Uma grade recepção em homenagem a equipe de canoagem de Itacaré pela conquista de mais um título do Brasileiro de Canoagem Velocidade e Paracanoagem 2018. Assim foi a festa de chegada do time da Associação de Canoagem de Itacaré na noite desta terça-feira. A delegação de Itacaré chegou por volta das 19 horas e caminhou pelas ruas da cidade mostrando as medalhas e o troféu de campeã por equipes, sendo aplaudido pelos pais, amigos e colaboradores. Na bagagem, além dos troféus e medalhas, a alegria do título e o orgulho de representar a cidade. A participação de Itacaré na competição contou com o apoio da Prefeitura Municipal, Câmara de Vereadores e empresários locais.

Os melhores atletas brasileiros de Canoagem Velocidade e Paracanoagem 2018 disputaram neste final de semana, em Curitiba, Paraná, o Campeonato Brasileiro de suas categorias, competição mais importante do calendário nacional do ano. E a delegação da Associação de Canoagem de Itacaré mostrou mais uma vez o favoritismo conquistando o tetra-campeonato brasileiro por equipe, com o maior número de medalhas. Em segundo lugar ficou a Associação Cacaueira de Canoagem e em 3º Associação Leopoldense de Ecologia e Canoagem.


Marta Ferreira, a Martinha, garantiu o terceiro lugar no Brasileiro de Paracanoagem, competição realizada no Park Náutico Iguaçu, em Curitiba. Ainda se recuperando de uma lesão no ombro, adquirida em 2016 e que a impediu de disputar os Jogos Paralímpicos do Rio, naquele ano, a ipiauense lutou bravamente e conseguiu a terceira colocação neste domingo (02). “Mesmo com uma lesão grave no ombro e sem contar com nenhum patrocinado vim com muito esforço próprio e humildade para Curitiba e com muita garra conquistei mais uma medalha pra minha coleção. Agradeço a Deus, minha família, minha equipe da Associação de Canoagem de Itacaré, meus parceiros da Canoagem de Ubaitaba, meus amigos de todo Brasil e todos que torceram por mim”, comentou Martinha numa rede social. Martinha é Bi Campeã Mundial, Tetra Sul Americana, Bi Panamericana, 10 vezes campeã brasileira e 11 vezes baiana. (Giro Ipiaú)


Os melhores atletas brasileiros de Canoagem Velocidade e Paracanoagem 2018 disputaram neste final de semana, em Curitiba, Paraná, o Campeonato Brasileiro de suas categorias, competição mais importante do calendário nacional do ano. E a delegação da Associação de Canoagem de Itacaré mostrou mais uma vez o favoritismo conquistando o tetra-campeonato brasileiro por equipe, com o maior número de medalhas. Em segundo lugar ficou a Associação Cacaueira de Canoagem e em 3º Associação Leopoldense de Ecologia e Canoagem.

Além da equipe de Itacaré, onde foram descobertas grandes revelações nas mais diversas categorias, o destaque também foi para a participação dos medalhistas olímpicos e atuais campeões mundiais de Canoagem Velocidade, Isaquias Queiroz dos Santos e Erlon de Souza Sivla e para Igor Alex Tofalini (medalha de ouro 2018), Caio Ribeiro de Carvalho (bronze nos Jogos Paralímpicos 2016) e Luis Carlos Cardoso da Silva, que foram os destaques da Paracanoagem. Todos os resultados dos quatro dias de competição podem ser visualizados no linkhttp://www.canoagem.org.br/evento/index/eventos_id/1287

Para garantir a participação no evento, a equipe de Itacaré contou com o apoio da Prefeitura Municipal. No total foram 37 atletas de Itacaré, de diferentes categorias, que disputam os títulos e a classificação para o Campeonato Sul Americano. Durante os 04 dias de competição, foram realizadas 277 provas, entre eliminatórias, semifinais e finais, nas categorias Infantil (11 e 12 anos), Menor (13 e 14 anos), Cadete (15 e 16 anos), Júnior (17 e 18 anos), Sênior (19 a 35 anos) e Master (acima de 35 anos), unindo no Parque do Iguaçu 486 atletas de 44 entidades filiadas a CBCa, de 06 diferentes estados do Brasil.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, parabenizou os atletas pelo excelente resultado, cada um em sua categoria, e o trabalho que vem sendo desenvolvido pela Associação de Canoagem de Itacaré e destacou o crescimento do nível dos atletas itacareenses, revelando a cada dia novos talentos. De acordo com ele, Itacaré já é uma referência no esporte e a tendência é crescer cada vez mais com o novo Centro de Treinamento de Canoagem. Antônio de Anízio também ressaltou o empenho dos atletas, o carinho e a força dos familiares e a expectativa é que tragam ainda mais medalhas para a cidade.


A delegação de canoagem de Itacaré já seguiu para Curitiba, no Paraná para participar do Campeonato Brasileiro de Canoagem Velocidade e Paracanoagem, que acontece no período de 30 de agosto a 02 de setembro no Parque Náutico do Iguaçu. Parte da equipe embarcou na noite deste domingo e um segundo grupo seguiu no início da tarde desta segunda-feira. O evento vai reunir mais de 500 atletas de todo o Brasil e será válido como seletiva para o Campeonato Sul-americano Menor, Cadete, Júnior, Sub 23 e Máster 2018.

Campeã por equipe na competição do ano passado, a delegação de Itacaré segue ainda mais forte disposta a conquistar o bicampeonato. No total são 36 atletas, de diferentes categorias, que disputarão os títulos e a classificação para o Campeonato Sul Americano. E a participação da seleção itacarense na competição contou com o apoio da Prefeitura de Itacaré e dos comerciantes locais que acreditaram nos atletas e no grande resultado que o esporte pode trazer para as novas e futuras gerações. E já na saída do grupo o clima era de alegria e de confiança entre os atletas.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, parabenizou o trabalho que vem sendo desenvolvido pela Associação de Canoagem de Itacaré e destacou o crescimento do nível dos atletas itacareenses, revelando a cada dia novos talentos. De acordo com ele, Itacaré já é uma referência no esporte e a tendência é crescer cada vez mais com o novo Centro de Treinamento de Canoagem. Antônio de Anízio também ressaltou o empenho dos atletas, o carinho e a força dos familiares e a expectativa é que tragam ainda mais medalhas para a cidade.


Isaquias Queiroz e Erlon de Souza exibem o ouro no pódio em Portugal (Foto: Helena Rebello)

O domingo começou bem para o Brasil no Mundial de canoagem. Na prova C2 de 500 metros, a dupla nacional composta por Isaquias Queiroz e Erlon de Souza levou a medalha de ouro com relativa facilidade, na disputa realizada em Portugal.

Esta será a terceira vez que o medalhista olímpico irá subir ao pódio nesta edição da mais importante competição do esporte. Isaquias Queiroz já havia faturado o ouro no C1 500m e o bronze no C1 1000m.

Tendo largado mal, Isaquias e Erlon fizeram uma prova de recuperação. Logo após a marca dos vinte metros, entretanto, os brasileiros igualaram-se e superaram o ritmo dos rivais, abrindo boa vantagem, que foi administrada até o final do percurso.

A dupla nacional fez o tempo de 1min40s043. Em segundo lugar ficaram os russos Viktor Melantev e Vladislav Chebotar, com a marca de 1min41s590. Logo atrás, chegaram os poloneses Arsen Sliwinski e Michal Lubniewski, com 1min41s787. (Globo Esporte.com)


 

Isaquias Queiroz ganhou a medalha de bronze no Mundial de Canoagem, em Portugal, neste sábado (25), na classe C1 1000, que faz parte do programa olímpico. Na sexta-feira, o brasileiro conquistou uma medalha de ouro, na categoria C1 500. Terceiro colocado com o tempo de 3min50s190, Queiroz foi superado pelo alemão Sebastian Brendel, que cravou 3min48s390. Martin Fuska, da República Tcheca, terminou em segundo lugar. Terceiro colocado com o tempo de 3min50s190, Queiroz foi superado pelo alemão Sebastian Brendel, que cravou 3min48s390. Martin Fuska, da República Tcheca, terminou em segundo lugar. Três vezes medalhista olímpico – duas pratas e um bronze -, todas conquistadas na última edição dos Jogos, disputada no Rio, em 2016, o brasileiro superou Brendel na sexta-feira, mas a C1 500 não faz parte do programa olímpico. (Giro em Ipiaú)


Favorito pelos resultados da temporada, Martin Fuksa viu de pertinho o duelo particular entre Sebastian Brendel e o brasileiro, que levou a melhor nessa distância pela terceira vez na carreira.

Foto: Reprodução

Medalhista olímpico nos Jogos do Rio-2016 e maior nome da canoagem velocidade do Brasil, o baiano Isaquias Queiroz conquistou nesta sexta-feira o tricampeonato mundial da prova C1 500m, repetindo o feito obtido em 2013 e 2014. Na final disputada na cidade de Montemor-o-Velho, em Portugal, o brasileiro superou os seus maiores rivais, o alemão Sebastian Brendel e o checo Martin Fuksa, que ficaram com a prata e o bronze, respectivamente.

Em uma disputa muito equilibrada, principalmente nos metros finais, Isaquias ganhou a prova com o tempo de 1min49s203 – quase 1s5 mais rápido que a sua marca nas eliminatórias de quinta-feira, quando ficou com o quinto melhor tempo e avançou direto à final sem precisar disputar a semifinal. Brendel cruzou a linha de chegada em segundo com 1min49s496 e Fuksa foi o terceiro com 1min50s143.