A Prefeitura de Itacaré, com o apoio da Petrobrás e equipe de voluntários, continua realizando o monitoramento de todas as praias do município com o objetivo de verificar a atuar com rapidez caso a mancha de óleo chegue ao litoral itacareense.

E na manhã desta quarta-feira as equipes de monitoramento realizaram uma grande varredura de limpeza na Praia da Ribeira que está completamente limpa e propícias para o banho. Mesmo assim, o trabalho de monitoramento vai continuar agora a tarde na maré baixa..


 

 

Desde o último domingo (28), foram registrados o surgimento de grandes manchas de óleo em praias do litoral sul da Bahia.No Pratigi, Barra do Serinhaém, Serra Grande, Ponta do Ramo, foram recolhidos mais de três toneladas de óleo. Na península de Maraú manchas chegaram em grande quantidade até a praia dos Gringos e nas praias da Bombaça e Algodões também foram registrados uma significativa quantidade de óleo. Além dessas, as praias de Moreré (distrito de Boipeba), em Cairu, praias da região de Canavieiras e Una foram afetados. Na manhã desta terça-feira (29), a praia da Avenida Soares Lopes, centro de Ilhéus, foi tomada por diversas manchas de óleo na areia, no final da tarde também foram registrados a chegada de óleo na Praia da Ribeira em Itacaré, mas uma grande mobilização popular efetuou a limpeza da praia.


A Prefeitura de Itacaré e a Petrobrás continuam com o monitoramento diário das praias do município. E nesta sexta-feira mais uma vez as praias amanheceram limpas e com águas claras, propícias para o banho de mar. De acordo com o prefeito Antônio de Anízio, a expectativa e que o óleo não atinja o litoral itacareeense, mas se chagar equipes estão de plantão prontas para limpar, em caso de emergência. O trabalho continua durante o final de semana.

Na tarde desta sexta-feira os secretários municipais de Itacaré estarão participando de uma reunião com o secretário estadual do Meio Ambiente, João Carlos Oliveira, em Ilhéus, para discutir sobre o alinhamento com relação a situação das manchas de óleo na Bahia. No encontro serão discutidas as estratégias conjuntas dos municípios regionais sobre como agir caso o óleo chegue ao litoral sul baiano.

No início desta semana o prefeito Antônio de Anízio se reuniu com representantes da Petrobrás, Polícia Militar e secretários municipais para discutir as estratégias caso a mancha de óleo chegue ao município. Equipes permanecem de plantão, devidamente treinadas, para os casos de emergência. Também já estão disponíveis equipamentos e máquinas da Prefeitura caso haja necessidade. A proposta é reunir ainda voluntários para auxiliar nesse trabalho.

Além de todo o monitoramento que vem sendo feito pela equipe da Prefeitura e com o apoio de entidades da cidade, o acompanhamento também está sendo realizado por satélites e helicópteros. O prefeito Antônio de Anízio informou que o trabalho de monitoramento vai continuar. A proposta, segundo o prefeito é que todos estejam atentos, unidos e dispostos a colaborar em caso de necessidade e emergência.


As praias de Itacaré amanheceram nesta quinta-feira limpas e convidativas para o banho de mar. As equipes de monitoramento das praias, lideradas pelo prefeito Antônio de Anízio e pelo vice-prefeito Genilson Souza, seguiram logo cedo para os pontos turísticos de Itacaré e constaram que não há sinais da mancha de óleo que vem atingindo as praias do Nordeste. De acordo com o prefeito Antônio de Anízio, a expectativa e que o óleo não atinja o litoral itacareeense, mas se chagar equipes estão de plantão prontas para limpar, em caso de emergência.

O trabalho de monitoramento das praias de Itacaré continua sendo feito diariamente por equipes da Prefeitura e da Petrobrás. Na tarde de terça-feira o prefeito Antônio de Anízio se reuniu com representantes da Petrobrás, Polícia Militar e secretários municipais para discutir as estratégias caso a mancha de óleo chegue ao município. Equipes permanecem de plantão, devidamente treinadas, para os casos de emergência. Também já estão disponíveis equipamentos e máquinas da Prefeitura caso haja necessidade. A proposta é reunir ainda voluntários para auxiliar nesse trabalho.

Além de todo o monitoramento que vem sendo feito pela equipe da Prefeitura e com o apoio de entidades da cidade, o acompanhamento também está sendo realizado por satélites e helicópteros. O prefeito Antônio de Anízio informou que o trabalho de monitoramento vai continuar. A proposta, segundo o prefeito é que todos estejam atentos, unidos e dispostos a colaborar em caso de necessidade e emergência.


O presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou na última quinta-feira (17) a Lei 13.885/2019, que define o rateio entre Estados e Municípios de parte dos recursos do leilão de petróleo dos excedentes de barris de petróleo do pré-sal. A ação confirma a promessa feita pelo governo durante a XXII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. O leilão está marcado para o dia 6 de novembro, e o governo espera arrecadar R$ 106,5 bilhões.

Conforme a lei sancionada, dos R$ 106 bilhões que serão pagos pelo bônus de assinatura do leilão do excedente da cessão onerosa, cerca de R$ 33 bilhões ficarão com a Petrobrás. Do restante, a União vai partilhar 15% com Municípios, 15% com Estados e 3% com os chamados Estados produtores.

O município de Itacaré, segundo estimativa da Confederação (CNM), deve receber R$ 2.264.153,58/ Maraú  R$: 1.940.703,07 / Ilhéus R$ 10.085.967,74 / Uruçuca R$ 1.940.703,07 / Itabuna R$ 10.085.967,74 / Camamu R$ 1.293.802,05 / Ibirapitanga R$ 2.264.153,58 / Ubaitaba R$ 1.940.703,07 / Ubatã R$ 2.264.153,58. Veja outros municípios baianos. O Tesouro Nacional ainda estuda quando os recursos estarão disponíveis para os municípios, mas a CNM estima que até fevereiro estejam nos cofres das prefeituras.


O trabalho de monitoramento das praias de Itacaré continua sendo feito diariamente por equipes e da Petrobrás. E na manhã desta quarta-feira as praias mais uma vez amanheceram limpas, propícias para o banho e sem as manchas de óleo, O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, acompanhou mais uma vez o trabalho de fiscalização e assegurou que o monitoramento vai continuar, diuturnamente, até quando permanecer a ameaça. O volume de óleo coletado na manhã desta quarta-feira foi inferior a 100 gramas, bem menor que nos dias anteriores.

Na tarde desta terça-feira o prefeito Antônio de Anízio se reuniu com representantes da Petrobrás, Polícia Militar e secretários municipais para discutir as estratégias caso a mancha de óleo chegue ao município. Equipes permanecem de plantão, devidamente treinadas, para os casos de emergência. Também já estão disponíveis equipamentos e máquinas da Prefeitura caso haja necessidade. A proposta é reunir ainda voluntários para auxiliar nesse trabalho.

Além de todo o monitoramento que vem sendo feito pela equipe da Prefeitura e com o apoio de entidades da cidade, o acompanhamento também está sendo realizado por satélites e helicópteros. O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, informou que o trabalho de monitoramento vai continuar. A proposta, segundo o prefeito é que todos estejam atentos, unidos e dispostos a colaborar em caso de necessidade e emergência.

Considerado como um dos litorais mais bonitos do Brasil e apontado como um destino turístico completo, o município de Itacaré vem realizando um trabalho contínuo de monitoramento para garantir a limpeza e a beleza das praias e pronto para atuar em casos da emergência da mancha de óleo chegar à cidade. O trabalho, realizado pela Prefeitura de Itacaré, com o apoio de diversas entidades e da própria comunidade, consiste em acompanhar diariamente em todas as praias a chegada de qualquer indício de petróleo.


Crianças de seis meses até menores de cinco anos de idade que não possuem a segunda doses da vacina tríplice viral ou estão com esquema incompleto devem procurar a unidade de saúde mais próxima para a vacinação contra o sarampo. A Prefeitura de Itacaré, através da Secretaria Municipal de Saúde está realizando até o dia 25 de outubro a campanha de combate ao sarampo, tendo como público alvo crianças, com o objetivo de combater a doença. A orientação da Secretaria de Saúde é que os responsáveis levem as crianças para se vacinar na unidade de atendimento mais próxima, munidos do cartão de vacinação.

No último sábado, 19 de outubro, foi realizado o Dia D de vacinação contra o sarampo, com postos fixos e volantes espalhados pela sede e nos distritos de Taboquinhas e Água Fria. Na sede funcionaram os Postos de Saúde da Família I, II e IV, além de postos volantes na Praça do Marimbondo, Porto de Trás, Praça da Mangueira, Bairro Santo Antônio, Rua da Linha, Praça do Fórum, Marambaia e UBS. Já em Taboquinhas a vacinação aconteceu no Posto de Saúde da Família Maria de Lourdes, Creche Municipal e postos volantes na feira. Também estará disponível um posto de vacinação no distrito de Água Fria.

O Dia D da Campanha Nacional de Vacinação é uma oportunidade que os pais têm de verificar o cartão de vacinas dos filhos e reforçar a proteção para aqueles que se encaixam na dose zero. Mas a vacinação continua. A Campanha Nacional neste ano busca sensibilizar sobre a importância da imunização e rastrear os cartões de vacinas de todas as crianças abaixo dos cincos anos. Nesta faixa etária de cinco anos, o correto é que todas as crianças estejam com as duas doses obrigatórias, de acordo com o Calendário Nacional.

O sarampo é uma doença infecciosa grave, causada por um vírus, que pode ser fatal. Sua transmissão ocorre quando o doente tosse, fala, espira ou respira próximo de outras pessoas. A única maneira de evitar o sarampo é pela vacina. Em torno de 3 a 5 dias, podem aparecer outros sinais e sintomas, como manchas vermelhas no rosto e atrás das orelhas que, em seguida, se espalham pelo corpo. Após o aparecimento das manchas, a persistência da febre é um sinal de alerta e pode indicar gravidade, principalmente em crianças menores de 5 anos de idade.