Isaquias Queiroz e Erlon de Souza exibem o ouro no pódio em Portugal (Foto: Helena Rebello)

O domingo começou bem para o Brasil no Mundial de canoagem. Na prova C2 de 500 metros, a dupla nacional composta por Isaquias Queiroz e Erlon de Souza levou a medalha de ouro com relativa facilidade, na disputa realizada em Portugal.

Esta será a terceira vez que o medalhista olímpico irá subir ao pódio nesta edição da mais importante competição do esporte. Isaquias Queiroz já havia faturado o ouro no C1 500m e o bronze no C1 1000m.

Tendo largado mal, Isaquias e Erlon fizeram uma prova de recuperação. Logo após a marca dos vinte metros, entretanto, os brasileiros igualaram-se e superaram o ritmo dos rivais, abrindo boa vantagem, que foi administrada até o final do percurso.

A dupla nacional fez o tempo de 1min40s043. Em segundo lugar ficaram os russos Viktor Melantev e Vladislav Chebotar, com a marca de 1min41s590. Logo atrás, chegaram os poloneses Arsen Sliwinski e Michal Lubniewski, com 1min41s787. (Globo Esporte.com)


 

Isaquias Queiroz ganhou a medalha de bronze no Mundial de Canoagem, em Portugal, neste sábado (25), na classe C1 1000, que faz parte do programa olímpico. Na sexta-feira, o brasileiro conquistou uma medalha de ouro, na categoria C1 500. Terceiro colocado com o tempo de 3min50s190, Queiroz foi superado pelo alemão Sebastian Brendel, que cravou 3min48s390. Martin Fuska, da República Tcheca, terminou em segundo lugar. Terceiro colocado com o tempo de 3min50s190, Queiroz foi superado pelo alemão Sebastian Brendel, que cravou 3min48s390. Martin Fuska, da República Tcheca, terminou em segundo lugar. Três vezes medalhista olímpico – duas pratas e um bronze -, todas conquistadas na última edição dos Jogos, disputada no Rio, em 2016, o brasileiro superou Brendel na sexta-feira, mas a C1 500 não faz parte do programa olímpico. (Giro em Ipiaú)


Favorito pelos resultados da temporada, Martin Fuksa viu de pertinho o duelo particular entre Sebastian Brendel e o brasileiro, que levou a melhor nessa distância pela terceira vez na carreira.

Foto: Reprodução

Medalhista olímpico nos Jogos do Rio-2016 e maior nome da canoagem velocidade do Brasil, o baiano Isaquias Queiroz conquistou nesta sexta-feira o tricampeonato mundial da prova C1 500m, repetindo o feito obtido em 2013 e 2014. Na final disputada na cidade de Montemor-o-Velho, em Portugal, o brasileiro superou os seus maiores rivais, o alemão Sebastian Brendel e o checo Martin Fuksa, que ficaram com a prata e o bronze, respectivamente.

Em uma disputa muito equilibrada, principalmente nos metros finais, Isaquias ganhou a prova com o tempo de 1min49s203 – quase 1s5 mais rápido que a sua marca nas eliminatórias de quinta-feira, quando ficou com o quinto melhor tempo e avançou direto à final sem precisar disputar a semifinal. Brendel cruzou a linha de chegada em segundo com 1min49s496 e Fuksa foi o terceiro com 1min50s143.


Taboquinhas realizou neste domingo, dia 19, a final do Campeonato Amador de Futebol, uma competição que reuniu 10 equipes das diferentes comunidades, da sede e da zona rural, numa das maiores copas já realizadas no município. A festa premiou não somente os quatro melhores times da competição, como também o goleiro menos vazado, o artilheiro do campeonato, os jogadores mais novos e o mais velho em campo e ainda os organizadores da competição. A realização foi da Prefeitura de Itacaré, com o apoio da Câmara de Vereadores.

A Chapecoense foi a Campeã da competição 2018, superando duas derrotas na primeira fase do campeonato, onde lutou muito para conseguir se classificar e superar as equipes tradicionais e recebeu o prêmio de cinco mil reais. Em segundo lugar ficou o Manchester, que ganhou três mil reais. Na terceira colocação ficou o time do São Roque, que ganhou dois mil reais, e em quarto lugar ficou a equipe do São Paulo, que recebeu o prêmio de mil reais.

 


Primeira convocação após a Copa traz uma porção de novidades: Hugo, Fabinho, Andreas Pereira… Tite chama apenas um titular por clube brasileiro para jogos contra EUA e El Salvador.

Foto: Marcello Dias/Futura Press

iclo novo, novas caras. O técnico Tite fez jus à expectativa de novidades na seleção brasileira e divulgou a primeira convocação depois da Copa do Mundo na manhã desta sexta-feira, para os amistosos contra Estados Unidos e El Salvador, com jovens jogadores e nomes que não vinham aparecendo nas últimas listas, alguns inéditos. Dentre os quais Lucas Paquetá, Hugo, Dedé, Felipe, Fabinho, Andreas Pereira e Everton.

A seleção brasileira enfrenta Estados Unidos e El Salvador nos dias 7 e 11 de setembro, respectivamente. Ambos os jogos serão realizados nos EUA, em Nova Jersey e Washington, respectivamente.

Ao lado de Edu Gaspar, coordenador de seleções da CBF, Tite anunciou a convocação na sede da entidade na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Os amistosos contra Estados Unidos e El Salvador fazem parte da preparação para a Copa América no Brasil, que acontece nos meses de junho e julho do ano que vem. As próximas convocações já tem data para acontecer: dias 21 de setembro e 26 de outubro.

Confira a lista:

    • Goleiros: Alisson (Liverpool), Hugo (Flamengo), Neto (Valencia).
    • Defensores: Alex Sandro (Juventus), Dedé (Cruzeiro), Fabinho (Liverpool), Fagner (Corinthians), Felipe (Porto), Filipe Luís (Atlético de Madrid), Marquinhos (PSG), Thiago Silva (PSG).
    • Meio-campistas: Andreas Pereira (Manchester United), Arthur (Barcelona), Casemiro (Real Madrid), Fred (Manchester United), Lucas Paquetá (Flamengo), Philippe Coutinho (Barcelona), Renato Augusto (Beijing Guoan).
    • Atacantes: Douglas Costa (Juventus), Everton (Grêmio), Roberto Firmino (Liverpool), Neymar (PSG), Pedro (Fluminense), Willian (Chelsea).

Fonte: GloboEsporte.com


Válida pelo ranking profissional da ABRASP,  a Rio Surf Pro Brasil, teve em sua segunda etapa o itacareense Alandreson Martins que conquistou a quarta colocação do evento, que foi muito disputado.

Neste domingo, Alandreson chegou à finalíssima na praia da Macumba (RJ) e somou notas 5.90 e 4.90, terminando atrás de Raoni Monteiro (1o), João Vitor Chianca (2o) e Daniel Templar (3o).

A competição distribuiu um total de R$ 30 mil em prêmios e contou ainda com as categorias Feminino Pro, Longboard Masculino e Longboard Feminino, vencidas por Camila Cássia, Rodrigo Sphaier e Evelyn Neves, respectivamente.

Resultados da etapa

Masculino Pro


A nova geração do surfe encerrou as disputas do Maricá Surf Pro/Am 2018 no último fim de semana, na praia de Ponta Negra, Maricá (RJ).


O itacareense, Rayan Fadul, filho do atleta profissional Dane Fadul e neto do lendário Ronaldo Fadul, surfou com muita intensidade e venceu as categorias Infantil e Iniciante.O surfista, que vem conquistando excelentes resultados em competições no Rio de Janeiro, mostrou novamente seu estilo limpo com pressão nas manobras. “Muito feliz com essa vitória num um pico de altas ondas, num campeonato ‘da hora’ feito junto com os profissionais. Essa onda de Ponta Negra é muito boa, pegar um mar maior aqui com certeza é bem legal. Agora é seguir em frente com foco nos campeonatos”, disse Rayan no sábado, depois de superar Pedro Henrique (2º), Antonio Carvalho (3º) e Kawa da Silva (4º) na final da Iniciante.

O domingo amanheceu com ondas de até meio metro e boa formação, cenário excelente para os surfistas com até 12 anos de idade. Embalado, Rayan venceu as três baterias da Infantil e foi novamente campeão.

Caique Nunes deu um gás nos minutos finais e ameaçou, porém terminou como vice-campeão. Em terceiro ficou Rickson Falcão, e em quarto Rafael Lutfy, que marcou a maior nota (7.83) e a maior média do dia (13.33) e que vinha de excelentes apresentações, porém na final não voltou a entrar em sintonia com o outside de Ponta Negra.

Na Petit, para atletas com até 10 anos, Nathan Hereda – filho do também ex-profissional Angelo Hereda – dominou. O surfista fez as maiores marcas da categoria (nota 6.67 e média 12.67) e foi o campeão, deixando pra trás Pablo Gabriel (2º), que vinha forte da semifinal, além de Igor Oberlander (3º) e Ramon Kurpan (4º).

Resultados