Alex Ribeiro – Foto Daniel Smorigo / WSL.

A praia da Tiririca, em Itacaré, vai receber entre os dias 26 e 29 de outubro, alguns dos melhores surfistas do mundo, em busca dos 1500 pontos no ranking de acesso do Qualifying Series. E como a cidade vai sediar a penúltima etapa do mundial de surf 2017, há a possibilidade de que o grande campeão do QS Masculino seja confirmado nas ondas de Itacaré. Entre os cabeças de chave do Itacaré Surf & Sound Festival estão o catarinense Alejo Muniz e o paulista Alex Ribeiro, ambos ex-integrantes da elite no ano passado e que buscam a volta ao Tour.

Entre os baianos, Bino Lopes e Marco Fernandez garantiram presença, assim como o local Yagê Araújo, que vive uma grande fase nas competições e vai competir com a torcida a seu favor. No time baiano ainda teremos Franklin Serpa, Bruno Galini, Artur Cerqueira, Italo Rosa, Erick Moraes e Elson Vieira. Além de Yagê, os locais serão representados ainda por Alandreson Martins, Iago Silva, Félix Martins, Igor Farias, Davi Silva, Junior Santos e o baiano radicado na França, Olivier Cassaigne.

O Mundial de Surf em Itacaré contará ainda com a presença de nomes como Raoni Monteiro, Heitor Alves, Thiago Camarão, Victor Bernardo, Hizunome Bettero, Jihad Khodr, Krystian Kymerson, Weslley Dantas, Jean da Silva, Victor Mendes, Robson Santos, Gabriel Farias, Alan Donato e outros. Entre os estrangeiros, destaque para o japonês Kaito Ohashi, o chileno Guilhermo Satt e o peruano Juninho Urcia.

A estrutura para a realização do mundial de Surf QS 1.500 masculino e do Itacaré Surf Sound Festival, já está praticamente pronta. Uma grande estrutura de palco está sendo montada para transmitir o evento ao vivo para todo o mundo e ainda de espaços para exposições ecológicas, atrações folclóricas, espaços para os atletas, imprensa, premiação, postos de salva-vidas e área para o público. E na praia do Resende está sendo montada uma estrutura para a realização dos shows musicais.
Paralelo ao mundial estará sendo realizado o Itacaré Surf Sound Festival que acontecerá nos dias 27 e 27 na Praia do Rezende. De acordo com a programação, na sexta-feira, dia 27, estarão se apresentando as bandas ConeCrew, do Rio de janeiro, e Maskavo, de Brasília e São Paulo, além de Marlon Moreira e DJ Banzai. No sábado, dia 28, será a vez das bandas Bruta Raça e Rael da Rima, Fábrica de Sons, Banda Kasa 8 e o DJ Banzai. Os ingressos estarão à venda no Pé de Amêndoa e na loja South to South, em Itacaré, e na nas lojas da Back Door, em Ilhéus e Itabuna.

Realizado pela World Surf League (WSL) e pela Prefeitura Municipal, a etapa do mundial de surf de Itacaré vai distribui US$ 20 mil em prêmios e vai colocar mais uma vez a cidade como uma referência internacional do esporte. E como o grande diferencial será o alerta para a preservação ambiental, durante o mundial entidades como o Recicla Itacaré, Instituto Floresta Viva, Instituto Baleia Jubarte e Associação de Surf de Itacaré, em parceria com as secretarias de Meio Ambiente e Educação, estarão desenvolvendo ações educativas com estudantes das redes públicas e particulares e os próprios participantes do evento, mostrando a importância da preservação do meio ambiente, com palestras, atividades de coletas, exposições artísticas e plantio de mudas.
O retorno do mundial de surf para Itacaré foi uma ação do prefeito Antônio de Anízio e do diretor de planejamento Kleber Miranda, que desde o mês de fevereiro vem se reunindo com representantes da WSL South América, empresa responsável pelo evento, manifestando o desejo da cidade voltar a sediar o mundial. De acordo com o prefeito, Itacaré é hoje conhecida a nível internacional pelo surf e não poderia continuar de fora do mundial, não somente pelo incentivo ao esporte, mas pelo retorno que eventos como esse traz para o turismo local, movimentando a economia da cidade. O Mundial QS1.500 masculino e o Itacaré Surf Sound Festival contam ainda com o apoio da South to South, Associação de Surf de Itacaré, Câmara de Vereadores, Instituto Floresta Viva, Pousada Terra Boa, Grou Turismo. (Ascom/Itacaré)


Foi iniciada nesta quinta-feira a montagem da estrutura para a realização do mundial de Surf QS 1.500 masculino e do Itacaré Surf Sound Festival, que acontecerão entre 26 e 29 de outubro, na praia da Tiririca, e na Praia do Rezende, em Itacaré. Uma grande estrutura de palco está sendo montada para transmitir o evento ao vivo para todo o mundo e ainda de espaços para exposições ecológicas, atrações folclóricas, espaços para os atletas, imprensa, premiação, postos de salva-vidas e área para o público. E na praia do Resende será montada uma estrutura para a realização dos shows musicais.

Surfistas profissionais de diversos países que disputam o título de campeão mundial de surf 2017 já se confirmaram presença no QS 1.500 masculino e no Itacaré Surf Sound Festival. Dentre os grandes nomes do surf mundial estará em Itacaré o atleta Adriano de Souza, mais conhecido como Mineirinho, surfista profissional brasileiro campeão mundial de surfe no World Surf League 2015, sendo o segundo brasileiro da história a se tornar campeão do mundo. E as inscrições continuam abertas com a expectativa da etapa de Itacaré ser uma das mais disputadas do mundo.

Paralelo ao mundial estará sendo realizado o Itacaré Surf Sound Festival que acontecerá nos dias 27 e 27 na Praia do Rezende. De acordo com a programação, na sexta-feira, dia 27, estarão se apresentando as bandas ConeCrew, do Rio de janeiro, e Maskavo, de Brasília e São Paulo, além de Marlon Moreira e DJ Banzai. No sábado, dia 28, será a vez das bandas Bruta Raça e Rael da Rima, Fábrica de Sons, Banda Kasa 8 e o DJ Banzai. Os ingressos estarão à venda no Pé de Amêndoa e na loja South to South, em Itacaré, e na nas lojas da Back Door, em Ilhéus e Itabuna.

Realizado pela World Surf League (WSL) e pela Prefeitura Municipal, a etapa do mundial de surf de Itacaré vai distribui US$ 20 mil em prêmios e vai colocar mais uma vez a cidade como uma referência internacional do esporte. E como o grande diferencial será o alerta para a preservação ambiental, durante o mundial entidades como o Recicla Itacaré, Instituto Floresta Viva, Instituto Baleia Jubarte, Mecenas e Associação de Surf de Itacaré, em parceria com as secretarias de Meio Ambiente e Educação, estarão desenvolvendo ações educativas com estudantes das redes públicas e particulares e os próprios participantes do evento, mostrando a importância da preservação do meio ambiente, com palestras, atividades de coletas, exposições artísticas e plantio de mudas.

O retorno do mundial de surf para Itacaré foi uma ação do prefeito Antônio de Anízio e do diretor de planejamento Kleber Miranda, que desde o mês de fevereiro vem se reunindo com representantes da WSL South América, empresa responsável pelo evento, manifestando o desejo da cidade voltar a sediar o mundial. De acordo com o prefeito, Itacaré é hoje conhecida a nível internacional pelo surf e não poderia continuar de fora do mundial, não somente pelo incentivo ao esporte, mas pelo retorno que eventos como esse traz para o turismo local, movimentando a economia da cidade. O Mundial QS1.500 masculino e o Itacaré Surf Sound Festival contam ainda com o apoio da South to South, Associação de Surf de Itacaré, Câmara de Vereadores, Instituto Floresta Viva, Pousada Terra Boa, Grou Turismo. (Secom/Itacaré)


Por: João Carvalho/World Surf League.

Mais de 100 de surfistas de sete países já estão inscritos no South to South apresenta Itacaré Surf Sound Festival, etapa do WSL Qualifying Series com status QS 1500, que será realizada na próxima semana, 26 a 29 de outubro, em Itacaré, no litoral Sul da Bahia.

O evento marca a volta da cidade e do estado ao Circuito Mundial depois de um ano e também valerá como penúltima etapa da disputa pelo título sul-americano da WSL South America. Além da batalha por pontos nos dois rankings nas ondas da praia da Tiririca, estão programadas várias atividades educativas de proteção ambiental e preservação da natureza durante os dias e um Festival de Música com shows nas noites da sexta-feira e sábado em Itacaré.

Na primeira noite, as atrações serão o Conecrew, Maskavo, Marlon Moreira e DJ Banzai. E no sábado, se apresentam Bruta Raça, Rael, Fábrica de Sons, Banda Kasa 8, novamente com o DJ Banzai agitando a galera. Os ingressos já estão à venda no Café Bar Pé de Amendoa e no Cacau Show de Itacaré, bem como nas lojas Backdoor de Ilhéus e Itabuna.

Durante os dias, também tem show garantido nas ondas da Tiririca e não precisa de ingresso, somente chegar na praia e escolher o melhor lugar na areia ou nas pedras, para assistir de perto as manobras dos surfistas nas baterias eliminatórias que começam na quinta-feira e prosseguem na sexta-feira, sábado, até chegar na decisão do título no domingo.

A vitória no Itacaré Surf Sound Festival apresentado pela South to South e pelo Governo do Estado da Bahia, vale 1.500 pontos para o WSL Qualifying Series e 1.000 pontos para o ranking regional da WSL South America, que define o campeão sul-americano da temporada.

Entre os mais de 100 surfistas confirmados, está o paulista Thiago Camarão, que lidera a disputa por este título desde a primeira etapa do ano, com a vitória no Rip Curl Pro Argentina em Mar del Plata. Já teve outra no Peru e uma no Chile, restando agora as duas seguidas no Brasil para fechar o ranking sul-americano. Depois da Bahia, tem o QS 3000 Hang Loose São Sebastião Pro de 2 a 5 de novembro na praia de Maresias, em São Sebastião, litoral Norte de São Paulo.

Alex Ribeiro já ganhou o evento em 2014. Foto: Fabriciano Jr..

 

Estrela do CT Quem também reservou sua inscrição e certamente será a grande atração e um dos favoritos ao título do Itacaré Surf Sound Festival, foi o potiguar Jadson André, que faz parte da “seleção brasileira” que disputa o título mundial no World Surf League Championship Tour.

Outros surfistas que também já defenderam o Brasil na divisão de elite do esporte estão confirmados para se apresentar na praia da Tiririca, o catarinense Alejo Muniz e o paulista Alex Ribeiro, que estavam entre os melhores do mundo no ano passado e tentam recuperar suas vagas pelo QS, o cearense Heitor Alves, o carioca Raoni Monteiro e o paranaense Jihad Khodr.

Entre os participantes do South to South apresenta Itacaré Surf Sound Festival, os que estão mais próximos da lista dos dez primeiros no ranking que se classificam para o CT, são os próprios Alejo Muniz em 16º lugar e Alex Ribeiro em 19º. Jadson André é o 24º colocado, depois tem os paulistas Flavio Nakagima em 28º, Deivid Silva em 34º e o melhor baiano é Bino Lopes em 36º lugar. O líder do ranking sul-americano, Thiago Camarão, é o 42º no QS e Heitor Alves está na quinquagésima posição. Todos buscam melhorar suas colocações na Bahia.

Os brasileiros são maioria na lista dos inscritos no QS 1500 da Bahia, mas competidores de outros seis países também vão lutar pelo título em Itacaré, vindos dos Estados Unidos, França, Espanha, Argentina, Peru e Chile. Na última etapa que aconteceu na Praia da Tiririca em 2015, um norte-americano foi o campeão e a vitória de Kanoa Igarashi em Itacaré garantiu sua classificação antecipada para a elite dos top-34 do CT. Ele continua na divisão principal da World Surf League e não vai defender o título em Itacaré esse ano.

A expectativa é de que Itacaré fique lotada mais uma vez e o público também poderá participar das várias atividades de preservação e educação ambiental, que serão promovidas na arena do evento por entidades como Recicla Itacaré, Mecenas, Instituto Floresta Viva e Instituto Baleia Jubarte, em parceria com as secretarias de Meio-Ambiente e Educação da Prefeitura de Itacaré.

O Governo do Estado da Bahia e South to South apresentam o QS 1500 Itacaré Surf Sound Festival, evento homologado pela WSL South America como 48a etapa do WSL Qualifying Series, que será realizado com apoio da Prefeitura Municipal de Itacaré, Governo do Estado da Bahia, South to South, Instituto Floresta Viva, Grou Turismo, Pousada Terra Boa e Associação de Surf de Itacaré (ASI). O evento será transmitido ao vivo pelo site da WSL.

Galeria de campeões em Itacaré

2015: Kanoa Igarashi (EUA) no QS 6000 Mahalo Surf Eco Festival na Praia da Tiririca
2014: Alex Ribeiro (SP) no 4-Star Mahalo Surf Eco Festival na Praia da Tiririca

2014: Tatiana Weston-Webb (HAV) no 4-Star Mahalo Surf Eco Festival na Praia da Tiririca
2013: Halley Batista (PE) no 4-Star Mahalo Surf Eco Festival na Praia da Tiririca
2007: Samantha Cornish (AUS) no WCT Billabong Girls Pro Itacaré na Praia da Tiririca
2007: Nicola Atherton (AUS) no WQS 4-Star Billabong Girls Pro Itacaré na Praia da Tiririca
2006: Layne Beachley (AUS) no WCT Billabong Girls Pro Itacaré na Praia da Tiririca
2006: Tita Tavares (CE) no WQS 5-Star Billabong Girls Pro Itacaré na Praia da Tiririca

Ranking sul-americano da WSL depois de três etapas

1 Thiago Camarão (BRA) – 1.420 pontos
2 Alvaro Malpartida (PER) – 1.030
3 Jerônimo Vargas (BRA) – 1.025
4 Gabriel André (BRA) – 860
5 Samuel Igo (BRA) – 815
6 Joaquin del Castillo (PER) – 800
7 Gustavo Ramos (BRA) – 790
8 Krystian Kymerson (BRA) – 750
9 Marcos Correa (BRA) – 680
10 Adrian Garcia (PER) – 595


Após vencer o Prêmio da Música Brasileira na categoria melhor cantor de Pop/Rock/Reggae/Hip Hop/Funk, com o disco “Coisas do meu imaginário”, o rapper Rael, conhecido por ser um dos expoentes da cultura hip hop, foi destaque do Jornal Estadão, pelo seu próximo show intimista onde homenageia um de seus grandes ídolos: Vinícius de Moraes.

“Dia da MPB, 2 dias pro aniversário de Vinicius de Moraes e eu to no Estadão falando sobre o show que apresento em homenagem ao mestre no Theatro NET São Paulo mais tarde. Obrigado pelo papo Pedro Antunes. Hoje a noite vai ser especial (única apresentação hein) espero vcs!” Comentou o cantor em sua página oficial em uma rede social.

Fã de Vinícius desde a adolescência, Rael, que além de cantar tocará violão e guitarra nas apresentações, diz que sempre retorna a seu “mestre”. Numa dessas audições, teria surgido a ideia de fazer uma homenagem cruzando seu rap com a música do ídolo.

“A poesia dele dialoga comigo de uma maneira que me soa atemporal. Essa possibilidade de reler algumas obras de que eu gosto tanto me são também um desafio interessante, porque a ideia é trazer para um universo mais intimista, bem diferente do que tenho feito atualmente, fugindo da ideia de fazer um cover”, diz Rael, que se apresentará com Felipe da Costa na percussão e bateria e Julio Feijuca no violão e no baixo.

Rael se apresentará em Itacaré, no próximo dia 28 (Sábado), em grande estrutura que será montada na Praia do Resende.

Os ingressos já estão à venda no Pé de Amêndoa Café Bar e na Giltec Informática e GilTec – Ponto da Cópia em Itacaré, e nas lojas Back Door, em Ilhéus e Itabuna.

Vendas pela internet: https://www.bilheteriadigital.com/itacare-surf-sound-festiv…


Surfistas profissionais de mais de 10 países irão disputar o título de campeão do QS 1.500 masculino no Itacaré Surf Sound Festival 2017, que acontecerá na praia da Tiririca, em Itacaré, entre os dias 26 e 29 de outubro. A etapa dará 1500 pontos no ranking de acesso do Qualifying Series.

Entre os cabeças de chave do Itacaré Surf & Sound Festival estão o catarinense Alejo Muniz e o paulista Alex Ribeiro, ambos ex-integrantes da elite no ano passado e que buscam a volta ao Tour.

Entre os baianos, Bino Lopes e Marco Fernandez garantiram presença, assim como o local Yagê Araújo, que vive uma grande fase nas competições e vai competir com a torcida a seu favor. No time baiano ainda teremos Franklin Serpa, Bruno Galini, Artur Cerqueira, Italo Rosa, Erick Moraes e Elson Vieira.

Além de Yagê, os locais serão representados ainda por Alandreson Martins, Iago Silva, Félix Martins, Igor Farias, Davi Silva, Junior Santos e o baiano radicado na França, Olivier Cassaigne.

Teremos ainda a presença de nomes como Raoni Monteiro, Heitor Alves, Thiago Camarão, Victor Bernardo, Hizunome Bettero, Jihad Khodr, Krystian Kymerson, Weslley Dantas, Jean da Silva, Victor Mendes, Robson Santos, Gabriel Farias, Alan Donato e outros.

Entre os estrangeiros, destaque para o japonês Kaito Ohashi, o chileno Guilhermo Satt e o peruano Juninho Urcia.
Por: SurfBahia