As condições do tempo na Bahia, previstas para os próximos dias, continuam sendo influenciadas pelo calor e também pelos elevados índices de umidade. Com isso, o predomínio será de céu encoberto e chuvoso em, praticamente, todas as regiões do Estado. Para as regiões do Recôncavo, Sul e Sudoeste, são os ventos úmidos vindo do Oceano Atlântico os principais responsáveis pela ocorrência das chuvas nessas regiões. Além disso, mesmo afastada da costa, a frente fria que avançou pelo Estado ainda continua influenciando o tempo, ou seja, intensificando estes ventos e, consequentemente, trazendo mais umidade e chuva para as localidades mais próximas ao litoral. Para as demais regiões do Estado, também há previsão de chuvas, embora estas sejam de fraca intensidade.


Os eleitores que não votaram nem justificaram nas três últimas eleições têm até a próxima segunda-feira (4) para comparecer a um dos postos da Justiça Eleitoral para regularizar sua situação e evitar o cancelamento do título de eleitor – para este efeito, cada turno é considerado uma eleição. consulta sobre se seu documento está sujeito ao cancelamento pode ser feita no portal do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), através do link ‘Situação eleitoral’, na seção ‘Serviços ao Eleitor’. A data final para regularização antes do cancelamento automático do documento é na próximo segunda-feira, 04 de maio. O eleitor deve comparecer ao Cartório Eleitoral com documento oficial com foto, título eleitoral e comprovante de residência. Sem o título, o cidadão está impedido de obter passaporte, ser nomeado em concurso público, renovar matrícula em estabelecimento de ensino público ou obter certidão de quitação eleitoral.


Está circulando nas redes sociais a foto de um suposto Tubarão-martelo, capturado, após encalhar na região próximo ao Rio Piracanga, na praia do Pontal cerca de 10 km ao norte de Itacaré, a localidade é praticamente deserta. O animal, que estava bastante magro, tinha aproximadamente dois metros de comprimento.

Na semana passada um outro Tubarão-martelo foi capturado por pescadores em Ilhéus, cerca de 65 km ao sul de Itacaré. Os tubarões são injustamente vistos como os vilões do mar, porém, são protagonistas indispensáveis ao equilíbrio ambiental. Por estarem no topo da cadeia alimentar, contribuem para o controle das populações das espécies que são suas presas e, muitas vezes, alimentam-se de animais doentes e velhos, proporcionando saúde aos oceanos, o que também afeta positivamente as nossas vidas. Como exemplo, pode ser citado um problema ocorrido no final da década de 80 na Austrália. Por conta da pesca predatória de algumas espécies de tubarão, houve um aumento intenso na população dos polvos; estes consumiram um número bem maior de lagostas e outros crustáceos, gerando escassez em seu fornecimento e uma séria crise na indústria da pesca. O indivíduo capturado no Piracanga foi da espécie Cação-panã (Sphyrna mokarran). É considerado vulnerável pelo Conselho Científico da Pesca da Austrália e em perigo pela IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza). Sua captura se dá, principalmente por conta do comércio internacional de barbatanas, que normalmente são arrancadas com o animal ainda vivo, para que sejam utilizadas como iguaria na culinária japonesa e chinesa. No Brasil, a pesca predatória também acontece por conta do hábito se se comer “cação”, que nada mais é do que tubarão quando ainda é filhote. Segundo a IUCN, um quarto de todas as espécies de tubarão e de suas parentes próximas, as arraias, estão ameaçadas de extinção.


Foi lançado na na grande rede essa semana o clipe musical da nova música de trabalho do cantor itacareense Mascos Abaga, o clipe que foi gravado nos belos cartões postais de Itacaré, já está fazendo muito sucesso nas redes sociais, confira abaixo o clipe completo:

Clipe Chance – Marcos Abaga from Pixel Motion on Vimeo.


A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), por meio da Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD), torna público o Edital Nº 08/2015, referente ao processo seletivo especial para preenchimento de vagas, nos cursos de graduação da instituição, para estudantes indígenas aldeados ou remanescente de comunidades quilombolas. São oferecidas 56 vagas em 27 cursos, para ingresso no semestre 2015.1.

As inscrições são gratuitas e poderão ser realizadas entre os dias 23 de abril e 03 de maio, na página de Processos Seletivos da UFRB. O resultado será divulgado no dia 15 de maio. Podem concorrer os candidatos que tenham concluído o ensino médio ou equivalente em escola da rede pública de ensino, que tenham realizado as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), edição 2014, e que comprovem ser indígenas aldeados ou remanescentes de comunidades quilombolas.

A matrícula dos candidatos convocados será realizada no dia 22 de maio, de acordo com o Edital de matrícula que será divulgado posteriormente. Para efeito de comprovação os candidatos indígenas aldeados deverão apresentar no ato da matrícula, autodeclaração, declaração de sua respectiva comunidade sobre sua condição de pertencimento étnico, assinada por pelo menos 3 lideranças reconhecidas e declaração da Fundação Nacional do Índio (FUNAI).

Já os oriundos de comunidades quilombolas deverão apresentar a autodeclaração, declaração de sua respectiva comunidade sobre sua condição de pertencimento étnico, assinada por pelo menos 3 lideranças reconhecidas, declaração da Fundação Cultural Palmares que o estudante reside em comunidade remanescente quilombola ou comprovante de residência de comunidade quilombo.

FAÇA SUA INSCRIÇÃO AGORA CLICANDO AQUI.


O Festival de Dança Itacaré – ano IV acontecerá entre os dias 27 e 31 de maio de 2015, no município de Itacaré-BA, e consiste na implementação e desenvolvimento de um panorama voltado para a dança contemporânea, valorizando os grupos de dança do interior da Bahia, contribuindo com a formação e profissionalização, além do intercâmbio de conhecimentos ligados a dança. A qualidade dos conhecimentos a serem apresentados e discutidos no litoral sul da Bahia sobre a Dança é de grande importância para a pulverização, fomento e a formação de platéia nesta área. Visto que toda a programação é gratuita.

Mês de maio, a cidade de Itacaré e a dança – espetáculos, intervenções urbanas, instalação, encontros e discussões com várias vertentes, em vários cantos da cidade: no bairro do Porto de Trás, no bairro do Angelim, no condomínio da Concha do Mar, no campo da Passagem, na Praça São Miguel e na Passarela da Villa, o festival apresentará vários modos de se pensar o corpo e a composição da dança.
Este ano, os trabalhos foram analisados por uma organização de dança da cidade de Itacaré – um colegiado local de pessoas atuantes, que ao longo das edições do festival vem investindo, se aprimorando e trabalhando para a formação do pensamento crítico. Todo o diálogo foi pautado em analisar o que existe de dança e o que se faz no local, para assim trazer trabalhos de fora para dialogar com o que já existe. Uma ação desafiadora! A organização é composta por Arionilson Xixito, Miquiba Cruz, Valmilson Pericles Nascimento e Ms. Verusya Correia.

Teremos uma programação com 08 (oito) espetáculos: serão 06 espetáculos da Bahia, das cidades de Salvador, Valença, Juazeiro e Camaçari, e dois do Paraná , da cidade de Curitiba.

Além das apresentações artísticas, o festival oferece duas oficinas: Experimentos com VIDEOdança e CINEdança, ministrada por Ludmila Pimentel de Salvador/BA; e O MOVIMENTO NO/DO CORPO, ministrada por Marcelo Sena de Recife/PE. As inscrições estarão abertas até o dia 15 de maio no site do festival. O evento também contará com uma instalação de dança, com intervenções urbanas, o lançamento do livro Dança com a Crítica, além dos Encontros EM Conjunto que envolvem bate-papos com profissionais atuantes no universo da dança.

O Festival de Dança Itacaré – ano IV é uma realização da CASA VER ARTE, com apoio financeiro do Fundo de Cultura do Estado da Bahia, através da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia.

Acese o site: http://www.festivaldedancaitacare.com.br/br/


Ativistas que lutam pelo direito dos animais se reuniram, neste domingo (26), em Itacaré para a Marcha Nacional em Defesa dos Animais. Portando faixas, os participantes seguiram pelo Centro da cidade. A organização estima que cerca de 100 pessoas, estiveram presente na Praça Santos Dumont (Praça dos Cachorros), apoiando a iniciativa e acompanhado a manifestação pelas ruas da cidade.

A marcha teve como prioridade definir a questão do aumento das penas para quem cometer crimes contra animais e também a questão das castrações públicas, que em Itacaré infelizmente não é cumprida. Estamos com a bandeira nacional.

marcha_em_defesa_dos_animais_itacare_029