Felipe que era Massoterapeuta e sempre atendia na praia do Resende, adorava realizar apresentações de malabares com fogo e Pirofagia, que nada mais é que a arte de manipular o fogo, engolindo, cuspindo ou passando pelo corpo. E ainda segundo as informações, Felipe ingeriu querosene em uma de suas apresentações, o que ocasionando um principio de Pneumonia química, provocando muita dor de cabeça.E nos últimos dias seu estado de saúde se agravou e as dores amentaram. Felipe foi levado ao hospital, onde tomou soro e foi liberado, horas depois retornou ao hospital novamente, e ao ser colocado na ambulância do Samu para ser transferido até Ilhéus, o jovem teve uma parada respiratória e mesmo o médico tentando de todas as formas reanimá-lo, não resistiu e veio a óbito.

Brincalhão e sempre sorridente, Felipe que era muito querido na cidade, ele era filho do vendedor ambulante Marajá e da Professora e presidente dos Sindicato dos professores e trabalhadores da Educação, Joselita.

11124703_1639695506252070_2946029387863929553_n

10246809_284974464995487_3041591106974299248_n

946607_793559900702858_2803831364618476678_n


Uma mulher precisou passar por uma microcirurgia depois de ter um peixe preso pelos ferrões na bariga dela. O caso aconteceu no município de Itanhaém, no litoral de São Paulo. De acordo com o ‘G1’, a mulher mergulhou na praia do Centro, conhecida popularmente como “praião”, quando foi atingida pelos ferrões do bagre. Ela foi socorrida por uma unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e a microcirurgia aconteceu em uma UPA, também em Itanhaém.“Nosso protocolo é imobilizar e não retirar porque só o médico pode fazer isso. Levamos até à UPA e lá o médico cortou os ferrões. Em seguida, foi feita uma uma microcirurgia para retirar os ferrões”, explicou o socorrista técnico de enfermagem Marcelo Araujo Tamada ao ‘G1’. Após o procedimento cirúrgico, ela sentia bastante dor no local, mas apresentava um quadro estável.


Uma viatura da Polícia Militar, CIPE Caatinga, capotou neste sábado (9), na BR-101, a cerca de cinco quilômetros da cidade de Ibirapitanga, interior da Bahia.

Segundo a PM, a pista estava molhada devido às fortes chuvas na região, o que causou a aquaplanagem do veículo. O cabo Ademilson Borges dos Reis, o soldado Heldisnei Manoel de Jesus e o soldado Herlder da Silva Sena sofreram ferimentos leves. Já o soldado Bruno Silva Ramos saiu ileso do acidente.

Os policiais militares foram socorridos por uma ambulância do distrito de Ibirapitanga para o Hospital Santa Casa de Misericórdia, na cidade de Itabuna. Todos passam bem. (G1)

IMG-20160109-WA0005


Faleceu no início da noite desta sexta-feira (08), o jovem massoterapeuta Felipe Rebouças, de 25 anos, as causas da morte ainda são desconhecidas. As primeiras informações são que Felipe, tava de cam já alguns dias com uma forte dor de cabeça, até que nesta sexta-feira chegou ao hospital com muita dor, e assim foi coloca-lo no Samu para transferência até Ilhéus, teve uma parada respiratória. O médico tentou de todas as formas reanimá-lo, sem sucesso.

Brincalhão e sempre sorridente, Felipe que era muito querido na cidade, ele era filho do vendedor ambulante Marajá e da Professora e presidente dos Sindicato dos professores e trabalhadores da Educação, Joselita.

Nas redes sociais vários amigos em suas paginas pessoais prestaram suas últimas homenagens a Felipe.

FB_IMG_1452300036447

FB_IMG_1452299989858


O Aedes aegypti precisa apenas de calor e água parada para se reproduzir. Em Jequié, o mosquito encontra um clima propício para a sua proliferação, aumentando, consideravelmente, os riscos de casos de dengue, febre chikungunya e vírus zika. Então, nada de copo descartável, sacolas plásticas, tapinhas de garrafa, casca de ovo e de coco, latas e outros recipientes em ambientes abertos para não acumular água. O governo também deve fazer sua parte, promovendo a limpeza dos canais, a exemplo do antigo Rio Jequiezinho, oferecer todas as condições de trabalho aos agentes de endemias. Se todos fizerem a sua parte, haveremos sofrer menos.


Em uma ação rápida na noite desta quinta-feira (07), uma guarnição do PETO de Itacaré, pertencente a 72ª Companhia Independente de Polícia Militar, com o apoio do Delegado Emanuel Ribeiro Matos, realizou uma operação, com incursões e abordagens, no intuito de capturar os indivíduos que atearam fogo no artesão CÉSAR ALVES BORGES, na madrugada do dia 03 de janeiro de 2016. Quando os policiais se aproximaram do final da Rua da Pituba, avistaram um menor de idade, suspeito do crime, o mesmo tentou evadir, mas foi apreendido pela guarnição. Logo após, os policias deslocaram até a sua residência, encontrando o indivíduo JADSON SANTOS DE JESUS (maior de idade), apontado pelo primeiro como o coautor do crime. Os dois foram apresentados na Delegacia de Itacaré.

Em depoimento, os suspeitos confessaram a autoria do crime e disseram que o alvo era um outro homem, apelidado de Playboy, com quem o adolescente havia tido uma briga anteriormente. “Eles disseram que só queriam dar um susto, mas sabiam as consequências do que estavam fazendo”, afirma o delegado Emanuel Matos, titular da delegacia de Itacaré.

Conforme o delegado, o adolescente já foi apresentado ao Ministério Público e participa de uma audiência na segunda-feira (11) para decidir sobre a transferência dele para Salvador. Ele aguarda na delegacia de Itacaré. Jadson está detido na delegacia do município e deve ser encaminhado para o complexo presidiário de Ilhéus.

20160109030616


A Guarnição Alfa do Pelotão de Emprego Tático Operacional (PETO) da 61ª CIPM/Ubaitaba prendeu, na manhã desta quinta-feira (07), em Ubaitaba, um homem identificado como João Batista Soares Ramos, de 25 anos, residente em Itapevi, São Paulo, acusado de passar notas falsas a um comerciante no Terminal Rodoviário de Ubaitaba, onde embarcaria para Igrapiúna, para casa da noiva.

Notas falsas foi apreendida pela Polícia (Foto: Ubatã Notícias)

Notas falsas foi apreendida pela Polícia (Foto: Ubatã Notícias)

Segundo informações da Polícia Militar, João comprou dois quilos de requeijão num comércio instalado na Rodoviária e deu a nota falsa. Momentos depois o comerciante percebeu a fraude e acionou a PM, que prendeu João e o conduziu à Delegacia de Ubaitaba. Com o acusado, a Polícia apreendeu diversas notas falsas. À PM, o homem disse que pagou pelas notas falas a um amigo em São Paulo. A Polícia Civil investiga o caso. (Ubatã Notícias)