Contagem regressiva para o inicio da segunda edição da Mostra de Cinema Multicultural – Cinemulti em Itacaré. Nesta edição, que acontece entre os próximos dias 17 e 21, serão exibidos 50 curta-metragens e 5 longas, todos nacionais, especialmente produções baianas. São filmes recentes e que estão rodando mostras e festivais no Brasil e em vários países, arrematando premiações em diversas categorias.

Após as exibições serão realizados bate-papos com atores, diretores e equipe técnica dos filmes. Entre os convidados estão Bernard Attal, diretor de A Coleção Invisível e João Rodrigo Mattos, diretor de Trampolim do Forte. Edson Bastos, Pedro Perazzo e Henrique Filho, diretores dos premiados curtas Joelma, Menino da Gamboa e O Filme de Carlinhos respectivamente, também estarão nas exibições.

Assim como aconteceu com a primeira edição, a mostra é itinerante dentro da cidade. A cada dia as exibições serão em um local público diferente. O objetivo, segundo Juliana Machado, coordenadora do evento, é levar o cinema para as ruas, para alcançar um público que não é familiarizada com cinema, em uma cidade que sequer possui salas de exibição. “A população local que transita pelos bairros é primeiramente atraída pela instalação inusitada em plena praça pública e, depois de observar por alguns minutos, é ‘fisgada’ pelo tema exibido na tela, cuja identificação imediata transforma um simples curioso em expectador”, explica Juliana.

Durante os dias da Mostra serão oferecidas oficinas e workshops em capacitação audiovisual, assim como as exibições, as oficinas serão gratuitas. As inscrições ficam abertas até o dia 15 e podem ser realizadas preenchendo o formulário de inscrição no blog da Mostra. Serão oferecidas 20 vagas para cada oficina e certificado àqueles que a concluírem, cada uma possui carga horária de 20 horas As opções são: Cinema e Educação (voltada para professores), ministrada por Marialva Monteiro; Cine Upload – Produção Audiovisual para Novas Mídias, com Flávio Rebouças; Elaboração de Projetos Culturais, com Edson Bastos e Formação de Cineclube, com Márcia Nunes.

A Mostra tem o apoio da Lei de Incentivo a Cultura (Lei Rouanet – Incentivo Fiscal), Patrocínio do Banco do Nordeste e Realização do Ministério da Cultura e Governo Federal. Para ver a programação completa e adquirir ais informações acesse cinemulti2015.blogspot.com.br ou facebook/cinemulti.


Primeiro sucesso da carreira de Anitta, a música Show das Poderosas ganhou um clipe assim que foi lançada, no início de 2013. Simples, mas com muita sensualidade, o vídeo logo se tornou um dos mais assistidos de 2013. E não para de ser visto desde então. Nesta semana, atingiu a relevante marca de cem milhões de visualizações no YouTube
Foto: Divulgação.


 

A segunda edição da Mostra de Cinema Multicultural – Cinemulti será realizada em Itacaré, no período de 17 a 21 de abril tem na sua programação a exibição de 50 curta-metragens e cinco longas, todos nacionais, principalmente produções baianas. São filmes recentes, que estão rodando mostras e festivais no Brasil e em vários países e arrematando premiações em diversas categorias.
 
Após as exibições serão promovidos bate-papos com atores, diretores e equipe técnica dos filmes, onde poderão ser discutidos tanto os assuntos abordados nos filmes quanto aspectos da própria produção cinematográfica nacional.
 
Convidados
 
Entre os convidados estão Bernard Attal, diretor de A Coleção Invisível e João Rodrigo Mattos, diretor de Trampolim do Forte. Edson Bastos, Pedro Perazzo e Henrique Filho, diretores dos premiados curtas Joelma, Menino da Gamboa e O Filme de Carlinhos respectivamente, também estarão nas exibições.
 
Como na primeira edição, a mostra é itinerante e a cada dia as exibições serão em um local diferente. O objetivo, segundo Juliana Machado, coordenadora do evento, é levar o cinema para as ruas, para alcançar um público que não é familiarizado com cinema, em uma cidade que sequer possui salas de exibição.
 
“A população local que transita pelos bairros é primeiramente atraída pela instalação inusitada em plena praça pública e, depois de observar por alguns minutos, é ‘fisgada’ pelo tema exibido na tela, cuja identificação imediata transforma um simples curioso em expectador”, explica Juliana ao destacar a estratégia inovadora do projeto.
 
Oficinas
 
Durante os cinco dias da Mostra serão oferecidas oficinas e workshops em capacitação audiovisual. Assim como as exibições, as oficinas serão gratuitas e as inscrições já estão abertas no blog da Mostra. São 70 vagas para Cinema e Educação (voltada para professores), com Marialva Monteiro; Cine Upload – Produção Audiovisual para Novas Mídias, com Flávio Rebouças; Elaboração de Projetos Culturais, com Edson Bastos e Formação de Cineclube, com Márcia Nunes.
 
Repetindo o êxito do programa Aprendiz Cinemulti da primeira edição, a equipe Cinemulti Ano II selecionou, por meio de entrevista, três jovens da comunidade para integrar o time como bolsistas remunerados. Eles irão atuar juntamente com os profissionais da equipe técnica do projeto, fortalecendo seu aprendizado na área e possibilitando que aprendam na prática toda a produção do evento. “Além de gerar experiência e conhecimento para o bolsista, um dos objetivos é garantir a própria continuidade da mostra”, afirma Juliana.
 
Filmes em Destaque na programação:
 
O Filme de Carlinhos: Curta-metragem baiano. Recentemente foi aceito no Short Film Corner, uma mostra não competitiva do Festival de Cannes. Está concorrendo no primeiro turno do Grande Premio do Cinema Brasileiro 2015, na categoria Curta de Ficção. Já foi exibido em mais de 20 Mostras e Festivais e coleciona sete prêmios.
 
O Jardim das Folhas Sagradas: O diretor do longa é Pola Ribeiro, que recentemente assumiu a secretaria de Audiovisual do Ministério da Cultura. Ao longo de seus 30 anos de carreira, nos quais filmou nada menos que 40 curtas-metragens, esta é a primeira vez que o cineasta baiano assina um longa-metragem. Todo o elenco é formado por atores baianos, entre eles João Miguel (Gonzaga – de Pai para Filho/2012, Xingu/2012, Estomago/2007).
 
A Coleção Invisível: Drama, dirigido pelo Frances radicado na Bahia Bernard Attal, e gravado na cidade de Itajuípe. Protagonizado por Vladimir Brichta e Walmor Chagas (que faleceu pouco antes da estreia no circuito comercial). Em 2012 participou da Première Brasil do Festival do Rio. No festival de Gramado, levou o premio de Melhor Filme pelo Juri Popular, Melhor Atriz Coadjuvante e Melhor Ator Coadjuvante. O longa também recebeu o Prêmio de Melhor Filme no Fest-In de Lisboa.
 
Trampolim do Forte: Participou de festivais na Europa, EUA e Africa. Também em Israel e no Canadá, além de diversos festivais e mostras dentro do Brasil, incluindo o Festival Internacional de Cinema do Rio. Foi premiado em Lisboa, no Festival dos Sertões (Piauí) e no Prêmio Globo Filmes de Desenvolvimento de Roteiro. É uma co-produção entre Brasil e Alemanha, dirigido pelo baiano João Rodrigo Mattos. Zéu Brito, Luis Miranda e Marcélia Cartaxo fazem parte do elenco.
 
Filhos de João, O Admirável Mundo Novo Baiano: O documentário do diretor Henrique Dantas ganhou o prêmio de Melhor Filme pelo Júri Popular e o Prêmio do Juri no Festival de Brasília. Melhor Direção de Longa Documentário no Fest Cine Goiânia, Melhor Filme pelo Juri Popular no Festival Iberoamericano de Cinema de Sergipe e no Festival Internacional do Documentário Musical.
 
Menino da Gamboa: O curta que estreou na Première Brasil do Festival Rio 2014, foi totalmente filmado na praia de Gamboa do Morro, na Ilha de Tinharé, litoral sul da Bahia. Já rodou por diversos festivais Brasil adentro e levou alguns prêmios como o de Melhor Filme Baiano no X Panorama Coisa de Cinema e o de Melhor Direção no 24o Cine Ceará, além de fazer parte da Seleção Oficial do 36o Festival de Havana e do XI Festival Internacional de Cortos de Talca, no Chile.
 
Joelma: Premiado pelo público como melhor curta-metragem nacional no 19o Festival Mix Brasil e avaliado pela crítica do Estadão como “um documento importante para a cinematografia LGBT do país” Joelma é mais uma amostra do bom cinema que a Bahia vem produzindo nos últimos anos.
 
Carranca: Além de ter participado da seleção oficial do 25o Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo no ano passado, o curta participou da Mostra competitiva no 42o Festival de Cinema de Gramado, onde arrematou dois Kikitos, o de Melhor Atriz e Melhor Ator.

Os alunos do Professor Silas Nascimento deram mais um show de talento e dedicação. Com um excelente repertório tocando músicas de grandes nomes da MPB e do Pop Rock, ganharam aplausos de mais de 100 pessoas que foram prestigiar o evento.

 
Compondo a banda estavam Jeferson Moura, no Contrabaixo, Jaíne Rodrigues, no violão, Leo Santos, no violão, Caio Harmones, na guitarra e Ellen e Silas, na voz. 
 
A apresentação contou com o apoio da Prefeitura Municipal de Itacaré, através da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer. ASSECOM (Assessoria de comunicação)