A terceira edição da Feira Universitária do Livro da UESC foi marcada pela participação intensa do público em uma programação ampla e variada e por parcerias importantes com as instâncias dedicadas ao livro, à leitura e à cultura do estado e da região. A iniciativa reuniu importantes eventos institucionais como o 2º Seminário da TV UESC, o I Encontro de Culturas Populares e Identitárias, o XII Encontro Local do Proler, o Ciclo de Palestras do DLA, além de ações e projetos da Fundação Pedro Calmon/SECULT-BA, Rota Transportes e Lápis na Mão.


Também completaram a programação a comemoração dos 40 anos da Biblioteca, Oficinas grupo focal sobre o livro Fluxos Contemporâneos, o I Fórum Fazer Literário de Ilhéus e o lançamento do Projeto No caminho tem um livro, que vai compartilhar a leitura no transporte público. No dia 26, o Bate-papo literário “Leituras em movimento” com a escritora Ana Maria Gonçalves, o poeta Lourival Piligra e o sociólogo Luiz Guilherme Beaurepaire abriram oficialmente as discussões da semana, momento em que também foi realizado o lançamento de mais de 20 livros da Editus. Na ocasião também foi assinado o convênio de cooperação técnica entre a Fundação Pedro Calmon e a Universidade, com a presença da reitora Adélia Pinheiro, do secretário de Cultura da Bahia, professor Jorge Portugal, e do diretor da Fundação, Zulu Araújo.

Como parte das atividades ainda, foram realizadas oficinas e cursos que mobilizaram grande público. Os temas envolveram desde a relação da leitura com outras linguagens, até abordagens que valorizaram as expressões da cultura popular, como as oficinas de torso e turbante, cordel, teatro, dança afro, entre outras. Entre os destaques a folclórica “VOLTA DA JIBÓIA” de Itacaré. Ao longo de toda a semana, além da venda de livros da Editus e das principais editoras universitárias do país, o público também pôde conferir obras de autores baianos com preços promocionais na UESC e no centro de Ilhéus, e ainda atividades culturais, rodas de diálogos e uma programação específica para crianças e adolescentes. Parte das ações que movimentaram a semana de 26 a 30 de outubro podem ser conferidas na página da Editus, no Facebook, no blog: www.feiradolivrouesc.blogspot.com.br e em breve na galeria da 3ª Feira do livro da UESC no Flicklr.


Mais um grande evento acontece em Itacaré nos próximos dias, dessa vez o IV Moto Fest que acontecerá entre os dias 20 e 21 de novembro. O evento está sendo promovido pelo Navegadores de Porto Seguro com apoio da Prefeitura Municipal de Itacaré e promete agitar Itacaré. O evento contará com uma recepção aos motociclistas, música ao vivo, churrasco “0800” para os motociclista e troféus, além das belas praias como paisagem.

Anote aí: 

Evento:  4º Moto Fest Itacaré

Datas: 20 e 21 de Novembro de 2015

Local: Orla, Praça de São Miguel

Cidade: Itacaré

Estado: BA

e-mail: [email protected], [email protected]

Organizador: www.navegadores-mc.com.br

Contato: Jorge Maraba / Clayton

Fone: 73 8802 0081 – 73 9833 2894

Facebook: facebook.com/events/1485660195068750/

Observacao: Shows com atrações musicais, Belas Praias, Recepção aos Motociclistas.


Confira os melhores cliques da festa de encerramento do Mahalo Surf Eco Festival 2015, com o patrocínio todo especial da loja GILTEC informatica em Itacaré, onde você encontra: eletros e eletrônicos.Impressões em A3 e A4, Xerox, Plastificações e muito mais.Visite e confira tudo que é novidade em Itacaré: Rua: João de Souza, nº 140 – Centro de Itacaré (ao lado do Posto de Saúde) loja 2 – Giltec Ponto da Cópia: Rua Joaquim Vieira, Centro de Itacaré ao lado do Fórum.Tel (73) 3251. 2874 / 99971. 8315.

Confira alguns cliques abaixo:

foto_itacare_urgente_surfecofestival040

foto_itacare_urgente_surfecofestival046

foto_itacare_urgente_surfecofestival059

CONFIRA MAIS FOTOS CLICANDO AQUI!


Em um dia mágico, numa noite iluminada de luar, Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá e o mais novo integrante André Frateschi subiram ao palco da última noite do Mahalo Surf Eco Festival, com os primeiros versos de “Será”. A faixa que abria o disco de estreia da banda, em 1985, seria apenas um aperitivo da apresentação da Banda Legião Urbana, trilha sonora de toda uma geração.

O trabalho homônimo, cujos 30 anos serve de mote para a turnê comemorativa, foi revisitado ao vivo da primeira à última faixa. Com o público cantando juto, a banda engatilhou “A Dança”, “Petróleo do Futuro”, “Ainda é Cedo”, “Perdidos no Espaço”, “O Reggae”, “Baader-Meinhof Blues”, “Por Enquanto”.

Com músicas como “Geração Coca-Cola” e “Soldado”, ficou claro que a escolha de André Frateschi para os vocais foi acertada. Quem esperava um clone de Renato Russo no palco pode não concordar, mas é justamente este o seu grande trunfo. Frateschi não parece nada – e nem quer parecer – com o líder da formação original da banda, que morreu em 1996.

O que se vê no palco é um fã legítimo, que revela intimidade com o repertório para além de ensaios pré-turnê. Lançando mão da experiência como ator, o vocalista consegue apresentar uma performance consistente, sem descambar para a afetação.

Num dos raros momentos em que falou com o público, Frateschi disse o suficiente. “Vocês esperaram 20 anos para ouvir essas músicas ao vivo. Vocês têm noção de que esta noite é histórica? A gente está aqui para comemorar, se divertir e cantar muito. Viva Renato!”, convocou. E, durante a execução de Teorema, chuva. Teria sido um sinal?

foto_itacare_urgente_surfecofestival012

Dez minutos

Fechado o ciclo do álbum Legião Urbana, era hora de cumprir a difícil tarefa de pinçar sucessos de outros discos da banda, com revezamento nos vocais. A atualíssima Que País é Este? compareceu. Dado Villa-Lobos ameaçou se despedir com Índios. Mas o público ainda viveria para ouvir os dez minutos da música Faroeste Caboclo, cantando junto cada palavra.

foto_itacare_urgente_surfecofestival027

Para cantar “Pais e Filhos”, Bonfá assumiu o microfone e Frateschi sentou na bateria, mostrando que tem múltiplas habilidades. Vestindo uma camiseta onde se lia Leave the boy alone, ele parecia mandar um recado.

Que Renato Russo é insubstituível é óbvio. Mas, sim, Frateschi honra sua participação na turnê comemorativa com competência. Então, deixem o cara em paz. (Informações A Tarde Online)


O norte-americano Kanoa Igarashi, 18 anos, é o campeão do Mahalo Surf Eco Festival. Ele venceu o australiano Connor O’Leary, 22, na final disputada na manhã deste domingo (01), na Praia da Tiririca, em Itacaré. Em uma final eletrizante contra o australiano Connor O’Leary, Kanoa somou notas 7.40 e 7.57 nas duas melhores ondas, contra 7.77 e 6.97 de Connor, que chegou a liderar o duelo e levou a virada nos minutos finais.

Inspirado, Kanoa Igarashi descartou notas 7.00, 6.17 e 5.93. Com a vitória, o californiano é o mais novo integrante da elite mundial. O domingo teve início com as semifinais do Mahalo Surf Eco Festival. No primeiro duelo, Kanoa travou uma batalha acirrada com o australiano Ryan Callinan, autor de 4.33 e 8.83, contra 6.83 e 8.00 do californiano.

Em seguida, o brasileiro David do Carmo deu adeus à disputa. David teve a melhor nota (6.73) no duelo contra Connor O’Leary e bateu na trave na última onda, quando buscava 6.27 e conseguiu 5.97. Informações Surf Bahia.

Kanoa Igarashi vence o Mahalo Surf Eco Festival em Itacaré e garante vaga na elite mundial. Foto: Sávio Ribeiro
Kanoa Igarashi vence o Mahalo Surf Eco Festival em Itacaré e garante vaga na elite mundial. Foto: Sávio Ribeiro

 

norte_americano
Kanoa Igarashi vence o Mahalo Surf Eco Festival. Foto: Sávio Ribeiro

 

Kanoa Igarashi vence
Kanoa Igarashi vence

O dia amanheceu com chuva, em Itacaré, mas logo o sol apareceu para o público encher a Praia da Tiririca para assistir mais um dia de disputas decisivas Mahalo Surf Eco Festival em Itacaré, na briga pelas últimas vagas no ranking do World Qualifying Series. A batalha começou desde a primeira bateria, iniciada as 9h00 até a última do dia, encerrada as 17h com a classificação de dois concorrentes, os australianos Ryan Callinan e Soli Bailey.

Tomas Hermes segue na briga pelo título do Mahalo Surf Eco Festival. Foto Daniel Smorigo/WSL
Tomas Hermes segue na briga pelo título do Mahalo Surf Eco Festival. Foto Daniel Smorigo/WSL

Cinco brasileiros continuam na briga do Mahalo Surf Eco Festival após mais uma dia do evento com status 6000 nesta sexta-feira, em Itacaré. Os baianos Bruno Galini e o itacareense Yagê Araujo, os catarinenses Tomas Hermes e Yago Dora e o paulista David do Carmo se classificaram para o sábado que deverá apontar os semifinalistas do evento.

A sexta-feira já não começou bem para os brasileiros que estavam mais próximos da zona de classificação para o WCT. Ele foram eliminados nos primeiros confrontos do dia. A primeira baixa foi o cearense Michael Rodrigues, barrado pelo australiano Cooper Chapman e o indonesiano Oney Anwar. Na segunda bateria, o baiano Bino Lopes perdeu para o catarinense Yago Dora a briga pela segunda vaga na disputa vencida por outro australiano, Connor O´Leary.

Na seguinte, o campeão do QS 6000 de Florianópolis (SC), Deivid Silva, também ficou em terceiro contra o australiano Michael Wright e o americano Noah Schweizer. E o defensor do título do Mahalo Surf Eco Festival, Alex Ribeiro foi batido pelo também paulista Renato Galvão e o baiano Yagê Araujo na bateria que fechou a segunda fase.

Yago Dora. Foto Daniel Smorigo/WSL

Yago Dora. Foto Daniel Smorigo/WSL

Depois a chuva parou e o baiano Bruno Galini venceu a disputa pelas duas primeiras vagas para a rodada classificatória para as oitavas de final, ao superar três estrangeiros surfando boas ondas que valeram notas 8,50 e 7,57 para totalizar 16,07 pontos, contra o australiano Soli Bailey, o português Nic Von Rupp e o americano Tanner Gudauskas.

yage_araujo_itacare_01

 

OITAVAS DE FINAL

Depois, Bruno Galini voltou ao mar para disputar as duas primeiras vagas para as oitavas de final e garantiu a Bahia e o Brasil entre os 16 finalistas em Itacaré, superando o paulista Thiago Camarão no penúltimo confronto do dia, vencido pelo havaiano Kiron Jabour vencendo. No último, o australiano Ryan Callinan, que defende vaga no G-10 do World Qualifying Series, ganhou a bateria e o seu compatriota Soli Bailey seguiu com chances de entrar na zona de classificação para o WCT nesta etapa da Bahia, ao superar o francês Andy Criere. Callinan será o adversário de Bruno Galini na segunda oitava de final e Bailey está na primeira com o havaiano Kiron Jabour.

Quando a sexta-feira começou, 13 surfistas tinham chances matemáticas de ultrapassar o francês Maxime Huscenot, que fecha a lista do G-10 para completar a elite dos top da World Surf League. Sete deles perderam, inclusive os quatro brasileiros que estavam na briga, o cearense Michael Rodrigues, o baiano Bino Lopes e o paulista Deivid Silva, caíram nos primeiros confrontos do dia, ainda pela segunda fase da competição. A última esperança ficou então para outro paulista, Jessé Mendes, que acabou em último na sua bateria da terceira fase, vencida pelo sul-africano Beyrick De Vries com o australiano Wade Carmichael passando em segundo.

Bruno Galini. Foto Daniel Smorigo/WSL

RESULTADOS DO MAHALO SURF ECO FESTIVAL:
Quarta fase (1º e 2º=Oitavas de Final/3º=17º lugar e 1.050 pontos e US$ 2.000 de prêmio:
1ª: 1-Kiron Jabour (HAV)=13.17, 2-Bruno Galini (BRA)=11.50, 3-Thiago Camarão (BRA)=8.17
2ª: 1-Ryan Callinan (AUS)=13.40, 2-Soli Bailey (AUS)=10.37, 3-Andy Criere (FRA)=9.50

Baterias que vão abrir o sábado:
3ª: Santiago Muniz (ARG), Ramzi Boukhiam (MAR), Mihimana Braye (TAH)
4ª: Kanoa Igarashi (EUA), Evan Geiselman (EUA), Davey Cathels (AUS)
5ª: Noe Mar McGonagle (CRI), Medi Veminardi (REU), Marco Giorgi (URY)
6ª: Dion Atkinson (AUS), Tomas Hermes (BRA), David do Carmo (BRA)
7ª: Connor O´Leary (AUS), Beyrick De Vries (AFR), Yago Dora (BRA)
8ª: Wade Carmichael (AUS), Michael Wright (AUS), Yagê Araujo (BRA)

TERCEIRA FASE – (3º=25 lugar, US$ 1.300 e 700 pts/4º=37º lugar, $ 1.200 e 650 pts):
1ª: 1-Bruno Galini (BRA), 2-Soli Bailey (AUS), 3-Nic Von Rupp (PRT), 4-Tanner Gudauskas (EUA)
2ª: 1-Kiron Jabour (HAV), 2-Ryan Callinan (AUS), 3-Hiroto Arai (JPN), 4-Ezekiel Lau (HAV)
3ª: 1-Andy Criere (FRA), 2-Thiago Camarão (BRA), 3-Ian Gouveia (BRA), 4-Leandro Usuna (ARG)
4ª: 1-Mihimana Braye (TAH), 2-Davey Cathels (AUS), 3-Michael February (AFR), 4-Matheus Navarro (BRA)
5ª: 1-Santiago Muniz (ARG), 2-Kanoa Igarashi (EUA), 3-Derek Peters (EUA), 4-Jadson André (BRA)

6ª: 1-Evan Geiselman (EUA), 2-Ramzi Boukhiam (MAR), 3-Granger Larsen (HAV), 4-Nomme Mignot (FRA)
7ª: 1-Noe Mar McGonagle (CRI), 2-David do Carmo (BRA), 3-Ricardo Christie (NZL), 4-Lucas Silveira (BRA)
8ª: 1-Medi Veminardi (REU), 2-Dion Atkinson (AUS), 3-Robson Santos (BRA), 4-Joan Duru (FRA)
9ª: 1-Tomas Hermes (BRA), 2-Marco Giorgi (URY), 3-Rafael Teixeira (BRA), 4-Leonardo Fioravanti (ITA)
10: 1-Beyrick de Vries (AFR), 2-Wade Carmichael (AUS), 3-Jessé Mendes (BRA), 4-Marco Fernandez (BRA)
11: 1-Connor O´Leary (AUS), 2-Yagê Araujo (BRA), 3-Noah Schweizer (EUA), 4-Cooper Chapman (AUS)
12: 1-Michael Wright (AUS), 2-Yago Dora (BRA), 3-Oney Anwar (IDN), 4-Renato Galvão (BRA)

SEGUNDA FASE (3º=49º lugar, 400 pontos e US$ 550/4º=73º lugar, US$ 450 e 370 pts):
Baterias que abriram a sexta-feira:
21: 1-Cooper Chapman (AUS), 2-Oney Anwar (IDN), 3-Ian Crane (EUA), 4-Michael Rodrigues (BRA)
22: 1-Connor O´Leary (AUS), 2-Yago Dora (BRA), 3-Bino Lopes (BRA), 4-Ian Gentil (HAV)
23: 1-Michael Wright (AUS), 2-Caetano Vargas (BRA), 3-Deivid Silva (BRA), 4-Brent Dorrington (AUS)
24: 1-Renato Galvão (BRA), 2-Yagê Araujo (BRA), 3-Alex Ribeiro (BRA), 4-Weslley Dantas (BRA)

Fonte: Noticias do Mar/Com informações João Carvalho – WSL South America Media Officer


De acordo com a Secretaria de Turismo de Itacaré, toda a rede hoteleira de Itacaré está praticamente ocupada desde o último mês de agosto. Ainda de acordo com informações da administração municipal, a demanda por hospedagem já passa a ser suprida por cidades vizinhas, como Serra Grande e Ilhéus e Maraú.

No sábado (31), o cantor e compositor Seu Jorge e as bandas Ponto de Equilíbrio e Baiana System se apresentam no festival. Já no domingo, será a vez de Nando Reis, Cidade Negra e dos músicos Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá, que fazem a turnê especial ‘Legião Urbana – 30 anos’, em homenagem à formação da lendária banda de rock brasileira.

O Mahalo Surf Eco Festival é realizado pela Dendê Produções com patrocínio da marca Mahalo, Prefeitura Municipal de Itacaré, Pousada Ecoporan, Secretaria de Turismo do Governo do Estado da Bahia, TV Santa Cruz e Skol.

Mahalo Surf Eco Festival, em Itacaré

Dia 31 de outubro(sábado)​
Atrações: Seu Jorge, Baiana System, e Ponto de Equilíbrio

Dia 01 de Novembro (domingo)

Atrações: Legião Urbana, Cidade Negra e Nando Reis

Valor: pista R$ 60,00 – Passaporte para os dois dias pista: R$ 100,00

Camarote: R$ 100,00 – Passaporte para os dois dias camarote: R$ 180,00

Informações: 71 30141510

Pontos de vendas: lojas Bockadoor de Ilhéus e Itabuna, Balcão do Karioca de Ilhéus, Mahalo Itacaré.

Compre seu ingresso pela internet: http://goo.gl/KUgGBw