Em 2017, o Festival Gastronômico Sabores de Itacaré traz chefs renomados da gastronomia local e nacional. Entre os chefs que já confirmaram a presença estão Leonardo Roncon, paulista de Santo André, especializado em alta gastronomia, Marcos Oliveira, mais conhecido como Chef Meia Noite, natural de Itacaré e que atualmente trabalha em São Paulo, no Restaurante Capim Santo; Fabrício Lemos e Lisiane Arouca, do restaurante Origem em Salvador e Caco Marinho, um dos mais bem-sucedidos chefs de Salvador.
O time estará à frente da Cozinha Show, que acontece nas noites do Festival, sempre às 18h. O espaço é preparado para a interação entre profissionais da gastronomia e o público. Os chefs convidados mostram suas habilidades, preparam receitas ao vivo e ensinam alguns truques da cozinha.
Os artilheiros do time são os chefs da terra, Júnior França, Consultor em Gastronomia; Paulo Pinto, da Sorveteria Show de Bola; Marly Catarina, do Café Cacau Restaurante e Lanchonete, Clécio Campos, do Restaurante Itacarezinho; leleco, Restaurante Espaço Brasil; Jô da Villa Ecoporan e Aurelien Roche, do Txai Resort.
Usando produtos da agricultura familiar, eles valorizam a “gastronomia de raiz”, que será tema do evento. Esse ano a Cozinha Show acontece nos dias 13 a 16 de julho e será montada na Avenida Castro Alves, na Orla de Itacaré. O evento também vai realizar oficinas infantis de pizza, chocolate e hambúrguer. A programação oficial será divulgada nas próximas semana.
O Festival Gastronômico Sabores de Itacaré é uma realização da Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Turismo.


Segundo a estimativa cerca de 40 mil passageiros deverão embarcar na Estação Rodoviária de Salvador durante este feriado do Dia do Trabalho, da próxima segunda-feira. Neste período, segundo a Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transporte e Comunicações da Bahia (AGERBA), as empesas irão disponibilizar 100 horários extras, além dos 540 horários regulares cumpridos diariamente. Entre os destinos mais procurados estão Itacaré, Maraú, Ilhéus, Porto Seguro, Lençóis, Vitória da Conquista e Juazeiro.

Recomendações e fiscalização:

A AGERBA recomenda aos usuários do sistema de transporte intermunicipal que evitem o transporte clandestino. Este tipo de transporte não oferece segurança, pois não é vistoriado. Nesta ocasião, equipes de fiscalização da Agência serão mantidos trabalhando em regime de Plantão no Terminal Rodoviário de Salvador, bem como em Operação Blitz nas rodovias estaduais e federais, com apoio das polícias.


JUACAS é a segunda série original brasileira para o Disney Channel produzida pela Cinefilm e pela Chatrone, que estreia em 2017 no canal, com direção geral de Juliana Vonlanten, criada por Carina Schulze que também é showrunner da série. Gravada em Itacaré, na Bahia, Juacas retrata o universo do surfe tendo como ponto central a temporada do CAOSS (Campeonatos Anuais Ondas Super Surfe) na Praia de Itacaré e a competição entre equipes principais de surfistas: os Juacas, os Red Sharks e as Sirenas.

Todo ano, no auge das férias, acontece o CAOSS, que atrai milhares de turistas, surfistas e centenas de jovens em busca de um sonho: se tornarem surfistas profissionais. O CAOSS é um campeonato de equipes de surf que acontece há décadas e que já revelou diversos talentos, dentre eles a lendária equipe JUACAS. O evento é super Importante para os atletas se classificarem para os campeonatos internacionais. Todos os anos, várias equipes de surf viajam para Itacaré e ficam lá durante os meses das férias para participarem destes campeonatos. A equipe que ganhar o CAOSS tem o passaporte garantido para continuar competindo como profissional nos circuitos oficiais – e este é o sonho de todo surfista iniciante! 

Este ano vai ser diferente! O antigo time Juacas, desaparecido há 10 anos devido ao sumiço do seu líder – o Professor Juaca (Nuno Leal Maia)– reaparece para disputar o CAOSS e voltar ao circuito. Sem muitos recursos e nem patrocínio, os Juacas enfrentarão o time favorito e bem patrocinado, os Red Sharks, e o primeiro time composto só de meninas, as Sirenas, além de várias outras equipes sedentas pelo título. É muita expectativa e tensão no ar! 

Os Juacas já foram o melhor time de surf de todos os tempos. O Professor Juaca formou a equipe em 1982 e rapidamente virou o melhor. Em 1985, o time ganhou pela primeira vez o CAOSS e seguiu invicto até 1991. Em 1989, a equipe estava no auge, e era formada por três surfistas: Marcondes Kameha, filho de Juaca, Cezinha e Xorxinho. Porém, um dia, houve uma tragédia: no ano 2000, o grande Marcondes Kameha, o Pelé dos surfistas, morreu durante um campeonato de ondas gigantes durante uma tempestade. Ele deixou pra trás uma filhinha recém nascida. O time entrou em luto. Cezinha virou radialista em Itacaré, Xorxinho virou shaper em Búzios e o grande Juaca sumiu sem deixar rastros…  

Mas agora tudo está prestes a mudar!

Rafa Smor, um garoto cheio de garra e vontade aparece para montar uma equipe para competir no CAOSS em Itacaré. Ele encontra Cezinha, o ex-Juaca que hoje é o narrador do campeonato e radialista da cidade. Rafa explica que é fã dos Juacas e, inspirado por eles, resolveu vir pro CAOSS montar a sua própria equipe. Além disso, ele revela que aprendeu a surfar com o Professor Juaca. Cezinha estranha, afinal, Juaca sumiu há muitos anos, mas Rafa garante que é verdade.

Rafa está determinado a formar sua equipe de surf no CAOSS mas logo percebe que será mais difícil do que ele imaginou – todas as equipes já estão formadas e não há praticamente nenhum bom surfista disponível. Mas ele não desiste e, com um pouco de intuição, monta uma equipe que acaba surpreendendo! Junto de Billy, um geniozinho com uma capacidade incrível de ler o mar e Jojó, um mineiro peixe fora d’água, Rafa remonta o time dos Juacas.

É claro que essa jornada não será fácil. Os meninos precisarão passar por diversas dificuldades – como a falta de patrocínio, que faz com que eles sejam a equipe mais mal equipada do CAOSS; as diferenças de personalidades entre os três; a competição com os outros times; os treinos e, claro, toda a pressão do campeonato! No início, os Juacas ainda precisam lidar com a falta de um técnico – já que o Juaca está completamente desaparecido. Eles descobrem o esconderijo do professor, mas ele se mostra um “rabugento” e manda os garotos embora. Com o tempo, Juaca acaba saindo da toca e volta a treinar os meninos, construindo uma relação de confiança e ensinando para eles a filosofia dos Juacas – o surf em harmonia com si mesmo e a natureza.

A maior ameaça para os Juacas são os Red Sharks. Dentro e fora do campeonato, essa equipe super high-tech faz de tudo para dificultar a vida dos nossos heróis. Marcelo Mahla, Seba e Minhoca são o trio que não mede esforços para ficarem em primeiro lugar – custe o que custar.

Pelo menos, os Juacas podem contar com a amizade das Sirenas, formadas pelas lindas e destemidas Leilane, Vivi e Brida. As meninas têm que provar o tempo inteiro que elas são mais do que um rostinho bonito e as três de fato—surfam muito! 

Itacare-Disney

Todos os competidores do CAOSS ficam hospedados na VILLA ECOPORAN e ali treinam para as baterias da competição. Em diferentes alojamentos e condições, todos batalham pelas melhores posições. Com muita aventura, comédia e emoção, veremos os Juacas lidando com as dificuldades do campeonato e da adolescência. Mas, no final, todos amadurecem com o surf e terminarão o campeonato muito diferentes de quando começaram.

Fonte:www.nerdsite.com.br


Mesmo com um ano difícil para o setor de turismo, algumas empresas encontraram alternativas para driblar a crise e seguir no mercado de maneira competitiva. Participantes do primeiro ciclo do Sebrae MEDE Turismo tiveram a oportunidade, em 2016, de aprimorar sua gestão e seus processos internos, refletindo em ações que contribuíram para que suas empresas se superassem num momento de adversidade. Empresários deItacaré e outras cinco regiões terão agora oportunidade de aderir ao segundo ciclo da solução, contratando este serviço para início do atendimento no mês de abril.

Para serem atendidos pelo Sebrae MEDE, os empresários da capital, das costas do Dendê, do Cacau, dos Coqueiros, do Descobrimento e da Chapada Diamantina, podem procurar o Sebrae mais próximo ou ligar gratuitamente no 0800 570 0800. São 20 vagas por região, sendo que estas serão oferecidas em territórios específicos: Barra, Centro Antigo e Rio Vermelho (Salvador); Morro de São Paulo e Barra Grande (Costa do Dendê); Ilhéus e Itacaré (Costa do Cacau); Praia do Forte e Camaçari (Costa dos Coqueiros); e Porto Seguro e Santa Cruz Cabrália (Costa do Descobrimento).

A solução teve avaliação positiva em seu primeiro ciclo. Foram 88 empresários atendidos, que deram nota média de 9,3 (de 0 a 10) para o atendimento, e mais de 80% indicariam, com certeza, o Sebrae MEDE Turismo. Este é um plano de atendimento especializado composto por um conjunto de atividades para orientação e aperfeiçoamento da gestão, com foco em resultados mensuráveis e aumento da competitividade. No turismo, atua na melhoria dos empreendimentos e também dos destinos turísticos, com incentivos à cooperação e parceria público-privada.

Segundo a coordenadora de Turismo e Economia Criativa do Sebrae Bahia, Ana Paula Almeida, a essência do MEDE é incentivar que o empresário adote estratégias, defina metas e monitore resultados, através da análise de dados. “Ele vai planejar ações de curto e longo prazo, sob o acompanhamento e orientação de consultores”, explica.

Ana Paula destaca que o Sebrae MEDE foi desenvolvido a partir das demandas dos próprios empresários. Por meio dessa escuta foi possível chegar a um modelo de atendimento mais qualificado que atendesse suas necessidades. Ela ressalta os resultados obtidos em 2016. “O atendimento se mostra muito eficaz, tanto para empresas que já possuem um controle financeiro organizado, mas sem a utilização eficiente das informações, quanto para aquelas que não possuem a cultura de coleta sistemática de dados”.

Empresas participantes reconhecem resultados

Uma das participantes do primeiro ciclo do Sebrae MEDE foi a empresária Ângela Kurz, proprietária do restaurante Stella Del Mare, em Arraial D´Ajuda. A empresa familiar, que inclui ainda um hotel, está há 12 anos no mercado. Ângela exemplifica que, antes do MEDE, o controle de dados financeiros era feito de maneira informal. Agora, eles implantaram um sistema para ter mais precisão nesse processo. “A metodologia identifica esses pontos de melhoria. Hoje, tenho maior controle das informações da empresa e aprimorei os processos internos junto aos colaboradores também”, relata.

Já Renata Tardim, proprietária do Hotel Estalagem, em Porto Seguro, destaca que o MEDE possibilitou uma melhoria na gestão de pessoas de sua empresa. “Implantamos o processo de avaliação de desempenho e isso resultou em algumas ações que trouxeram bons resultados nas nossas atividades”, diz a empresária.

O empresário André Barros, proprietário do Hotel Três Marias, em Salvador, pontua que a metodologia atua de forma abrangente ao longo do ano, o que possibilita a revisão de procedimentos e aplicação de novos processos. “O maior ganho foi o equilíbrio entre a redução de custos e a manutenção da qualidade do serviço”, afirma.

Como participar do Sebrae MEDE Turismo

O plano é anual e contempla 80h de consultoria especializada, sendo 56h de atendimento na empresa (4h mensais) e 24h de atividades coletivas (Workshops). O investimento é de R$2.500,00 para Micro Empresas e R$3.000,00 para Empresas e Pequeno Porte, podendo ser pago em até 10 parcelas no cartão de crédito.

O Sebrae MEDE Turismo atende empresas dos seguintes segmentos: Bares e Restaurantes, Meios de Hospedagem, Agências e Serviços de Turismo Receptivo, Transportes e Atrativos Turísticos, e será disponibilizado nos seguintes locais: Salvador (prioridade para empresas sediadas na Barra, Centro Antigo e Rio Vermelho); Morro de São Paulo e Barra Grande (Costa do Dendê); Ilhéus e Itacaré (Costa do Cacau); Praia do Forte e Camaçari (Costa dos Coqueiros); Porto Seguro e Santa Cruz Cabrália (Costa do Descobrimento).

Para adquirir o plano de atendimento do Sebrae MEDE Turismo os empresários devem procurar o Sebrae mais próximo ou ligar gratuitamente no 0800 570 0800. As vagas são limitadas e a participação está sujeita à avaliação do perfil empresarial.

Por Agência Sebrae de Notícias Bahia


Sucesso total total em todas edições a Feira da Praça, promete movimentar a cidade a partir dessa quinta-feira (16), às 17hrs. Com nova logomarca, nova estrutura, novas atrações e novos expositores, e tem como objetivo ser um espaço alternativo para empreendedores locais expor seus produtos.A feira, que nessa edição tem total apoio da prefeitura municipal de Itacaré, terá comercializações de diversos produtos entre eles: artesanatos, cosméticos, roupas, acessórios, bolsas e serviços. E contará com oficinas de arte infantil, desfile e musica ao vivo durante o evento a partir das 18hrs na Praça São Miguel em Itacaré, centro da cidade.

A Feira da Praça é uma realização da Associação das Mulheres Empreendedoras de Itacaré (A.M.E.I). Dúvidas e informações de como participar ou expor produtos e serviços, entrar em contato com Carol (73) 99975 5561.


O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, se reuniu com representantes da Liga Itacareense de Surf e Standup (LIS) para discutir uma série de projetos voltados para o desenvolvimento do esporte e a educação, além de propor a união dos segmentos para promover e atrair eventos esportivos locais, nacionais e internacionais. Antônio de Anízio reconhece a importância do surf para o desenvolvimento de Itacaré, não somente por levar o nome da cidade a nível internacional, como também fortalece a economia local, em especial os setores do turismo e do comércio.

Como parte dos projetos voltados para o surf, o prefeito adiantou que já vem sendo mantidos contatos com empresas organizadoras de eventos mundiais para que Itacaré volte a ser uma referência internacional nesse esporte. Também falou da importância do trabalho desenvolvidos pelas entidades e escolinhas de surf no incentivo e na divulgação do esporte, além de revelar grandes talentos. Paralelo aos eventos que serão realizados e atraídos para Itacaré, Antônio de Anízio discutiu com a Liga a possibilidade de criação de um museu do surf mostrando toda a história do esporte em Itacaré.

Mas não é somente o surf que vem recebendo uma atenção especial da Prefeitura de Itacaré. O prefeito adiantou que deverá ser iniciada nos próximos dias o Centro de Treinamento de Canoagem, em parceria com o Governo do Estado, e a construção do Estádio Municipal no bairro da Passagem, com campo de futebol, arquibancadas e pista de atletismo. Também estão sendo desenvolvidos projetos voltados para o vôlei, futvolei, artes marciais, capoeira e várias outras modalidades esportivas.

PROJETO – Os representantes da Liga Itacaré de Surf e Standup parabenizaram a iniciativa do prefeito de se reunir com as associações para ouvir a comunidade e desenvolver projetos coletivos. Na oportunidade os representantes da LIS apresentaram para o prefeito o projeto do Circuito Municipal de Surf Escolar de Itacaré, com quatro etapas anuais previstas para acontecer de 2017 a 2020. O objetivo desse projeto é formar novos atletas, incentivar aqueles já em formação, além de estimular o vínculo da criança e do jovem com a escola.

Regulamentada pelo Decreto nº 7.984, de 08 de abril de 2013, a LIS é formada atualmente por seis entidades: a Associação de Surf de Itacaré, Associação Itacareense de Surf, Associação de Surf Feminino de Itacaré, Associação de Longboard de Itacaré, Associação de StandupPadle de Itacaré e Instituto Prancha do Campeão. A Liga representa aproximadamente 100 atletas, o que demonstra o interesse dos jovens pelo desenvolvimento do surf local e pela concretização da identidade de Itacaré como cidade do surf. Assecom/Itacaré.