Um lote de dois melões, da marca Yubari, foi vendido nesta sexta-feira (22) por 1,5 milhão de ienes (cerca de R$ 38 mil) no Japão. O país é conhecido por sua paixão pelas frutas de luxo, de forma perfeita e gosto saboroso. O leilão foi organizado no mercado central da cidade de Saporo, na ilha setentrional de Hokaido, onde se encontra a cidade de Yubari, que deu seu nome a esta marca de melão, a mais prestigiada do país. Apesar do valor impressionante, o preço não bateu o recorde de 2,5 milhões de ienes (US$ 20.700) alcançado no ano passado e em 2008. Os japoneses não costumam economizar quando se trata de comprar frutas, um presente muito apreciado no arquipélago. Em meados de abril, duas mangas muito cobiçadas alcançaram o preço de 300.000 ienes (US$ 2.500) em Miyazaki, na ilha de Kyushu (sudoeste). Nos grandes mercados e nas lojas especializadas, estas obras de arte da natureza são expostas como se fossem joias, protegidas por uma rede de musseline branca. Frequentemente vendidas por unidade, as maçãs, peras, pêssegos e uvas apresentam medidas perfeitas. Nos mercados comuns, as frutas continuam sendo caras: uma simples maçã pode custar mais de três dólares. (Correio)

melao-mais-caro-do_mundo
Nos grandes mercados e nas lojas especializadas, estas obras de arte da natureza são expostas como se fossem joias, protegidas por uma rede de musseline branca. (Foto: AFP)

Auditoria feita pela Controladoria-Geral da União (CGU) revela um crescimento do número de bolsas ociosas no Programa Universidade para Todos (ProUni), criado para aumentar o acesso ao ensino superior de estudantes de baixa renda. De acordo com dados da Diretoria de Políticas e Programas de Graduação da Secretaria de Educação Superior, ligada ao Ministério da Educação (MEC), a quantidade de bolsas não ocupadas passou de 15% para 25%, entre 2006 e 2012, data da última atualização. O estudo aponta que a não ocupação das bolsas do ProUni no período foi, em média, de 22% do total de bolsas ofertadas. No topo da lista dos cursos com bolsas ociosas está o de Secretariado, com apenas 50% das cadeiras ocupadas. Em seguida, aparecem os cursos de Relações Públicas, com 47% das bolsas não preenchidas, Educação Física/Bacharelado (38%), Educação Física/Licenciatura (29%), Engenharia de Produção (27%), Sistema de Informação (26%), Medicina (21%) e Jornalismo (13%). Segundo os dados apresentados, a ociosidade de bolsas parciais, é cerca de três vezes maior do que a de bolsas integrais.


Mais um caso, no mínimo curioso, registrado no Hospital de Base de Itabuna. O pintor Washington Soares Albuquerque, 26 anos, morador do Jardim Grapiúna (Favela do Bode), sob o efeito do crack, resolveu realizar uma fantasia sexual, colocando um anel em seu pênis. O membro enrijeceu e travou o anel. Assustado, com o pênis inchado e sentindo fortes dores, Washington pediu socorro a avó que o conduziu ao Hospital de Base. O anel foi retirado após procedimento cirúrgico.  Informações do Rede Brasil.


De acordo com a Secretaria de Saúde da Bahia, Itabuna é o segundo município baiano em quantidade de notificações de Aids neste ano, precedido apenas da capital, Salvador. Entre primeiro de janeiro e esta quarta (20), 104 pessoas foram diagnosticadas com o vírus. Além de Itabuna, no sul da Bahia novos casos de Aids foram detectados em Ilhéus, Buerarema, Camacan, Itororó, Pau Brasil e Una. As informações são do site Giro em Ipiaú. Salvador, que responde pelo maior número de casos, registra 431 pessoas infectadas. Depois de Salvador e Itabuna, aparecem Porto Seguro, Itamaraju, Santo Antônio de Jesus e Juazeiro, que juntos já notificaram 150 novos casos confirmados de Aids. No estado já são 871 ocorrências. A Aids já matou 42 pessoas na Bahia neste ano, sendo 16 em Salvador. No sul da Bahia, duas pessoas contaminadas pelos vírus, uma de Ilhéus e outra de Una, morreram em 2015. (BN)


Um homem caiu de uma embarcação do sistema ferryboat, por volta de 7h desta quinta-feira, 21, quando fazia a travessia Salvador/ Bom Despacho. O idoso, que não teve o nome relevado, foi socorrido e passa bem. Ele teria sofrido um mal súbito e caído no mar. Segundo a Internacional Travessias Salvador, que administra o sistema, uma equipe de marinheiros da empresa socorreu o idoso rapidamente, dando os primeiros atendimentos no local. No retorno à capital, uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel e Urgência (Samu) foi acionada. A embarcação seguiu viagem após o incidente. *Informações do A Tarde.


De acordo com informações da Polícia Militar, os policiais foram acionados para atender uma ocorrência de assalto a um carro e que a vítima estava no porta-malas do veículo. Durante a perseguição, o motorista da viatura da PM perdeu o controle da direção e veículo bateu em uma loja de motos e os criminosos bateram em um lixão. Houve uma troca de tiros no local, mas ninguém ficou ferido.

A vítima foi libertada do porta-malas e três bandidos foram presos. Os policiais foram encaminhados para a Unidade de Pronto-Atendimento do Curuzu, onde foram atendidos e liberados. Conforme informou a PM, todos passam bem. (Varela Noticias)


O governo da Arábia Saudita abriu vagas de emprego para um cargo que faz o local ser conhecido mundialmente: executor. Segundo o site britânico Metro, o país está procurando por oito novos executores por conta do crescimento nas penas de morte aplicadas. A Arábia Saudita é a nação com o terceiro maior número de execuções no mundo, atrás apenas da China e do Irã. Apenas em 2014, o país executou 88 pessoas. Em seu site, o governo diz que não são necessárias qualificações especiais para se candidatar à vaga e as principais funções dos selecionados seriam executar penas de morte e amputação. (BN)