Um leitor que pediu pra não ser identificado, entrou em contato conosco alertando sobre o surto de casos de catapora e sarampo na Vila Camboinha, cerca de 12km de Itacaré. Segundo ele, a falta de um acompanhamento médico da comunidade, como campanhas de vacinação na localidade, atrelado a distancia de um posto de Saúde, sem dúvida vem contribuindo para proliferação da doença. “Peço a secretaria de saúde de Itacaré, que encaminhe o mais rápido possível um médico e uma equipe de vacinação a Camboinha, para que o mal não venha acontecer”.


A Petrobras anunciou um novo reajuste para os combustíveis, com aumento de 1,90% no preço da gasolina nas refinarias e queda de 0,30% no preço do diesel. Os novos valores valem a partir de amanhã (24).

A nova política de revisão de preços foi divulgada pela petroleira no dia 30 de junho. Com o novo modelo, a Petrobras espera acompanhar as condições do mercado e enfrentar a concorrência de importadores.

Em vez de esperar um mês para ajustar seus preços, a Petrobras agora avalia todas as condições do mercado para se adaptar, o que pode acontecer diariamente.

Além da concorrência, na decisão de revisão de preços, pesam as informações sobre o câmbio e as cotações internacionais.


Nesta quinta-feira o deputado federal João Gualberto (PSDB), recebeu o prêmio de melhor deputado no “Ranking dos Políticos 2017”. O prêmio é concedido pela organização independente, apartidária e sem fins lucrativos, “Ranking dos Políticos”, que avalia o trabalho dos congressistas com critérios bem objetivos, como a presença nas sessões, a eficiência dos projetos de leis apresentados, os gastos com a verba indenizatória, se responde a processos judiciais e outros.

João Gualberto que é um empresário bem sucedido está no seu primeiro mandato como deputado e em pouco tempo se destacou com a sua postura de independência política:

“Neste ano, fiquei entre os 3 melhores deputados do país e o melhor da Bahia, o que me deixa bastante feliz, pois, assim, reafirmo as minhas crenças, ideologias, conduta política. Estamos no caminho certo”.


Os alunos da rede municipal de Piraí do Norte, no sul da Bahia, realizaram um protesto na manhã desta quarta-feira (22) em frente à sede da prefeitura, na Praça Santo Antonio, no centro da cidade. Segundo informações obtidas pelo Bocão News, os estudantes reivindicavam merenda escolar e falta de pagamento dos profissionais da limpeza.

Em nota, a prefeitura lamentou o ocorrido, explicou que o atraso refere-se à apenas um mês de trabalho e que está empenhada em garantir o pagamento de seus salários em dia.

Leia a nota na íntegra:

“A Prefeitura de Piraí do Norte lamenta o ocorrido na manhã desta quarta-feira 22/11/2017, com a manifestação dos alunos do Grupo Escolar Duque de Caxias a respeito do atraso salarial do funcionalismo de apoio à Educação.

O Executivo, no exercício do seu dever institucional, informa que o atraso refere-se à apenas um mês de trabalho e que apesar da crise e das dificuldades iniciais de governo que assola a atual gestão, renovamos o compromisso com a população de Piraí do Norte e com os servidores públicos municipais, em específico, os servidores de apoio à Educação, de nos empenharmos para garantir o pagamento de seus salários em dia, assim como tem sido com os professores de nosso município, e regularizar a situação o mais breve possível, pois já está sendo tomando medidas e estratégias financeiras para ajustar a situação. Pedimos a compreensão dos alunos e funcionários com salário em atraso e que se dirijam à Prefeitura de Piraí do Norte para demais esclarecimentos.

 ASCOM Prefeitura de Piraí do Norte”


Mais uma conquista do movimento municipalista. O presidente Michel Temer determinou nesta quarta-feira, 22 de novembro, que até dezembro seja repassado auxílio financeiro de R$ 2 bilhões aos Municípios brasileiros sob a forma do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Mais uma vez, a união, o engajamento e a mobilização dos gestores municipais mostraram que essa é a melhor forma de avançar nas pautas que trazem melhorias aos Entes locais.

O presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, comemorou a conquista. “De tanto bater e bater, a gente conseguiu e teve a compreensão do presidente Temer. Isso demonstra mais uma vez esse espírito de fortalecimento dos nossos Municípios. A gente sabe que foi uma gotinha d’água do que foi dado aos governadores, mas, no ano que vem, vamos continuar esse diálogo com o presidente”, afirmou.

O prefeito de Itacaré e presidente da Amurc, Antônio de Anízio, participou do movimento em Brasília e também comemorou a vitória. De acordo com ele tudo isso só foi possível graças a união dos gestores que se articularam para mostrar a grave situação por qual atravessa os municípios brasileiros. Antônio de Anízio ressaltou ainda que essa foi apenas uma conquista, mas a luta continua para se discutir outros importantes itens da pauta, já que as dificuldades dos municípios são muito grandes.

O repasse de R$ 2 bilhões corresponde a metade do que foi solicitado de Apoio Financeiro aos Municípios, mas dará fôlego aos Municípios diante da dura crise financeira enfrentada. O valor foi conseguido após negociações do líder da Confederação e dos presidentes de entidades estaduais com o presidente Michel Temer.

Ziulkoski também convocou os gestores municipais a estarem em Brasília nos dias 5 e 6 de dezembro. “Nós temos que ser firmes, nós temos que atuar fortes, mas não temos que quebrar ninguém. Portanto, essa unidade é que está nos levando a conquistas. Vamos colocar os Municípios acima de tudo”, finalizou.

Enquanto aguardavam o resultado da reunião com o presidente da República, centenas de prefeitos cantaram o hino nacional e gritaram palavras de ordem. Eles também comemoram a derrubada do veto ao Encontro de Contas – mais uma conquista que os mais de dois mil prefeitos celebraram nesta quarta-feira, 22 de novembro.

Em sessão conjunta, deputados e senadores derrubaram, por unanimidade, o veto do Encontro de Contas. Isso foi resultado de mobilização dos gestores municiais que estão em Brasília desde o dia 21 quando iniciaram mobilização pela derrubada do veto do Encontro de Contas pelo Congresso Nacional. (Secom/Itacaré)