A rara beleza natural é onipresente neste Resort localizado na praia de Itacarezinho, a 15 Km de Itacaré, no Sul da Bahia. Em meio a 100 hectares de Mata Atlântica nativa, o Txai Resort Itacaré vai muito além da hospedagem, combinando elementos ideais para oferecer momentos únicos. E para poder vivenciar mais desta experiência exclusiva, entre os meses de março e outubro de 2019, os visitantes que se hospedarem por quatro dias, terão a quinta diária cortesia, oferecida pelo Txai.

Seus 38 charmosos bangalôs, divididos em sete categorias, possuem deck de madeira suspenso que revelam a exclusividade de um resort premiado internacionalmente. Todos eles possuem varanda privativa e visões privilegiadas para o mar, além de outras comodidades. O resort é rodeado por jardins impecáveis e possui cinco piscinas, dois bares, um cardio fitness, dois restaurantes, sala de TV, casa de passeios, sala de jogos, quadras de tênis e heliponto. Uma sala VIP no aeroporto de Ilhéus completa o conforto que o resort oferece aos seus visitantes.

O local é ideal para quem procura dias descontraídos em um lugar que emana a alegria baiana. O sol está sempre brilhando nas paradisíacas praias, com mar verde esmeralda, convidando para um passeio.


O preso que tentou fugir do Complexo Penitenciário de Gericinó, na Zona Oeste do Rio, vestido de mulher foi encontrado morto, na manhã desta terça-feira (6), em sua cela no presídio de segurança máxima Bangu 1. Segundo a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), Clauvino da Silva, de 42 anos, conhecido como Baixinho, teria se enforcado com um lençol. O corpo de bombeiros foi chamado, e será realizado o registro de ocorrência. Também será instaurada uma sindicância para apurar os fatos. A Seap informou que todas as celas de Bangu 1 são individuais.

Na semana passada, Clauvino tentou sair pela porta da frente vestido de mulher. Segundo a Seap, o preso iria deixar a sua filha dentro da cadeia e vestiu a roupa dela para tentar a fuga. Os inspetores penitenciários perceberam a atitude suspeita e interromperam o plano de fuga. O traficante, a sua filha e mais sete visitantes foram encaminhados à delegacia. (MSN)


Taipu de Fora hoje de tarde. Foto: Darlim | Barra Grande 24horas

É certo que quem conheceu Barra Grande há 10 anos atrás viu uma vila bem diferente do que é hoje. Ponto turístico conhecido mundo a fora, a península se tornou em um dos principais destinos nas listas das agências de turismo. Brasileiros de todos os cantos aparecem na região e notassem o número expressivo de novos moradores vindo de outros lugares do país e do mundo em busca de sossego.

Tendo em vista o crescimento expressivo da Península, os novos empreendimentos imobiliários precisam ser mais estruturados e bem mais organizados e priorizando a integridade dos ecossistemas da região. Foi assim que os empreendimentos Vivendas do Farol e Portal dos Corais saíram do papel.

Criados na praia de Taipu de Fora, os proprietários idealizaram um projeto que integrasse a essência da região e preservasse suas características de forma a servir a crescente demanda da população da península e principalmente o respeito ao meio ambiente.

Para tanto, todas as licenças ambientais nos âmbitos municipal, estadual e federal foram devidamente solicitados e protocolados. Medidas assim possibilitam à comunidade a crescer de forma inteligente e sustentável.

Com o lançamento previsto para os próximos meses, os empreendimentos Vivendas do Farol e Portal dos Corais configuram os primeiros empreendimentos planejados a se fixarem na península. Pensados e planejados para ser uma área moderna e com amplas avenidas, os empreendimentos serão destinados tantos para atividade comercial quanto para o setor residencial em uma área privilegiada de Taipu de Fora. (Barra Grande 24h)


Por conta do recorrente mar revolto em julho, os barcos de pesca passaram mais tempo nas areias do Rio Vermelho do que nas águas da Baía de Todos-os-Santos. O começo de agosto também não dá sinais de melhora. No domingo (4), a Marinha do Brasil emitiu um sinal de alerta até essa quarta-feira (7), com ondas entre 3 e 4 metros de altura – o equivalente a uma casa de dois andares – e ventos de até 74 km/h na costa do Nordeste, entre os estados da Bahia e Rio Grande do Norte.

“Eu pesco há 30 anos e nunca vi um mês de julho igual a esse. Só fui pro mar umas três, quatro vezes e geralmente saio entre 10 e 15 vezes neste período do ano. Para pagar as contas, estou tendo que fazer bicos, porque pescando não dá”, contou o pescador Raimundo Nonato, 50 anos, que tem visitado a Colônia de Pescadores apenas para jogar conversa fora e ‘tomar uma’.

O motivo do mau tempo é a persistência de um sistema de alta pressão sobre o oceano, ou seja, o ar na atmosfera se movimenta constantemente, com giros de centenas e até milhares de quilômetros de diâmetro. Com isso, a depender da direção de rotação (horário ou anti-horário), formam no seu interior os centros de alta e baixa pressão. Leia a matéria completa Correio.


A taxa de homicídios estimados na Bahia, em 2017, foi de 63,5 para cada 100 mil habitantes, segundo o Atlas da Violência dos Municípios. A pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), elaborada em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, foi divulgada nessa segunda-feira (5), e aponta as organizações criminosas como uma das causas da violência.

O especialista em segurança pública, o professor Luís Lourenço, do Laboratório de Estudos Sobre Crime e Sociedade (Lassos) da Universidade Federal da Bahia (Ufba), concorda. Para ele, a aliança entre as maiores organizações criminosas do país, a paulistana Primeiro Comando da Capital (PCC) e a carioca Comando Vermelho (CV), com as facções baianas é fomentada principalmente no comércio atacadista de drogas.

“Na Bahia, o PCC e CV não atuam no comércio varejista de drogas. Essa atividade é dos grupos locais. Além da droga, fornecem armas também no atacado”, explicou. Esses grupos maiores também trabalham na transferência de conhecimento entre os traficantes, formando e capacitando criminosos. Leia a matéria no CORREIO.


O encanto das paisagens naturais, como as belas praias, os inúmeros passeios e a saborosa gastronomia fazem o município de Itacaré ganhar cada vez mais destaque no cenário turístico. Por reconhecer a importância econômica que a cidade tem para a Bahia, assim como para o Brasil, e atendendo uma solicitação dos vereadores locais Hamilton Silva e Luís Fabiano, o deputado federal Ronaldo Carletto (PP) encaminhou um Ofício ao ministro de Estado do Turismo, Marcelo Álvaro, solicitando a construção de um Centro de Convenções em Itacaré.

“Itacaré já está bem conhecida pelos investimentos turísticos que vem recebendo ao longo dos anos e a construção deste equipamento irá alavancar ainda mais o turismo de negócios na região, gerando emprego e renda para a população. Meu pleito é para que o ministro autorize a abertura do Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse do Governo (Siconv), uma ferramenta online que agrega e processa informações sobre as transferências de Recursos Federais para Órgãos Públicos e Privados sem fins lucrativos, e, posteriormente, faça o empenho da proposta”, explicou o deputado.Fonte: Ascom do Dep Federal Ronaldo Carletto.


Conhecido como Ronca ou Baixinho, o traficante Clauvino da Silva foi capturado quanto tentava fugir do presídio Gabriel Ferreira Castilho (Bangu 3) com uma máscara, peruca e roupas femininas, segundo o jornal Extra. Sua filha, Ana Gabriele Leandro da Silva, é suspeita de auxiliá-lo na tentativa de fuga, de acordo com a Secretaria Estadual de Administração Penitenciária do Rio de Janeiro (Seap-RJ). Outras oito visitantes, entre elas uma grávida, também teriam tentado ajudar o criminoso, preso na galeria B7 de Bangu 3, onde estão os chefes da maior facção criminosa do Rio. Ainda conforme a Seap, foi a grávida que entrou com o material para o traficante se disfarçar. (Extra)