A Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba) recebeu do Ibama a Licença de Operação do Porto do Malhado, em Ilhéus, válida pelo período de quatro anos. O objeto desta licença refere-se à regularização ambiental, como instalações portuárias terrestres. No porto público da região cacaueira há dois armazéns com 8 mil metros quadrados de área e capacidade para 64 mil metros cúbicos cada um, pátio descoberto para carga geral e contêineres (14.000m2 de área), armazém regulador, oficina mecânica, três subestações de energia elétrica, almoxarifado, reservatório de água, instalações prediais destinadas à administração do porto, escritórios, guaritas da guarda portuária e posto médico. “A obtenção da Licença Ambiental do Porto de Ilhéus é uma grande conquista e avanço, o que vai implicar em melhorias na gestão e infraestrutura portuária, como também na avaliação do Indicador de Desempenho Ambiental (IDA) da Agência Nacional de Transportes Aquaviários – Antaq”, destacou o diretor-presidente da Codeba, Rondon Brandão do Vale. “Esta conquista demonstra o cumprimento das exigências ambientais, possibilitando assim o desenvolvimento do porto de forma responsável e sustentável, conforme preconiza a Política Ambiental da Codeba”, acrescentou. (Blog do Gusmão)


Companhia de Eletricidade da Bahia (Coelba) anunciou, na noite desta sexta-feira (13), que fechou um acordo com a Caixa Econômica Federal (CEF) e restabeleceu contrato com o banco para que os pagamento das faturas da conta de luz seja feitos nas casas lotéricas de todo o estado. Conforme a Coelba, os consumidores já poderão fazer o pagamento nas lotéricas a partir de sábado (14). Em nota, a empresa fornecedora de energia afirmou que o acordo selado “atende à solicitação da sociedade, assegura ganhos para a Caixa Econômica Federal e para os agentes lotéricos, além de mais opções de pagamento para os clientes da Coelba”. “As empresas entendem que a situação gerada se tornou incompatível com a qualidade dos serviços essenciais prestados e lamentam os transtornos causados”, afirmou o comunicado.

Os pagamentos nas casas lotéricas deixaram de valer no dia 1º de junho. Segundo a empresa, a decisão foi tomada em virtude da não renovação do contrato da concessionária com a Caixa Econômica Federal. Na quarta (11), o MP-BA emitiu uma recomendação para que o convênio entre a empresa e o banco fosse retomado, para evitar transtornos os consumidores. (Correio24hrs)


Dos 417 municípios localizados na Bahia, apenas 92 deles dispõem, atualmente, de um plano integrado para o manejo do lixo. O número corresponde a 22% do total de cidades do estado.

Os números foram divulgados na quinta-feira (5), por uma pesquisa que traçou o Perfil dos Municípios Brasileiros (Munic 2017), elaborada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com esses dados, a Bahia é o segundo estado brasileiro com o menor número de cidades que contam com o plano. O estado fica atrás do Piauí, onde somente 17,4% das cidades foram contempladas com projetos do tipo.

As prefeituras não podem se credenciar para receber recursos, financiamentos e incentivo da União para investimento na área de descarte de resíduos sólidos se não possuírem um planejamento integrado do manejo do lixo. De acordo com o G1, a falta de um projeto ambiental que contemple o manejo do lixo resulta em impactos ambientais do município, bem como mudanças nas condições climáticas da região, podendo provocar enxurradas e secas. No estado, as cidades de Alagoinhas, Caetité, Castro Alves, Guanambi, Itaparica, Senhor do Bonfim e Teofilândia estão entre as 92 contempladas por algum programa ambiental nesta área.


O Cana Brava All Inclusive Resort, situado da Rodovia Ilhéus-Canavieiras, km 24, Olivença, Ilhéus-BA, foi invadido por hackers na madrugada desta quinta-feira (12).

De acordo com informações exclusivas concedidas ao Ilhéus24h, o conceituado Resort está sem acesso ao sistema desde o início do ataque. Até o momento não há divulgação de suspeitos ou possíveis pedidos de recompensa para que as atividades do Cana Brava sejam normalizadas.


Depois de 20 dias com aumentos de preços sucessivos, a Petrobras anunciou hoje (12) que reduzirá em 0,98% o preço da gasolina em suas refinarias. A partir de amanhã (13), o litro do combustível cairá 2 centavos e passará a custar R$ 2,0326. A última vez que o preço da gasolina caiu foi em 22 de junho, quando passou de R$ 1,8841 para R$ 1,8634. Desde então, o combustível teve nove aumentos. Desde 22 de junho, a gasolina acumula alta de 9,08%, ou seja, 17 centavos por litro nas refinarias da estatal. *Informações da Agência Brasil


Uma rota com 20 fazendas que produzem de cacau a chocolate será inaugurada, no próximo dia 18, data de abertura do Chocolat Bahia, o Festival Internacional do Chocolate e Cacau, em Ilhéus. O marco inicial da rota será um totem, em forma de chocolate, no início da rodovia estadual que liga Ilhéus e Uruçuca, a BA-262. Dela também fará parte a mais emblemática e movimentada rodovia sul-baiana, a Ilhéus-Itabuna (BR-415), onde estão empreendimentos como a Fazenda Yrerê, aberta a visitação de turistas e produtora de cacau e chocolate. Para a Rota do Chocolate na BA-262, o governo baiano investiu R$ 400 mil. Marco Lessa, publicitário da M21 e organizador do Chocolat Bahia, diz que este dinheiro foi aplicado em sinalização da BA-262 e criação de site e aplicativo. Nesta quinta (12), a Rota do Chocolate foi tema de reportagem da Folha, que mostra algumas das propriedades ao longo da rodovia estadual (veja aqui)


Quem passou pelo aeroporto Jorge Amado, em Ilhéus, nesta semana, se deparou com uma cena vexatória. Um defeito nos dois bebedouros instalados no piso superior provocou alagamento e colocou a segurança de passageiros e de quem trabalha no local em risco. O perigo é grande porque os equipamentos estão instalados ao lado das poltronas e dos fios da estação de energia para recarregar celulares e computadores. Passageiros que esperavam um dos voos para Belo Horizonte ironizaram o fato de pagarem uma tarifa tão cara enfrentar tamanho descaso. Eles observaram que os riscos são grandes de alguém pisar no chão molhado, cair e sofrer um acidente grave. Atualmente, a Infraero é quem administra o aeroporto de Ilhéus, que deve ser transferido para iniciativa privada nos próximos anos. Antes da conclusão do processo, a estatal deveria aos menos fazer uma simples manutenção nos bebedouros. *Com informações do Blog do Pimenta