Um acidente com um ônibus de uma banda de forró deixou cinco pessoas feridas na madrugada desta terça-feira (23). O acidente ocorreu no Km 288 da BR-101, nas proximidades do trevo da cidade de Santo Antônio de Jesus, região do Recôncavo Baiano. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o ônibus, com placa IAD 7169, levava a banda de forró Um Novo Amor, que seguia para Wenceslau Guimarães. Ainda de acordo com a PRF, o veículo, que transportava ao todo 12 pessoas, tombou e capotou para fora da pista após o motorista perder o controle da direção. Cinco pessoas ficaram feridas no acidente. Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) prestaram os primeiros socorros às vítimas e as encaminharam para o Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus. De acordo com a PRF, quatro vítimas foram encaminhadas para a enfermaria do hospital, apenas com ferimentos leves. A quinta vítima, o motorista do veículo, precisou ser levada ao centro cirúrgico. Não há informações sobre o estado de saúde dele. Informações do Correio.

RTEmagicC_onibus236.jpg


O Tribunal de Contas da União (TCU) cobrará do governo federal explicações sobre mais duas irregularidades apontadas nas contas da presidente Dilma Rousseff referentes ao ano de 2014. A corte questionará a Advocacia-Geral da União (AGU) sobre a “prática de sonegar” de seus auditores informações de financiamentos concedidos pelo BNDES a grandes empresas, como a Odebrecht e o Grupo JBS Friboi. Além disso, quer justificativas para a autorização de créditos adicionais ao orçamento, no ano de 2014, sem previsão legal. O pedido de informações foi sugerido pelo ministro substituto André Luís de Carvalho, com base em falhas apontadas pela área técnica do TCU no Balanço Geral da União. O relator do processo, Augusto Nardes, disse que a solicitação será enviada nos próximos dias ao ministro-chefe da AGU, Luís Inácio Adams. Na última quarta-feira, o TCU abriu prazo de 30 dias para a presidente Dilma se pronunciar sobre 13 irregularidades apontadas. Os dois novos pontos são uma espécie de “aditivo” ao documento, embora não sejam endereçados diretamente à presidente, mas à AGU. No despacho em que justifica o pedido, André Luís afirma que, ao remeter documentos ao TCU, o BNDES ocultou com tarjas informações sobre os empréstimos a grandes empresas. Na ocasião, o banco justificou que as operações eram protegidas por sigilo bancário. Segundo o ministro, isso foi feito sem amparo legal ou judicial. Tanto que, ao avaliar a questão no mês passado, o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou que os dados fossem fornecidos à Corte sem restrições. Para ele, a conduta do BNDES obstruiu a fiscalização das contas. “Pela deliberada prática de sonegar informações, o TCU ficou impedido, no exercício de 2014, de identificar a regularidade das operações de financiamento do BNDES e, por consequência, até mesmo de verificar a fidedignidade das demonstrações apresentadas nos balanços gerais da União”. Sem transparência – Entre as operações que ficaram sem transparência, ele citou empréstimos de 7,5 bilhões de reais ao Grupo JBS Friboi. “Nesse caso, houve a recusa, por parte do BNDES, para a entrega de parte da documentação solicitada pelo TCU com o intuito de efetuar os trabalhos de fiscalização solicitados pelo Poder Legislativo federal”, afirmou. Ele citou ainda a operação com a Odebrecht para modernizar o Porto de Mariel, em Cuba: “Qual é o impacto fiscal disso? Ninguém sabe exatamente, porque não foram prestadas as informações”. Para André Luís, a omissão dos dados pode configurar irregularidade que leve a Corte a dar parecer pela rejeição das contas ou se abster de uma opinião a respeito. Daí a necessidade de incluir a questão entre os pontos a serem questionados na defesa do governo. Ele também disse ser necessário ouvir o governo sobre irregularidades na aprovação de créditos adicionais ao orçamento. A questão foi levantada pelo Ministério Público de Contas. No ano passado, diante da necessidade de contingenciar recursos para cumprir a meta, Dilma aumentou os limites de despesa em 10 bilhões de reais por meio de decreto, o que, para o MP, teria “agravado o resultado fiscal”. (Veja)


As cantoras Simone e Simaria foram assaltadas a caminho de um show no Forroça, na cidade de Cruz das Almas, no Recôncavo baiano. Contatada pelo Bahia Notícias, a produção da banda confirmou a informação e afirmou que o roubo aconteceu no último sábado (20), antes da apresentação das cantoras. De acordo com a produtora, a banda seguia por uma estrada de terra a caminho do local do show quando foi abordada pelos assaltantes, que levaram documentos, celulares e dinheiro da dupla, que fez o show normalmente e está bem. Segundo a delegacia de polícia da cidade, não houve registro do roubo.


O bispo Hermes Fernandes, da Igreja Reina, participou de um documentário gravado pela Rede Globo onde ele lava os pés de pessoas que sofrem preconceito por parte da igreja evangélica e também por parte da sociedade. Os convidados para participarem dessa cerimônia foram uma travesti, uma mãe de santo, uma portadora de necessidades especiais, um homem negro, uma mulher boliviana, um sociólogo ateu e uma bióloga. Em seu blog o bispo relatou que teve a ideia de lavar os pés dessas pessoas para “resgatar a mensagem centra do evangelho: o amor”, em seu entendimento essas pessoas precisam entender que elas são amadas. “Pus-me de joelhos e com uma bacia cheia d’água, comecei a lavar e beijar seus pés, rogando que nos perdoassem por toda a discriminação sofrida”, relatou. Segundo o bispo os fiéis que participaram do culto na manhã do dia 12 de junho se emocionaram. “Na plateia, lágrimas. A presença de Deus era nítida entre nós. Era como se o abismo profundo que nos separava fosse finalmente transposto”. Mas apesar da emoção de quem assistiu ao culto, quando o fato foi transmitido pela internet o bispo Hermes Fernandes foi bastante criticado. Entre as críticas estão os textos dos pastores Ciro Zibordi e Renato Vargens que encontraram um erro teológico no ato de lavar os pés. Zibordi escreveu que a atitude do bispo da Igreja Reina não está de acordo com a Bíblia, pois Jesus lavou apenas os pés dos seus discípulos. “A bem da verdade, o Senhor Jesus não saiu pelo mundo lavando os pés de todos os tipos de pecadores para demonstrar que os amava. Ele só lavou os pés de pessoas em uma única ocasião”, disse. O pastor da Assembleia de Deus fez questão de frisar que Jesus não quis instituir o culto do lava pés, mas que o pastor que quiser seguir seu ato que o faça, desde que seja para larvar os pés de seus discípulos.

Zibordi também questiona qual é o tipo de evangelho que o bispo estaria pregando. “No texto que li, alhures, sugere-se que os evangélicos são preconceituosos e não amam os pecadores quando pregam contra o pecado. Entretanto, agradar os pecadores, apresentando-lhes uma mensagem ecumênica, é mesmo uma demonstração de amor, à luz do que ensinou o Mestre dos mestres? Penso que não, pois os evangélicos que se prezam — à semelhança do Senhor Jesus — devem pregar os que os pecadores precisam ouvir, o autêntico Evangelho, e não um evangelho pragmático, isto é, o que os pecadores querem ouvir.” Renato Vargens, da Igreja Cristã da Aliança, listou cinco razões que o fazem descordar da atitude do bispo Fernandes, concordando com Zibordi quando ele fala sobre lavar os pés apenas de discípulos e sobre a pregação de uma evangelho ecumênico. “Pregar o evangelho é anunciar a verdade que o homem independente da nacionalidade, sexo, cor e raça é pecador, e que em virtude disso está condenado ao inferno, a não que Cristo o salve do engano dando-lhe vida Eterna. Ao lavar os pés de pessoas de fé e percepções diferentes, Hermes, relativizou a mensagem do Evangelho proclamando um cristianismo politicamente correto, bem como desprovido das verdades  como a necessidade do homem arrepender-se de seus pecados.” (Voz da Bahia)


Neste Domingo, 21, haverá distribuição dos presentes referentes ao Dia das Mães. Serão mais de 1.500 itens de diversos tipos, entre eles: TVs, Fogões, Geladeiras, Tanquinhos, Relógios, Conjuntos de Panela, Conjuntos de Xícaras, entre outros. Além da sede, haverá distribuição em mais regiões, entre elas: Taboquinhas, Água Fria, Matinha, Pancada Grande, Pé de Serra, Conjunto São Pedro.

Em Itacaré os presentes serão distribuídos a partir das 14h na quadra do Colégio Manoel Castro.

Em Taboquinhas, a partir das 14h na praça principal. E nas demais regiões, em horários diversos.

A distribuição será realizada pela Prefeitura Municipal de Itacaré, através da Secretaria de Ação Social, e também acontecerá no Dia dos Pais e no Dia das Crianças. (ASSECOM)


Uma ação da 72ª Companhia Independente da Policia Militar (CIPM) Pelotão de Maraú, encontrou na manhã da última quarta-feira (17), no assentamento Santa Maria município Maraú, armas e drogas, em uma das casas, um morador foi preso em flagrante no local, mas não teve sua identidade revelada.

Essa foi mais uma bem sucedida ação da 72ª Companhia Independente da Policia Militar (CIPM) de Itacaré contra o trafico de drogas na região. Nos último meses a policia vem travando uma verdadeira guerra contra o trafico de drogas desde a troca de comando. (Fonte: Maraú Noticias)


O Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) recomendou, após reunião na última quinta-feira (11), a retirada de duas peças publicitárias da cervejaria Itaipava por serem excessivamente apelativas à sensualidade. Segundo informações do site UOL, a decisão pela sustação dos materiais da campanha foi unânime. Uma das propagandas traz a modelo Aline Riscado, a “Verão” da atual campanha “Itaipava 100% – Faça sua escolha”, segurando uma garrafa e uma lata de cerveja próximas aos seios. Na mão esquerda, uma lata de cerveja logo abaixo do número “350 ml”. Na direita, a modelo segura outra cerveja com a mensagem “300 ml” e, embaixo dos seios, está escrito “600 ml”. Outro cartaz analisado pelo Conar mostra uma modelo exibindo uma garrafa de cerveja, ao lado de uma mensagem que diz “20% casa. 30% comida. 50% roupa lavada”. De acordo com o Conar, as peças foram consideradas excessivamente provocativas e, por conta disso, houve a recomendação. Procurado pelo site iG, o Grupo Petrópolis, responsável pela cervejaria, afirmou que ainda não foi notificado e disse desconhecer a decisão do Conselho. A assessoria de imprensa do Conar informou que uma recomendação nunca foi descumprida, em mais de oito mil processos julgados pelo conselho.

Propaganda com Bruna Marquezine

A atriz Bruna Marquezine, 19 anos, teve de apagar do seu Instagram uma foto que compartilhou durante o último carnaval. A imagem de uma cervejaria, postada através de um contrato publicitário, foi denunciada por uma consumidora ao Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária).