O surfista Itacareense Yagê Araújo, foi publicado como um dos destaques da página do Itacaré Surf Sound Festival. A postagem fala herança genética de Gegê, membro de uma das famílias com maior tradição no surf na região. É irmão dos ex-surfistas Orígenes e Hongos Araújo, este último atual presidente da Associação de Surf de Itacaré. Yagê vem arrasado no surf pelo mundo afora.E sem dúvida será uma dás atrações da Etapa do QS1.500 masculino, que acontece na praia da Tiririca, em Itacaré entre os dias 24 e 29 de outubro, com premiação total de US$25 mil, sendo US$10 mil para o vencedor. Além de promover as disputas, a organização do Itacaré Surf & Sound Festival trabalha forte para reunir algumas atrações musicais.E segundo a organização até o próximo mês será divulgado a grade com as atrações do evento.


Em entrevista concedida ao Programa Encontro Marcado da Itacaré Fm, na tarde desta quinta-feira (03), Cléber Miranda, diretor de Planejamento da Prefeitura de Itacaré e coordenador do Itacaré Surf & Sound Festival, confirmou que o evento acontecerá entre os dias 24 e 29 de outubro. E que serão dois dias de festa, no caso nos dias 27 e 28 (sexta e sábado), com atrações de peso e grande estrutura. Perguntado sobre as atrações, e de uma possível grade que está sendo divulgada nas redes sociais. Cléber informou que a programação do cartaz não é verídica, e que a grade está sendo fechada, e a comunidade pode ficar tranquila que em breve estará sendo divulgada oficialmente nas rádios, nos sites e na televisão.

Cléber aproveitou a oportunidade para falar que o evento deixará além do legado ecológico e muita conscientização, será construído na cidade um museu do surf, com acervo, fotos e informações do surf local para comunidade.


Aconteceu na manhã desta segunda-feira (05), em São Paulo, uma reunião  entre o empresário, ex surfista profissional e atual Diretor Técnico da Associação de Surf de Itacaré Origenes Araújo, juntamente com o Secretário de Planejamento, Cléber Miranda e o Secretário de Governo, Dimitri Andrade, com Maurício Fagundes, Diretor Presidente e Proprietário da marca Surf Wear “South to South”. A pauta do encontro foi a definição dos detalhes da etapa do Mundial de Surf QS 1.500 e do Circuito Eco Surf 2017. A marca será a patrocinadora oficial de ambos eventos em Itacaré.


A World Surf League (WSL) confirmou oficialmente a etapa do mundial de surf em Itacaré, a QS1.500 masculino, programado para acontecer entre 24 e 29 de outubro deste ano, na praia da Tiririca. O evento vai distribui US$ 20 mil em prêmios e vais trazer para a cidade surfistas de vários países, colocando mais uma vez o município como uma referência internacional do esporte. Paralelo ao Mundial de Surf acontecerá também o Festival de Música, com grandes nomes da música brasileira.

O retorno do mundial de surf para Itacaré foi uma ação do prefeito Antônio de Anízio e do diretor de planejamento Kleber Miranda, que desde o mês de fevereiro vem se reunindo com representantes da WSL South América, empresa responsável pelo evento, manifestando o desejo da cidade voltar a sediar o mundial. De acordo com o prefeito, Itacaré é hoje conhecida a nível internacional pelo surf e não poderia continuar de fora do mundial, não somente pelo incentivo ao esporte, mas pelo retorno que eventos como esse traz para o turismo local, movimentando a economia da cidade.

MUDANÇAS – Com relação à polêmica criada com relação a data da etapa em Itacaré, onde constava dois eventos no mesmo período, a WSL informou que o Hang Loose Pro Contest, que no ano passado movimentou a praia da Joaquina, em Florianópolis (SC), agora está previsto para ser disputado na praia de Maresias, em São Sebastião (SP), de 31 de outubro a 5 de novembro. Porém, o evento ainda não está confirmado e aparece com o status de “tentativa”. Já a etapa de Itacaré está confirmada.

Itacaré sediou o evento mundial nos anos de 2013, 2014 e 2015, sendo considerado sucesso total e a única etapa do circuito da World Surf League na Região Nordeste do Brasil. O evento reuniu os melhores surfistas do Brasil e de vários países. Na época o evento reunia surfe, ecologia e mega-shows de música, com atrações como O Rappa, Seu Jorge, Nando Reis, Teatro Mágico, Legião Urbana, Natiruts e vários outros nomes consagrados da música brasileira. (Secom/Itacaré)