As matrículas para o ano letivo de 2019 na rede estadual de ensino começam a partir da próxima terça-feira, 22, e seguem até o dia 29 deste mês. O primeiro dia será destinado para transferência de estudantes da rede estadual. Os interessados em realizar a transferência deverão comparecer a uma unidade escolar ou via internet através do Portal da Educação. Já na quarta, 23, e quinta-feira, 24, as matrículas serão disponibilizadas para concluintes do 5º e 9º ano do Ensino Fundamental. O processo de matrícula pode ser realizado presencialmente nas unidades escolares da rede estadual e via internet para alunos de Salvador e mais 59 municípios.


Benefício está liberado para quem nasceu em janeiro e fevereiro. Valor a receber varia de R$ 84 a R$ 998.

A Caixa Econômica Federal paga, nesta terça-feira, 15, o abono salarial do PIS 2018/2019 (ano-base 2017) aos trabalhadores da iniciativa privada que nasceram em janeiro e fevereiro e são correntistas do banco. Na próxima quinta-feira, 17, o pagamento será liberado para os que nasceram nos dois primeiros meses do ano e não são clientes da instituição financeira. O valor a receber varia de R$ 84 a R$ 998, de acordo com o número de meses trabalhados no ano-base (2017).

Segundo a Caixa, estarão disponíveis R$ 2,57 bilhões para um total de 3,52 milhões de trabalhadores. Os recursos de todos beneficiários ficam disponíveis para saque até 28 de junho de 2019.

PIS/Pasep já é pago pelos bancos com novo valor do salário mínimo

O próximo calendário de saques na instituição é para os nascidos nos meses de março e abril, que ocorrerá no dia 19 de fevereiro. Para os nascidos em maio e junho, a liberação ocorre no dia 12 de março.

Já o Banco do Brasil, instituição responsável pela liberação do abono do Pasep aos servidores públicos, paga o benefício também no dia 17, para os participantes que possuam número final de inscrição 5.

Segundo a instituição, o benefício está disponível para aproximadamente 2 milhões de trabalhadores cadastrados no Pasep, em um valor total de R$ 1,763 bilhão. Do montante, cerca de 206 mil participantes receberão o volume de cerca de R$ 176 milhões no pagamento da próxima quinta-feira.

Segundo o BB, os pagamentos realizados a partir de 2 de janeiro de 2019 contemplam o novo valor do salário mínimo aprovado em 1º de janeiro de 2019, de R$ 998.

O pagamento dos participantes com número de inscrição final 6 e 7 se dará no dia 21 de fevereiro. Já para os que possuem número final 8 e 9, acontecerá no dia 14 de março.

Quem tem direito

Para ter direito ao abono salarial do PIS/Pasep é necessário ter trabalhado formalmente por pelo menos um mês em 2017 com remuneração média de até dois salários mínimos.


Em razão das sucessivas interrupções no fornecimento de energia elétrica em localidades  de Itacaré, Ilhéus, Maraú, uma das principais zonas turísticas da Bahia, a Secretaria Estadual do Turismo solicitou à presidência da Coelba especial atenção no atendimento a baianos e turistas durante a alta estação, quando a demanda é intensificada.

Em documento encaminhado ao diretor-presidente da companhia, Fúlvio Machado, o subsecretário do Turismo Benedito Braga relaciona os transtornos e prejuízos decorrentes dos apagões. Para os turistas, a situação causa desconforto e reduz a eficiência dos serviços. Para os comerciantes baianos, é sinônimo de significativo prejuízo financeiro.

O subsecretário cita, no documento, o apagão ocorrido nesta segunda-feira (14), na Praia do Forte, município de Mata de São João, onde hotéis e restaurantes ficaram impedidos de atender adequadamente aos clientes. “É certo que a alta estação requer monitoramento rigoroso do sistema”, registrou.

Contudo, Braga solicita apoio da companhia na identificação das causas do problema, a fim de restabelecer o fornecimento regular e contínuo de energia.

Repórter: Lenilde Pacheco/Ascom/Setur


A Prefeitura de Itacaré, em parceria com o consórcio GT1 e a Empresa de Meio Ambiente do Brasil (Emab), já está realizando em todo o município o Cadastro Ambiental Rural (CAR), de forma gratuita para os pequenos produtores que tenham até quatro módulos fiscais, ou seja 80 hectares. O trabalho já está sendo realizado com a visita dos técnicos, devidamente identificados, nas propriedades rurais, mas os agricultores que tiverem qualquer dúvida podem procurar a Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Itacaré para regularizar seu imóvel.

O secretário de Meio Ambiente de Itacaré, Paulo Baracho, explica que o CAR é um documento obrigatório para todos os produtores rurais, lembrando que a partir de janeiro desse ano será um documento exigido como requisitos para a adesão de todos os benefícios disponibilizados pelo governo, bem como empréstimos bancários, aposentadoria rural, licença maternidade e auxílio doença. Daí a importância da regularização e de transmitir para os técnicos as necessárias informações.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, ressalta a importância da realização do Cadastro Ambiental Rural, haja vista que, ao final dos trabalhos, cada agricultor beneficiário receberá o Certificado de Regularidade Ambiental, requisito indispensável para acesso a diversas políticas públicas governamentais na esfera municipal, estadual e federal, bem como a crédito financeiro em instituições bancárias públicas e privadas, além de garantir segurança jurídica ao produtor, dentre outras vantagens.

De acordo com ele, o Cadastro Ambiental Rural é um instrumento fundamental para auxiliar no processo de regularização ambiental de propriedades e posses rurais. Consiste no levantamento de informações georreferenciadas do imóvel, com delimitação das Áreas de Proteção Permanente (APP), Reserva Legal (RL), remanescentes de vegetação nativa, área rural consolidada, áreas de interesse social e de utilidade pública, com o objetivo de traçar um mapa digital a partir do qual são calculados os valores das áreas para diagnóstico ambiental.


A Latam Airlines Brasil anunciou o encerramento voos entre Brasília e Ilhéus, na Bahia, a partir do dia 29 de março. A companhia aérea ressalta que essa é uma iniciativa de otimização das operações e que segue operando normalmente na cidade baiana via São Paulo (Congonhas e Ilhéus). Os voos já estão bloqueados no sistema de vendas. Passageiros com passagens emitidas poderão remarcar a data da viagem ou solicitar o reembolso dos bilhetes. Em contato com a redação da Coluna de Turismo, um executivo da Latam declarou que, depois do carnaval, o movimento projetado não atinge o mínimo necessário.


O dólar teve a quarta semana consecutiva de queda, acumulando baixa de 5,12% nos últimos 30 dias. O real é a divisa que mais se valorizou ante a moeda americana neste começo de 2019, considerando um ranking de 143 países preparado pela Austin Rating. Nesta sexta-feira, 11, a moeda americana teve um dia de instabilidade, em dia de fraca liquidez, acompanhando o movimento do dólar no exterior, que subiu ante o euro e moedas de alguns emergentes, como o México e a Turquia, em meio a preocupações sobre o fechamento do governo americano, que já dura três semanas, a desaceleração da economia mundial e os rumos das conversas comerciais entre a Casa Branca e Pequim. Pela manhã, o dólar chegou a superar os 3,72 reais, refletindo um fluxo de saída de recursos do país por conta de uma operação de uma grande empresa. O dólar à vista fechou o dia em alta de 0,16%, a 3,7135 reais. Após a queda de 4% nas duas primeiras semanas de 2019, a dúvida é se o dólar tem fôlego para cair mais no Brasil nas próximas semanas.


Dois delegados que atuavam nos municípios de Monte Santo e Cansanção, no norte da Bahia, foram exonerados dos cargos pelo governo na quarta-feira (9), por conta de envolvimento em esquema de corrupção. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), eles negociavam a liberdade de presos e devolução de materiais apreendidos em troca de dinheiro. Ainda segundo a SSP-BA, as investigações sobre o caso começaram em 2011. Um dos delegados já tinha sido demitido em setembro de 2017, mas foi reintegrado em caráter provisório, por conta de uma decisão judicial emitida em outubro de 2018. A SSP informou que os delegados recebiam dinheiro de traficantes para beneficiar as atividades deles. As investigações apontaram também que os delegados extorquiam pessoas abordadas em blitze e vazavam informações de operações de combate às drogas. O grupo o qual os delegados faziam parte cobrava valores que variavam de R$ 2 mil a R$ 8 mil. O órgão também informou que outros dois delegados assumiram as atividades nas delegacias de Monte Santo e Cansanção. *Com informações do G1