Começou a contagem regressiva para o início do III Festival Gastronômico Sabores de Itacaré, que este ano acontece entre os dias 01 a 17 de dezembro em Itacaré/Bahia. Serão dezessete dias de apresentações públicas e gratuitas com os melhores chefs locais, o festival prepara uma programação cultural em uma apresentação especial com manifestações populares e muita música.

Mais de 10 mil pessoas são esperadas na cidade durante o evento, que além do cardápio exclusivo, o festival contará com uma cozinhas show, feira gastronômica, programação cultural e apresentações artísticas. E este ano Brahma Extra será a cerveja oficial do evento. Para harmonizar os pratos, a Brahma disponibilizará as três opções da cervejas: a Lager, Weiss e Red Lager.

Confira abaixo com exclusividade a programação de abertura do III Festival Gastronômico Sabores de Itacaré.

PITUBA – PRAÇA DA MANGUEIRA
DIA 01 DE DEZEMBRO (Quinta-feira)
17h00 – Início da Feira Gastronômica e de Artesanato
18h00 – Música ao vivo com a Cantora Ronara Criola
18h30 – Apresentação da Manifestação Cultural “A Volta da Jiboia”
19h00 – ABERTURA OFICIAL ( Secretário Estadual de Turismo – Sr. José Alves, Autoridades presentes e Patrocinadores )
20h00 – Abertura Especial da Cozinha show com o Renomado Chef Fabrício Lemos e com a Chef Lisiane Arouca (Restaurante Origem – Salvador)

PITUBA – PRAÇA DA MANGUEIRA
DIA 02 DE DEZEMBRO (Sexta-feira)
09h00 – Visita Técnica a Fazenda Santa Ana (Imprensa e convidados)
14h00 – Feira da Agricultura Familiar, Feira Gastronômica e de Artesanato
17h00 – Musica Ao vivo com Pedro Franco
17h30 – Apresentação de Manifestação Cultural Capoeira e Maculelê Filhos de Zumbi
18h00 – Aula Show com o Chef Junior França (Consultor Gastronômico) Apresentação: Pescado El Mare Tema: “Cozinhando sabores e lembranças de Itacaré”
19h00h – Aula Show com a Chef Grace Trankels ( Finalista do Hells Kitchen Brasil – Programa Cozinha Sob Pressão do SBT)- Apresentação: Salame e salada de polvo – Tema “Formas e sabores do mar”
20h00 – Aula Show com a Chef Marly Catarina (Café Cacau) Apresentação: Petit Gastrô Café Cacau – Tema: “Cacau a força da natureza”
21h00 – Aula Show com a Chef Hene Lopes (Oficina de Gastronomia de Serra Grande – Uruçuca). Apresentação: Nhoque de inhame roxo Tema: “Compartilhando sabores”
22h00 – Show com o Grupo É do Samba
00h00 – Show com a BANDA U TAL DO XOTE

PITUBA – PRAÇA DA MANGUEIRA
DIA 03 DE DEZEMBRO (Sábado)
14h00 – Feira da Agricultura Familiar, Feira Gastronômica e de Artesanato
17h00 – Roda de Conversa – Tema: Agricultura Local – Alimento Saudável
17h30 – Musica Ao vivo com Pedro Franco
18h00 – Aula Show com a Chef Jô (Villa Ecoporam) Apresentação: Bobó da Villa. Tema: Bahia Gourmet
19h00 – Aula Show com o Chef Clécio (Restaurante Itacarezinho): Apresentação: Ceviche de peixe com pupunha fresca e picles de biri biri – Tema: “Sustentabilidade vs consumo consciente”.
20h00 – Aula Show com o Chef Aurélien Roche (Txai Resort) Apresentação: Charuto de camarão, taioba, gergelim e cacau – Tema: “Cozinhando com os Companheiros”.
21h00 – Aula Show com o Chef Leleco (Espaço Brasil) Apresentação: Camarão crocante. Tema: “Do Mar ao Pomar”
22h00 – Show com JU MORAES
00h00 – Show com a Banda Bruta Raça

DIA 04 DE DEZEMBRO (Domingo) – FESTA DO CHEF
FESTA DO CHEF- Restaurante Dom Kallil, às 14:00h
Cozinha ao vivo com o prato: Filé ao Molho de Açaí Dom Kallil
Música ao vivo: É do Samba
FESTA DO CHEF – Restaurante Divino Goumert, às 19:00h
Cozinha ao vivo com o prato: Ceviche Divino Do Mar e da Terra
Música ao vivo local

Entre os artistas locais, estão confirmados  nomes como Laís Marques, Abaga, Bruta Raça, Luizinho Luz, além de Ronara Criola, Banda U Tal do Xote. A grade contempla ainda as manifestações regionais como Levada Cultural, Rancho, Bicho Caçador, Volta da Jiboia, Capoeira, Maculelê, Samba de Roda, Puxada de Rede, Dança Afro, entre outras.
Conheça os pratos que vão deixar você com água na boca!
whatsapp-image-2016-11-25-at-09-22-48-4

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-22-48-3

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-22-48-1

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-22-29-11

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-22-29-8

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-22-29-7

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-22-29-9

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-22-29-6

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-22-29-5

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-22-29-2

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-22-29-1

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-21-22

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-22-29-4

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-21-22-9

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-21-22-6

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-21-22-8

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-21-22-5

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-21-22-7

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-21-22-4

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-21-22-3

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-21-22-2

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-21-22-1

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-20-37

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-20-37-9

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-20-37-8

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-20-37-7

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-20-37-4

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-20-37-3

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-20-37-6

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-20-37-5

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-20-37-2

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-20-37-1

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-13-30-9

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-13-30-8

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-13-30

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-13-30-10

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-13-30-7

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-13-30-6

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-13-30-3

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-13-30-1

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-13-30-2

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-13-30-5

whatsapp-image-2016-11-25-at-09-13-30-4

3521956a-f919-45c4-b013-179a0ff1715e


Com raízes fincadas na identidade do Litoral Sul, a cidade de Itacaré há três anos entrou na rota do turismo gastronômico da Bahia, dando espaço a agricultura familiar e aproximando o turista aos produtos locais que revelam segredos da história e da cultura do município.
São 42 restaurantes que participam da terceira edição do Festival Gastronômico de Itacaré, evento que deu início ao turismo gastronômico da cidade e foi criado com o intuito de ampliar as possibilidades de roteiros que envolvam a culinária.
No evento o turista pode participar de aulas e palestras gratuitas, acompanhar o chef cozinhando ao vivo, conhecer desde o processo de produção dos alimentos na Feira da Agricultura Familiar, até o produto final, na Cozinha Show, além de conhecer a cultura local com apresentações artísticas e de manifestações populares.
“Itacaré é um dos principais destinos turísticos da Bahia, conhecido por suas belezas naturais, o point do surf que é um dos principais do Brasil. Mas o turismo se destaca pela diversidade, pela grande atratividade. Além de sol e praia que é a principal opção de turismo de lazer, temos o ecoturismo, o turismo de aventura, o histórico cultural, temos o turismo rural e a novidade é a gastronomia associada a vida noturna da cidade. O Festival despertou esse produto turístico e a cada ano recebemos mais de 10 mil turistas durante o evento. A proposta é manter o foco do turismo gastronômico durante e depois do Festival”, explica Júlio Oliveira consultor de turismo e eventos e futuro secretário Municipal de Turismo.
Para quem deseja uma vivência com o local visitado, em Itacaré os destinos são dos mais variados, a diversidade de roteiros turísticos proporciona uma enriquecedora experiência. No Festival o turista terá uma vasta programação gastronômica, com presença de grandes chefs na cozinha show, atrações culturais, feira da agricultura familiar e artesanato.

Fundada em 2005, a banda “Os My Friends” cresceu com a referência do suingue da música brasileira, desde a levada de Jorge Ben Jor e Gilberto Gil, até o groove de Tim Maia. Conhecida da noite de Salvador, a banda faz durante seus shows várias releituras de clássicos da música popular brasileira e traz também seu trabalho autoral.

Com uma roupagem moderna, a banda mostra seu trabalho encantando o público por onde passa, usando sempre muito suingue e descontração ao relembrar vários sucessos de grandes nomes da nossa música, além de suas canções inéditas.

As apresentações do grupo são marcadas por um som contagiante que fazem a cada edição, festas de grande satisfação, superando a expectativa do público presente.

Confira abaixo um vídeo da banda:

20ª edição do Réveillon da Corais 2017 em Itacaré.

12400698_1229804130369121_8278489310868908956_n

A Corais estará realizando seu 20º Réveillon em Itacaré, a opção certa para todos amantes de Itacaré. A festa será animada pelas Bandas: Os My Friends, Pali OJC e Dj’s!

rev-face-png

PISTA

Na areia da Praia da Concha, possibilita apreciar os belos coqueirais da Praia, o farol onde em seu caminho é feita a queima de fogos e o palco do evento.

Na pista são comercializados produtos em bares e praça de alimentação.

  • Pista na areia
  • Acesso a frente do palco
  • Praça de Alimentação com quiosque de alimentos e bebidas
  • Enfermaria

CAMAROTE

Espaço privativo decorado com flores tropicais e iluminação cênica e tenda eletrônica exclusiva. Além dos serviço open bar, mesa de frios e antepastos com pães variados, salgadinhos finos, mesa de frutas e espumante na virada.

Incluso:

  • Água, refrigerante e Heineken
  • Vodka
  • Caipiroska
  • Espumante na virada
  • Mesa de Frutas, frios e salgados na virada

Estrutura com:

  • Espaço lounge, com mesas e cadeiras
  • Livre acesso a pista
  • Tenda Eletrônica com DJ’s

GARANTA O SEU INGRESSO

Compre seu ingresso ONLINE em qualquer lugar do Brasil:

Pista: R$70,00 | 1º Lote ( Até 01/12 )

Compre seu Ingresso Clicando Aqui  – Sympla ( Até 01/12)

 

Camarote: R$220,00 | 1º Lote

Compre seu Ingresso Clicando Aqui  – Sympla ( Até 01/12)

Pontos de vendas

Salvador – Em todos os shoppings
Feira de Santana – São 06 Pontos de Venda no Shopping e no Centro
Itabuna – Shopping Jequitibá
Ilhéus – Pontal Ilhéus
Camaçari – Shopping da cidade
Conquista – Shopping Conquista Sul
Aracaju – Shopping Rio Mar

 


Esse ano Festival destaca os alimentos regionais produzidos por agricultores familiares e realiza a Feira da Agricultura Familiar, uma das principais ações de responsabilidade social e sustentabilidade do evento. Segundo o organizador Julio Oliveira o objetivo é criar e fortalecer espaços de promoção, divulgação e comercialização dos produtos da Agricultura Familiar, produzidos nas diversas localidades do município.

A Feira será montada nos dias 2 e 3, na Praça da Mangueira e 8 e 9, na Praça São Miguel, em Itacaré, com funcionamento das 9h às 14h. Serão comercializados produtos como grãos e farináceos, arroz agulhinha polido, centeio em grão, soja grão granel, óleos, temperos, geleia, entre outros.

Em Itacaré, o fortalecimento da Agricultura Familiar é sinônimo de irrigação e fruticultura, a expectativa é o início de uma nova era de uso dos produtos da região, pelos estabelecimentos locais.

Em 2015 o cacau foi evidenciado através dessa mesma campanha, é esperado que nessa edição aconteça com outros produtos, fortalecendo ainda mais a agricultura familiar da região. “Essa identificação, enfatizada em tempos de globalização dos mercados, é destacada no comércio e nos restaurantes locais”, destaca Julio.

O Território do Litoral Sul, onde está localizado o município de Itacaré, é também conhecido como Zona Turística Costa do Cacau. Rico em belezas naturais, sobressai assim como o turismo a gastronomia que com os alimentos regionais produzidos por agricultores da terra, realça a culinária da cidade.


Praia do Espelho

Existe um bom motivo para essa praia ser considerada uma das mais belas do país: um mar límpido, de tons azuis e esverdeados, casa perfeitamente com as altas falésias e a densa vegetação do cenário. Se escolher visitar a Praia do Espelho nla alta temporada, chegue cedo para não perder o lugar na areia.

Prainha, Itacaré

img_1188-1024x682

Prepare-se para um cenário encantador e inesquecível: com uma longa faixa de areia plana, ideal para caminhadas e banhos de sol, a praia oferece um vislumbre dos belos morros cobertos pela Mata Atlântica.  Está entre as 10 praias mais lindas do Brasil.

Praia de Itacarezinho, Itacaré

itacarezinho-bahia

Ao contrário da maior parte das praias que marcam a identidade de Itacaré, a praia de Itacarezinho é longa, com 5 km de faixa de areia larga. Belos coqueiros e uma mata ativa imponente também fazem parte da paisagem

Praia do Havaizinho, Itacaré

havaizinho-itacare-3

Ao visitar a praia, é preciso ter em mente que ela não é a opção mais ideal para banho: aqui, há muita correnteza, pedras e buracos. Apesar disso, o cenário é um ponto forte que vale a visita, com orla pequena e cercada por costões. É sentar na areia e curtir o momento

Praia Jeribucaçu, Itacaré

jeribucacu-itacare

Não se deixe intimidar pelo difícil acesso, feito a partir de uma trilha íngreme, escorregadia e não sinalizada. A praia é um verdadeiro oásis para os turistas em busca de um belo cenário: aqui, a faixa de areia branca e fina é cortada pelo rio homônimo – um lugar ideal para esticar a canga e esquecer todo o resto. Aproveite e prove um acarajé em uma das barraquinhas locais

Praia Engenhoca, Itacaré

quatro-praias

Um guia conduz por uma trilha fácil, de aproximadamente 20 minutos, até uma paisagem cercada pela vegetação densa da Mata Atlântica. O mar de ondas fortes é um atrativo para os banhistas. No canto direito da praia, o Rio Burundanga deságua e deixa uma pequena faixa de areia durante a maré baixa.

Praia Bainema, Ilha de Boipeba

A orla já é um atrativo e tanto: dezenas de coqueiros enfeitam as margens de uma praia quase deserta, de águas calmas e transparentes. Na maré baixa, é possível nadar entre as piscinas naturais

Praia da Cueira, Ilha de Boipeba

O mar tranquilo dá à praia o título de melhor trecho para banho em toda a Ilha de Boipeba. Ao longo de sua faixa de areia, fica a Barraca do Guido, que prepara a lagosta mais famosa da região. Costões e pedras ocupam as laterais da orla. O mar agitado é muito procurado pelos surfistas

Praia Moreré, Ilha de Boipeba

Não se engane com seu tamanho compacto e sua pouca infra-estrutura: o trecho de Moreré é um dos mais lindos de todo o país, com uma maré que transforma o cenário a cada subida. Poucas pessoas moram por aqui, o que aumenta a vontade do turista de se mudar para esse lugar, que exala tranquilidade

Ponta de Castelhanos, Ilha de Boipeba

Piscinas naturais estão entre os grandes atrativos da praia: nelas, há recifes de corais lotados de peixes. Na maré baixa, durante um mergulho, é possível avistar o navio espanhol Madre de Diós, que naufragou em 1535

Praia do Encanto (Quinta Praia), Morro de São Paulo

Não estranhe a localização do local: ela é uma extensão da Quarta Praia, o trecho litorâneo mais afastado do centrinho da ilha. Para acessá-la, é preciso enfrentar um trajeto complexo, atravessando um manguezal. O visual compensa o esforço

Praia de Corumbau, Ponta do Corumbau

Na praia mais bonita da região há passeios de barco que encantam os visitantes. Na alta temporada de verão, as águas ganham um tom ainda mais incrível de azul-esverdeado, com manguezais e coqueiros para completar a paisagem

Praia Barra Velha, Caraíva

A longa extensão de praia Barra Velha faz parte da reserva indígena Pataxó. Ao longe, do lado direito, é possível avistar a Ponta do Corumbau. A água é verde, cristalina, e o mar, colorido por barcos de pescadores – especialmente os indígenas

Praia Satu, Caraíva

A beleza da praia, que tem uma deliciosa lagoa de água doce, compensa a dificuldade para chegar ali: o visitante precisa cruzar o Rio Caraíva de barco e caminhar pela orla por cerca de uma hora. A Satu é quase deserta – apenas povoada pelo dono do único quiosque que dá nome à praia, o Satu, que mora ali há mais de 30 anos

Ponta de Itaquena, Trancoso

Mata nativa, areia branca e mar esverdeado compõem o cenário da praia, marcada como uma Área de Preservação Permanente. O acesso por carro é restrito a moradores e surfistas. Para visitar a Ponta de Itaquena, vá de bicicleta, quadriciclo ou faça uma trilha

Praia do Rio da Barra, Trancoso

Do lado esquerdo, falésias avermelhadas; do direito, a foz do rio, que forma piscinas naturais de acordo com a variação da maré. O acesso pode ser feito a pé, por uma trilha de 40 minutos a partir da Praia dos Nativos ou de carro pela estrada para Arraial d’Ajuda

Praia de Itapororoca, Trancoso

Se você procura tranquilidade, sossego e uma boa dose de silêncio, esse é seu destino ideal. A praia é pouco movimentada e, ao longo de sua orla, não há quiosques. As boas ondas atraem surfistas

Praia de Santo André, Santo André

Considerada a principal praia do vilarejo baiano, ela concentra a maior parte dos hotéis e das pousadas da região. O cenário, formado por areia clarinha e mar manso, é um convite ao visitante para relaxar

Praia de Stella Maris, Salvador

Considerada uma das praias mais famosas da capital baiana, a Stella Maris tem boa infra-estrutura e é cercada por resorts e belas casas de veraneio ao longo de sua orla. O lugar tem um mar intenso, de ondas fortes

Praia Taperapuã, Porto Seguro

Em contraste com o mar tranquilo e o cenário relaxante, está a badalação de hotéis e barracas como a Axé Moi, a Barramares e a Tôa Tôa, que promovem shows e aulas de dança na orla da praia

Praia Taípe, Arraial d’Ájuda

Quem consegue resistir aos encantos de uma praia deserta? Taípe é assim, pura delícia! Ao visitá-la, prepare-se para encontrar uma natureza bem preservada, um mar azul intenso e muito agitado e falésias altas e coloridas, que se tornaram o cartão-postal da região

Praia de Imbassaí, Imbassaí

Areia branca, coqueiros e dunas dividem as atenções com as muitas barracas e mesas, que praticamente invadem o Rio Imbassaí. Se for entrar no mar, prepare-se para um mergulho em ondas constantes, de tons esverdeados

Praia Costa do Sauípe, Costa do Sauípe

A Costa do Sauípe é um dos grandos nomes do litoral norte da Bahia. Na praia homônima, a preservação impressiona, sobretudo com o ponto de desova das tartarugas marinhas. O belo cenário é composto por coqueiros, recifes e ondas que convidam a mergulhos e à prática de surfe

Não estranhe o espanto que acompanha a bela visão das praias baianas. Afinal de contas, a Bahia é a síntese do sossego, da bela combinação de ondas se quebrando na areia, da calmaria e da ótima receptividade de seu povo. Ou seja: felicidade é o que não falta por aqui.

Tendo isso em mente, que tal explorar os belos cenários do litoral da Bahia? Selecionamos as 23 praias mais imperdíveis do estado. Seja pelo sossego ou pela badalação, não deixe de acrescentá-las na sua lista de desejos de viagem!


O surfista itacareense Felix Martins (15 anos), está comemorando um feito memorável em sua recente carreira como profissional. Após participar de todas as etapas do Circuito Paulista este ano, Felix deu um salto importante no ranking e entrou para a elite do surf nacional. Segundo as novas regras da Abrasp, os 90 primeiros surfistas da tabela irão integrar a Divisão de Elite brasileira no ano seguinte. Felix finalizou o circuito na 58ª posição, entre 163 participantes.

O Circuito Paulista conta pontos para o ranking nacional. Como este ano não houve o Super Surf (Campeonato Brasileiro de Surf Profissional), é muito provável que o resultado daquele circuito seja homologado como o Brasileiro 2016.

“Esse ano de estreia como profissional, minha meta era ganhar experiência e, também, pontuar para tentar me aproximar da elite. Na última etapa, quando avancei para o round 2 liderando a bateria, consegui alcançar esse espaço e, se em 2017 o Super Surf voltar, eu estou dentro. Estou muito feliz com isso”, destacou o itacareense.

Mas essa não é a única boa notícia para Felix. O surfista acaba de fechar uma parceria nova com a The Surf’s Cool Performance Training e Functional Surf Studio – com sede em Itacaré – que está fazendo o acompanhamento técnico do atleta em seus treinos na água e também fornecendo todo o suporte para que Felix possa melhorar o seu rendimento físico.

“Tem sido muito importante este trabalho que estamos fazendo visando a minha evolução enquanto atleta. Tenho certeza que teremos muitos bons resultados em um futuro breve. Além desse suporte, devo destacar as orientações e todo o apoio dado pelo meu irmão, Alandreson Martins, e que tem me ajudado muito na minha caminhada de profissional”, avaliou.

Até o fim do ano, Felix ainda deve competir a última etapa do Circuito Baiano de Surf, o Tablas Surf Pro e está otimista quanto a esta competição. “Vou em busca de um bom resultado na Bahia em 2016. Tenho treinado bastante e estou bem motivado para esta competição”, pontuou.

Embora tenha um surf de qualidade incontestável, Felix ainda está sem patrocínio de bico. Conta com o apoio das pranchas Index Krown, do Instituto The Champion Surf Board, Adriano Mendonça e Perfect Waves. (Surf 73)

Abaixo, imagens do treino da última segunda-feira na Praia da Tiririca.

felix-martins-tiririca-mario-veloso-surf73-1

felix-martins-tiririca-mario-veloso-surf73-5

felix-martins-tiririca-mario-veloso-surf73-6

felix-martins-tiririca-mario-veloso-surf73-7


O tradicional Desfile 7 de Setembro em comemoração a Independência do Brasil teve participação das Escolas Municipais nesta terça-feira, 06. O evento aconteceu na Avenida Castro Alves, Orla. O desfile foi uma realização da Secretaria de Educação.

Saiba mais:

A Independência do Brasil ocorreu em 7 de setembro de 1822. A partir desta data o Brasil deixou de ser uma colônia de Portugal. A proclamação foi feita por D. Pedro I as margens do riacho do Ipiranga em São Paulo.

Causas:

– Vontade de grande parte da elite política brasileira em conquistar a autonomia política;
– Desgaste do sistema de controle econômico, com restrições e altos impostos, exercido pela Coroa Portuguesa no Brasil;
– Tentativa da Coroa Portuguesa em recolonizar o Brasil.

Dia do Fico

– D. Pedro não acatou as determinações feitas pela Coroa Portuguesa que exigia seu retorno para Portugal. Em 9 de janeiro de 1822, D. Pedro negou ao chamado e afirmou que ficaria no Brasil.

Medidas pré independência:

Logo após o Dia do Fico, D. Pedro I tomou várias medidas com o objetivo de preparar o país para o processo de independência:

– Organização da Marinha de Guerra
– Convocou uma Assembleia Constituinte;
– Determinou o retornou das tropas portuguesas;
– Exigiu que todas as medidas tomadas pela Coroa Portuguesa deveriam, antes de entrar em vigor no Brasil, ter a aprovação de D. Pedro.
– Visitou São Paulo e Minas Gerais para acalmar os ânimos, principalmente entre a população, que estavam exaltados em várias regiões.

A Proclamação da Independência

Ao viajar de Santos para São Paulo, D. Pedro recebeu uma carta da Coroa Portuguesa que exigia seu retorno imediato para Portugal e anulava a Constituinte. Diante desta situação, D. Pedro deu seu famoso grito, as margens do riacho Ipiranga: “Independência ou Morte!”

Pós Independência

– D. Pedro I foi coroado imperador do Brasil em dezembro de 1822;
– Portugal reconheceu a independência, exigindo uma indenização de 2 milhões de libras esterlinas;
– Em algumas regiões do Brasil, principalmente no Nordeste, ocorreram revoltas, comandadas por portugueses, contrárias à independência do Brasil. Estas manifestações foram duramente reprimidas pelas tropas imperiais. ASCOM (Assessoria de comunicação)

Imagens: André Oliveira
Imagens: André Oliveira
Imagens: André Oliveira
Imagens: André Oliveira