dias falta ônibus para localidades. “Já imagino o dia de vim estudar, transporte escolar é uma obrigação da gestão municipal, se a verba vem todo mês, porque não tem o transporte”? Questionou um dos estudantes que participou do manifesto.

Os estudantes fecharam a rua em frente a prefeitura no centro da cidade com pedras e galhos de árvores no começo da tarde, só liberaram o trânsito após a chegada da policia, e da promessa que a situação seria resolvida nas próximas semanas.

Lembrando que no último mês de março, estudantes da rede publica de ensino em Taboquinhas realizaram dois protestos e fecharam a rodovia Taboquinhas/Itacaré em protesto a falta de Transporte escolar na região. E os protestos só foram resolvidos após a colocação de ônibus escolares para os estudantes.


 Além de queimarem pneus e pedaços de madeira, os manifestantes, incluindo colegas e amigos da criança morta, apresentaram faixas e cartazes.

manifestantes-liberam-rodovia-br415

O Denit garantiu que até a próxima segunda-feira serão instalados os quebra-molas no local. A motorista responsável pelo atropelamento da garota foi identificada apenas como Helena. A mulher disse que não conseguiu evitar o acidente. Nervosa, afirmou, ainda, que Adriele, a mãe e o irmão mais novo não tiveram nenhuma prudência na hora que atravessavam a pista. O carro da condutora será periciado e ela prestará depoimento na delegacia de Ilhéus. (Verdinho Itabuna)


Para chamar a atenção da Prefeitura Municipal de Itacaré, manifestantes queimaram em meio a rua todo lixo acumulado a uma semana na principal via de acesso ao Bairro Novo, maior bairro da cidade. “Ninguém sai, ou entra no Bairro Novo”, comentou um manifestante, que informou que a ação é em protesto a falta de coleta de lixo no Bairro.

Segundo moradores faz uma semana que não recolhem o lixo na localidade. Não tem condições de trabalhar assim”, disse o comerciante Alberis Vieira. “Aqui ponto chegamos em Itacaré, a cidade está entregue as baratas, o prefeito virou turista, ninguém vê na cidade, afirmou o morador Fernando Costa.

Essa é a terceira manifestação contra a falta de coleta de lixo em Itacaré, lembrando que no final do mês passado manifestantes colocaram lixo na porta da prefeitura, fecharam o bairro da Passagem com lixo e jogaram lixo na Câmara de vereadores durante sessão, que foi encerrada após o episodio.

IMG-20160318-WA0020

IMG-20160318-WA0013