Itacaré hoje amanheceu de luto, com a noticia triste do falecimento de um dos maiores políticos da região, o ex-prefeito de Itacaré Rafael Mota Barros, personalidade politica que entrou para história do município pela grande contribuição com o crescimento, o fortalecimento e o desenvolvimento de Itacaré. Rafael foi comerciante, Juiz de Paz, Vereador, Vice Prefeito, Prefeito e deixando um legado invejável como gestor.

Da Câmara de Vereadores para o poder Executivo foi uma questão de tempo. Em 1974, Rafael foi eleito prefeito pelo partido ARENA, com apoio do governador Antonio Carlos Magalhães. Foi nesse período que vislumbrou a luz da Saúde e da Educação, construindo Escolas e Postos de Saúde na sede e no distrito de Taboquinhas e pautou seu governo na implantação da Maternidade Municipal. Na ocasião conseguiu junto ao governo estadual a implantação do Fórum. Seu governo foi responsável pela pavimentação de diversas ruas além de conseguir energia elétrica da Coelba. Água tratada pela Embasa, Telefonia, o Campo de Taboquinhas.

Pai de 7 filhos, netos e bisnetos, casado com D. Lígia Mato Grosso Barros, Rafael é considerado o melhor político de todos os tempos, sendo respeitado até pelos adversários que o tem como líder e amigo.O velório está sendo realizado na Câmara Municipal de Vereadores de Itacaré até ás 14 horas e depois segue para o distrito de Taboquinhas para a Igreja Monte Orebe. O sepultamento será às 16:30 horas no Cemitério local de Taboquinhas.

Com a noticia do falecimento, todas as aulas da rede publica do município foram suspensas e decretado luto oficial por três dias, no diario oficial o prefeito publicou uma nota de pesar, confira abaixo;


Faleceu nesta terça-feira, dia 13, em Salvador, Almiro Oliveira Bahia, servidor público municipal, e ex-funcionário da Câmara de vereadores de Itacaré. Almiro que era muito querido na cidade, e vinha lutando bravamente contra um câncer. O corpo de Almiro foi velado na Câmara de vereadores de Itacaré, e sepultamento na manhã desta quarta-feira (14), no Cemitério local.

Pedimos a Deus que conforte o coração dos familiares e amigos neste momento de dor. Que a luz e o amor divino pairem sobre a alma de quem sofre esta imensurável perda, e os console e lhes dê serenidade para atravessar esta tempestade. A Deus pedimos também que dê ao nosso amigo o merecido repouso eterno em seu reino. Muito respeitosamente, prestamos as nossas condolências e deixamos os nossos mais sinceros pêsames.


Em virtude do falecimento da servidora pública, professora Suely Maria Araújo Setúbal, nesta segunda-feira (19), o presidente da Câmara, vereador Lenoildo Ribeiro dos Santos, o popular Canelinha, adiou para a próxima terça-feira (27), a sessão desta terça-feira (20), e retomaria os trabalhos da câmara após recesso de fim de ano.

“É triste receber a notícia de que uma pessoa de coração tão bom nos deixou. Fiquei surpreso com o falecimento da professora dedicada, grande mãe e amada por todos em Taboquinhas pelo seu carisma. Mesmo nos momentos difíceis de sua vida, víamos ela sorrindo. Suely deixa um legado para todos, que apesar das dificuldades devemos estar de cabeça erguida”, declarou Canelinha.

O prefeito Antônio de Anizío em nota oficial publicada no Diário Oficial do Município, decretou Luto Oficial e a Secretária Joselita Santana adiou a Jornada Pedagógica que aconteceria também nesta terça-feira, e foi remarcada para a quinta-feira.

 

 


Itacaré amanheceu de luto neste sábado (17), com notícia triste do falecimento de Márcio Rodrigues Coutinho Neves, que a quase um ano brigava e lutava bravamente contra um câncer. Doença implacável que mesmo assim ele encarou com a sua alegria de sempre e assim foi até o final.

É com uma tristeza infinita no coração que comunicamos o falecimento de um grande amigo que certamente marcou as vidas daqueles que puderam conviver com ele. É uma notícia inesperada, mas a morte infelizmente surge a qualquer momento e por vezes leva as pessoas que nos são especiais. Ficam as recordações de um homem maravilhoso que deu e ensinou muito a todos nós. Aos seus queridos familiares deixamos os meus sinceros pêsames.


Itacaré hoje amanheceu mais triste e surpresa com a noticia do falecimento, do Cabo da Policial Militar da Bahia, Genivaldo Assis dos Santos, de 43 anos, que servia na 72ª Companhia Independente de Polícia Militar, em Itacaré, faleceu na manhã desta terça-feira (20), vítima de uma leucemia fulminante. Assis que era muito querido na cidade lutava bravamente contra a doença há alguns meses, e ficou um período no Hospital de Ilhéus, sendo transferido para uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) em Salvador, e há algum tempo teria retornado para Ilhéus, onde ficou no Hospital São José.


A braçadeira de capitão sempre lhe caiu bem. Porte esguio, olhar penetrante, personalidade marcante. Não tinha jogador que não ouvisse com atenção suas observações, seus conselhos ou, na pior das hipóteses, suas broncas. Nem Pelé escapava, e foram muitas as vezes em que precisou até baixar a cabeça. Mas não era só isso. Habilidoso, clássico, desarmava com estilo, saía jogando com elegância. E foi essa lenda, esse grande capitão, que o futebol brasileiro e o mundo perderam nesta terça-feira, aos 72 anos. Morreu na manhã desta terça-feira, no Rio de Janeiro, vítima de enfarte fulminante, Carlos Alberto Torres, atualmente comentarista do SporTV. Nome e sobrenome de craque. O homem do tricampeonato mundial em 1970, que beijou e levantou a Taça Jules Rimet. O pai de Andrea e de Alexandre Torres, zagueiro que atuou no Fluminense e no Vasco. O Capita, como era carinhosamente chamado.

Casado três vezes – uma das esposas foi a atriz Terezinha Sodré -, o capitão do tri, que também foi vereador no Rio, de 1989 a 1993, pelo PDT, estava em casa jogando palavras cruzadas quando passou mal, na Barra da Tijuca. Ainda foi levado para o Hospital Riomar, onde chegou por volta das 11h (de Brasília) com parada cardiorrespiratória, mas as tentativas de reanimá-lo foram em vão. O detalhe é que Carlos Alberto tinha um irmão gêmeo, Carlos Roberto, falecido há um mês. O enterro será na manhã de quarta, no Cemitério de Irajá, na Zona Norte do Rio.

– Tudo foi feito, mas não teve reanimação. Foi provavelmente um infarto agudo do miocárdio. Algumas vezes obtemos êxito. Teríamos condições de reanimar com procedimento, mas ele não nos deu essa chance. Ele já tinha algumas doenças que poderiam levar a esse fato. Sem contar a idade, 72 anos. Chegou acompanhado da esposa, desacordado, sem nenhuma resposta e sem sinais de vida naquele momento. As manobras foram adotadas naquele momento, mas não obtivemos resposta. É lamentável – disse o médico Marcelo Meucci.

(Globo Esporte)


O ex-candidato a prefeito da cidade de Camamu, no baixo sul da Bahia, Joilson de Lima Oliveira (PV), de 44 anos, morto a tiros no sábado (15), foi enterrado na manhã deste domingo (16). O político completaria 45 anos neste domingo. De acordo com a Polícia Militar, o crime ocorreu dentro da distribuidora de bebidas da qual a vítima era dona.
Testemunhas contaram aos policiais que dois homens em uma motocicleta vermelha entraram no local e atiraram contra a vítima. Na sequência, os suspeitos fugiram e foram perseguidos pela polícia até o distrito de Travessão, mas conseguiram escapar.  O político foi socorrido por pessoas da família para o Hospital Municipal de Camamu, mas não resistiu aos ferimentos. Ele deixou três filhos.
Segundo um amigo de Joilson de Lima Oliveira, amigos, familiares e moradores do município fizeram uma caminhada entre a casa do político, onde o corpo dele foi velado, e o Cemitério Municipal de Camamu, para homenageá-lo, na manhã deste domingo. “A cidade parou para seguir o cortejo”, disse o amigo do político. O crime está sob investigação da Polícia Civil. Até o fechamento desta matéria, nenhum dos envolvidos no caso tinha sido preso. Ainda não há informações sobre a motivação do crime e nem sobre a identidade dos suspeitos. *Informações do G1