Na última segunda-feira (13), a Cooperativa de Trabalho Nacionalcoop realizou mais uma visita aos cooperados lotados em Itacaré para acompanhar o desenvolvimento das atividades desenvolvidas na cidade, e no distrito de Taboquinhas.

Durante as visitas, a equipe esclareceu as dúvidas dos cooperados, referentes à: Recolhimento do INSS; Informe de Rendimento para o Imposto de Renda; Nova Sistemática da Folha de Frequência; Repouso Remunerado; Seguro de Vida; Direitos assegurados aos cooperados previstos pelas Leis 5.674/1971 e 12.690/2012. Na oportunidade, o Conselho de Administração da Nacionalcoop incentivou e orientou os cooperados no sentido de fiscalizarem a efetivação dos seus direitos.

Em seguida, conforme convite veiculado pela Nacionalcoop, sob a determinação da Lei 12.690/12, bem como, do Estatuto Social e Regimento Interno da Cooperativa, a equipe acompanhou a reunião de eleição do novo cooperado coordenador lotado em Itacaré, realizada na Câmara Municipal, onde na ocasião, também dirimiu as dúvidas dos cooperados em relação aos direitos, deveres e funções que deverão ser exercidas pelo cooperado coordenador eleito. (Blog Joel Fernando)


O pugilista baiano Reginaldo Holyfield se envolveu em uma briga, no início da tarde desta terça-feira (14), no centro de Salvador. Na confusão, o lutador acabou sendo atingido em vários locais do corpo e precisou levar cinco pontos na cabeça. De acordo com informações da Central de Polícia (Centel), o incidente ocorreu por volta das 12h10, na Avenida Sete de Setembro, próximo ao Relógio de São Pedro. A polícia ainda acrescentou que, a princípio, a briga se deu entre Holyfield e um ambulante, mas depois outros sete vendedores também se envolveram na confusão. Em conversa com o G1, o lutador disse que a confusão começou após ser provocado por ambulantes, e que um deles chegou a passar a mão nas nádegas do lutador. “Eu estava indo para o dentista, e quando estou passando ali pelo relógio de São Pedro, começam a me xingar. Aí eu fui até eles e disse: ‘como é que vocês me chamam disso’. E voltei. Aí nisso continuaram. Você sabe que eu sou cabeça quente e não aguentei. E aí joguei [bati]. Chutei. Aí começaram a vir. Veio um, veio dois, veio três. Até que um pegou um pau e bateu na minha cabeça. Depois vieram mais 20. Aí começaram a me dar pancada e eu comecei a correr e fui parar no quartel dos Aflitos [da PM]”, conta Holyfield.”Além disso, esse rebanho de covarde quis pegar na minha bunda. Eu sou um homem que não digo um ‘ai’. Não brigo com ninguém. Não sou de confusão”, afirma.

Charles Sacramento, advogado de Holyfield, afirmou que o lutador foi agredido não só moralmente, mas fisicamente, e procurou se defender.”Quando ele diz que ‘jogou’, foi para se defender. Além do mais, vários cidadãos pegaram nas nádegas dele e, consequentemente, ele foi em defesa de sua honra. Todos sabem que Holyfield é um evangélico de bem e defende o esporte”, diz. Holyfield ficou ferido na cabeça, onde levou cinco pontos, nas mãos e na testa. Ele foi atendido na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) dos Barris e depois seguiu para o Instituto Médico Legal, para fazer exame de corpo de delito. O caso está sendo investigado pela 1ª delegacia dos Barris. Informações do G1.


Um homem identificado vulgarmente como Binho, foi encontrado morto na Região de São Gonçalo, Zona Rural de Taboquinhas nesta terça-feira (14). O mesmo foi encontrado de bruços, e segundo informações, a vítima foi assassinada com um tiro de espingarda na cabeça. O autor do crime não foi identificado.

Há algumas semanas à população de Taboquinhas vem sofrendo com a falta de segurança pública. Logo após troca de Comando da 72ª Companhia Independente da Policia Militar de Itacaré, o efetivo do 2º Pelotão de Taboquinhas, que atuavam todos os dias, foram removidos. Moradores do distrito estão inquietos, e pedem explicações do comandante. (Foto: Albert Queiroz/Fonte: Taboquinhas Informa)


O acidente ocorreu na noite de segunda-feira (13), no centro do município de Varzedo, a cerca de 200 quilômetros de Salvador. “Praticamente um milagre”, relatou o delegado Luiz Castro Freaza, em entrevista ao G1 nesta terça-feira (14). Segundo o titular da unidade policial, o caminhão descia uma ladeira quando ocorreu a batida. “O veículo estava sendo conduzido por um homem de 50 anos. Ele estava descendo a ladeira, que dá acesso à empresa, quando colidiu frontalmente. A moto ficou ficou toda estraçalhada. Tivemos que pegar os pedaços para trazer até a delegacia”, relatou Freaza. Conforme o delegado, “pelos vestígios”, parece que a vítima chegou a ser arremessada para debaixo do caminhão. “Não tem como não ser um milagre. Nessas situações, a vítima seria estraçalhada em pedaços. Ele [adolescente] sobreviveu”, comemorou. Após o acidente, a vítima foi atendida no hospital da cidade e liberado. O condutor do caminhão foi ouvido pela polícia. “Ele foi qualificado, interrogado e irá responder por acidente de trânsito com vítima não fatal. Ele não ficou ferido”, disse o delegado. Informações do G1.


O visual do WhatsApp para Android mudou. O aplicativo recebeu o Material Design, interface conhecida do Android 5.0 (Lollipop). A atualização ainda não chegou na Play Store para todos os usuários. Por enquanto, quem quiser atualizar o aplicativo deverá baixar um arquivo no site oficial. Na interface principal, o que mudou, além da cor que passou a ser verde escuro, foram os ícones. As três abas – ‘Ligações’, ‘Conversas’ e ‘Contatos’ – já estava disponível desde a última atualização. Dentro das conversas, pouca coisa mudou. A principal novidade fica por conta do menu ‘Anexo’, com novos ícones e animações para abrir e fechar. A notificação pop-up também está de cara nova. Para baixar a atualização, o usuário deverá baixar o ‘arquivo APK’ e fazer a atualização manualmente. Para isso, a opção ‘fontes desconhecidas’, no menu Segurança, deve estar marcada. De acordo com o site TechTudo, a atualização até agora não está disponível para tablets.


O músico baiano Edson Gomes fez comentários ácidos em entrevista à revista Muito do jornal A TARDE deste domingo. Ele começou dizendo que Bob Marley, um ícone do reggae no mundo, “é um babaca” e, explicou os motivos da declaração. “Veja, é meu cantor preferido no lado social. Mas, quando você busca a linha filosófica, só diz besteira. É um palhaço. E não sou apenas eu que digo isso. Quem estuda Bob Marley sabe”, disse o reggaeman baiano. Mas as críticas não ficaram por ai, ele disparou também contra a música baiana. “Sempre fiz música para passar uma mensagem. É diferente do axé, que nunca quis dizer nada. Eles quiseram apenas fazer fortuna, enganar as pessoas”, pondera Edson Gomes, acrescentando que “Não escuto música baiana. O que eles têm de bom é essa estrutura de gravação, distribuição de shows. Nas músicas, optam pelo vazio”, completa o polêmico músico, que em entrevista ao Bahia Notícias já disse ter criado termo “sofrência” e que novo estilo “induz a tomar veneno de rato”. Para equilibrar com o conteúdo ácido das declarações, o músico falou sobre seu futuro e admitiu arrependimento. “Gastei uma parte da minha vida artística numa rivalidade idiota com Sine Calmon. Disputávamos espaço e público. E tudo era bobagem”, disse Edson Gomes. Por telefone Sine Calmon respondeu de maneira descontraída. “É mais ou menos o que existe hoje com Ivete Sangalo e Claudia Leitte. Ele é Vitória. Eu sou Bahia. Mas nos gostamos. Ele é uma referência como artista”, disse Calmon. (Bahia Notícias)


Esta frase faz menção a morte do jovem de 28 anos, Marcos Santos Novaes. Ele juntamente com a namorada saia da festa quando sofreu um acidente na Avenida Rio Branco, centro de Ipiaú. Marcos bateu a cabeça num poste de energia elétrica, quebrou uma perna e um braço e faleceu cerca de três horas depois no Hospital Prado Valadares, em Jequié. A namorada dele, Jaiane Souza também ficou ferida. O seu estado de saúde não foi divulgado.

Dentro do espaço da festa, os cerca de 40 policiais militares mantiveram a ordem no evento. No mesmo dia em que cantaria em Ipiaú, Igor Kannário realizaria um show também em Ilhéus, distante cerca de 120km. Mas, o evento foi cancelado após a juíza proibir a entrada de menores na festa. Vale ressaltar que em Jequié, o artista também não conseguiu se apresentar. Os principais clubes da cidade não aceitarão o show do cantor, por acreditarem que ele incita a violência. (Giro em Ipiaú)

CONFIRA O MOMENTO NO VÍDEO ABAIXO: