Após circulação por Ilhéus, Itabuna, Cachoeira (BA), Garanhuns e Recife (PE), fomentando debates sobre a invisibilidade de mulheres no mercado editorial brasileiro, processos criativos e formas de resistência, escritoras e fotógrafa do livro “Profundanças 2: antologia literária e fotográfica” chegam a Itacaré com a Roda de Conversa “Mulheres em Profundanças”, no Estúdio Armondes, no próximo dia 09, às 19h. O evento é aberto ao público.

Durante o evento serão realizados bate-papo e leituras de fragmentos literários das escritoras Brisa Aziz, Lorenza Mucida, Érica Cotrim (BA), Débora Ramos (PE). A fotógrafa Brenda Matos (BA) também participa da mesa, que será seguida de um debate com o público. A mediação ficará por conta da organizadora da antologia, Daniela Galdino.

A intenção das Rodas de Conversa é mobilizar um vasto público interessado em literatura e, também, ampliar o grupo de leitoras/es dessa antologia. Para a realização dessas rodas de conversa, a equipe tem firmado parcerias com instituições e coletivos culturais ligados à difusão literária. O evento em Itacaré é fruto da parceria entre o projeto Profundanças, a Voo Audiovisual e Estúdio Armondes.

Criado há pouco mais de dois anos pela poeta/performer itabunense, Daniela Galdino, o projeto ‘Profundanças’ conta com a parceria da Voo Audiovisual e já resultou na publicação de duas antologias literárias e fotográficas, sendo a primeira lançada em 2014. Este ano, em pleno aniversário da pintora mexicana Frida Kahlo (06 de julho), foi lançado o Profundanças 2,  resultado de uma ação colaborativa, sem fins lucrativos e independente, que reúne poemas, contos e crônicas de autoria de 16 mulheres, além de ensaios fotográficos que retratam o cotidiano dessas escritoras realizados por 19 ‘fotógrafes’, somando talentos da Bahia, Pernambuco, São Paulo e Rio Grande do Norte. Para fazer o  download gratuito do livro, basta acessar: http://vooaudiovisual.com.br/projects/profundancas2/


O Forró faz parte da história da Cabana Corais então não poderia faltar, a festa fica por conta da banda Trio Virgulino com 35 anos de forró, vem dançar com pé na areia! Garanta já seu ingresso antecipado, virada de lote dia 10/12!

Responsáveis por espalhar o forró pé de serra entre os jovens e tidos como precursores do chamado forró universitário, o Trio Virgulino, com 35 anos de estrada promete levar ao tradicional Réveillon da Corais o melhor do ritmo.

Conheça um pouco Trio Virgulino.

Formado por Enok Virgulino (sanfona), Adelmo Nascimento (triângulo) e Roberto Pinheiro (zabumba), o TRIO VIRGULINO faz parte da história do forró. Com 29 anos de carreira foram os responsáveis pelo resgate do rítmo tipicamente Brasileiro: O forró pé de serra. Fazem em média 20 apresentações por mês, e já contaram com participações ilustres de Caetano Veloso, Elba Ramalho, Moraes Moreira, Dominguinhos e Osvaldinho do Acordeom.

Em 1980, Adelmo deixou a enxada de lado e saiu da cidade de Parnamirim–PE, rumo a São Paulo, onde em seguida encontraria Enok Virgulino e seu irmão Jaime. Inicialmente este era o TRIO VIRGULINO, que não acreditava muito que um rítmo tão nordestino pudesse ganhar admiradores na cidade grande.

Quando a situação já parecia sem solução, participaram de um programa de calouros na Rádio Clube de Americana, que oferecia uma cesta básica ao ganhador. Na seleção o violeiro que acompanhava todos os calouros não conseguiu acompanhar o tom, rapidamente Enok pegou sua sanfona e acompanhou os calouros. O radialista Geraldo Pinhaneli ficou tão feliz, que o TRIO VIRGULINO ganhou a cesta básica e um salário para participar dos programas.

Em apenas três dias ficaram conhecidos na cidade de Americana, conseguindo destaque em todo interior de São Paulo. No final de 1982, Jaime retornou para Pernambuco e foi assim que Roberto, amigo de infância de Enok, passou a integrar o TRIO VIRGULINO.
Aos poucos o sonho foi se tornando realidade, em 1986 gravaram o primeiro trabalho independente “BEIJO MORENO” e em 1996 “TRIO VIRGULINO AO VIVO”.


Está confirmado: os cozinheiros Fabrício Lemos e Lisiane Arouca serão os chefs curadores da 5ª edição do Festival Gastronômico Sabores de Itacaré 2018, que acontecerá no período de 11 a 15 de julho. O evento já se consolidou como um dos mais importantes festivais gastronômicos do Brasil e aliado ao melhor da culinária, traz ainda o diferencial de Itacaré ser um destino turístico completo.

Fabrício e Lisiane que sempre estiveram por trás do balcão da cozinha mostrando seus deliciosos pratos, agora são os responsáveis de toda a estrutura, vão pôr em prática suas experiências e ideias para elaborar temas, workshops, lista de convidados e de apresentar a diversidade gastronômica que existe na região.

“Na terceira edição fomos convidados a dar aula, na quarta fomos os padrinhos do evento e nesta quinta edição o Prefeito Antônio de Anízio e o Secretário de Turismo do município, Júlio Oliveira, nos ofereceu a curadoria do evento. Pra gente, mesmo sabendo da dimensão, do que vem pela frente, nos sentimos lisonjeado pelo convite”, explica Fabrício que em primeira mão anuncia o tema do próximo ano.

“O tema de 2018 será fortalecido com chefs de diferentes estados do Brasil. Vou apresentar um projeto e o objetivo é trazer três chefs de cada estado para fazer o intercâmbio, eles conhecerem o que o Sul da Bahia tem e também trazerem as técnicas utilizadas em seus restaurantes para os restaurantes locais”, conclui.

Em sua programação o Festival também abre espaço para feira de agricultura familiar, feira de artesanato, oficinas e feira gastronômicas, roda de conversa com produtores rurais, festa do chef, atrações culturais e musicais. (Secom/Itacaré)


Representantes da Prefeitura de Itacaré participaram nesta terça-feira, no Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) Álvaro Melo Vieira, em Ilhéus, de uma oficina promovida pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema) sobre Gerenciamento Costeiro na Bahia – Construindo Estratégias para o Gerenciamento Costeiro na Bahia (Gerco-BA). O objetivo do trabalho foi propiciar um espaço de construção coletiva para as ações do Programa Gerco, em busca de sugestões e propostas necessárias para a elaboração dos Planos Municipais de Gerenciamento Costeiro (PMGC).
De Itacaré participaram da oficina os secretários municipais de Meio Ambiente, Paulo Baracho, e de Desenvolvimento Urbano, Ademar Sá, além dos técnicos das duas secretarias que estarão lidando diretamente com o gerenciamento costeiro no município. De acordo com Paulo Baracho, o encontro foi importante não somente por aprofundar mais no projeto de gerenciamento, como também definir as diretrizes e a forma de atuação, já que a proposta do Gerco é não somente atuar nas praias, mas também envolve uma série de questões ambientais no município, além de discutir sobre o Plano Municipal de Saneamento Básico, Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano, dentre outras ações de gerenciamento da costeiro na Bahia
A oficina foi destinada aos gestores municipais, representantes do Poder Público Federal (SPU, MMA. IBAMA, ICMBio), servidores estaduais e segmentos da sociedade civil organizada. Também foi aberta aos pescadores, marisqueiras, empreendedores, representantes de povos e comunidades tradicionais, além das universidades. Uma das propostas da equipe da Prefeitura de Itacaré foi a realização da próxima oficina no município para aprofundar ainda mais as questões do gerenciamento costeiro, dando prioridade às equipes que participaram do evento em Ilhéus e abrindo espaço para os questionamentos da comunidade.
As atividades da oficina da última terça-feira incluíram os municípios de Itacaré, Uruçuca, Itabuna, Una, Canavieiras e Santa Luzia. No início do mês, a Sema realizou a oficina em Valença, município do Baixo Sul da Bahia e os municípios convidados foram Cairu, Taperoá, Nilo Peçanha, Ituberá, Igrapiúna, Camamu e Marau. (Secom/Itacaré)


A Prefeitura de Itacaré encaminhou nesta quarta-feira (06) o pagamento dos salários de todos os servidores, efetivos e contratados, referentes ao mês de novembro. O objetivo da atual gestão, segundo informou o prefeito Antônio de Anízio, é continuar pagando os salários dos trabalhadores em dia, mesmo com as dificuldades financeiras enfrentadas pelos municípios brasileiros.

De acordo com o prefeito, a proposta de pagar os salários em dia, até o quinto dia útil, faz parte do seu compromisso de governar Itacaré com transparência, responsabilidade e planejamento, realizando os investimentos na cidade, respeitando e valorizando os direitos dos trabalhadores. Desde que assumiu a administração da cidade, a atual gestão vem cumprindo com o pagamento sempre em dia.

No total, serão quase três milhões de reais que circularão na cidade, aquecendo a economia local e fortalecendo o comércio do município. A proposta é continuar honrando com os pagamentos dos servidores, contratados e fornecedores, garantindo a credibilidade do governo e administrando os recursos públicos com responsabilidade, seriedade e compromisso com o povo de Itacaré.

A Prefeitura também vem realizando um trabalho de austeridade e enxugamento da folha de pagamento para atender à Lei de Responsabilidade Fiscal e poder realizar os necessários investimentos no município. O prefeito Antônio de Anízio argumenta que quando há planejamento e compromisso com o bem público é possível sim promover eventos que movimentem a cidade, realizar obras e investimentos nas mais diversas áreas e ainda assim pagar os salários em dia.


A Câmara Municipal de Vereadores deve votará, na próxima terça-feira (12), o Plano Plurianual para o quadriênio de 2018-2021. O projeto, que vem do Executivo, estabelece as diretrizes, objetivos e metas da Administração Pública Municipal para as despesas da cidade.

O PPA (Plano Plurianual) é o instrumento de planejamento governamental de médio prazo, previsto no artigo 165 da Constituição Federal, regulamentado pelo Decreto 2.829, de 29 de outubro de 1998 que estabelece diretrizes, objetivos e metas da Administração Pública para um período de 4 anos, organizando as ações do governo em programas que resultem em bens e serviços para a população. É aprovado por lei quadrienal, tendo vigência do segundo ano de um mandato majoritário até o final do primeiro ano do mandato seguinte.

Nele constam, detalhadamente, os atributos das políticas públicas executadas, tais como metas físicas e financeiras, público-alvo, produtos a serem entregues à sociedade. A estratégia de planejamento do município passa por 3 etapas, sendo elas o PPA (Plano Plurianual), a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) e a LOA (Lei de Orçamento anual), onde finalmente são discutidos as ações metas e recursos que são provenientes a cada uma das ações que os forem apresentadas no PPA e LDO.